ben affleck Archives - Cinema Sinergia 
Publicidade

Cinema Sinergia

por Thiago Sampaio

ben affleck

Crítica: Razoável na ação e com roteiro frouxo, “Operação Fronteira” não justifica o elenco de peso

Por Thiago Sampaio em Crítica

19 de Março de 2019

Foto: Divulgação

Já virou comum a Netflix comprar produções questionáveis que provavelmente passariam desapercebidas pelos cinemas, mas chegam com força na plataforma de streaming. É o caso deste “Operação Fronteira” (Triple Frontier, 2019), que começou a ser produzido em meados de 2009 e quase nada do material original foi aproveitado. Apoiado no elenco de peso que inclui Ben Affleck, Oscar Isaac, Charlie Hunnam, Garrett Hedlund e Pedro Pascal, além da força de Kathryn Bigelow (vencedora do Oscar por “Guerra Ao Terror”, 2008) como produtora, o longa funciona em partes, ainda que o resultado de um modo geral seja bem esquecível.

Na trama, Tom Davis (Affleck), Santiago Garcia (Isaac), Francisco Morales (Pascal), William Miller (Hunnam) e Ben Miller (Hedlund) são cinco ex-soldados das Forças Especiais dos Estados Unidos que decidem se reunir para executar um plano arriscado: roubar um poderoso senhor do crime na fronteira que separa o Brasil da Colômbia e do Peru. No entanto, quando o esquema dá errado, os antigos companheiros de batalha precisarão lutar por suas vidas.
Leia mais

Publicidade

Crítica: “Liga da Justiça” acerta na leveza, porém, é esquecível

Por Thiago Sampaio em Crítica

20 de novembro de 2017

Foram décadas de espera por parte de fãs para ver a Liga da Justiça materializada com atores reais no cinema. Acontece que, como a Marvel partiu na frente nessa tarefa de apresentar os seus heróis e juntá-los num mesmo projeto, coube à DC Comics correr atrás do tempo perdido.

Foto: Divulgação

Foram décadas de espera por parte de fãs para ver a Liga da Justiça materializada com atores reais no cinema. Acontece que, como a Marvel partiu na frente nessa tarefa de apresentar os seus heróis e juntá-los num mesmo projeto, coube à DC Comics correr atrás do tempo perdido.

O tom pesado e irregular de “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” (Batman v Superman: Dawn of Justice, 2016) e, principalmente, a bagunça generalizada que foi “Esquadrão Suicida” (Suicide Squad, 2016) não foram nada animadores. Mas para o alívio geral, “Liga da Justiça” (Justice League, e 2017) busca reparar os próprios erros. Não decepciona justamente por apostar no caminho sem risco. Garante aquela diversão momentânea sem tentar disfarçar que estamos diante de uma aventura genérica.

Na trama, impulsionado pela restauração de sua fé na humanidade após a morte do Superman (Henry Cavill), Bruce Wayne (Ben Affleck) convoca sua nova aliada Diana Prince (Gal Gadot) para o combate contra um inimigo ainda maior, recém-despertado. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha recrutam um time de meta-humanos, que inclui Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e Flash (Ezra Miller), que terão a missão de proteger as caixas maternas que, se caírem nas mãos da nova ameaça, pode culminar no apocalipse.

Leia mais

Publicidade

Crítica: “O Contador” apresenta um novo estilo de anti-herói

Por Thiago Sampaio em Crítica

01 de novembro de 2016

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O que Michael Phelps e Lionel Messi têm em comum? Claro, eles são os atletas mais geniais em seus respectivos esportes. Mas além disso, o primeiro é portador do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) e o segundo foi diagnosticado aos oito anos com Síndrome de Asperger, que também acometia outros gênios como os físicos Isaac Newton e Albert Einstein, o naturalista Charles Darwin, o pintor renascentista Michelangelo, entre outros. Essa peculiaridade dessas pessoas “especiais” de canalizar a atenção para o principal talento, tornado-os únicos, é o que torna “O Contador” (The Accountant, 2016) diferente dos filmes de ação padrões, mesmo que falhe em vários aspectos.

Na trama, desde criança, Christian Wolff (Ben Affleck) sofre com ruídos altos e problemas de sensibilidade, devido a Síndrome de Asperger. Ao crescer, Christian se torna um contador extremamente dedicado, graças à facilidade que tem com números. A partir de um escritório de contabilidade, instalado em uma pequena cidade, ele passa a trabalhar para algumas das mais perigosas organizações criminosas do mundo. Ao ser contratado para vistoriar os livros contábeis da Living Robotics, ele descobre uma grande fraude, o que coloca em risco sua vida e da colega de trabalho Dana Cummings (Anna Kendrick).

Leia mais

Publicidade

Revelado o primeiro teaser de “Batman vs Superman”

Por Thiago Sampaio em Trailer

16 de Abril de 2015

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Enquanto os fãs aguardam ansiosos pelo trailer de “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” (Batman v Superman: Dawnn of Justice, 2016), o próprio diretor Zack Snyder (“Watchmen”, “O Homem de Aço”) resolveu divulgar, através do seu Twitter, um teaser. Porém, engana-se quem acha que verá algo muito interessante na prévia.

Servindo mais como um chamariz para o verdadeiro trailer, anunciado para sessões especiais em alguns cinemas dos EUA (e em IMAX!) no dia 20 de abril, o teaser divulgado por Snyder mostra apenas de relance os uniformes de Batman e Superman, que pela primeira vez vão duelar em um longa-metragem em live-action.

Leia mais

Publicidade

Crítica: ‘Garota Exemplar’ é um thriller eletrizante do início ao fim

Por Thiago Sampaio em Crítica

08 de outubro de 2014

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O diretor David Fincher tem um currículo invejável. Contando com inúmeros cults como “Seven: Os Sete Crimes Capitais” (1995), “Clube da Luta” (1999), “Zodíaco” (2007), “A Rede Social” (2010), “Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres” (2011), além da websérie “House of Cards” (2013), pode-se dizer que até agora ele não mandou uma bola fora (apesar do questionável “Alien 3”, sua estreia em longa-metragens, em 1992). Agora com “Garota Exemplar” (Gone Girl, 2014), adaptação do best-seller de Gillian Flynn, Fincher segue a primorosa carreira em mais um eletrizante thriller psicológico sobre personagens suscetíveis ao meio em que vivem.

Sinopse

A trama apresenta Nick (Ben Affleck) e Amy Dunne (Rosamund Pike), duas pessoas que se conhecem, se apaixonam, e passam a viver juntos. Anos depois, em plena crise no relacionamento, ela desaparece no dia do aniversário de casamento. Ele começa a agir descontroladamente e, em meio a muitas provas que vão contra ele, se torna o suspeito número um da polícia. Com o apoio da sua irmã Margo (Carrie Coon), Nick tenta provar a sua inocência e, ao mesmo tempo, procura descobrir o que aconteceu com Amy.

Leia mais

Publicidade

Filme com Batman e Superman ganha um inusitado Lex Luthor

Por Thiago Sampaio em Cinema

31 de Janeiro de 2014

Jesse Eisenberg viverá Lex Luthor em filme recheado de incertezas

Jesse Eisenberg

Após surpreender a muitos e receber críticas de todos os lados após a escolha por Ben Affleck para viver o Homem Morcego no longa-metragem que reunirá Batman e Superman, o anúncio do intérprete do famoso vilão Lex Luthor não ficou muito atrás: Jesse Eisenberg.

Mais conhecido pelo papel de Mark Zuckerberg, criador do Facebook, em “A Rede Social” (2010), pelo qual foi indicado ao Oscar, Jesse Eisenberg pode ser considerado uma surpresa pela pouca idade: 30 anos. Lex Luthor, maior inimigo de Superman, tem nos quadrinhos idade avançada e já foi vivido nas telonas por Gene Hackman e Kevin Spacey.

Leia mais

Publicidade

‘Argo’ leva o prêmio de Melhor Filme no Oscar 2013

Por Thiago Sampaio em Cinema

25 de Fevereiro de 2013

'Argo', dirigido e estrelado por Ben Affleck, recebeu o prêmio de Melhor Filme

‘Argo’, dirigido e estrelado por Ben Affleck, recebeu o prêmio de Melhor Filme

Na tão aguardada noite do Oscar 2013, o longa metragem “Argo” (confira a crítica) levou o prêmio de melhor filme do ano. Após grande polêmica após Ben Affleck não ter sido sequer indicado para o prêmio de direção, o ator/cineasta se emocionou ao receber o troféu, fez uma homenagem à sua esposa, a atriz Jennifer Garner, e disse que  não imaginava voltar ali depois de 1998, quando foi agraciado pelo roteiro de “Gênio Indomável”.

Além de “Argo” (que também levou os prêmios de Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Montagem”), o filme que levou mais prêmios no total foi “As Aventuras de PI”, levando inclusive o de Melhor Diretor, para Ang Lee (além de Melhor Efeitos Visuais, Fotografia e Trilha Sonora Original).

O longa metragem “Lincoln”, filme com maior indicações nesta edição do Oscar (12 no total), faturou apenas dois prêmios. Um deles, franco favorito: Daniel Day-Lewis como ator, além de Melhor Direção de Arte. Como Melhor Atriz, a cativante jovem Jennifer Lawrence levou por “O Lado Bom da Vida”. A surpresa ficou por conta do prêmio de Melhor Animação, que ficou com “Valente”, deixando para trás os concorrentes “Detona Ralph” e “Frankenweenie”.

Leia mais

Publicidade

Confira a lista completa dos indicados ao Oscar 2013

Por Thiago Sampaio em Cinema

10 de Janeiro de 2013

"Lincoln", de Steven Spielberg, recebeu 12 indicações ao Oscar 2013

“Lincoln”, de Steven Spielberg, recebeu 12 indicações ao Oscar 2013 – Foto: Divulgação

Foram divulgadas nesta quinta-feira (10) pela atriz Emma Stone e o ator/produtor/diretor Seth McFarlene (criador da série “Uma Família da Pesada” e “Ted”) os indicados ao Oscar 2013. “Lincoln”, de Steven Spielberg, larga na frente na disputa com 12 indicações.

Produções que também aparecem com moral são “Argo” (que levou sete indicações, mas Ben Affleck curiosamente ficou de fora da categoria Melhor Diretor), “Django Livre”, “Os Miseráveis”, “O Lado Bom da Vida” e o austríaco “Amor”. Outra curiosidade foi a ausência do sucesso francês “Os Intocáveis” entre os indicados a Melhor Filme Estrangeiro.

Confira a lista completa:

Filme
“Indomável sonhadora”
“O lado bom da vida”
“A hora mais escura”
“Lincoln”
“Os Miseráveis”
“As aventuras de Pi”
“Amor”
“Django livre”
“Argo”

Leia mais

Publicidade

Crítica: Ben Affleck apresenta em ‘Argo’ o seu trabalho mais maduro no cinema

Por Thiago Sampaio em Crítica

16 de novembro de 2012

Pôster de Argo

Pôster de Argo – Foto: Divulgação

Se Ben Affleck tem o seu potencial como ator constantemente questionado por muitos críticos, atrás das câmeras ele tem mostrado um talento impressionante. Após a estreia no bom “Medo da Verdade” e a consolidação no excelente policial “Atração Perigosa”, ele mostra em “Argo” o seu trabalho mais maduro, onde trabalha com liberdade com os detalhes estíliscos que permeiam a indústria cinematográfica ao longo das últimas décadas. Com a premissa de narrar uma história real que ficou em sigilo por muitos anos, ele entrega um dos melhores filmes do ano.

A trama se passa em 4 de novembro de 1979, quando a revolução iraniana atinge seu ápice, militantes atacam a embaixada dos EUA e tomam 52 americanos como reféns. Em meio ao caos, seis pessoas conseguem escapar e se refugiam na casa do embaixador canadense. Sabendo que é apenas questão de tempo até serem encontrados e mortos, o especialista da CIA em “exfiltração”, Tony Mendez (o próprio Affleck), arquiteta um arriscado plano em que finge a realização de um filme de ficção científica para tirá-los do país. Para isso, ele conta com a ajuda do produtor Lester Siegel (Alan Arkin) e do premiado maquiador John Chambers (John Goodman), que conhecem bem como funciona Hollywood.

É fato que o longa-metragem é beneficiado pela história verídica, que por si só, já é um roteiro de cinema. Mas o texto do pouco experiente Chris Terrio, em cima do artigo de Joshuah Bearman, por mais previsível que seja, abre espaço para críticas governamentistas e referências à cultura pop. Por trás de tudo, há a exclamação pelo fato de os Estados Unidos oferecerem inúmeros bloqueios a um plano (e mesmo depois de concluído ser mantido em segredo) que, por causa da dimensão da sua bizarrice e da grande possibilidade de fracasso, pode transformar a imagem de um país em vergonha nacional.

Leia mais

Publicidade

Filme da ‘Liga da Justiça’ e continuação de ‘Os Vingadores’ têm novidades

Por Thiago Sampaio em Cinema

09 de agosto de 2012

Filme da Liga da Justiça pode chegar aos cinemas em 2015

Filme da Liga da Justiça pode chegar aos cinemas em 2015

Depois do enorme – e esperado – sucesso de “Os Vingadores” (confira a crítica) nos cinemas, a DC Comics resolver apressar um projeto antigo: a adaptações para as telonas do seu próprio supergrupo, “A Liga da Justiça“. Durante a semana surgiram informações sobre possíveis diretores e um nome inusitado ganhou força: o ator Ben Affleck.

De acordo com a revista Variety, o astro é o favorito da Warner Bros Studios para comandar a superprodução estrelada por Batman, Superman, Mulher-Maravilha, Lanterna Verde, Flash, Aquaman, entre outros. Inclusive, ele seria o único potencial diretor para quem o estúdio teria enviado a versão mais recente do roteiro, escrita por Will Beall (“Caça aos Gângsters”).

Leia mais

Publicidade

Filme da ‘Liga da Justiça’ e continuação de ‘Os Vingadores’ têm novidades

Por Thiago Sampaio em Cinema

09 de agosto de 2012

Filme da Liga da Justiça pode chegar aos cinemas em 2015

Filme da Liga da Justiça pode chegar aos cinemas em 2015

Depois do enorme – e esperado – sucesso de “Os Vingadores” (confira a crítica) nos cinemas, a DC Comics resolver apressar um projeto antigo: a adaptações para as telonas do seu próprio supergrupo, “A Liga da Justiça“. Durante a semana surgiram informações sobre possíveis diretores e um nome inusitado ganhou força: o ator Ben Affleck.

De acordo com a revista Variety, o astro é o favorito da Warner Bros Studios para comandar a superprodução estrelada por Batman, Superman, Mulher-Maravilha, Lanterna Verde, Flash, Aquaman, entre outros. Inclusive, ele seria o único potencial diretor para quem o estúdio teria enviado a versão mais recente do roteiro, escrita por Will Beall (“Caça aos Gângsters”).

(mais…)