DESLIGAR APARELHOS NO VOO NÃO É TÃO NECESSÁRIO ASSIM - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

DESLIGAR APARELHOS NO VOO NÃO É TÃO NECESSÁRIO ASSIM

Por Nonato Albuquerque em CIÊNCIA, COMPORTAMENTO, SEGURANÇA, SERVIÇO

08 de dezembro de 2012

O blogueiro espanhol Enrique Dans aborda um assunto curioso que diz respeito ao uso de aparelhos eletrônicos durante os vôos aéreos. Viajei recentemente e fiquei matutando comigo mesmo, até que ponto eles interferem ou não nas transmissões de rádio entre os controladores de vôo e os pilotos. Dans diz que tudo não passa de uma mentira.

Ele diz que há 15 anos ele se tornou consumidor de eletrônicos do tipo telefonia móvel, como um ocupante regular de nossos bolsos. Praticamente 20 acima, considerando-se a explosão de consoles de videogame nos anos 80. Laptops, tablets , e-books …

E é curioso ele verificar que, ao longo dos anos, não houve um só acidente de aviação que pudesse estar associado a esse tipo de equipamento. Nem um.  Nenhum caso destas “alegadas interferências com o aparelho de vôo” insistentemente avisadas em cada voo, escreve Dans.

E aí vem a aeromoça, que apenas segue ordens, e diz que devemos desligar o aparelho, pois ele pode causar interferência nos equipamentos de vôo”, mas não passa de uma mentira. “A prática de muitos anos […] mostrou que a interferência é impossível, tão real como unicórnios e como a fada do dente”, escreveu Enrique.

E ele não fica apenas na suspeita; lembra que houve rigorosa pesquisa de medição, testes em câmaras anecóicas … tudo. E não há nenhum caso registrado desses suposta “interferência nos equipamentos de vôo.”

Isso da interferência dá status de credibilidade exatamente do mesmo jeito que os velhos contos. Mas, claro, como “ninguém quer ser identificado como responsável pelo desastre aéreo eventual possível”, decidiu ignorar a evidência e a ciência e estão tomando precauções para completamente exceder as dimensões de todo o senso comum. E não me basta olhar namoro namoro  com fios ,  ABC News  ou  AirlineSafety.com  garantir que estes “interferência” alegada estão simplesmente mentindo. Excessiva cautela.

Há muito tempo atrás eu ignorei tais indicações. Sabe o que fiz com o meu Kindle? Eu passei a usar. “Meu Kindle não será desligado. Será que a câmara? Tenho fotografias tiradas durante decolagem, pouso e em todas as fases do voo … afinal, a tripulação de cabine está em seu assento durante estas fases, o que não pode ver o que eu estou fazendo c om o meu. Telefone? Desligue-o para economizar bateria e porque não há nada para cobrir lá em cima, mas muitos não o fazem. E nada acontece. Nada. NADA.

Publicidade aqui

leia tudo sobre

DESLIGAR APARELHOS NO VOO NÃO É TÃO NECESSÁRIO ASSIM

Por Nonato Albuquerque em CIÊNCIA, COMPORTAMENTO, SEGURANÇA, SERVIÇO

08 de dezembro de 2012

O blogueiro espanhol Enrique Dans aborda um assunto curioso que diz respeito ao uso de aparelhos eletrônicos durante os vôos aéreos. Viajei recentemente e fiquei matutando comigo mesmo, até que ponto eles interferem ou não nas transmissões de rádio entre os controladores de vôo e os pilotos. Dans diz que tudo não passa de uma mentira.

Ele diz que há 15 anos ele se tornou consumidor de eletrônicos do tipo telefonia móvel, como um ocupante regular de nossos bolsos. Praticamente 20 acima, considerando-se a explosão de consoles de videogame nos anos 80. Laptops, tablets , e-books …

E é curioso ele verificar que, ao longo dos anos, não houve um só acidente de aviação que pudesse estar associado a esse tipo de equipamento. Nem um.  Nenhum caso destas “alegadas interferências com o aparelho de vôo” insistentemente avisadas em cada voo, escreve Dans.

E aí vem a aeromoça, que apenas segue ordens, e diz que devemos desligar o aparelho, pois ele pode causar interferência nos equipamentos de vôo”, mas não passa de uma mentira. “A prática de muitos anos […] mostrou que a interferência é impossível, tão real como unicórnios e como a fada do dente”, escreveu Enrique.

E ele não fica apenas na suspeita; lembra que houve rigorosa pesquisa de medição, testes em câmaras anecóicas … tudo. E não há nenhum caso registrado desses suposta “interferência nos equipamentos de vôo.”

Isso da interferência dá status de credibilidade exatamente do mesmo jeito que os velhos contos. Mas, claro, como “ninguém quer ser identificado como responsável pelo desastre aéreo eventual possível”, decidiu ignorar a evidência e a ciência e estão tomando precauções para completamente exceder as dimensões de todo o senso comum. E não me basta olhar namoro namoro  com fios ,  ABC News  ou  AirlineSafety.com  garantir que estes “interferência” alegada estão simplesmente mentindo. Excessiva cautela.

Há muito tempo atrás eu ignorei tais indicações. Sabe o que fiz com o meu Kindle? Eu passei a usar. “Meu Kindle não será desligado. Será que a câmara? Tenho fotografias tiradas durante decolagem, pouso e em todas as fases do voo … afinal, a tripulação de cabine está em seu assento durante estas fases, o que não pode ver o que eu estou fazendo c om o meu. Telefone? Desligue-o para economizar bateria e porque não há nada para cobrir lá em cima, mas muitos não o fazem. E nada acontece. Nada. NADA.