Fortaleza tem novo prefeito. E agora? 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

Fortaleza tem novo prefeito. E agora?

Por Wanfil em Eleições 2012

28 de outubro de 2012

Divulgado o resultado das urnas com a vitória de Roberto Cláudio para a Prefeitura de Fortaleza, não faltarão falsos profetas analisando causas que o expliquem. Geralmente são palpites inócuos e servem apenas de adorno ao noticiário. O fato é que ainda é cedo para projeções e tarde para conselhos eleitorais. O que importa agora, passada a festa de quem ganha e o lamento de quem perde, é voltar à realidade que aguarda o novo prefeito a partir desta segunda-feira.

Divisão

A pequena diferença entre o prefeito eleito Roberto Cláudio (PSB) e o derrotado nas urnas Elmano de Freitas (PT), de apenas seis pontos (53% a 47%), repete o desenho político esboçado ainda no primeiro turno: um eleitorado dividido.

Assim, apesar da vitória, Roberto Cláudio assume de certa forma sob o signo da desconfiança de quase metade dos eleitores. O desempenho de Elmano de Freitas, que foi mais longe do que indicavam as pesquisas de avaliação da gestão por ele representada, indica que há um patrimônio eleitoral que o PT deve buscar preservar.

Isso não diminui a legitimidade do processo, evidente, mas é um dado que deve ser levado em consideração tanto pelo gestor eleitor, como pelo grupo que perde. Para o que ganha para evitar a soberba e para como estímulo contra eventuais irresponsabilidades.

Dúvidas

Sobre o futuro governo Roberto Cláudio, algumas dúvidas pairam no ar:  Roberto Cláudio conseguirá imprimir uma liderança própria?   O PT será oposição na capital e aliado em âmbito estadual? A prefeita Luizianne Lins promoverá um processo de transição organizado ou se fechará em ressentimento? O correto é contribuir para que a futura equipe de governo possa ter acesso a todas as informações necessárias para iniciar o seu trabalho da melhor forma possível. Seria incontestável prova de maturidade e transparência, que no entanto está condicionada ao esquecimento da animosidade do processo eleitoral, em respeito à decisão das urnas.

Certeza

Depois da festa, o desafio. Diante das naturais dúvidas que se colocam sobre um novo governo, sobretudo sobre um novo gestor, a maior certeza que existe no momento é que toda a expectativa gerada com a construção da imagem de Roberto Cláudio como político capaz de imprimir um ritmo intenso de ações e obras, especialmente nas áreas de educação e saúde, lhe deverá ser devidamente cobrada. É esperar para ver.

Publicidade aqui

Fortaleza tem novo prefeito. E agora?

Por Wanfil em Eleições 2012

28 de outubro de 2012

Divulgado o resultado das urnas com a vitória de Roberto Cláudio para a Prefeitura de Fortaleza, não faltarão falsos profetas analisando causas que o expliquem. Geralmente são palpites inócuos e servem apenas de adorno ao noticiário. O fato é que ainda é cedo para projeções e tarde para conselhos eleitorais. O que importa agora, passada a festa de quem ganha e o lamento de quem perde, é voltar à realidade que aguarda o novo prefeito a partir desta segunda-feira.

Divisão

A pequena diferença entre o prefeito eleito Roberto Cláudio (PSB) e o derrotado nas urnas Elmano de Freitas (PT), de apenas seis pontos (53% a 47%), repete o desenho político esboçado ainda no primeiro turno: um eleitorado dividido.

Assim, apesar da vitória, Roberto Cláudio assume de certa forma sob o signo da desconfiança de quase metade dos eleitores. O desempenho de Elmano de Freitas, que foi mais longe do que indicavam as pesquisas de avaliação da gestão por ele representada, indica que há um patrimônio eleitoral que o PT deve buscar preservar.

Isso não diminui a legitimidade do processo, evidente, mas é um dado que deve ser levado em consideração tanto pelo gestor eleitor, como pelo grupo que perde. Para o que ganha para evitar a soberba e para como estímulo contra eventuais irresponsabilidades.

Dúvidas

Sobre o futuro governo Roberto Cláudio, algumas dúvidas pairam no ar:  Roberto Cláudio conseguirá imprimir uma liderança própria?   O PT será oposição na capital e aliado em âmbito estadual? A prefeita Luizianne Lins promoverá um processo de transição organizado ou se fechará em ressentimento? O correto é contribuir para que a futura equipe de governo possa ter acesso a todas as informações necessárias para iniciar o seu trabalho da melhor forma possível. Seria incontestável prova de maturidade e transparência, que no entanto está condicionada ao esquecimento da animosidade do processo eleitoral, em respeito à decisão das urnas.

Certeza

Depois da festa, o desafio. Diante das naturais dúvidas que se colocam sobre um novo governo, sobretudo sobre um novo gestor, a maior certeza que existe no momento é que toda a expectativa gerada com a construção da imagem de Roberto Cláudio como político capaz de imprimir um ritmo intenso de ações e obras, especialmente nas áreas de educação e saúde, lhe deverá ser devidamente cobrada. É esperar para ver.