Ao leitor Archives - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

Ao leitor

Focus Jangadeiro: mais que um projeto, um compromisso

Por Wanfil em Ao leitor

19 de julho de 2018

O Sistema Jangadeiro e o site Focus.Jor, do jornalista Fábio Campos, referência na análise política no impresso cearense e agora empreendedor digital, deram início a um projeto para a cobertura da eleições deste ano. Nessa parceria, como colunista político da Jangadeiro, represento os veículos do grupo. Não escrevi a respeito antes porque estava justamente imerso nos preparativos para as novidades.

O projeto vai muito além do programa Focus Jangadeiro, que estreou ontem na Tribuna Band News (101.7) e Rede Jangadeiro FM (para o interior). A experiência de convergência entre as plataformas Jangadeiro agora se expande para o compartilhamento de conteúdo e audiência com um site especializado em cobertura política, jurídica e econômica. Portal, site, redes sociais, rádios e televisão integrados para levar ao público informação e análise de qualidade.

Para mim, particularmente, uma dupla satisfação, pela responsabilidade confiada e pela oportunidade de trabalhar novos horizontes com pessoas que admiro na Focus e na Jangadeiro. Mais que um projeto inovador, é um compromisso. E isso é o principal. Compromisso com o bom jornalismo, com valores anunciados, entre os quais, as liberdades individuais e o empreendedorismo.

Não existe assunto tabu ou veto a convidados. Tudo e todos podem ser abordados, mas sempre a partir de uma premissa inegociável: o equilíbrio ao colocar os temas que tanto despertam paixões nos dias de hoje. Para falar – e até criticar – com proveito para leitores, ouvintes e telespectadores, é preciso ouvir com respeito.

O projeto está aberto, em construção. Sugestões serão lidas com carinho. Críticas também. O nosso compromisso, afinal, também – e principalmente – é com você.

Publicidade

Uma pausa no blog para a campanha “Ajude a Larinha a vencer esta batalha”

Por Wanfil em Ao leitor

13 de setembro de 2017

Li no jornal Diário do Nordeste que a família da jovem Lara Virgínia Torquato (foto), que por causa de uma leucemia precisou transplantar a medula óssea, iniciou uma campanha para custear outro tratamento, agora contra uma síndrome que ataca pacientes transplantados. O valor total do tratamento é de aproximadamente R$ 180 mil (R$ 15 mil por cada caixa do medicamento Ruxolitinib). É uma corrida contra o tempo. Doações podem ser feitas na página Ajude a Larinha a vencer esta batalha.

Meu pai, o jornalista Wanderley Pereira, fez um transplante de coração em 2014. Infelizmente, ele não resistiu a uma série de infecções hospitalares após a operação. Mas adurante a espera pela doação, um ano, algumas das lembranças que mais marcaram minha família dizem respeito à solidariedade de amigos, colegas de trabalho, parentes e até de pessoas que nunca vimos (como a família que doou o coração de um ente querido para nos presentear com esperança), além daquelas que conhecemos nesse processo, as enfermeiras, os médicos e outros pacientes e seus acompanhantes. Precisar de ajuda e encontrá-la sem dar nada em troca é algo tão sublime que é difícil até mesmo de explicar.

Ao ver o esforço da família de Lara lembrei-me do conforto que aquela solidariedade deu a nós, familiares, e a ele, paciente. A maioria dos que ajudaram certamente deve achar que fez pouco, sem saber o imenso valor de cada visita, telefonema, ajuda material ou emocional. Nada foi em vão. Dessa experiência meu pai ainda escreveu um livro intitulado “Cura Teu Coração”, para mostrar como enfermidades do corpo podem servir de remédio para a alma de todos que vivem ou viveram situação semelhante. Todos: os que doam e os que recebem.

E por isso resolvi dar um tempo nos assuntos habituais aqui do blog para falar de Lara e da oportunidade de sermos realmente solidários. Quem puder ajudá-la, com qualquer valor, pode ir na página que mencionei ou transferir diretamente para uma das seguintes contas apontadas na matéria do Diário. Quem não puder, ajude a espalhar esse pedido. Estamos na torcida.

Banco Itaú
Agência: 3827
Conta: 38922-6
Nome: Maria das Vitórias Torquato

Banco Santander
Agência: 4458
Conta: 01013680-0
Nome: Francisco Fábio de Oliveira Sousa

Banco do Brasil
Agência: 4376-1
Conta: 12044-8
Nome: Antônia C Torquato

 

Publicidade

Pausa rápida

Por Wanfil em Ao leitor

25 de julho de 2016

O blog estará em recesso por uma semana, para um rápido descanso. Caso nada de excepcional aconteça, volto no início de agosto, ou seja, na próxima segunda-feira.

Obrigado pela confiança e até breve!

Wanderley

leia tudo sobre

Publicidade

Uma breve reflexão sobre 2015 e votos para um feliz 2016

Por Wanfil em Ao leitor

31 de dezembro de 2015

Todo ano em nossas vidas constitui um conjunto de oportunidades e aprendizados, alguns bons, outros ruins, mas que ao final, são sempre uma soma. Nesse circuito de altos e baixos, alguns anos deixam saudades e outros nascem sob o signo da esperança ou da incerteza. A nós cronistas cabe registrar os momentos que sintetizam, ou qualificam, o tempo vivido em nossas respectivas áreas de atuação nesse período. Sendo assim, vamos lá.

A Lava jato e as crises política e econômica
O ano de 2015 pode ser marcado, na política, pela confluência dos seguintes acontecimentos: recessão econômica profunda e sem perspectiva de melhora no curto prazo; crise fiscal e rombo nas contas públicas; impopularidade recorde da presidente Dilma Rousseff; Operação Lava Jato, com a inédita prisão de alguns dos maiores empreiteiros do país, de um banqueiro e de um senador; ameaça de impeachment e de cassação da presidente Dilma; ameaça de cassação e prisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e do presidente do Senado, Renan Calheiros.

Os principais partidos do país estão na seguinte situação: PT acuado, PMDB rachado, PSDB perdido. O resto orbitar em torno desse núcleo.

Nos estados e municípios, a apreensão é imensa, com riscos de colapso fiscal em 2016, caso os repasses federais continuem represados.

Cid no ministério
No Ceará, tivemos a nomeação de Cid Gomes para o Ministério da Educação e sua queda, por questões políticas, apenas três meses depois. Cid não gosta de Eduardo Cunha, que anunciou sua demissão ao vivo em rede de televisão após ser chamado de achacador por Cid em sessão no Congresso. O fato rendeu elogios ao ex-governador, já que Cunha é quase tão impopular quanto Dilma, mas de nada ajudou a Educação. Por falar em Ferreira Gomes, a família mudou mais uma vez de partido e agora foi para o PDT, levando consigo seus comandados.

Golpe da refinaria
Em 2015 os cearenses ficaram sabendo, logo no início, que a promessa de uma refinaria da Petrobras foi uma mentira. Fomos miseravelmente enganados. Depois, descobriu-se que a obra nem sequer tinha registro e autorização na Agência Nacional de Petróleo. Se não falta quem enfrente Cunha no Ceará, não apareceu um governista para responsabilizar Dilma e Lula pelo estelionato eleitoral. Ficou tudo por isso mesmo. É o que chamei de “indignação seletiva”.

Seca, saúde e segurança
Camilo Santana, correligionário de Dilma e aliado de Cid, foi eleito governador, com três grandes desafios: segurança, seca e saúde. Na segurança, Camilo pacificou a relação do governo com os policiais militares, feito que merece destaque, e conseguiu reduzir o índice de homicídios que aumentava há 17 anos, com notória intensidade nos oito anos de Cid. Na seca, fez o que pode fazer quem recebe uma herança maldita: correu para viabilizar ações de emergência, enquanto aguarda a conclusão da transposição do São Francisco, eternamente adiada e prevista agora para 2016. Na saúde está a maior fragilidade da gestão. Além das tradicionais superlotações, a falta de insumos angustiou médicos e pacientes. O governo do Estado encerra o ano cobrando os repasses federais que deixaram de vir ao Ceará.

A esperança
Muitos outros acontecimentos contribuíram para deixar 2015 com cara de ano perdido na política. Como 2016 é ano de eleição, para quem é situação resta conviver com a difícil tarefa de tentar não ser alvo da insatisfação popular com as crises. Para quem é oposição, é a oportunidade de se apresentar como mudança. Para ser justo, 2015 tem na Lava Jato a luz de esperança para uma reconstrução política do Brasil. Velhos esquemas estão ruindo e até o ex-presidente Lula foi obrigado a depor na Polícia Federal. Isso não é obra de governantes, mas de um amadurecimento natural e progressivo das instituições democráticas. Que em 2016, se faça justiça e que a justiça sirva de exemplo para novos gestores.

Obrigado
Encerro por aqui agradecendo aos leitores por mais um ano juntos. Ano que vem volto com a coluna Política na Tribuna Band News, com o Revista Jangadeiro na Jangadeiro FM e claro, aqui no blog, meu lazer, embora pareça trabalho.

Portanto, um 2016 de paz, saúde, realizações para todos nós; um ano novo de melhorias para o Ceará e para o Brasil, mesmo que para isso sejam necessários vivenciar alguns traumas; um porvir de união, esperança e crescimento espiritual para os brasileiros. O resto, a gente corre atrás. Grande abraço!

Wanfil

 

leia tudo sobre

Publicidade

Pausa breve

Por Wanfil em Ao leitor

23 de dezembro de 2014

Amigos,

Após um ano turbulento o momento é de pausa. Estou de recesso por alguns dias até o começo de janeiro. As colunas na rádio Tribuna Band News FM (101.7) e no Jornal Jangadeiro 2ª edição, da TV Jangadeiro, voltam no dia 5. Aqui pelo blog o ritmo diminui, mas escrevo pontualmente, a depender dos acontecimentos e do calendário (preparei um post de Natal e outro de Ano Novo).

Profissionalmente, o ano de 2014 foi espetacular. Só tenho a agradecer ao Sistema Jangadeiro e, principalmente, a você que nos acompanha. Ano que vem tem mais. Grande abraço e até logo.

leia tudo sobre

Publicidade

Dilma despenca e oposição cria CPI da Petrobras: bom para Eunício e ruim para Cid

Por Wanfil em Ao leitor

28 de Março de 2014

Amigos, por razão de viagem, ficarei sem postar até a próxima segunda, quando volto para falar a respeito da novela “Cid e Eunício na sucessão estadual”. Adianto apenas que ninguém é de ninguém até junho, quando serão feitas as convenções partidárias. E, só para lembrar, a CPI da Petrobras aprovada no Senado enfraquece o PT e fortalece o PMDB, que passa a ser o fiel da balança para blindar Dilma. Dito de outra forma: onde for obrigado a escolher entre o PROS e o PMDB, o PT ficará com o segundo, que é sua proteção na CPI. Já o PROS não é nada. Sigla de aluguel sem expressão. Portanto, entre o projeto de Eunício Oliveira e o dos Ferreira Gomes, Dilma estará forçada a não desagradar a cúpula peemedebista. Como dizia Nelson Rodrigues, não se faz política e futebol só com bons sentimentos.

Além disso, o governo Dilma também despencou nas pesquisas, o que reduz o peso de seu apoio pessoal a candidatos regionais. Segundo o Ibope, em levantamento divulgado na quinta, entre março de 2013 e março de 2014, a aprovação ao governo federal caiu de 63% para 36%. Queda livre. Só para efeito de comparação, quando Lula disputou a reeleição (definida no segundo turno), seu governo tinha, faltando sete meses para a disputa, 75% de aprovação. Do jeito que a coisa vai, os candidatos aos governos estaduais precisam calcular bem os riscos de vinculação de imagem com Dilma. Dito de outra forma: adversários e aliados que pretendem lançar candidaturas sem as bênçãos do Planalto estão mais animados.

O ambiente econômico nacional deteriorou e o Brasil foi rebaixado por agências internacionais. No empresariado, inclusive aqui no Ceará, há muita desconfiança e boatos de fuga de capitais. O crescimento é pequeno e a inflação está aí. Bancos anunciam ais investidores sobre a necessidade de um intenso ajuste fiscal em 2015 nas contas públicas.

Como a oposição é fraca em todos os níveis, resta concluir que as alianças governistas têm como maiores adversários suas próprias vicissitudes. Na raiz de todo o desgosto e instabilidade dessas relações estão os nossos velhos conhecidos: o clientelismo e o fisiologismo, os melhores caminhos para a incompetência administrativa.

É isso. Abraço e até segunda.

Publicidade

A parceria Tribuna do Ceará e UOL

Por Wanfil em Ao leitor

15 de outubro de 2013

Caros, o portal Tribuna do Ceará, casa deste blog, tem agora uma parceria com o UOL, o maior portal do Brasil. Mérito da equipe, que promete mais novidades em 2014.

Continua tudo igual para o leitor habitual. A diferença é que os textos agora ganham mais visibilidade e, portanto, mais leitores. No entanto, por causa de alterações técnicas, os textos mais antigos perderam os indicadores de compartilhamento nas redes. Por exemplo: o post anterior a este (sobre arrastões em Fortaleza), que registrava perto de 600 compartilhamentos só no Facebook, passou, desde o domingo, a contar do zero esse indicador. Nada que afete o arquivo do blog. Os textos, as polêmicas, as brigas e os elogios estão todos aí devidamente guardados.

No mais, aproveito para agradecer a companhia de leitores e colegas de trabalho, bem como suas sugestões e críticas. Procuro levar tudo em consideração, para buscar equilíbrio, mas com o cuidado de não cair na tentação (ou seria medo mesmo?), tão comum por aí, de querer agradar alguém em particular ou mesmo a todos simultaneamente.

Obrigado e um grande abraço,

Wanderley Filho – Wanfil

Publicidade

O início

Por Wanfil em Ao leitor

26 de Março de 2012

O propósito deste blog é contribuir com a reflexão política, observando as questões locais e suas relações com os acontecimentos nacionais, não necessariamente nessa ordem. Aqui o pensamento é autônomo e não se deixa tutelar, nem patrulhar, assim como não pretende tutelar ou patrulhar o pensamento alheio. Isso não significa ausência de crítica, pelo contrário, indica disposição para o debate. 

Por isso escolhi a frase do filósofo romano Plutarco, que viveu pouco depois de Cristo: A mente é um fogo a ser aceso, não um vaso a preencher. É a exata diferença entre a curiosidade de quem deseja aprender e a tentação autoritária do doutrinação.

Neste espaço, a base de interpretação dos fatos converge, obrigatoriamente, como a defesa intransigente da democracia representativa e sua institucionalidade, com a economia de mercado, os direitos individuais, a ética e a moral cristã.

Aqui a isenção que serve ao proselitismo e que se submete a paixões partidárias não tem lugar, uma vez que o indivíduo não pode ser imparcial em relação às próprias crenças que cultiva. Isso não significa, em hipótese alguma, compromissos partidários ou ideológicos, que constituem verdadeiras prisões do pensamento.

Em suma, o compromisso deste blog é com o debate honesto, com premissas anunciadas, norteado por referenciais públicos e reconhecidos. Sejam bem-vindos e obrigado.

Wanderley Filho

leia tudo sobre

Publicidade

O início

Por Wanfil em Ao leitor

26 de Março de 2012

O propósito deste blog é contribuir com a reflexão política, observando as questões locais e suas relações com os acontecimentos nacionais, não necessariamente nessa ordem. Aqui o pensamento é autônomo e não se deixa tutelar, nem patrulhar, assim como não pretende tutelar ou patrulhar o pensamento alheio. Isso não significa ausência de crítica, pelo contrário, indica disposição para o debate. 

Por isso escolhi a frase do filósofo romano Plutarco, que viveu pouco depois de Cristo: A mente é um fogo a ser aceso, não um vaso a preencher. É a exata diferença entre a curiosidade de quem deseja aprender e a tentação autoritária do doutrinação.

Neste espaço, a base de interpretação dos fatos converge, obrigatoriamente, como a defesa intransigente da democracia representativa e sua institucionalidade, com a economia de mercado, os direitos individuais, a ética e a moral cristã.

Aqui a isenção que serve ao proselitismo e que se submete a paixões partidárias não tem lugar, uma vez que o indivíduo não pode ser imparcial em relação às próprias crenças que cultiva. Isso não significa, em hipótese alguma, compromissos partidários ou ideológicos, que constituem verdadeiras prisões do pensamento.

Em suma, o compromisso deste blog é com o debate honesto, com premissas anunciadas, norteado por referenciais públicos e reconhecidos. Sejam bem-vindos e obrigado.

Wanderley Filho