O tatuzão da paciência: "diga ao povo que logo mais" - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

O tatuzão da paciência: “diga ao povo que logo mais”

Por Wanfil em Assembleia Legislativa

29 de Março de 2017

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) denunciou o roubo de peças das tuneladoras – mais conhecidas como tatuzões – adquiridas pelo Governo do Ceará para escavações na Linha Leste do Metrô de Fortaleza. O caso trouxe de volta a polêmica sobre a inusitada compra desse equipamento, ainda em 2013.

Desde então, os tatuzões de Cid Gomes, adquiridos por US$ 66,7 milhões cada, estão parados. Ninguém sabe ao certo se ainda funcionarão, pois o equipamento exige caríssima manutenção. Governistas, porém, não dão o braço a torcer e continuam a elogiar a compra das tuneladoras, que ao lado do Hospital Regional do Sertão Central e do Acquário Ceará estão entre os maiores exemplos de falta de planejamento da história da gestão pública estadual. 

Matéria do Diário do Nordeste publicada nesta quarta-feira (29) reproduz fala do líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Evandro Leitão (PDT), garantindo que os tatuzões estão bem conservados: “Só teremos absoluta convicção se estão aptas quando colocarmos para funcionar. Aí veremos se a manutenção dada tornará, ou não, os equipamentos eficazes”. O raciocínio é um tanto peculiar: ao ser categórico, o desafio não deixa de revelar certa dúvida.

Na mesma reportagem, o deputado Julinho, do mesmo PDT, ressalta a importância dos tatuzões: “Os técnicos garantem que as tuneladoras estão aptas a começarem a operação da linha leste. E o povo tenha certeza que logo mais essa obra importante para mobilidade urbana estará em plena execução”. Quando? Logo mais…

Pois é meus amigos e amigas, ficamos assim: “Logo mais” poderemos ter “absoluta convicção” de que nosso dinheiro foi, literalmente, para o buraco.

Publicidade aqui

O tatuzão da paciência: “diga ao povo que logo mais”

Por Wanfil em Assembleia Legislativa

29 de Março de 2017

O deputado estadual Heitor Férrer (PSB) denunciou o roubo de peças das tuneladoras – mais conhecidas como tatuzões – adquiridas pelo Governo do Ceará para escavações na Linha Leste do Metrô de Fortaleza. O caso trouxe de volta a polêmica sobre a inusitada compra desse equipamento, ainda em 2013.

Desde então, os tatuzões de Cid Gomes, adquiridos por US$ 66,7 milhões cada, estão parados. Ninguém sabe ao certo se ainda funcionarão, pois o equipamento exige caríssima manutenção. Governistas, porém, não dão o braço a torcer e continuam a elogiar a compra das tuneladoras, que ao lado do Hospital Regional do Sertão Central e do Acquário Ceará estão entre os maiores exemplos de falta de planejamento da história da gestão pública estadual. 

Matéria do Diário do Nordeste publicada nesta quarta-feira (29) reproduz fala do líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Evandro Leitão (PDT), garantindo que os tatuzões estão bem conservados: “Só teremos absoluta convicção se estão aptas quando colocarmos para funcionar. Aí veremos se a manutenção dada tornará, ou não, os equipamentos eficazes”. O raciocínio é um tanto peculiar: ao ser categórico, o desafio não deixa de revelar certa dúvida.

Na mesma reportagem, o deputado Julinho, do mesmo PDT, ressalta a importância dos tatuzões: “Os técnicos garantem que as tuneladoras estão aptas a começarem a operação da linha leste. E o povo tenha certeza que logo mais essa obra importante para mobilidade urbana estará em plena execução”. Quando? Logo mais…

Pois é meus amigos e amigas, ficamos assim: “Logo mais” poderemos ter “absoluta convicção” de que nosso dinheiro foi, literalmente, para o buraco.