Publicidade

Psicologia em Pauta

por Pâmela Souza Lima

Fevereiro 2017

Luto Infantil

Por Pâmela Lima em Comportamento, Família, Filhos, Psicologia, Reflexão, Saúde

27 de Fevereiro de 2017

Diante da perda de alguém querido, há um movimento natural dos adultos no sentido de proteger as crianças desse processo, e por vezes não as encorajam a falar de suas dores e de seus sentimentos. Na medida do que for possível para cada etapa do desenvolvimento, é muito importante que os pais consigam explicar o que houve para que os pequenos possam ir aprendendo a lidar com a realidade da morte, da perda e da saudade. 

As crianças precisam sentir acolhimento e espaço para falar de suas dúvidas e de suas dores. O perigo de não tratar o assunto é que os pequenos, quando não entendem, podem experimentar a morte de alguém querido com sentimentos de abandono e culpa.

Muitos pais perguntam se devem ou não levar os filhos para o velório, e na verdade essa é uma escolha muito particular da família. Como sugestão, entendemos que a criança deve ser esclarecida sobre o que irá acontecer, na medida do seu entendimento, e escolher se quer ou não participar, pois esse ritual tem sua importância no processo de lidar com o luto.

Pâmela Lima Psicóloga – CRP 11/04056.
Contatos: (85) 9.8784 8736 (WhatsApp)
Insta: Pamelalimapsicologa | Snap: Pamelapsico
Avenida Dom Luís, 500, sala 1005, Aldeota

leia tudo sobre

Publicidade

Luto Infantil

Por Pâmela Lima em Comportamento, Família, Filhos, Psicologia, Reflexão, Saúde

27 de Fevereiro de 2017

Diante da perda de alguém querido, há um movimento natural dos adultos no sentido de proteger as crianças desse processo, e por vezes não as encorajam a falar de suas dores e de seus sentimentos. Na medida do que for possível para cada etapa do desenvolvimento, é muito importante que os pais consigam explicar o que houve para que os pequenos possam ir aprendendo a lidar com a realidade da morte, da perda e da saudade. 

As crianças precisam sentir acolhimento e espaço para falar de suas dúvidas e de suas dores. O perigo de não tratar o assunto é que os pequenos, quando não entendem, podem experimentar a morte de alguém querido com sentimentos de abandono e culpa.

Muitos pais perguntam se devem ou não levar os filhos para o velório, e na verdade essa é uma escolha muito particular da família. Como sugestão, entendemos que a criança deve ser esclarecida sobre o que irá acontecer, na medida do seu entendimento, e escolher se quer ou não participar, pois esse ritual tem sua importância no processo de lidar com o luto.

Pâmela Lima Psicóloga – CRP 11/04056.
Contatos: (85) 9.8784 8736 (WhatsApp)
Insta: Pamelalimapsicologa | Snap: Pamelapsico
Avenida Dom Luís, 500, sala 1005, Aldeota