julho 2016 - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

julho 2016

Dica de leitura: Demian, de Hermann Hesse

Por Wanfil em Livros

31 de julho de 2016

Capa Demian V3 MFDica de livro do Wanfil: Demian, de Hermann Hesse, escritor alemão ganhador do Nobel, publicado em 1916. Fala da amizade entre o narrador, Emil Sinclair, de dez anos, e seu colega de escola Max Demian, crianças buscando descobrir o mundo e que permitem ao autor trabalhar reflexões sobre a natureza humana, num contexto em que a promessa de prosperidade do Século 19 entra em choque com as sombrias mazelas do Século 20, o mais sanguinário da História.

Simbolicamente, essa divisão é magistralmente retratada nas diferenças entre a segurança do lar e a imprevisibilidade das ruas, onde a regra é a luta pela sobrevivência. Daí o nome do primeiro capítulo ser “Dois mundos”. Segue um trecho, retirado ainda do prólogo do livro, em primeira pessoa:

Não é agradável a minha história, não é suave e harmoniosa como as histórias inventadas; sabe a insensatez e a confusão, a loucura e o sonho, como a vida de todos os homens que já não querem mais mentir para si mesmos.”

Literatura de qualidade é assim: resulta em exercício de autoavaliação (como indivíduo e como sociedade), com o ritmo instigante das histórias envolventes, distante da superficialidade das lições de autoajuda. Nada mais fundamental nesses tempos, quando as pessoas alardeiam certezas ao sabor de ideologias idiotizantes. Reparem que o trecho destacado acima não elogia os que não mentem para si mesmos, mas os que almejam essa condição. O ponto de inflexão está na vontade do sujeito. Até porque, como sabemos por experiência própria, a disposição de enfrentar nossos erros não é certeza de imunidade aos enganos.

Assim, o tentar, a busca por algo maior, o estado de alerta com os próprios atos e pensamentos e o compromisso com a essas intenções é o que pode distinguir o homem adulto daquele que aceita, passivamente, iludir-se como se fosse criança, porém, sem a inocência da idade.

Publicidade

Pausa rápida

Por Wanfil em Ao leitor

25 de julho de 2016

O blog estará em recesso por uma semana, para um rápido descanso. Caso nada de excepcional aconteça, volto no início de agosto, ou seja, na próxima segunda-feira.

Obrigado pela confiança e até breve!

Wanderley

leia tudo sobre

Publicidade

Terrorista no Ceará. Era só o que faltava

Por Wanfil em Brasil

21 de julho de 2016

A Polícia Federal prendeu 10 suspeitos de planejar um atentado terrorista no Brasil. O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, informou que o grupo é amador e um dos seus membros é do Ceará. Os nomes não foram revelados.

É muito provável que os suspeitos não passem de fracassados (social, psicológica e profissionalmente falando) em busca do que acreditam ser uma grande realização que possa compensar sua baixa autoestima. Esse é o perfil desses terroristas recrutados, segundo o psicólogo israelense Ariel Merari, estudioso do assunto. Fanáticos religiosos são os seus recrutadores, que não se arriscam nos atentados.

O fato de serem amadores e fracassados não deve ser menosprezado, pelo contrário. No mundo louco de hoje em dia, isso pode até potencializar o risco, como ficou provado no ataque em Nice, na França, quando um desses radicais recém-convertidos matou 80 pessoas com um caminhão.

De qualquer forma, já não bastassem os atentados contra ônibus, policiais e prédios públicos feitos pelo crime organizado, agora surge um terrorista no Ceará. Era só o que faltava.

 

Publicidade

Assembleia aprova imposto para cobrir contas do governo. É a Fazenda adotando “medidas inovadoras”!

Por Wanfil em Economia

20 de julho de 2016

O pintor Pieter Bruegel, o Jovem, já anunciava em 1616 as inovações que seriam adotadas pela Sefaz em 2016, na obra 'O Cobrador de Impostos'

O Cobrador de Impostos (de preto, à direita): em 1616, Pieter Bruegel, o Jovem, anunciava inovações que seriam adotadas pela Sefaz no Ceará 400 anos depois.

A Assembleia Legislativa aprovou nesta quarta-feira a criação do Fundo de Equilíbrio Fiscal do Estado, que institui cobrança de 10% do valor dos subsídios fiscais concedidos para empresas instaladas no Ceará.

Apesar da polêmica, governistas fizeram valer a maioria sobre a oposição. O curioso é que a matéria foi aprovada sem que houvesse, por parte do governo, uma estimativa de arrecadação com a iniciativa. Se existe, ainda é segredo.

No início do mês, o secretário da Fazenda, Mauro Filho, disse que cálculos estavam sendo feitos, o que é estranho, uma vez que a proposta já tramitava na Assembleia.

Ontem (19) a produção do Jornal Jangadeiro procurou a Secretaria da Fazenda para saber se existe algum número oficial sobre a expectativa de ganho com o imposto, mas não obteve resposta. A falta de transparência não surpreende. Basta lembrar o caso da refinaria. Um ano e meio depois de anunciada a desistência da Petrobras, inexplicavelmente o governo do Ceará não sabe dizer quanto gastou com a preparação para receber o projeto e por causa disso não cumpre a obrigação de pedir indenização.

De todo modo, agora está claro o que o secretário Mauro Filho quis dizer quando publicou no site da Confaz que “o Ceará, ao longo dos últimos anos conseguiu, com extremo rigor e medidas inovadoras de incremento da arrecadação, manter seu equilíbrio“, conforme registrado aqui no blog.

O governo, por iniciativa da Fazenda, empurra para a iniciativa privada, trabalhadores e consumidores, o ônus de corrigir o desequilíbrio das contas do Estado, gerido há anos por aliados que prometiam um novo tempo de crescimento sustentado, mas que, como se vê, aumentaram a dependência do Ceará em relação aos repasses federais.

Publicidade

A lógica do crime organizado contra o Estado do Ceará: imagem é tudo

Por Wanfil em Segurança

19 de julho de 2016

É óbvio que a recente onda de ataques contra delegacias, viaturas e ônibus são ações para desmoralizar a Segurança Pública no Ceará. Lembra a natureza das ações militares de guerrilha: não podendo eliminar o exército inimigo, o objetivo passa a ser destruir o moral de suas tropas, colocando a opinião pública em estado de alerta por causa do efeito psicológico dos atentados.

No caso mais recente, uma carta com ameaças ao governador Camilo Santana foi deixada com o motorista de um ônibus incendiado em Fortaleza. O texto, que também reclama da situação de “irmãos” nos presídios, é assinado pelo “Crime”, ou seja, sujeito indefinido e difuso que naturalmente infere medo na população.

Camilo afirma que tudo isso é uma reação do crime organizado contra a atual política de segurança. O secretário Delci Teixeira disse que as ordens partem dos presídios e que os responsáveis foram identificados, sem dar, porém, maiores detalhes. É normal o sigilo para não atrapalhar as investigações, coisa e tal, mas é preciso que o governo entenda que uma guerra de imagem está em curso. Os bandidos sabem que seus crimes serão noticiados e que haverá pressão sobre o Estado por respostas.

Assim, a demora em dar explicações precisas, quando não o silêncio como resposta de quem atua como se não precisasse dar satisfações ao público, como se isso fosse um favor, apenas alimentam a sensação de que as autoridades de segurança estão um passo atrás dos bandidos.

Publicidade

Anunciada delegacia contra crime organizado no Ceará: já não era sem tempo!

Por Wanfil em Segurança

18 de julho de 2016

Eu não vou responder a boatos e especulações irresponsáveis!”. Foi o que o governador do Ceará, Camilo Santana, disse em fevereiro deste ano, sobre a possível ação de facções criminosas do Rio de Janeiro e de São Paulo, que teriam assumido o controle do tráfico em bairros de Fortaleza.

No sábado passado, dia 16 de julho, após uma sequência constante de ataques a policiais, delegacias, prédios públicos e ônibus, além de rebeliões e fugas nos presídios, o governador anunciou “a criação imediata da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado do Ceará“, com a seguinte justificativa: “As ações criminosas das últimas horas contra prédios públicos e agentes de segurança são uma clara reação do crime às ações rigorosas realizadas pela nossa polícia”.

Boa medida. Talvez o governo tenha resistido a aceitar essa realidade por receio de perder o ganho de confiança obtido com a redução nos números de homicídios. Essa hesitação acarretou atraso considerável para a tomada de iniciativa, uma vez que as ações criminosas que a ensejaram não aconteceram apenas nas “últimas horas”, mas ao longo, no mínimo, dos últimos meses. E quando se trata de segurança, tempo é vida.

Publicidade

Datafolha 2018: brancos, nulos e indecisos lideram; Bolsonaro bate Ciro

Por Wanfil em Pesquisa

18 de julho de 2016

Pesquisa Datafolha divulgada no final de semana para o jornal Folha de São Paulo mostra que a soma das intenções para votos brancos, nulos e indecisos, variando entre 25% e 27% a depender do cenário, supera os percentuais alcançados pelos principais nomes que aprecem como possíveis candidatos para a disputa presidencial de 2018.

Lula e Aécio
Em seguida, no cenário com Marina (17%) e Aécio (14%), Lula aparece com até 22% das intenções. No entanto, o ex-presidente tem a maior rejeição (46%) e perde em todas as simulações de 2º turno (até para Geraldo Alckmin). Aécio é o segundo mais rejeitado, com 29%, índice alto, porém bem abaixo do petista.

Ciro e Bolsonaro
A surpresa é ver Ciro Gomes (PDT), aparecer com 6%, atrás de Jair Bolsonaro (PSC), que 7%. Como a margem de erro é de 2%, os dois estão tecnicamente empatados. Surpresa porque Ciro já é conhecido do eleitorado de outras disputas. Por outro lado, sua rejeição é baixa, de 13%, contra 19% de Bolsonaro.

Conclusão
Os brasileiros estão à procura de um candidato novo. Conjuntura ideal para surpresas, boas ou ruins.

Publicidade

Cagece dando nó em pingo d’água!

Por Wanfil em Ceará

15 de julho de 2016

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) cancelou coletiva de imprensa marcada para esta sexta (15) sobre o Plano de Contingência para economizar água, especialmente em Fortaleza.

Desta vez, (já houve um adiamento anterior) os motivos não foram informados. Será que a urgência para a adoção de medidas nesse sentido são águas passadas? Talvez a Cagece esteja esperando um momento melhor (recesso legislativo?) ou pelas águas de março.

A pior hipótese seria a de que, nesse altura do campeonato, o plano de contingência ainda não esteja pronto. Nesse caso, o cancelamento foi tentativa de dar nó em pingo d’água.

 

Publicidade

PIB do Ceará cai mais que média nacional. E agora, quem é o pai da criança?

Por Wanfil em Economia

15 de julho de 2016

O Produto Interno Bruto do Ceará (PIB) caiu 5,5% no primeiro trimestre de 2016, despencando mais do que a média nacional, de 5,4%. Os índices foram foi divulgados ontem pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece).

Nos últimos anos, o PIB cearense cresceu mais do que o brasileiro, fato devidamente comemorado pelos gestores estaduais como feito administrativo próprio. Basta ver essa notícia, publicada no portal do Governo do Estado em abril de 2015: “PIB cearense fecha 2014 em 4,36% e, pelo sétimo ano consecutivo, supera índice nacional”.

O texto não deixa dúvida sobre o mérito desse desempenho, com ênfase na avaliação do professor Flávio Ataliba, diretor geral do Ipece: “Isso está, de certa forma, relacionado ao volume de investimentos que foi realizado nos últimos anos”. O arremate merece atenção: “Isso mostra que os investimentos públicos são muito importantes para dar a dinâmica da economia cearense, que ainda precisa muito da presença do Estado”.

E agora que a situação se inverteu, de quem é a culpa? Se for totalmente creditada ao cenário nacional, e levando em consideração que a gestão Temer tem apenas dois meses, cabe então outra pergunta: A culpa é só da Dilma ou do PT como um todo?

PS. O setor que mais sofreu no Ceará foi a indústria, com -8,35%, área que sofrerá um corte de 10% nos incentivos fiscais para equilibrar as contas públicas. Ideia da Sefaz. Vamos aguardar os resultados.

leia tudo sobre

Publicidade

Câmara elege Rodrigo Maia. Dois deputados cearenses não votaram no segundo turno

Por Wanfil em Política

14 de julho de 2016

Dos 22 deputados cearenses, 20 votaram no 2º turno da eleição para a Presidência da Câmara

Dos 22 deputados cearenses, 20 votaram no 2º turno da eleição para a Presidência da Câmara

O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi eleito, em dois turnos de votação, presidente da Câmara dos Deputados na madrugada desta quinta-feira (14), contra Rogério Rosso (PSD-DF), aliado do ex-presidente da Casa, Eduardo Cunha.

No entanto, o maior derrotado foi Marcelo Castro (PMDB-PI), que não passou do primeiro turno, apesar do apoio de PT e PDT (ver post anterior). Com os petistas fora do jogo, restou-lhes o voto útil contra o candidato de Cunha.

Na primeira votação, os nomes dos 22 deputados da bancada cearense estavam registrados no plenário. Já no segundo turno, os de Luizianne Lins (PT) e Mauro Benevides (PMDB) não constaram na lista de presença. Dada a diferença folgada a favor de Maia (foram 285 votos contra 170), a ausência da dupla cearense não fez falta para nenhum dos lados.

Na prática, mudam os interlocutores nas negociações entre parlamentares e governo. No que diz respeito a problemas de ordem política e criminal, dificilmente alguém poderá superar Eduardo Cunha. Ainda assim, é pouca, muito pouca, a esperança de ver a qualidade dessas negociações respeitarem, como desejam os brasileiros, as boas práticas da ética e da moral. Afinal, mesmo com a mudança dos protagonistas desse roteiro, o elenco continua o mesmo de sempre.

Publicidade

Câmara elege Rodrigo Maia. Dois deputados cearenses não votaram no segundo turno

Por Wanfil em Política

14 de julho de 2016

Dos 22 deputados cearenses, 20 votaram no 2º turno da eleição para a Presidência da Câmara

Dos 22 deputados cearenses, 20 votaram no 2º turno da eleição para a Presidência da Câmara

O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi eleito, em dois turnos de votação, presidente da Câmara dos Deputados na madrugada desta quinta-feira (14), contra Rogério Rosso (PSD-DF), aliado do ex-presidente da Casa, Eduardo Cunha.

No entanto, o maior derrotado foi Marcelo Castro (PMDB-PI), que não passou do primeiro turno, apesar do apoio de PT e PDT (ver post anterior). Com os petistas fora do jogo, restou-lhes o voto útil contra o candidato de Cunha.

Na primeira votação, os nomes dos 22 deputados da bancada cearense estavam registrados no plenário. Já no segundo turno, os de Luizianne Lins (PT) e Mauro Benevides (PMDB) não constaram na lista de presença. Dada a diferença folgada a favor de Maia (foram 285 votos contra 170), a ausência da dupla cearense não fez falta para nenhum dos lados.

Na prática, mudam os interlocutores nas negociações entre parlamentares e governo. No que diz respeito a problemas de ordem política e criminal, dificilmente alguém poderá superar Eduardo Cunha. Ainda assim, é pouca, muito pouca, a esperança de ver a qualidade dessas negociações respeitarem, como desejam os brasileiros, as boas práticas da ética e da moral. Afinal, mesmo com a mudança dos protagonistas desse roteiro, o elenco continua o mesmo de sempre.