novembro 2014 - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

novembro 2014

O rádio discutirá regulamentação

Por Nonato Albuquerque em COMUNICAÇÃO

25 de novembro de 2014

O rádio será tema de um seminário que  ACERT-Associação Cearense de Rádio e Televisão está preparando para o próximo dia 5 de dezembro. Na ocasião, serão discutidos temas ligados à questão da regulamentação das mídias e a preocupação do pessoal que faz jornalismo no ‘sem fio’. Carmen Lúcia, a presidente da entidade, deseja reunir profissionais do rádio em torno da questão ética. 

leia tudo sobre

Publicidade

Seu Lunga: uma lenda não morre

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

22 de novembro de 2014

Morrer é deixar a dimensão física. Sumir-se na outra imaterial. Seu Lunga, porém, há de continuar vivo.

É que uma lenda nunca morre.slunga

Pergunte a um fã de Elvis Presley, John Lennon, Michael Jackson – e ele, certamente, vai dizer que eles continuam vivíssimo. No sagrado território do coração.

Mas seu Lunga é mais especial ainda que esses citados notáveis.

Eles vivem na memória, na lembrança. Seu Lunga, não.

Seu Lunga vai viver nas conversas (bem) mau-humoradas de quem quer seja; nas respostas à perguntas óbvias.

Sempre que alguém disser alguma coisa que mereça uma resposta daquelas bem ‘ignorantes’, que estavam aqui na ponta da língua, é seu Lunga quem vai estar ali sendo lembrado. Presente.

Ele já era lenda mesmo vivo. Muitos dos causos registrados como sendo dele, na verdade eram uma espécie de ‘lenda urbana’ que circulava, assinada como se fosse dele.

Seu Lunga, hoje, deixa a dimensão do real e para a conviver ainda mais no imaginário do povo nordestino.

leia tudo sobre

Publicidade

TODO MUNDO GOSTARIA DE SER…

Por Nonato Albuquerque em TEXTO

22 de novembro de 2014

rodopioTodo mundo gostaria de ser…

Tão harmonioso quanto Bach

Tão bondoso quanto Chico

Tão inteligente quanto Einstein

Tão perfeito quanto Jesus

Tão pacífico quanto Gandhi

Tão justo quanto Salomão

Tão santo quanto Francisco

Tão caridoso quanto Tereza de Calcutá

Tão belo como David de Michelângelo

Tão habilidoso quanto Dumont

Tão eficiente quanto Sabin

Tão paciente quanto Jó

Tão engraçado quanto Chaplin

Tão inspirado quanto Wagner

Tão poeta quanto Neruda

Tão sentimental quanto Romeu

Tão amorosa quanto Julieta

Tão forte quanto Hércules

Mas tão simples quanto Tolstoi

Tão musical quanto Jobim

Tão virtuose quanto Mozart

Tão desbravador quanto Rondon

Tão famoso quanto Lennon

Tão bonito quanto Pitt

Tão sincero quanto Galileu

Tão grande quanto Alexandre

Tão sólido quanto Zé Alencar

Tão fiel quanto Abrão

Tão sábio quanto Hawkins

Tão ativa quanto Madame Curie

Tão gente como qualquer um.

Não é preciso tanto esforço,

Basta ser, antes de querer Ter.

leia tudo sobre

Publicidade

leia tudo sobre

Publicidade

leia tudo sobre

Publicidade

Tribuna Band News estreia ‘Bandeira Livre’ na próxima segunda-feira

Por Nonato Albuquerque em rádio

13 de novembro de 2014

Estreia – interessante! – na Tribuna Band News, na próxima segunda feira, dia 17: é o “Bandeira Livre”. 

 

Trata-se de mais um evento na grade da programação da FM 101,7 e que estará incluso dentro do “Primeira Edição”, que eu e Ariane comandamos. Por enquanto, é só o que podemos dizer. 

SERVIÇO

Bandeira Livre,

Tribuna Band News, FM 101,7

Horário: 9h10min

Estreia, dia 17 (segunda feira)

leia tudo sobre

Publicidade

O mapa da mina

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

12 de novembro de 2014

socratespower

leia tudo sobre

Publicidade

A ignorância existencial

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

05 de novembro de 2014

bipolar-disorder-abstract[1]O velho bordão “família que reza unida, permanece unida”, parece válido também para quem reza na cartilha do erro. Em Redenção, localizada no maciço do Baturité, a Polícia prendeu um jovem, sua namorada, a mãe e o sogro, acusados de tráfico de drogas. Por essas e outras, é que cada vez mais se diz que o perfil da família se distancia dos padrões desejáveis, onde devem prevalecer o bom exemplo e o respeito.

Quem imaginaria uma mãe associando-se às ações infelicitadas do filho que, além de contaminar seu organismo consumindo drogas, passa a competir com outros no mercado do tráfico? Que mãe não sentiria e lamentaria essa condição escravizante do filho? O núcleo familiar existe, na verdade, para conciliar a boa convivência e ampliar o aperfeiçoamento dos seus integrantes. Jamais para amesquinhar-se em atitudes que firam as noções básicas de responsabilidade. Sabe o que é isso? Ganância. Interesse em se dar bem. Em lucrar, haja o que houver, custe o que custar.

Não é atoa que os grandes mestres citam o egoísmo como um dos piores males do homem. É que o ego da pessoa ignorante, só se facilita nas questões do Ter. Não se associa às riquezas do Ser. De se buscar ser bom, ético, justo. Ser, acima de tudo, responsável para o bem da Vida, esse sim, o dom maior que se tem e que, por completa ignorância ao que somos, deturpamos a oportunidade de progredir. Em benefício próprio e de todo o grupo familiar.

Para uma pequena parcela desinformada de pessoas, importa ganhar dinheiro; ainda que se perca a vida. Agir de forma errônea; mesmo que isso comprometa a liberdade. O homem, como pessoa, não veio ao mundo para ganhar o mundo ou vencê-lo. E sim, para vencer as suas deformações morais que ainda o aprisionam na roda das vidas ligadas à sua própria ignorância existencial.

leia tudo sobre

Publicidade

A ignorância existencial

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

05 de novembro de 2014

bipolar-disorder-abstract[1]O velho bordão “família que reza unida, permanece unida”, parece válido também para quem reza na cartilha do erro. Em Redenção, localizada no maciço do Baturité, a Polícia prendeu um jovem, sua namorada, a mãe e o sogro, acusados de tráfico de drogas. Por essas e outras, é que cada vez mais se diz que o perfil da família se distancia dos padrões desejáveis, onde devem prevalecer o bom exemplo e o respeito.

Quem imaginaria uma mãe associando-se às ações infelicitadas do filho que, além de contaminar seu organismo consumindo drogas, passa a competir com outros no mercado do tráfico? Que mãe não sentiria e lamentaria essa condição escravizante do filho? O núcleo familiar existe, na verdade, para conciliar a boa convivência e ampliar o aperfeiçoamento dos seus integrantes. Jamais para amesquinhar-se em atitudes que firam as noções básicas de responsabilidade. Sabe o que é isso? Ganância. Interesse em se dar bem. Em lucrar, haja o que houver, custe o que custar.

Não é atoa que os grandes mestres citam o egoísmo como um dos piores males do homem. É que o ego da pessoa ignorante, só se facilita nas questões do Ter. Não se associa às riquezas do Ser. De se buscar ser bom, ético, justo. Ser, acima de tudo, responsável para o bem da Vida, esse sim, o dom maior que se tem e que, por completa ignorância ao que somos, deturpamos a oportunidade de progredir. Em benefício próprio e de todo o grupo familiar.

Para uma pequena parcela desinformada de pessoas, importa ganhar dinheiro; ainda que se perca a vida. Agir de forma errônea; mesmo que isso comprometa a liberdade. O homem, como pessoa, não veio ao mundo para ganhar o mundo ou vencê-lo. E sim, para vencer as suas deformações morais que ainda o aprisionam na roda das vidas ligadas à sua própria ignorância existencial.