junho 2016 - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

junho 2016

Sossego da comunidade

Por Wanfil em Segurança

30 de junho de 2016

A foto que ilustra esta postagem tem circulado em grupos do WhatsApp em Fortaleza. Até que ponto a mensagem é verídica não é possível dizer.Comunicado

Imagens com cartazes semelhantes fixados em postes e muros da capital e de cidades do interior também circulam pelo aplicativo e ganham outras redes sociais.

Sobre isso, duas considerações:

1 – Rumores anteriores sobre supostos acordos de paz entre grupos de traficantes em Fortaleza e Sobral para levar tranquilidade aos seus pontos de drogas reforçam a “credibilidade” dos cartazes. Por coincidência, os homicídios de jovens caíram mais significativamente na capital após os boatos de pacto entre gangues. O governo nega que seja por isso.

2 – Caso exista mesmo relação direta entre a redução da violência e acordos entre facções de bandidos, estaremos vivendo o inacreditável paradoxo de ver a violência e o crime sendo combatidos por criminosos violentos, assumindo o papel de garantidores do “sossego da comunidade”.

Publicidade

Os bandidos de Sobral

Por Wanfil em Segurança

30 de junho de 2016

A população de Sobral foi surpreendida na última terça-feira por uma inusitada passeata de bandidos, que celebravam um acordo de paz entre gangues de traficantes.

Para quem não é do Ceará, Sobral é uma das principais cidades do Estado, situada na região norte, famosa por ser o berço da família de Ciro Gomes. Na ocasião, quase cem pessoas foram presos por incitação ao crime.

Em entrevistas, tanto o prefeito Veveu Arruda como o governador Camilo Santana, ambos do PT, sugeriram que o episódio poderia ter ligação com interesses eleitorais.

Hã? Como assim? Naturalmente, seus opositores farão criticas, uma vez que não se tem notícia de outro caso igual. Agora, daí a insinuar que o desfile de criminosos tenha sido articulado e coordenado por políticos ou partidos, há uma grande distância. Quais são os indícios? O que a polícia diz? Por que não prendem os supostos responsáveis? Até o momento, não existem fatos concretos que autorizem as ilações de Veveu e Camilo.

Vale lembrar ainda que esse tipo de bandido não precisa de voto. Isso é para outra categoria.

No mais, além de inútil, essa conversa faz lembrar a gestão do ex-governador Cid Gomes. Toda vez que os índices de violência pioravam, o governo se justificava com acusações genéricas contra adversários políticos, como se fossem vítimas indefesas de forças poderosas agindo nas sombras. Milícias, um ou outro deputado, inimigos que em breve seriam desmascarados. Deu no que deu.

Publicidade

Saída da Força Nacional é desrespeito com o Ceará

Por Wanfil em Segurança

29 de junho de 2016

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), ficou surpreso com a saída da Força Nacional de Segurança, que atuava no Estado para conter a crise no sistema carcerário, chamada para um treinamento visando as Olimpíadas do Rio de Janeiro. É que o acordo firmado com o Ministério da Justiça previa que as tropas federais ficassem até o dia 15 de julho. Agora policiais militares sairão das ruas para fazer a segurança nos presídios.

A surpresa é compreensível, uma vez que a decisão foi unilateral e intempestiva, além do que, as Olimpíadas não constituem emergência, pelo contrário, estavam programadas há muitos anos. Vão treinar agora? Essa saída antes da hora está muito mal explicada.

Basta comprar com Mato Grosso do Sul, estado governado pelo tucano Reinaldo Azambuja, onde o mesmo Ministério da Justiça, na última segunda-feira, prorrogou por mais 15 dias a presença da Força para controlar conflitos numa área indígena. É claro que o ministério dirá que a decisão foi técnica, mas da forma que as coisas aconteceram, a impressão de que estados governados por opositores são discriminados é inevitável, em desacordo com a união pregada pelo presidente interino Michel Temer.

É preciso que o governo estadual deixe claro para todos que diante dessa diferença de tratamento com outros estados, se outras mortes acontecerem nos presídios cearenses, o ministro Alexandre de Moraes, que até pouco tempo atrás foi secretário de Segurança de Geraldo Alckmin (PSDB) em São Paulo, terá sua parcela de responsabilidade, junto com o governo federal.

Tem horas que a propensão ao diálogo, útil e desejável, pode ser vista como hesitação ou fraqueza. Melhor botar a boca no trombone. Pode não mudar o que já foi feito, mas serve de alerta para decisões futuras.

Publicidade

Aécio Neves, Pompeia Sula e o fardo da suspeita

Por Wanfil em Política

28 de junho de 2016

“À mulher de César não basta ser honesta, é preciso estar acima de qualquer suspeita”. Foi o que disse o imperador romano Júlio César, ao explicar porque se divorciara de Pompeia Sula, sua segunda esposa, se nada tinha contra Publius Clodius, acusado cortejá-la. Para César, a inocência de Pompeia não apagava as impressões negativas do escândalo. Foi uma malandragem para trocar de mulher, mas a frase ficou para a posteridade.

Lembrei-me desse episódio após a cobrança de um querido amigo sobre o que penso das acusações na Lava Jato contra o senador Aécio Neves, do PSDB. Então, vamos lá.

Pelo que li, a maioria das citações ao nome de Aécio nas delações, conforme registrado pela imprensa, parece inconsistente. No entanto, o ex-presidente da construtora OAS, Léo Pinheiro, afirma ter pago propina para o tucano em obras do governo mineiro. Aécio nega com veemência e tal. O problema é que isso não basta, embora o ônus da prova seja do acusador.

Se algo for provado, que seja punido. Se for inocente, que a delação de Pinheiro seja invalidada. De todo modo, politicamente a acusação atrapalha uma nova candidatura de Aécio à Presidência. É que nesses dias em o juiz Sérgio Moro surge como símbolo de esperança para uma população cansada de impunidade, a sentença de Júlio César é mais atual do que nunca: “é preciso estar acima de qualquer suspeita”. Caso nada tenha feito de errado, o risco para Aécio, dada a desconfiança dos brasileiros com seus políticos e o ressentimento dos adversários, é ter o fardo da suspeita como condenação antecipada.

PS. As considerações acima valem, integralmente, para Marina Silva, da Rede, também citada por Léo Pinheiro.

Publicidade

Dilma quer vir ao Ceará mas a grana está curta. Onde estão os companheiros?

Por Wanfil em Política

27 de junho de 2016

Onde estão vocês, companheiros? Não deixem a foto desbotar

Onde estão vocês, companheiros? Não deixem a foto desbotar

Notícias dos principais jornais nos últimos dias dão conta de que a presidente afastada Dilma Rousseff pretendia retomar suas viagens ao Nordeste contra o chama de “golpe”, vindo ao Ceará nesta semana.

Primeiro seria na terça-feira, depois, na quinta-feira, para dar tempo de organizar uma agenda com os movimentos sociais e sindicatos.  Porém, a visita foi cancelada por falta de grana para trazer e acomodar Dilma e sua comitiva de dez pessoas.

O PT estadual pretende fazer uma vaquinha (crowdfunding, como chamam agora) com a militância para viabilizar a viagem. Dou aqui uma sugestão mais prática e rápida: chamem os amigos de Dilma que estejam em boa posição e que endossem a tese do golpe. Se cada um comprar uma passagem de ida e volta para a comitiva, fica barato. Posso até pensar em alguns nomes:

1. José Guimarães
2. Camilo Santana
3. Izolda Cela
4. Luizianne Lins
5. Cid Gomes
6. Ciro Gomes
7. Roberto Cláudio
8. Domingos Neto
9. José Airton
10 . Chico Lopes

Olha aí. Rapidinho, fiz essa lista. Todos estão bem empregados em cargos eletivos, com ótimos salários. Muitos outros nomes poderiam constar nesse grupo, como os deputados federais Odorico Monteiro, Ariosto Holanda ou José Arnon. Tem ainda os aliados na Assembleia Legislativa, que todos sabem quem são, a começar por Elmano de Freitas ou Zezinho Albuquerque. E os prefeitos? Eram tantos… Vamos lá pessoal, mostrem que suas convicções estão acima de tudo, que acreditam na inocência da presidente afastada! Tragam Dilma e posem ao lado dela para fotos!

PS. Evitem empréstimos consignados para comprar as passagens, pois as taxas cobradas estão sob suspeita. Tem gente roubando até nisso.

Publicidade

Polícia Federal mostra verdadeiro motivo para atrasos na transposição do São Francisco

Por Wanfil em Corrupção

24 de junho de 2016

Dilma em Jati, no Ceará. O governo subestimou a obra e nós subestimamos o governo

Transposição em Jati. Obra subestimada, explica Dilma; orçamento superestimado para desvios, mostra a PF

Na campanha pela reeleição a presidente afastada Dilma Rousseff justificou os constantes atrasos nas obras de transposição do rio São Francisco, previstas inicialmente para ficarem prontas em 2010, dizendo o seguinte: “Houve atraso porque se subestimou a sua complexidade. Éramos bastante inexperientes. O Brasil jamais fez uma obra dessa dimensão”. Isso aconteceu em maio de 2014, na cidade de Jati, aqui no Ceará.

Agora a Polícia Federal informa que outros fatores podem ter contribuído para a demora. É que nesta semana a Operação Turbulência descobriu um esquema de propina usado na compra do avião que matou o candidato à Presidência Eduardo Campos. Uma das empresas fantasmas utilizadas era a Câmara e Vasconcelos, de propriedade do laranja Paulo César Morato, encontrado (misteriosamente ) morto na quarta-feira, que recebeu quase R$ 19 milhões da construtora OAS para obras da transposição. Repito: trata-se de uma EMPRESA DE FACHADA.

Somando-se a isso o fato de que o custo da transposição pulou de R$ 4,8 bilhões para R$ 8,2 bilhões na gestão Dilma, fica claro que se por um lado faltou experiência técnica ao governo para o projeto, como afirmou Dilma, por outro sobrou experiência em corrupção.

Publicidade

Lá vem a conversa de refinaria de novo…

Por Wanfil em Ceará

23 de junho de 2016

Tá vendo algum indício concreto de refinaria aí? Não? Nem eu.

Tá vendo algum indício concreto de refinaria aí? Não? Nem eu.

O governador Camilo Santana voltou a falar sobre uma possível refinaria para o Ceará, a ser construída por chineses. Está na edição do jornal O Povo desta quinta.

Em tempos difíceis, a ansiedade pelo anúncio de boas notícias é compreensível. Não obstante, falar em nova refinaria agora é a melhor forma de tentar esquecer os prejuízos milionários causados aos cofres estaduais pelo cancelamento da refinaria prometida por Lula, Dilma e seus aliados no Ceará.

Por falar nisso, quando é que o Governo do Estado pedirá ressarcimento à Petrobras do que foi investido com dinheiro dos cearenses para receber o projeto?

Fica o registro. Dar muita atenção a essa conversa de nova refinaria é correr o risco de construir, isso sim, e novamente, outra ilusão. Melhor mudar de assunto.

Publicidade

O verdadeiro legado da Copa para os cearenses

Por Wanfil em Ceará

23 de junho de 2016

Eles fizeram a festa, mas você ainda paga a conta

O Ceará quer refinanciar empréstimo junto ao BNDES. Eles fizeram a festa, mas é você quem a conta

O governo do Ceará quer refinanciar o empréstimo de R$ 351 milhões de reais feito ao BNDES em 2010 para a reforma do estádio Castelão. Na época, de nada adiantou a oposição reclamar da urgência do empréstimo, aprovado sem maiores discussões na Assembleia Legislativa, afinal, o País sediaria a “Copa das Copas” e o clima era de festa e confiança.

Pois bem. Depois da Copa vieram as pedaladas eleitoreiras de Dilma Rousseff (com o apoio entusiasmado dos governistas locais) e, passadas as eleições, a recessão derrubou os repasses federais para o Estado.

Agora o que resta aos cearenses pagar as parcelas da reformado Castelão. É dinheiro que agora faz falta, como prova o pedido de refinanciamento. Nem reforma do aeroporto, nem VLT ou metrô. Por enquanto, a dívida com o BNDES é o verdadeiro legado da Copa.

Publicidade

Camilo vai apoiar Luizianne? “Ele é quem sabe. Tanto faz…”

Por Wanfil em Eleições 2016

22 de junho de 2016

A correria está intensa, mas não poderia deixar passar aqui no blog a fala da ex-prefeita Luizianne Lins, pré-candidata do PT à Prefeitura de Fortaleza, sobre o eventual apoio do governador Camilo Santana, seu correligionário. O posicionamento da petista foi publicado no início da semana pelos jornais O Povo e Diário do Nordeste.

“A gente está pedindo uma audiência para apresentar a plataforma para o governador. E vamos deixar ele à vontade para tomar a decisão dele, no entendimento dele. Se vai optar pela candidatura do partido, já que é filiado, ou a uma outra candidatura. Isso é uma decisão dele”.

Traduzindo: “Ele é quem sabe. Tanto faz…”.

Das duas, uma: Luizianne não vê nesse apoio um ativo eleitoral importante porque duvida que Camilo seja capaz de transferir votos para ela; ou então a petista já dá por certo que o governador, fiel a Cid Gomes, apoiará a reeleição de Roberto Cláudio, do PDT, sendo, portanto, inútil fazer pressão ou pedidos públicos.

A questão é saber se, a essa altura do campeonato, Roberto Cláudio teria interesse em ter o PT como aliado, afinal, significaria arcar com o ônus de defender o partido responsável pela atual crise econômica.

Publicidade

A cerveja 100%

Por Wanfil em Economia

21 de junho de 2016

A Cervejaria Petrópolis, do empresário Walter Faria e dona da marca Itaipava, foi sócia da construtora Odebrecht na compra de um banco no Caribe usado para o pagamento de propinas. É o que afirma o operador Vinícius Borin, em delação premiada na Operação Lava-Jato.   A notícia está no jornal O Globo desta terça.

Em outra história, segundo reportagem da revista Época, em 2014 a Petrópolis conseguiu renegociar um empréstimo de R$ 830 milhões com o Banco do Nordeste para, cinco dias depois, depositar R$ 5 milhões na conta do comitê da candidata Dilma Rousseff. Depois foram mais R$ 12 milhões

Outra matéria da Época diz que no mesmo ano a cervejaria acertou o aluguel de um galpão em Sobral, a ser construído pelo então governador Cid Gomes e um sócio. Valor do aluguel: R$ 36 mil mensais. De acordo com a publicação, a agência do BNB em Sobral, recebeu em janeiro de 2014 (dois meses depois de sua inauguração) um pedido de empréstimo para o empreendimento de Cid. Em maio, ainda segundo a Época, resolvidas questões burocráticas na prefeitura de Sobral para a liberação de documentos, tudo foi resolvido: R$ 1,3 milhão foram disponibilizados para o galpão, a juros de 6,5% ao ano, para ser quitado até 2022.

E o que tem a ver o caso da propina com esse empréstimo? Além da cervejaria de Walter Farias, das datas, da relação com Dilma e da proximidade de ambos com o BNB na gestão petista, nada. São casos distintos que apenas mostram como o mundo é pequeno. É 100% coincidência.

Publicidade

A cerveja 100%

Por Wanfil em Economia

21 de junho de 2016

A Cervejaria Petrópolis, do empresário Walter Faria e dona da marca Itaipava, foi sócia da construtora Odebrecht na compra de um banco no Caribe usado para o pagamento de propinas. É o que afirma o operador Vinícius Borin, em delação premiada na Operação Lava-Jato.   A notícia está no jornal O Globo desta terça.

Em outra história, segundo reportagem da revista Época, em 2014 a Petrópolis conseguiu renegociar um empréstimo de R$ 830 milhões com o Banco do Nordeste para, cinco dias depois, depositar R$ 5 milhões na conta do comitê da candidata Dilma Rousseff. Depois foram mais R$ 12 milhões

Outra matéria da Época diz que no mesmo ano a cervejaria acertou o aluguel de um galpão em Sobral, a ser construído pelo então governador Cid Gomes e um sócio. Valor do aluguel: R$ 36 mil mensais. De acordo com a publicação, a agência do BNB em Sobral, recebeu em janeiro de 2014 (dois meses depois de sua inauguração) um pedido de empréstimo para o empreendimento de Cid. Em maio, ainda segundo a Época, resolvidas questões burocráticas na prefeitura de Sobral para a liberação de documentos, tudo foi resolvido: R$ 1,3 milhão foram disponibilizados para o galpão, a juros de 6,5% ao ano, para ser quitado até 2022.

E o que tem a ver o caso da propina com esse empréstimo? Além da cervejaria de Walter Farias, das datas, da relação com Dilma e da proximidade de ambos com o BNB na gestão petista, nada. São casos distintos que apenas mostram como o mundo é pequeno. É 100% coincidência.