Publicidade

Rede Social CE

por Raquel Souza

marketing

Senac Ceará lança curso de pós-graduação em negócios de moda 

Por raquelsouza em Moda

17 de agosto de 2017

Nas regiões Norte e Nordeste do país, o Ceará lidera o ranking do mercado da moda contando com o maior número de estabelecimentos nos setores têxtil, de vestuário e calçados. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho do Governo Federal, são 3.916 estabelecimentos, que movimentam 116.092 empregos. Além disso, o Ceará vem crescendo como referência em criação de moda, com novos e expressivos talentos, reforçando identidade própria, o que confere ao estado destaque nesse mercado bastante competitivo. É nesse contexto que o Senac Ceará lança a pós-graduação em negócios de moda, um dos segmentos estratégicos de atuação da instituição.

Tendo em vista a formação de profissionais para atuarem nesse setor, o Sistema Fecomércio – por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Ceará (Senac/CE) – oferta cursos de qualificação, aperfeiçoamento e pós-graduação.

O Senac Ceará – em suas unidades em Fortaleza, Iguatu, Sobral, Juazeiro do Norte, Crato e Maranguape – possui em seu portfólio cursos de qualificação para Costureiro, Modelista, Figurinista, Desenhista de Moda, Comprador de Moda, Confeccionador de bijuterias e Corretor de Moda. Entre as opções de aperfeiçoamento, são vários títulos com foco em costura, modelagem e desenho (criação), que são ministrados durante a programação anual. Também são ofertados diversos cursos livres visando à rápida inserção no mercado de trabalho.

Já para os que são graduados, o Senac Ceará está com inscrições abertas para a 3ª turma de Pós-Graduação em Negócios da Moda – Gestão, Marca e Coleção. O curso começa em setembro de 2017, é presencial e realizado em parceria com o Senac São Paulo, com foco em Negócios da Moda.

A pós-graduação é voltada para profissionais com diplomas de graduação em diferentes áreas. No curso, o aluno irá se especializar na gestão de negócios da Moda para atuar nos processos de desenvolvimento de coleções, de operacionalização e de aplicação de ferramentas de gestão, comercialização, marketing e liderança de pessoas, de modo a potencializar a eficácia dos negócios, atendendo às especificidades e características de um setor competitivo.

A especialização atende tanto às necessidades do empreendedor, que administra ou pretende adquirir uma visão integrada do próprio negócio, quanto aos profissionais graduados, em busca de uma colocação profissional na gestão de negócios e do desenvolvimento de coleções na cadeia produtiva da Moda.

Mais informações: (85) 3270.5400/ www.cursos.ce.senac

 

* O Senac/CE é uma entidade mantida pelos empresários do comércio de bens, serviços e turismo.

leia tudo sobre

Publicidade

Lei Maria da Penha completa 11 anos com ação que avisa: “tá na hora de parar”

Por raquelsouza em Lançamento

13 de agosto de 2017

 

 

Campanha

Os 11 anos da Lei Maria da Penha foram lembrados em ação publicitária criada pela agência F.Biz. Com o tema “Relógios da Violência”, a campanha tem como objetivo estimular a denúncia de agressões físicas, psicológicas, sexuais, patrimoniais e morais ocorridas em todo o Brasil. Para isso, foram criados site, vídeos ao vivo no Facebook, relógios de rua, mobiliário urbano, elevadores, rádio e TV.

No site, os números representados pelos relógios mostram diversas formas de violência contra as mulheres. As pessoas podem compartilhar quantos relógios quiserem e o número de vítimas estará sempre atualizado. A criação da peça é de Douglas Spernega, Tarso Soares, Jonatan Cunha, Carol Rocha e Pierre Arista.

Publicidade

Lei Maria da Penha completa 11 anos com ação que avisa: “tá na hora de parar”

Por raquelsouza em Lançamento

13 de agosto de 2017

 

 

Campanha

Os 11 anos da Lei Maria da Penha foram lembrados em ação publicitária criada pela agência F.Biz. Com o tema “Relógios da Violência”, a campanha tem como objetivo estimular a denúncia de agressões físicas, psicológicas, sexuais, patrimoniais e morais ocorridas em todo o Brasil. Para isso, foram criados site, vídeos ao vivo no Facebook, relógios de rua, mobiliário urbano, elevadores, rádio e TV.

No site, os números representados pelos relógios mostram diversas formas de violência contra as mulheres. As pessoas podem compartilhar quantos relógios quiserem e o número de vítimas estará sempre atualizado. A criação da peça é de Douglas Spernega, Tarso Soares, Jonatan Cunha, Carol Rocha e Pierre Arista.