Publicidade

Rede Social CE

por Raquel Souza

Enel

Sendi 2018: Enel e Abradee formalizam participação da Aneel

Por raquelsouza em Eventos

02 de novembro de 2018

De 20 a 23 de novembro, Fortaleza recebe o XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI), que pretende reunir cerca de cinco mil pessoas. Entre as principais participações durante o evento, está a de André Pepitone, que apresenta ao público o painel “Tendências de Adequação do setor Elétrico às novas exigências dos consumidores e como a Europa e América Latina se adequam às mudanças regulatórias”. Alguns dos temas relevantes a serem discutidos com os participantes são: Medidores Inteligentes, Digitalização de Ativos, Mobilidade Elétrica, Geração Distribuída e Cidades Inteligentes. As inscrições para os painéis podem ser realizadas no site: https://sendi.org.br/ ou através do aplicativo do evento.

Representantes da Enel Distribuição Ceará, que coordenam o evento, estiveram em Brasília, para formalizar a participação da ANEEL. Na ocasião, o Diretor de Geral da ANEEL, André Pepitone, recebeu o novo Country Manager da Enel Brasil, Nicola Cotugno, e o Presidente da Associação Brasileira de Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee), Nelson Leite, ao diretor de geral da ANEEL, em uma reunião. O encontro também teve participação do presidente da Associação Brasileira de Agências de Regulação, Fernando Alfredo R. Franco, também conselheiro da Agência Reguladora do Estado do Ceará (ARCE).

Além dos colaboradores das empresas de distribuição, o SENDI tem como público alvo pessoas que trabalham no sistema elétrico como um tudo, além de pesquisadores e estudantes. Os pilares do evento são sustentabilidade, gestão regulatória, digitalização/clientes e mobilidade elétrica.

Publicidade

Estudantes participam de seleção para produzir  curta-metragem que abrirá o Cine Ceará

Por raquelsouza em Cultura

19 de Abril de 2018

Segurança da população. Esse é o tema escolhido pelo projeto Enel Compartilha Animação para sensibilizar estudantes do ensino fundamental e médio a discutir a reconstrução do espaço social. Ao todo 100 alunos de cinco escolas públicas de Fortaleza participarão de oficinas sobre cinema de animação, entre os dias 16 e 26 de abril, nas próprias unidades de ensino.

Após essa primeira etapa, o professor e cineasta Telmo Carvalho escolherá dois jovens de cada instituição para formar a turma do curso, que será ministrado, durante um mês, no Núcleo de Cinema de Animação da Casa Amarela Eusélio Oliveira (UFC). Ao final da experiência, os estudantes vão criar um curta-metragem de até cinco minutos que será exibido no dia 04 de agosto durante a abertura da 28ª edição do Cine Ceará.

O principal objetivo do curso é introduzir por meio de aulas teóricas e práticas a linguagem do audiovisual à rotina desses alunos. Telmo afirma que quem participar vai ter acesso a equipamentos e programas de computador utilizados em grandes estúdios cinematográficos.

“Geralmente o roteiro é feito pelos estudantes, eles que dão as ideias e criam a história, nós interferimos só na parte técnica. A gente tem um dia para fechar o roteiro, então começamos a dividir a turma e trabalhamos como se fosse em um estúdio profissional, tem os animadores, tem o pessoal que vai finalizar, o pessoal que vai fazer o cenário, entre outros”, explica o cineasta.

Projeto 

O Enel Compartilha Animação já beneficiou mais de 2 mil crianças de escolas públicas de Fortaleza e outras cidades do interior do estado. Há dez anos, o projeto integra a rede de ações de responsabilidade social desenvolvida pela Enel e é realizado pela Associação Cultural Cine Ceará e pelo Instituto Agua Boa Cultural, em parceria com a Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Universidade Federal do Ceará (UFC). O Enel Compartilha Animação é viabilizado pelo Mecenato Estadual do Ceará e conta com apoio do Governo do Estado do Ceará através da Secretaria de Cultura (Secult).

Dessa forma a Enel reforça seu compromisso com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) “Educação de Qualidade”, uma agenda de objetivos e metas originados a partir da Rio +20 e aprovados na Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (25-27 de setembro 2015). Ao todo são 17 objetivos e 169 metas úteis para o desenvolvimento sustentável, desafios que requerem uma parceria global com a participação ativa de todos, incluindo governos, sociedade civil, setor privado, academia, mídia, e Nações Unidas. Mais informações em: http://www.pnud.org.br/.

Publicidade

Estudantes participam de seleção para produzir  curta-metragem que abrirá o Cine Ceará

Por raquelsouza em Cultura

19 de Abril de 2018

Segurança da população. Esse é o tema escolhido pelo projeto Enel Compartilha Animação para sensibilizar estudantes do ensino fundamental e médio a discutir a reconstrução do espaço social. Ao todo 100 alunos de cinco escolas públicas de Fortaleza participarão de oficinas sobre cinema de animação, entre os dias 16 e 26 de abril, nas próprias unidades de ensino.

Após essa primeira etapa, o professor e cineasta Telmo Carvalho escolherá dois jovens de cada instituição para formar a turma do curso, que será ministrado, durante um mês, no Núcleo de Cinema de Animação da Casa Amarela Eusélio Oliveira (UFC). Ao final da experiência, os estudantes vão criar um curta-metragem de até cinco minutos que será exibido no dia 04 de agosto durante a abertura da 28ª edição do Cine Ceará.

O principal objetivo do curso é introduzir por meio de aulas teóricas e práticas a linguagem do audiovisual à rotina desses alunos. Telmo afirma que quem participar vai ter acesso a equipamentos e programas de computador utilizados em grandes estúdios cinematográficos.

“Geralmente o roteiro é feito pelos estudantes, eles que dão as ideias e criam a história, nós interferimos só na parte técnica. A gente tem um dia para fechar o roteiro, então começamos a dividir a turma e trabalhamos como se fosse em um estúdio profissional, tem os animadores, tem o pessoal que vai finalizar, o pessoal que vai fazer o cenário, entre outros”, explica o cineasta.

Projeto 

O Enel Compartilha Animação já beneficiou mais de 2 mil crianças de escolas públicas de Fortaleza e outras cidades do interior do estado. Há dez anos, o projeto integra a rede de ações de responsabilidade social desenvolvida pela Enel e é realizado pela Associação Cultural Cine Ceará e pelo Instituto Agua Boa Cultural, em parceria com a Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Universidade Federal do Ceará (UFC). O Enel Compartilha Animação é viabilizado pelo Mecenato Estadual do Ceará e conta com apoio do Governo do Estado do Ceará através da Secretaria de Cultura (Secult).

Dessa forma a Enel reforça seu compromisso com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) “Educação de Qualidade”, uma agenda de objetivos e metas originados a partir da Rio +20 e aprovados na Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (25-27 de setembro 2015). Ao todo são 17 objetivos e 169 metas úteis para o desenvolvimento sustentável, desafios que requerem uma parceria global com a participação ativa de todos, incluindo governos, sociedade civil, setor privado, academia, mídia, e Nações Unidas. Mais informações em: http://www.pnud.org.br/.