Publicidade

Rede Social CE

por Raquel Souza

TOQUINHO

Toquinho realiza neste sábado (15) concerto “Música em Prosa e Versos” no Teatro Tapera das Artes

Por raquelsouza em Empreendedorismo

10 de dezembro de 2018

O instrumentista, compositor e intérprete internacional participa também do ciclo de Diálogos Sinfonia na sexta-feira (14), na Tapera das Artes em Aquiraz

A programação anual do projeto Encontro Mestre & Aprendiz Contraponto Harmônico”, da associação Tapera das Artes, encerra em grande estilo com a apresentação do cantorcompositor e violonista Toquinho neste sábado (15), às 17 horas, no teatro da instituição, em Aquiraz. O concerto “Música em Prosa e Versos”, trazendo grandes sucessos como “Tarde em Itapuã” e “Ao que vai chegar”, tem entrada gratuita, sendo respeitada a capacidade máxima de 350 pessoas no teatro, com ingressos distribuídos uma hora antes do evento. No dia seguinte, domingo (16), Toquinho se apresenta em Fortaleza durante o projeto Natal de Luz, na Praça Portugal, às 18h30.

Na apresentação de sábado (15), Toquinho também irá interagir no palco com as crianças e adolescentes atendidos pelo projeto Encontro Mestre & Aprendiz. Ao longo de toda a sexta-feira (14) e na manhã de sábado, Toquinho participará do ciclo de Diálogos Sinfonia, um polo de discussão que faz a mediação entre grandes artistas da música instrumental nacional e internacional convidados pelo projeto e o público atendido pela Tapera das Artes. O Encontro Mestre & Aprendiz proporciona um intenso aprofundamento do estudo da música, ao mesmo tempo em que promove e estimula a regionalização da produção artística com valorização das culturas locais, tendo recebido ao longo do ano de 2018 dez mestres convidados, sendo sete nacionais e três internacionais.

“Construir acordes e harmonias, fazer música e poesia” é a profissão de Toquinho, que sabe harmonizar também a vida no compasso do prazer. Para o compositor, o violão passou a ser o prolongamento do próprio corpo. A cada dia o artista dedica-se mais, como se o instrumento fosse um bebê recém-nascido, exigindo sempre cuidados aprimorados; e o instrumentista, um pai extremoso, ambos se completando, permitindo que a vida os confunda em madeira e pele, cordas e coração. Do bojo de seu violão, ele extrai o néctar capaz de garantir o lema de seus dias: “só tenho tempo para ser feliz”.

Sobre Toquinho

Dotado de uma natureza lúdica e leve, divertir-se foi sempre seu prato predileto em torno de várias mesas: de bar, de restaurante, de futebol de botão, de sinuca. Passou a fazer do palco uma extensão das tramas futebolísticas, onde, mesmo nos momentos mais complicados, encontra escape para uma pilhéria, uma risada que ajuda a encarar o trabalho como uma prazerosa alegria. Entrega-se à profissão sem escravizar-se a ela, ao contrário, renovando com ela seu lado de menino nas decisões mais intrincadas.

Tudo começou no ano de 1959, no limiar da Bossa Nova. A maneira transformadora de João Gilberto interpretar “Chega de saudade”, com sua inusitada batida de violão, estimulou Toquinho a aprender a tocar o instrumento. Aos 14 anos já tinha aulas com seu principal mestre, Paulinho Nogueira. Então, com Edgard Gianullo, enriqueceu conhecimentos harmônicos e aprimorou-os com o amigo Oscar Castro Neves. O estilo de Baden Powell tornou-se irresistível ao então iniciante Toquinho, que, a fim de ampliar a técnica, buscou em Isaias Sávio a intimidade necessária com o violão clássico.

Iniciou sua carreira profissional na década de 1960 ao lado de grandes nomes da Música Popular Brasileira, como Taiguara, Chico Buarque, Elis Regina, Zimbo Trio, Caetano Veloso, Gal Costa, Maria Bethânia, Gilberto Gil, e Paulinho da Viola. A grande amizade com Chico Buarque propiciou-lhe a primeira parceria musical, “Lua cheia”, a primeira composição de sua carreira. Também com Chico, viveu sua primeira experiência fora do Brasil, em 1969, quando permaneceu ao lado dele, na Itália durante sete meses. Seus primeiros sucessos surgiram em parceria com Jorge BenJor, na canção “Que maravilha”, e com Paulo Vanzolini, na canção “Boca da noite”, essa com grande destaque no terceiro Festival Internacional da Canção Popular realizado no Rio de Janeiro, em 1968.

Uma das pérolas da sensibilidade de Toquinho é a parte de sua obra que abrange o mundo infantil. São cerca de 40 canções que encantam as crianças porque Toquinho sabe brincar com elas de uma forma inteligente, mantendo um humor lúdico na junção das letras com as melodias.

Sobre o projeto “Encontro Mestre & Aprendiz” – Contraponto Harmônico

 

O projeto “Encontro Mestre & Aprendiz – Contraponto Harmônico” oferece ações educativas que resultam em concertos interativos. O projeto foi idealizado para aproximar jovens aprendizes com nomes consagrados da música instrumental do mundo inteiro.

Tem realização do Centro de Pesquisa e Difusão da Arte-Imaginário, Co realização da Tapera das Artes, e parceria com a Plataforma Sinfonia do Amanhã, patrocínio da Usibras, Verdes Mares, Hipercor, Esmaltec, FAN, Dakota, Frezenius, M. Dias Branco, Acal, Banco do Nordeste, Cagece, Eletra Energy e Casa Freitas. Conta com apoio institucional da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará e da Secretária de Cultura Municipal de Aquiraz e consultoria executiva da Quitanda das Artes. Agradecimento especial à Enel Distribuição Ceará.

Plataforma Sinfonia do Amanhã

 

No intuito de ampliar sua atuação, ao mesmo tempo em que fortalece laços colaborativos, o Encontro Mestre & Aprendiz recebe estudantes de diversas instituições que trabalham educação musical em todo o estado do Ceará vinculados ao projeto Plataforma Sinfonia do Amanhã. Organizações que, assim como a Tapera, disponibilizam recursos artísticos e pedagógicos para crianças e jovens em situação de vulnerabilidade, numa perspectiva de ampliar as possibilidades de desenvolvimento social.  A Plataforma, em 2018, conta com 26 instituições, sendo 22 delas no Ceará, uma na Bahia, uma em Goiás e duas no Rio Grande do Sul.

Associação Tapera das Artes

 

A música sempre foi a grande paixão de Ritelza Cabral, idealizadora da Instituição Tapera das Artes. Em  1993, iniciou voluntariamente ateliers com 30 crianças e adolescentes oriundos de famílias de baixa renda do distrito de Tapera, no município de Aquiraz, ocupando as mangueiras de seu sítio. O trabalho logo criou corpo e em pouco tempo já existiam 60 crianças abrigadas nas sombras dos manguezais, e os sons dos pífaros repercutiam intensamente, encantando rendeiras, pescadores, agricultores e familiares dos pequeninos músicos.

O sucesso que o programa gerou na comunidade possibilitou em pouco tempo a sua expansão, propiciando nos anos seguintes a inclusão de novas ações educativas, com atividades voltadas para o desenvolvimento de diversas atividades artísticas. As mangueiras já não eram suficientes para abrigar os participantes e em 1996 os pequeninos estavam ocupando espaço apropriado na primeira sede da instituição. A partir daí foi possível a implantação de um programa pedagógico permanente, que gerou vários grupos musicais artísticos, dentre eles a Orquestra Bachiana Jovem de Aquiraz, criada com apoio do Maestro João Carlos Martins, sob a regência do Maestro Ênio Antunes. Outras conquistas merecem destaque: o Centro Cultural, parceria com a Fundação Vita, e o Teatro Escola da Tapera das Artes, com recursos  não reembolsáveis do BNDES; ambos oferecem ações formativas de relevância para a cultura no Estado do Ceará.

O compartilhamento é parte do DNA da Tapera das Artes, que  desde sua fundação vem cumprindo um importante papel no seu território, município de Aquiraz, litoral leste do Ceará, propiciando a formação integral, desenvolvimento do potencial humano, suas competência e habilidades,  e o enriquecimento cultural de crianças, adolescentes, jovens e seus familiares, moradores da região, com  oferta de vários projetos e programas que têm como eixo central a música, mas que trabalham a formação do ser para posturas cidadãs ao longo da vida.

Encontro Mestre & Aprendiz – Contraponto Harmônico apresenta Toquinho (SP), com:

Diálogos Sinfonia

Quando: 14 de dezembro (sexta), às 18h

Local: Tapera das Artes

Concerto “Encontro Mestre & Aprendiz Contraponto Harmônico”- Música em Prosa e Versos

Quando: 15 de dezembro (sábado), às 17h

Local: Teatro Tapera das Artes (Rua Antônio Gomes dos Santos, S/N – Centro, Aquiraz / Ao lado do Parque Ecoeducativo Engenhoca).

Informações: (85) 3361-2704 / 987548496

ACESSO GRATUITO 

Será respeitada a capacidade máxima de 350 pessoas no teatro. Distribuição de ingressos uma hora antes do evento.

Publicidade

Toquinho realiza neste sábado (15) concerto “Música em Prosa e Versos” no Teatro Tapera das Artes

Por raquelsouza em Empreendedorismo

10 de dezembro de 2018

O instrumentista, compositor e intérprete internacional participa também do ciclo de Diálogos Sinfonia na sexta-feira (14), na Tapera das Artes em Aquiraz

A programação anual do projeto Encontro Mestre & Aprendiz Contraponto Harmônico”, da associação Tapera das Artes, encerra em grande estilo com a apresentação do cantorcompositor e violonista Toquinho neste sábado (15), às 17 horas, no teatro da instituição, em Aquiraz. O concerto “Música em Prosa e Versos”, trazendo grandes sucessos como “Tarde em Itapuã” e “Ao que vai chegar”, tem entrada gratuita, sendo respeitada a capacidade máxima de 350 pessoas no teatro, com ingressos distribuídos uma hora antes do evento. No dia seguinte, domingo (16), Toquinho se apresenta em Fortaleza durante o projeto Natal de Luz, na Praça Portugal, às 18h30.

Na apresentação de sábado (15), Toquinho também irá interagir no palco com as crianças e adolescentes atendidos pelo projeto Encontro Mestre & Aprendiz. Ao longo de toda a sexta-feira (14) e na manhã de sábado, Toquinho participará do ciclo de Diálogos Sinfonia, um polo de discussão que faz a mediação entre grandes artistas da música instrumental nacional e internacional convidados pelo projeto e o público atendido pela Tapera das Artes. O Encontro Mestre & Aprendiz proporciona um intenso aprofundamento do estudo da música, ao mesmo tempo em que promove e estimula a regionalização da produção artística com valorização das culturas locais, tendo recebido ao longo do ano de 2018 dez mestres convidados, sendo sete nacionais e três internacionais.

“Construir acordes e harmonias, fazer música e poesia” é a profissão de Toquinho, que sabe harmonizar também a vida no compasso do prazer. Para o compositor, o violão passou a ser o prolongamento do próprio corpo. A cada dia o artista dedica-se mais, como se o instrumento fosse um bebê recém-nascido, exigindo sempre cuidados aprimorados; e o instrumentista, um pai extremoso, ambos se completando, permitindo que a vida os confunda em madeira e pele, cordas e coração. Do bojo de seu violão, ele extrai o néctar capaz de garantir o lema de seus dias: “só tenho tempo para ser feliz”.

Sobre Toquinho

Dotado de uma natureza lúdica e leve, divertir-se foi sempre seu prato predileto em torno de várias mesas: de bar, de restaurante, de futebol de botão, de sinuca. Passou a fazer do palco uma extensão das tramas futebolísticas, onde, mesmo nos momentos mais complicados, encontra escape para uma pilhéria, uma risada que ajuda a encarar o trabalho como uma prazerosa alegria. Entrega-se à profissão sem escravizar-se a ela, ao contrário, renovando com ela seu lado de menino nas decisões mais intrincadas.

Tudo começou no ano de 1959, no limiar da Bossa Nova. A maneira transformadora de João Gilberto interpretar “Chega de saudade”, com sua inusitada batida de violão, estimulou Toquinho a aprender a tocar o instrumento. Aos 14 anos já tinha aulas com seu principal mestre, Paulinho Nogueira. Então, com Edgard Gianullo, enriqueceu conhecimentos harmônicos e aprimorou-os com o amigo Oscar Castro Neves. O estilo de Baden Powell tornou-se irresistível ao então iniciante Toquinho, que, a fim de ampliar a técnica, buscou em Isaias Sávio a intimidade necessária com o violão clássico.

Iniciou sua carreira profissional na década de 1960 ao lado de grandes nomes da Música Popular Brasileira, como Taiguara, Chico Buarque, Elis Regina, Zimbo Trio, Caetano Veloso, Gal Costa, Maria Bethânia, Gilberto Gil, e Paulinho da Viola. A grande amizade com Chico Buarque propiciou-lhe a primeira parceria musical, “Lua cheia”, a primeira composição de sua carreira. Também com Chico, viveu sua primeira experiência fora do Brasil, em 1969, quando permaneceu ao lado dele, na Itália durante sete meses. Seus primeiros sucessos surgiram em parceria com Jorge BenJor, na canção “Que maravilha”, e com Paulo Vanzolini, na canção “Boca da noite”, essa com grande destaque no terceiro Festival Internacional da Canção Popular realizado no Rio de Janeiro, em 1968.

Uma das pérolas da sensibilidade de Toquinho é a parte de sua obra que abrange o mundo infantil. São cerca de 40 canções que encantam as crianças porque Toquinho sabe brincar com elas de uma forma inteligente, mantendo um humor lúdico na junção das letras com as melodias.

Sobre o projeto “Encontro Mestre & Aprendiz” – Contraponto Harmônico

 

O projeto “Encontro Mestre & Aprendiz – Contraponto Harmônico” oferece ações educativas que resultam em concertos interativos. O projeto foi idealizado para aproximar jovens aprendizes com nomes consagrados da música instrumental do mundo inteiro.

Tem realização do Centro de Pesquisa e Difusão da Arte-Imaginário, Co realização da Tapera das Artes, e parceria com a Plataforma Sinfonia do Amanhã, patrocínio da Usibras, Verdes Mares, Hipercor, Esmaltec, FAN, Dakota, Frezenius, M. Dias Branco, Acal, Banco do Nordeste, Cagece, Eletra Energy e Casa Freitas. Conta com apoio institucional da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará e da Secretária de Cultura Municipal de Aquiraz e consultoria executiva da Quitanda das Artes. Agradecimento especial à Enel Distribuição Ceará.

Plataforma Sinfonia do Amanhã

 

No intuito de ampliar sua atuação, ao mesmo tempo em que fortalece laços colaborativos, o Encontro Mestre & Aprendiz recebe estudantes de diversas instituições que trabalham educação musical em todo o estado do Ceará vinculados ao projeto Plataforma Sinfonia do Amanhã. Organizações que, assim como a Tapera, disponibilizam recursos artísticos e pedagógicos para crianças e jovens em situação de vulnerabilidade, numa perspectiva de ampliar as possibilidades de desenvolvimento social.  A Plataforma, em 2018, conta com 26 instituições, sendo 22 delas no Ceará, uma na Bahia, uma em Goiás e duas no Rio Grande do Sul.

Associação Tapera das Artes

 

A música sempre foi a grande paixão de Ritelza Cabral, idealizadora da Instituição Tapera das Artes. Em  1993, iniciou voluntariamente ateliers com 30 crianças e adolescentes oriundos de famílias de baixa renda do distrito de Tapera, no município de Aquiraz, ocupando as mangueiras de seu sítio. O trabalho logo criou corpo e em pouco tempo já existiam 60 crianças abrigadas nas sombras dos manguezais, e os sons dos pífaros repercutiam intensamente, encantando rendeiras, pescadores, agricultores e familiares dos pequeninos músicos.

O sucesso que o programa gerou na comunidade possibilitou em pouco tempo a sua expansão, propiciando nos anos seguintes a inclusão de novas ações educativas, com atividades voltadas para o desenvolvimento de diversas atividades artísticas. As mangueiras já não eram suficientes para abrigar os participantes e em 1996 os pequeninos estavam ocupando espaço apropriado na primeira sede da instituição. A partir daí foi possível a implantação de um programa pedagógico permanente, que gerou vários grupos musicais artísticos, dentre eles a Orquestra Bachiana Jovem de Aquiraz, criada com apoio do Maestro João Carlos Martins, sob a regência do Maestro Ênio Antunes. Outras conquistas merecem destaque: o Centro Cultural, parceria com a Fundação Vita, e o Teatro Escola da Tapera das Artes, com recursos  não reembolsáveis do BNDES; ambos oferecem ações formativas de relevância para a cultura no Estado do Ceará.

O compartilhamento é parte do DNA da Tapera das Artes, que  desde sua fundação vem cumprindo um importante papel no seu território, município de Aquiraz, litoral leste do Ceará, propiciando a formação integral, desenvolvimento do potencial humano, suas competência e habilidades,  e o enriquecimento cultural de crianças, adolescentes, jovens e seus familiares, moradores da região, com  oferta de vários projetos e programas que têm como eixo central a música, mas que trabalham a formação do ser para posturas cidadãs ao longo da vida.

Encontro Mestre & Aprendiz – Contraponto Harmônico apresenta Toquinho (SP), com:

Diálogos Sinfonia

Quando: 14 de dezembro (sexta), às 18h

Local: Tapera das Artes

Concerto “Encontro Mestre & Aprendiz Contraponto Harmônico”- Música em Prosa e Versos

Quando: 15 de dezembro (sábado), às 17h

Local: Teatro Tapera das Artes (Rua Antônio Gomes dos Santos, S/N – Centro, Aquiraz / Ao lado do Parque Ecoeducativo Engenhoca).

Informações: (85) 3361-2704 / 987548496

ACESSO GRATUITO 

Será respeitada a capacidade máxima de 350 pessoas no teatro. Distribuição de ingressos uma hora antes do evento.