josh brolin Archives - Cena Cultural 
Publicidade

Cena Cultural

por Thiago Sampaio

josh brolin

Crítica: “Deadpool 2” funciona ao ampliar a fórmula que deu certo no primeiro

Por Thiago Sampaio em Crítica

22 de Maio de 2018

Foto: Divulgação

O primeiro “Deadpool” (idem, 2016) foi essencial para quebrar o padrão dos filmes de super heróis que ainda são lançados em exaustão. Com censura imprópria para menores de 18 anos, piadas referentes a diversos ícones da cultura pop, tirando sarro das gafes e clichês do gênero e sem levar nem a si próprio à sério, deu uma guinada na carreira de Ryan Reynolds, que tomou este como seu projeto pessoal.

Isso, além de facilitar para que a Fox permitisse longas com traços autorais, nem tão voltados para o público infanto-juvenil, caso de “Logan” (idem, 2017). Era uma aposta arriscada, tanto que contou com um orçamento modesto. Assim, “Deadpool 2” (idem, 2018) chega com investimento bem maior, amplia suas pretensões, mas o resultado é semelhante justamente por seguir a fórmula que funcionou.

Na trama, o mercenário Wade Wilson (Reynolds), o Deadpool, combate criminosos ao redor de todo o mundo, enquanto traça planos futuros com a namorada Vanessa (Morena Baccarin). Quando o super soldado Cable (Josh Brolin) vem do futuro em uma missão para assassinar o jovem mutante Russel (Julian Dennison), o tagarela precisa aprender o que é ser herói de verdade para salvá-lo. Para isso, ele precisa recorrer a integrantes dos X-Men e inicia a formação de um novo grupo, a X-Force.

Leia mais

Publicidade

Crítica: “Vingadores: Guerra Infinita” é a coroação de uma década do Universo Marvel nos cinemas

Por Thiago Sampaio em Crítica

27 de Abril de 2018

Foram 10 anos apresentando personagens existentes num mesmo universo para finalmente colocá-los juntos num clímax épico. Foram nada menos que 18 filmes e dezenas de heróis e vilões que caíram no gosto popular, seja para aqueles que cresceram lendo HQs e viram as páginas serem materializadas no cinema ou uma nova geração cultivada já pelos longa-metragens. “Vingadores: Guerra Infinita” (Avengers: Infinity War, 2018) é o terceiro ato de uma década da Marvel Studios, construído para ter uma dimensão maior do que tudo que já fora feito. E consegue! Honra cada um em cena, joga para o alto presentes para os fãs e deixa o território aberto para um desfecho ainda mais marcante.

A trama apresenta Thanos (Josh Brolin) disposto a reunir as seis Joias do Infinito. Para enfrentá-lo, os Vingadores precisam unir forças com os Guardiões da Galáxia, ao mesmo tempo em que lidam com desavenças entre alguns de seus integrantes. Para isso, precisam estar dispostos a sacrificar tudo em uma tentativa de derrotar o a ameaça antes que sua onda de devastação coloque um fim no universo.

Leia mais

Publicidade

Crítica: “MIB – Homens de Preto 3” diverte e corrige os erros do filme anterior

Por Thiago Sampaio em Crítica

30 de Maio de 2012

Pôster do filme – Foto: Divulgação

Passaram-se nada menos que dez anos de hiato desde o lançamento do segundo filme de “MIB – Homens de Preto” até esse terceiro episódio. Mas há uma justificativa para o longo período: enquanto o primeiro, de 1997, fez um enorme sucesso ao trazer uma peculiar dupla de terno preto e óculos e escuro em um roteiro que misturava com eficiência humor e ficção científica, a continuação era cheia de pretensão, mas com pouquíssimo conteúdo e piadas repetidas.

Aproveitando a dificuldade hollywoodiana de enterrar franquias que renderam lucros, esse novo filme acaba se mostrando um produto eficiente ao que se propõe: diverte na medida certa e tira o gosto ruim deixando pelo longa anterior, mesmo que as gerações de jovens espectadores já tenha mudado e o gosto dos fãs pela série esfriado.

A história apresenta Boris, o Animal (o comediante Jemaine Clement), um alienígena que decide voltar no tempo para matar o agente K (Tommy Lee Jones) e desencadeia uma série de acontecimentos que pode levar ao fim do mundo. Seu parceiro J (Will Smith) precisa, então, ir atrás de Boris para salvar seu companheiro e o destino da humanidade. Para isso, ele viaja no tempo, encontra a versão jovem de K (vivida por Josh Brolin) e descobre segredos que nunca imaginou.

Leia mais

Publicidade

Homens de Preto 3 e Los Hermanos são destaques da semana no cinema

Por Thiago Sampaio em Cinema

25 de Maio de 2012

Josh Brolin, Will Smith e Tommy Lee Jones estrelam MIB 3 – Foto: Divulgação

A grande estreia nos cinemas de Fortaleza do dia 25 de maio é “MIB – Homens de Preto 3“, terceira parte da franquia estrelada por Will Smith e Tommy Lee Jones, cujo primeiro filme foi um grande sucesso de bilheteria no ano de 1997. Agora, os protagonistas ganham o reforço de Josh Brolin (“Onde os Fracos Não Têm Vez”).

Novamente sob direção de Barry Sonnenfeld, a trama traz um alienígena que decide voltar no tempo para matar K (Tommy Lee Jones) e desencadeia uma série de acontecimentos que pode levar ao fim do mundo. J (Will Smith) precisa, então, ir atrás do monstro para salvar seu companheiro e o destino da humanidade. Para isso, ele viaja no tempo, encontra o jovem K (vivido por Josh Brolin) e descobre segredos que nunca imaginou.

Comentário: MIB 3 tem o maior orçamento da temporada. São US$ 375 milhões (US$ 250 milhões da produção, mais US$ 125 milhões de publicidade e distribuição), mais até do que “Os Vingadores”. Muito para uma franquia que saiu de moda e o impacto perante o público dez após o lançamento do segundo filme, lançado em 2002, é uma incógnita.

Leia mais

Publicidade

Homens de Preto 3 e Los Hermanos são destaques da semana no cinema

Por Thiago Sampaio em Cinema

25 de Maio de 2012

Josh Brolin, Will Smith e Tommy Lee Jones estrelam MIB 3 – Foto: Divulgação

A grande estreia nos cinemas de Fortaleza do dia 25 de maio é “MIB – Homens de Preto 3“, terceira parte da franquia estrelada por Will Smith e Tommy Lee Jones, cujo primeiro filme foi um grande sucesso de bilheteria no ano de 1997. Agora, os protagonistas ganham o reforço de Josh Brolin (“Onde os Fracos Não Têm Vez”).

Novamente sob direção de Barry Sonnenfeld, a trama traz um alienígena que decide voltar no tempo para matar K (Tommy Lee Jones) e desencadeia uma série de acontecimentos que pode levar ao fim do mundo. J (Will Smith) precisa, então, ir atrás do monstro para salvar seu companheiro e o destino da humanidade. Para isso, ele viaja no tempo, encontra o jovem K (vivido por Josh Brolin) e descobre segredos que nunca imaginou.

Comentário: MIB 3 tem o maior orçamento da temporada. São US$ 375 milhões (US$ 250 milhões da produção, mais US$ 125 milhões de publicidade e distribuição), mais até do que “Os Vingadores”. Muito para uma franquia que saiu de moda e o impacto perante o público dez após o lançamento do segundo filme, lançado em 2002, é uma incógnita.

(mais…)