Uma nação dividida - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

Uma nação dividida

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO, ATUALIDADE, POLÍTICA

18 de Abril de 2016

O país amanheceu hoje dividido entre os sentimentos da vitória e da derrota. A população assistiu atenta pela TV, a decisão da Câmara dos deputados, abrindo a possibilidade de a presidenta Dilma Rousseff ficar impedida de governar; isso, caso o Senado venha a confirmar o resultado de ontem. Qualquer que venha a ser esse resultado, a sessão de ontem revelou um País dividido e, pela votação dos deputados, intencionalmente disposto a mudanças. Mudanças que podem se converter em um novo rumo da Política nacional.

Embora o ‘impeachment’ tenha se sustentado na questão das pedaladas fiscais, mas há muito tempo a nação estava sobrevivendo às expensas de denúncias de corrupção por todos os lados e que já levaram à cadeia alguns nomes ilustres do mercado empresarial e do meio político. No seio do cidadão comum, isso se constitui numa prática abominável, principalmente quando se sabe que os recursos oriundos do suor dispendido através dos impostos, estava tendo destinação criminosa. Ao lado do poder contaminado, acentuavam-se os problemas agravados pela violência urbana, como se pode confirmar através das edições diárias do Barra Pesada.

Ninguém consegue conviver com a criminalidade das ruas e, portanto, esse sentimento de indignação que paira em torno de todos parece ter sido incorporado à decisão dos deputados no dia de ontem, sinalizando a necessidade de uma revisão, inclusive, dos próprios políticos que votaram a favor da mudança.

Publicidade aqui

leia tudo sobre

Uma nação dividida

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO, ATUALIDADE, POLÍTICA

18 de Abril de 2016

O país amanheceu hoje dividido entre os sentimentos da vitória e da derrota. A população assistiu atenta pela TV, a decisão da Câmara dos deputados, abrindo a possibilidade de a presidenta Dilma Rousseff ficar impedida de governar; isso, caso o Senado venha a confirmar o resultado de ontem. Qualquer que venha a ser esse resultado, a sessão de ontem revelou um País dividido e, pela votação dos deputados, intencionalmente disposto a mudanças. Mudanças que podem se converter em um novo rumo da Política nacional.

Embora o ‘impeachment’ tenha se sustentado na questão das pedaladas fiscais, mas há muito tempo a nação estava sobrevivendo às expensas de denúncias de corrupção por todos os lados e que já levaram à cadeia alguns nomes ilustres do mercado empresarial e do meio político. No seio do cidadão comum, isso se constitui numa prática abominável, principalmente quando se sabe que os recursos oriundos do suor dispendido através dos impostos, estava tendo destinação criminosa. Ao lado do poder contaminado, acentuavam-se os problemas agravados pela violência urbana, como se pode confirmar através das edições diárias do Barra Pesada.

Ninguém consegue conviver com a criminalidade das ruas e, portanto, esse sentimento de indignação que paira em torno de todos parece ter sido incorporado à decisão dos deputados no dia de ontem, sinalizando a necessidade de uma revisão, inclusive, dos próprios políticos que votaram a favor da mudança.