AMERICANOS PRETENDIAM LANÇAR BOMBA NUCLEAR NA SUPERFÍCIE DA LUA - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

AMERICANOS PRETENDIAM LANÇAR BOMBA NUCLEAR NA SUPERFÍCIE DA LUA

Por Nonato Albuquerque em ATUALIDADE, CIÊNCIA

04 de Janeiro de 2013

Os Estados Unidos tinham um plano para explodir uma bomba nuclear na superfície da Lua. Esta revelação é feita hoje pela CNN, que assegura dispor dos documentos que provam esse projeto.

O líder era o cientista Leonard Reiffel, que explicou em reportagem que o plano era “provocar uma pequena explosão nuclear na Lua”.

O físico, hoje com 85 anos de idade, esteve à frente da coordenação do projeto por volta de 1958, num momento crucial da chamada Guerra fria, entre Estados Unidos e Rússia.

O plano seria uma demonstração de força já que os russos tinham avançado em seu programa espacial. Incluía o lançamento de um míssil intercontinental que viajaria 400.000 quilômetros de algum ponto da Terra não revelado até o satélite. Lá seria explodida uma bomba da mesma potência que as empregadas em Hiroxima e Nagasaki.

Embora a CNN tentasse obter alguma versão desse projeto por parte das autoridades, mas 50 anos depois ninguém quis fazer comentários a respeito.

FONTE

Publicidade aqui

leia tudo sobre

AMERICANOS PRETENDIAM LANÇAR BOMBA NUCLEAR NA SUPERFÍCIE DA LUA

Por Nonato Albuquerque em ATUALIDADE, CIÊNCIA

04 de Janeiro de 2013

Os Estados Unidos tinham um plano para explodir uma bomba nuclear na superfície da Lua. Esta revelação é feita hoje pela CNN, que assegura dispor dos documentos que provam esse projeto.

O líder era o cientista Leonard Reiffel, que explicou em reportagem que o plano era “provocar uma pequena explosão nuclear na Lua”.

O físico, hoje com 85 anos de idade, esteve à frente da coordenação do projeto por volta de 1958, num momento crucial da chamada Guerra fria, entre Estados Unidos e Rússia.

O plano seria uma demonstração de força já que os russos tinham avançado em seu programa espacial. Incluía o lançamento de um míssil intercontinental que viajaria 400.000 quilômetros de algum ponto da Terra não revelado até o satélite. Lá seria explodida uma bomba da mesma potência que as empregadas em Hiroxima e Nagasaki.

Embora a CNN tentasse obter alguma versão desse projeto por parte das autoridades, mas 50 anos depois ninguém quis fazer comentários a respeito.

FONTE