Olha a refinaria do Ceará! Onde? Ali, naquele factoide de ano eleitoral! - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

Olha a refinaria do Ceará! Onde? Ali, naquele factoide de ano eleitoral!

Por Wanfil em Ceará

27 de Janeiro de 2014

Há pouco mais de três anos, no final de dezembro de 2010, o ex-presidente Lula veio ao Ceará lançar a pedra fundamental de uma refinaria da Petrobras. Os mais entusiasmados viram no episódio a materialização de um sonho antigo que virou promessa de destaque na campanha nas eleições do próprio Lula e de Dilma Rousseff. Na ocasião, não faltaram pompas e circunstâncias, palanques e aplausos, além das matérias de sempre, dando conta dos bilhões que seriam investidos na construção de uma das maiores siderúrgicas do mundo.

Enquanto esse porvir radiante não chega, nada, nadinha mesmo que se pareça com uma refinaria, aconteceu. Certo mesmo, somente a reedição sistemática da mesma promessa em períodos eleitorais.

Agora… não vai!

Agora o governo do Estado anunciou que a Petrobras deu entrada no pedido de Licença de Instalação para o empreendimento junto à Secretaria do Meio Ambiente. Fica a impressão, portanto, de que agora finalmente a coisa vai, ou como diz o governo estadual, “mais um passo foi dado”. E tome de novo a conversa de que serão tantos bilhões, milhares de empregos, um novo amanhecer…

No mundo real, é o seguinte: o governo federal não consegue nem sequer fazer uma reforma no Aeroporto Pinto Martins. Faltando pouco mais de quatros meses para a Copa do Mundo, o ministro Valmir Lopes, do Tribunal de Contas da União, veio ao Ceará dizer que em virtude disso, os gestores responsáveis poderão ser multados. Ora, esqueceram de avisar ao ministro de que, a essa altura, o próprio TCU está atrasado na fiscalização. Já era! Teremos um puxadinho de lona para receber turistas. Quem multa os aplicadores de multa?

Aliás, aproveitando a deixa, lembro ao distinto TCU que atraso por atraso, existem outros bem mais graves, como a Transposição do Rio São Francisco, que deveria ter sido concluída em 2010 e que ainda está pela metade, custando (ó surpresa!) o dobro da previsão de custos inicial. Mais do que prejuízos financeiros, o problema maior é ver o futuro do Estado comprometido.

Já me comprometi na Tribuna Bandnews, onde tenho uma coluna diária, que toda vez que o governo federal e seus amedrontados parceiros estaduais tentassem emplacar um factoide sobre a refinaria, eu denunciaria a conversa fiada.

Então é o seguinte: se demoraram 12 anos para conseguir uma simples licença ambiental – e dado o perfil de inoperância da gestão Dilma, sobretudo em relação ao Ceará –, não será agora, nem nos próximos quatro anos, em caso de reeleição, que essa dívida será quitada.

Publicidade aqui

Olha a refinaria do Ceará! Onde? Ali, naquele factoide de ano eleitoral!

Por Wanfil em Ceará

27 de Janeiro de 2014

Há pouco mais de três anos, no final de dezembro de 2010, o ex-presidente Lula veio ao Ceará lançar a pedra fundamental de uma refinaria da Petrobras. Os mais entusiasmados viram no episódio a materialização de um sonho antigo que virou promessa de destaque na campanha nas eleições do próprio Lula e de Dilma Rousseff. Na ocasião, não faltaram pompas e circunstâncias, palanques e aplausos, além das matérias de sempre, dando conta dos bilhões que seriam investidos na construção de uma das maiores siderúrgicas do mundo.

Enquanto esse porvir radiante não chega, nada, nadinha mesmo que se pareça com uma refinaria, aconteceu. Certo mesmo, somente a reedição sistemática da mesma promessa em períodos eleitorais.

Agora… não vai!

Agora o governo do Estado anunciou que a Petrobras deu entrada no pedido de Licença de Instalação para o empreendimento junto à Secretaria do Meio Ambiente. Fica a impressão, portanto, de que agora finalmente a coisa vai, ou como diz o governo estadual, “mais um passo foi dado”. E tome de novo a conversa de que serão tantos bilhões, milhares de empregos, um novo amanhecer…

No mundo real, é o seguinte: o governo federal não consegue nem sequer fazer uma reforma no Aeroporto Pinto Martins. Faltando pouco mais de quatros meses para a Copa do Mundo, o ministro Valmir Lopes, do Tribunal de Contas da União, veio ao Ceará dizer que em virtude disso, os gestores responsáveis poderão ser multados. Ora, esqueceram de avisar ao ministro de que, a essa altura, o próprio TCU está atrasado na fiscalização. Já era! Teremos um puxadinho de lona para receber turistas. Quem multa os aplicadores de multa?

Aliás, aproveitando a deixa, lembro ao distinto TCU que atraso por atraso, existem outros bem mais graves, como a Transposição do Rio São Francisco, que deveria ter sido concluída em 2010 e que ainda está pela metade, custando (ó surpresa!) o dobro da previsão de custos inicial. Mais do que prejuízos financeiros, o problema maior é ver o futuro do Estado comprometido.

Já me comprometi na Tribuna Bandnews, onde tenho uma coluna diária, que toda vez que o governo federal e seus amedrontados parceiros estaduais tentassem emplacar um factoide sobre a refinaria, eu denunciaria a conversa fiada.

Então é o seguinte: se demoraram 12 anos para conseguir uma simples licença ambiental – e dado o perfil de inoperância da gestão Dilma, sobretudo em relação ao Ceará –, não será agora, nem nos próximos quatro anos, em caso de reeleição, que essa dívida será quitada.