FERIADO TRANQUILO NAS ESTRADAS - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

FERIADO TRANQUILO NAS ESTRADAS

Por Nonato Albuquerque em Trânsito

26 de dezembro de 2013

A volta do feriado foi tranquila. Pelo menos é o que se depreende dos registros das Polícias Rodoviárias. Aliás, o balanço do Natal este ano marcou uma redução de pelo menos 25 por cento no número de acidentes, comparados aos do ano passado.

Foram 15 ocorrências com apenas uma vítima fatal nas rodovias federais, enquanto nas estaduais, a Polícia contabilizou também uma morte e seis acidentes.

Se a gente fizer um comparativo com 2012, vamos verificar que, até no número de pessoas feridas, houve redução em torno de 55 por cento, o que demonstra a objetividade e a importância do pessoal que prestou serviço ao longo das estradas com a Operação Rodovida – que continua no feriado de ano novo e tem uma segunda fase que vai até o carnaval.

Pelo que se viu são números mais ou menos esperados, ao contrário dos prognósticos anteriores que as autoridades faziam, revelando a prevalência do bom senso da parte da maioria dos guiadores. Eles passaram a obedecer as normas de segurança e, principalmente, evitando a mistura bombástica do consumo de bebida alcoólica com a ideia de dirigir um veículos.

Pontos para o brasileiro que, finalmente, começa a dar demonstração de maturidade. Vamos torcer para que, no ano novo, isso melhore ainda mais.

Publicidade aqui

leia tudo sobre

FERIADO TRANQUILO NAS ESTRADAS

Por Nonato Albuquerque em Trânsito

26 de dezembro de 2013

A volta do feriado foi tranquila. Pelo menos é o que se depreende dos registros das Polícias Rodoviárias. Aliás, o balanço do Natal este ano marcou uma redução de pelo menos 25 por cento no número de acidentes, comparados aos do ano passado.

Foram 15 ocorrências com apenas uma vítima fatal nas rodovias federais, enquanto nas estaduais, a Polícia contabilizou também uma morte e seis acidentes.

Se a gente fizer um comparativo com 2012, vamos verificar que, até no número de pessoas feridas, houve redução em torno de 55 por cento, o que demonstra a objetividade e a importância do pessoal que prestou serviço ao longo das estradas com a Operação Rodovida – que continua no feriado de ano novo e tem uma segunda fase que vai até o carnaval.

Pelo que se viu são números mais ou menos esperados, ao contrário dos prognósticos anteriores que as autoridades faziam, revelando a prevalência do bom senso da parte da maioria dos guiadores. Eles passaram a obedecer as normas de segurança e, principalmente, evitando a mistura bombástica do consumo de bebida alcoólica com a ideia de dirigir um veículos.

Pontos para o brasileiro que, finalmente, começa a dar demonstração de maturidade. Vamos torcer para que, no ano novo, isso melhore ainda mais.