27/06/2014 - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

27/06/2014

A tensão pré-convenções e as falsas notícias

Por Wanfil em Eleições 2014

27 de junho de 2014

No próximo domingo (29) finalmente o Pros e o PT anunciam em convenção conjunta quem serão seus candidatos para as eleições de outubro. No mesmo dia e na mesma hora, o PMDB confirmará a candidatura de Eunício Oliveira ao governo estadual. Na segunda (30), prazo final determinado pela Lei Eleitoral, será a vez do PSDB formalizar sua posição.

Por enquanto, sobram especulações. Jornais, sites, blogs e colunas buscam antecipar supostas decisões, e quadros diferentes surgem de um dia para o outro. Um festival de chutes imprecisos.

Uma hora Zezinho Albuquerque aparece como o preferido de Cid Gomes. O mesmo acontece com Leônidas Cristino. Logo depois o comentário de bastidor garante que Domingos Filho é o queridinho das bases, e que por isso pode ser o candidato do Pros, mesmo sem a inteira confiança do governador. A última conta que Isolda Cela ainda tem chances por contemplar o perfil desenhado nas pesquisas, mas ninguém diz que perfil seria esse.

De manhã, Eunício Oliveira (PMDB) é fiel aliado da presidente Dilma Rousseff (PT), à tarde já teria acertado com Aécio Neves (PSDB).

Em certo momento dá-se por certo a candidatura de José Guimarães (PT) ao Senado. Mas rumores sempre dão conta de o Pros resiste ao seu nome por receio de uma associação com o escândalo dos dólares na cueca. Todos negam, mas nesse ambiente de desconfiança geral, a negativa é lida como desfaçatez.

Segundo o noticiário, Tasso Jereissati pode tanto ser candidato a vice-presidente como ao Senado, em parceria com Eunício, ou ainda continuar tocando suas empresas, longe da disputa. Pode acontecer tudo, ou nada.

O certo mesmo é que os principais nomes nada dizem de concreto. Em silêncio, jogam o xadrez da política, enquanto suas equipes atuam na guerra de informações. Por isso, até domingo ou segunda, cuidado com o que você lê. Pode ser apenas uma cortina de fumaça, um balão de ensaio, uma fofoca, uma maledicência, um interesse oculto, disfarçado de notícia.

Publicidade

A tensão pré-convenções e as falsas notícias

Por Wanfil em Eleições 2014

27 de junho de 2014

No próximo domingo (29) finalmente o Pros e o PT anunciam em convenção conjunta quem serão seus candidatos para as eleições de outubro. No mesmo dia e na mesma hora, o PMDB confirmará a candidatura de Eunício Oliveira ao governo estadual. Na segunda (30), prazo final determinado pela Lei Eleitoral, será a vez do PSDB formalizar sua posição.

Por enquanto, sobram especulações. Jornais, sites, blogs e colunas buscam antecipar supostas decisões, e quadros diferentes surgem de um dia para o outro. Um festival de chutes imprecisos.

Uma hora Zezinho Albuquerque aparece como o preferido de Cid Gomes. O mesmo acontece com Leônidas Cristino. Logo depois o comentário de bastidor garante que Domingos Filho é o queridinho das bases, e que por isso pode ser o candidato do Pros, mesmo sem a inteira confiança do governador. A última conta que Isolda Cela ainda tem chances por contemplar o perfil desenhado nas pesquisas, mas ninguém diz que perfil seria esse.

De manhã, Eunício Oliveira (PMDB) é fiel aliado da presidente Dilma Rousseff (PT), à tarde já teria acertado com Aécio Neves (PSDB).

Em certo momento dá-se por certo a candidatura de José Guimarães (PT) ao Senado. Mas rumores sempre dão conta de o Pros resiste ao seu nome por receio de uma associação com o escândalo dos dólares na cueca. Todos negam, mas nesse ambiente de desconfiança geral, a negativa é lida como desfaçatez.

Segundo o noticiário, Tasso Jereissati pode tanto ser candidato a vice-presidente como ao Senado, em parceria com Eunício, ou ainda continuar tocando suas empresas, longe da disputa. Pode acontecer tudo, ou nada.

O certo mesmo é que os principais nomes nada dizem de concreto. Em silêncio, jogam o xadrez da política, enquanto suas equipes atuam na guerra de informações. Por isso, até domingo ou segunda, cuidado com o que você lê. Pode ser apenas uma cortina de fumaça, um balão de ensaio, uma fofoca, uma maledicência, um interesse oculto, disfarçado de notícia.