jason statham Archives - Cinema Sinergia 
Publicidade

Cinema Sinergia

por Thiago Sampaio

jason statham

Crítica: “Megatubarão” se beneficiaria caso se levasse ainda menos à sério…

Por Thiago Sampaio em Crítica

16 de agosto de 2018

Foto: Divulgação

Filmes de monstros são uma espécie de subgênero do cinema desde sempre. Suspense com tubarões, então, já foram trabalhados aos montes desde que Steven Spielberg lançou o seu clássico em 1975, chegando ao extremo da autoparódia com a franquia “Sharknado”, que já vai para o sexto episódio. “Megatubarão” (The Meg 2018) chega para visitar novamente essas águas conhecidas e, consciente de que não há muitos materiais novos a serem explorados, acerta ao não se levar à sério. Porém, a superprodução parece temer se reconhecer como uma obra satírica e fica presa num meio termo que tende a encalhar pelo caminho, apesar de algumas ondas empolgantes.

A trama, sem grandes novidades, traz a tripulação de um submarino que fica presa em uma área do do Oceano Pacífico após ser atacada por uma criatura pré-histórica que acreditava-se estar extinta: um tubarão de mais de 20 metros, o Megalodon. Para salvá-los, um oceanógrafo chinês contrata Jonas Taylor (Jason Statham), um mergulhador especializado em resgates em água profundas que já encontrou com a criatura anteriormente.

Leia mais

Publicidade

Crítica: “Velozes e Furiosos 8” é exagerado e repetitivo

Por Thiago Sampaio em Crítica

17 de Abril de 2017

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Já citei aqui em resenhas de episódios anteriores de “Velozes & Furiosos” que não importa o que aconteça, a franquia já conquistou o seu público alvo e, por isso, é garantia de dinheiro no caixa. Não interessa se não tem história a ser contada, ela é a menina dos olhos da Universal Studios e, tendo carros tunados garantindo cenas de ação grandiosas, teremos quantos filmes derem na telha. Mantendo a “ideologia” de entregar situações cada vez mais exageradas, “Velozes & Furiosos 8” (The Fate of the Furious, 2017) cumpre o dever e garante a diversão aos que vão às salas de cinema já sabendo o que está por vir.

Na trama, Dom (Vin Diesel) e Letty (Michelle Rodriguez) estão curtindo a lua de mel em Havana, mas a súbita aparição de Cipher (Charlize Theron) atrapalha os planos do casal. Ela logo arma um plano para chantagear Dom, de forma que ele traia seus amigos e passe a ajudá-la a obter ogivas nucleares. Tal situação faz com Letty reúna os velhos amigos, que agora precisam enfrentar o antigo companheiro.

Leia mais

Publicidade

Crítica: ‘Os Mercenários 2’ resgata de maneira divertida a nostalgia dos filmes de ação

Por Thiago Sampaio em Crítica

06 de setembro de 2012

Pôster de 'Os Mercenários 2'

Pôster de ‘Os Mercenários 2’ – Foto: Divulgação

Em 2010, Sylvester Stallone conseguiu com “Os Mercenários” resgatar um filme de ação bem ao estilo anos 80: heróis onipresentes, história rasteira e muito barulho. Para completar, reuniu vários astros do gênero, seja mais atuais, como Jason Statham e Jet Li, até de gerações passadas como Dolph Lundgreen e pontas de Bruce Willis e Arnold Schwarzenegger. Agora na continuação, a diversão consegue ser ampliada em todos os sentidos, graças à nostalgia proporcionada pelo “turbinado” elenco, que inclui Jean-Claude Van Damme e o mito Chuck Norris, além de Arnold e Willis agora indo para a quebradeira para valer.

A “história” (se é que interessa…) é a seguinte: o grupo de mercenários liderado por Barney Ross (Sylvester Stallone) recebe a missão de Church (Bruce Willis) de recuperar um misterioso artefato. Mas no meio do caminho, eles acabam se deparando com Vilain (Van Damme), o líder de uma gangue que quer colocar as mãos no objeto, que pode ter ligações com a produção de armas nucleares, e irá atrapalhar os planos deles.

Leia mais

Publicidade

Crítica: ‘Os Mercenários 2’ resgata de maneira divertida a nostalgia dos filmes de ação

Por Thiago Sampaio em Crítica

06 de setembro de 2012

Pôster de 'Os Mercenários 2'

Pôster de ‘Os Mercenários 2’ – Foto: Divulgação

Em 2010, Sylvester Stallone conseguiu com “Os Mercenários” resgatar um filme de ação bem ao estilo anos 80: heróis onipresentes, história rasteira e muito barulho. Para completar, reuniu vários astros do gênero, seja mais atuais, como Jason Statham e Jet Li, até de gerações passadas como Dolph Lundgreen e pontas de Bruce Willis e Arnold Schwarzenegger. Agora na continuação, a diversão consegue ser ampliada em todos os sentidos, graças à nostalgia proporcionada pelo “turbinado” elenco, que inclui Jean-Claude Van Damme e o mito Chuck Norris, além de Arnold e Willis agora indo para a quebradeira para valer.

A “história” (se é que interessa…) é a seguinte: o grupo de mercenários liderado por Barney Ross (Sylvester Stallone) recebe a missão de Church (Bruce Willis) de recuperar um misterioso artefato. Mas no meio do caminho, eles acabam se deparando com Vilain (Van Damme), o líder de uma gangue que quer colocar as mãos no objeto, que pode ter ligações com a produção de armas nucleares, e irá atrapalhar os planos deles.

(mais…)