Ibope e Datafolha: Eunício mantém liderança - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

Ibope e Datafolha: Eunício mantém liderança

Por Wanfil em Eleições 2014

04 de outubro de 2014

As pesquisas dos institutos Ibope e Datafolha divulgadas neste sábado variam um pouco numericamente – afinal, são metodologias distintas -, mas convergem na essência, tanto no Ceará como nos levantamentos nacionais. O quadro geral é mais ou menos o seguinte:

Ceará
Governo do Estado: as eleições podem ser definidas no primeiro turno, já que Eunício Oliveira (PMDB) aparece como o preferido de aproximadamente metade dos eleitores. Para vencer neste domingo sem precisar de segundo turno, o candidato precisa de 50% dos votos mais um. Segundo o Ibope Eunício tem 50% dos votos válidos e pelo Datafolha marca 49%. Camilo Santana (PT), seu principal concorrente tem 44% de votos válidos no Ibope e 45% no Datafolha.

Senado: Os dois institutos apontam vitória de Tasso Jereissati (PSDB) com ampla vantagem sobre Mauro Filho (PROS), candidato apoiado pelo governador Cid Gomes. Levando em consideração os votos válidos, Tasso tem 72% no datafolha e 68% no Ibope. Está virtualmente eleito.

Brasil
No cenário nacional, Dilma Rousseff (PT) continua liderando, estabilizada com 44% no Datafolha e 46% no Ibope. A novidade apontada pelos dois institutos é a virada de Aécio Neves, que caminha para ser o adversário da presidente no segundo turno. Nessas simulações, o tucano já aparece bem próximo da petista. São oito pontos no Ibope (45% a 37%) e seis pontos no Datafolha (48% a 42%).

Mudanças
Dessas movimentações é possível concluir que as pesquisas realizadas desde os protestos de junho de
2013 estavam certas: o eleitor quer mudanças. Sendo mais preciso, vendo o desempenho dos candidatos nessa campanha, é possível dizer que o brasileiro procura por alguém que possa apontar mudanças, mas sem rupturas traumáticas.

No plano nacional chegou a flertar intensamente com uma terceira via, mas receoso, tende agora a voltar procurar abrigo na conhecida polarização entre PSDB e PT.

Já no Ceará, dois pontos merecem destaque. Primeiro, a provável eleição de Tasso quebra um tabu, já que o candidato não conta com o apoio do governador. Segundo, Eunício chega à reta final liderando, contra a força das máquinas estadual e da prefeitura de Fortaleza. Como seu partido esteve na base do governo, pode acenar como mudança sem risco de descontinuidade a programas oficiais que agradam o eleitor.

Resta agora aguardar para ver se as urnas confirmam as tendências apontadas pelas pesquisas dos dois maiores institutos do país.

Publicidade aqui

leia tudo sobre

Ibope e Datafolha: Eunício mantém liderança

Por Wanfil em Eleições 2014

04 de outubro de 2014

As pesquisas dos institutos Ibope e Datafolha divulgadas neste sábado variam um pouco numericamente – afinal, são metodologias distintas -, mas convergem na essência, tanto no Ceará como nos levantamentos nacionais. O quadro geral é mais ou menos o seguinte:

Ceará
Governo do Estado: as eleições podem ser definidas no primeiro turno, já que Eunício Oliveira (PMDB) aparece como o preferido de aproximadamente metade dos eleitores. Para vencer neste domingo sem precisar de segundo turno, o candidato precisa de 50% dos votos mais um. Segundo o Ibope Eunício tem 50% dos votos válidos e pelo Datafolha marca 49%. Camilo Santana (PT), seu principal concorrente tem 44% de votos válidos no Ibope e 45% no Datafolha.

Senado: Os dois institutos apontam vitória de Tasso Jereissati (PSDB) com ampla vantagem sobre Mauro Filho (PROS), candidato apoiado pelo governador Cid Gomes. Levando em consideração os votos válidos, Tasso tem 72% no datafolha e 68% no Ibope. Está virtualmente eleito.

Brasil
No cenário nacional, Dilma Rousseff (PT) continua liderando, estabilizada com 44% no Datafolha e 46% no Ibope. A novidade apontada pelos dois institutos é a virada de Aécio Neves, que caminha para ser o adversário da presidente no segundo turno. Nessas simulações, o tucano já aparece bem próximo da petista. São oito pontos no Ibope (45% a 37%) e seis pontos no Datafolha (48% a 42%).

Mudanças
Dessas movimentações é possível concluir que as pesquisas realizadas desde os protestos de junho de
2013 estavam certas: o eleitor quer mudanças. Sendo mais preciso, vendo o desempenho dos candidatos nessa campanha, é possível dizer que o brasileiro procura por alguém que possa apontar mudanças, mas sem rupturas traumáticas.

No plano nacional chegou a flertar intensamente com uma terceira via, mas receoso, tende agora a voltar procurar abrigo na conhecida polarização entre PSDB e PT.

Já no Ceará, dois pontos merecem destaque. Primeiro, a provável eleição de Tasso quebra um tabu, já que o candidato não conta com o apoio do governador. Segundo, Eunício chega à reta final liderando, contra a força das máquinas estadual e da prefeitura de Fortaleza. Como seu partido esteve na base do governo, pode acenar como mudança sem risco de descontinuidade a programas oficiais que agradam o eleitor.

Resta agora aguardar para ver se as urnas confirmam as tendências apontadas pelas pesquisas dos dois maiores institutos do país.