junho 2014 - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

junho 2014

Projeto quer preservar a arte das ruas

Por Nonato Albuquerque em artes, FOTOGRAFIA

30 de junho de 2014

O Google resolveu preservar para as futuras gerações a arte das ruas. Criou o ‘Street Art Project‘, um excelente portal onde estão clicados os locais onde esse tipo de arte vigora e que, evidentemente, sofrrem a ameaça de serem removidos. Visite e magnifique-se com essa beleza de projeto. 

leia tudo sobre

Publicidade

Uma histórica leitura sobre o fenômeno dos hinos na copa

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO, COMPORTAMENTO, ESPORTES

28 de junho de 2014

O jornal chileno ‘El Mercúrio’ fez um curioso levantamento dos hinos que são entoados nas arenas onde acontece a Copa da FIFA.
O autor do artigo, Jean Pierre Egoaguirre, destaca o fenômeno dos hinos entoados nas arenas brasileiras e lembra os sentimentos que hinos como ‘La Marsellesa’ provocaram. 
O imperador Napoleão reagiu assim: “Esta música vai nos salvar de muitos canhões”, teria dito o imperador de notar que a letra enaltecia o espirito guerreiro do povo francês. 
Esse sentimento nacionalista se repetiria durante a ocupação nazista, tornando-se o tema da resistência. 
“Hoje […] não só os franceses, como os chilenos, brasileiros e colombianos são os que mais se destacam pela estremecedora entoação de seus hinos”. E chega a dizer que o campeonato tem se revelado uma vitrine das canções oficiais dos países.
 
E passa a narrar em “A Batalha dos Hinos Nacionais”, as histórias e controvérsias que estão além da copa do mundo. Leia o original AQUI.

leia tudo sobre

Publicidade

Complexo de inferioridade

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

26 de junho de 2014

Os números da Copa até aqui viram manchetes de primeira página, porque fogem às expectativas. Na verdade, pensava-se que o mundial da FIFA fosse acabar no desastre da festa de abertura, mas não. Aquele fiasco do início do evento já foi até esquecido. Agora contabiliza-se os lucros econômicos. Só o número de turistas em Fortaleza já supera os prognósticos de antes. E a segurança? As autoridades temiam que os protestos de junho do ano passado recrudescessem durante o mundial e pudessem ofuscar o brilho da festa. Mas, nada disso aconteceu.

Fortaleza nunca mais tinha vivenciado esse clima de segurança que impera na arena Castelão e na praia. Os registros policiais chegam a ser inexpressivos em termos de furtos, assaltos e outras ações criminosas nas áreas por onde passa a onda FIFA. Coisas de pequena monta, como documentos perdidos, etc e tal. A cidade parece respirar tranquilidade por onde a copa atua. A pergunta que se faz é por que não se tem esse modelo aplicado no dia a dia?

Policiais nas ruas, agentes de trânsito dando plantão nas esquinas. Servidores atendendo de forma cortês aos visitantes. Parece até um sonho. Mas, na verdade, é que provocado, este país funciona. Pega no tranco. Hoje está se elogiando o movimento turístico que já injetou 500 milhões na economia local. Que bom! Mas o bom senso lembra que mais do que isso pagamos de impostos durante o ano todo e devíamos ser os primeiros a termos saude, segurança e educação de primeira. Com padrão FIFA como se passou a denominar os serviços de qualidade. É que o país repete o exemplo da família que compra um jogo de jantar e faqueiro novos, mas não pode ser utilizado pelos de casa, porque se trata de objetos apenas para as visitas. Desse complexo, o Brasil sofre. Sofremos nós.

leia tudo sobre

Publicidade

O jogo de futebol e a vida humana

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO

12 de junho de 2014

Uma quinta feira com cara de domingo. Domingo de futebol. Mais que isso: a partir de hoje o Brasil é o centro do mundo. E as arenas, espalhadas pelas cidades-sede do país, se constituem nas salas de visita, onde os pés de cada um dos jogadores traçarão as rotas em busca de um só objetivo. Vitória.

A vida humana também pode ser comparada a esse roteiro. Cada indivíduo chega ao campo do mundo terreno escalado para atingir um objetivo, uma meta – como a dos jogadores. No meio do caminho nos deparamos com adversidades, provações. Dificuldades que precisam ser dribladas com aquele jogo de cintura que faz um Neymar ser famoso ao traçar os seus adversários.

Na disputa da vida, há lances de todo tipo praticados por todo tipo de gente. Os que jogam pesado; os que fazem falta, que usam da deslealdade na tentativa de atingir os seus objetivos. São os que não têm talento para mostrar que é possível se vencer de forma justa e honesta.

A exemplo do que orienta um bom técnico de futebol, os ensinamentos dos sábios mestres lembram sempre que ninguém deve responder à violência de uns, com a mesma moeda de troco. O dever é jogar limpo em qualquer situação, contra quem quer que seja, dando preferência aos passes e jogadas de maestria.

No jogo da vida, como em qualquer partida de futebol, infelizmente, alguns ainda fogem às regras. Maculam a camisa que vestem, quando atletas. Destroem o corpo que os permite cruzar o campo da terra, com os vícios deletérios para a alma.

Que os jogos da copa dêm a oportuna chance de o Brasil-seleção enriquecer sua história com mais exemplos de glória. E ensine a cada um de nós que a vida é a melhor partida que se tem pra golear vitórias.

leia tudo sobre

Publicidade

O inquilino das cavernas

Por Nonato Albuquerque em ARTIGO, SEGURANÇA

09 de junho de 2014

A violência que tanto atormenta a todos nós, sabemos, é um componente da alma humana ainda escravizada aos seus equívocos de inferioridade. Por isso mesmo, esse mal acompanha a própria história do homem.

Se voltarmos ao passado mais distante, vamos encontrar sempre relatos onde o ódio contaminou gerações. Na tentativa de combatê-la, os humanos ampliaram ainda mais a carga de violência.

Há cem anos, exatamente no dia 9 de junho, acontecia em Juazeiro o primeiro crime de pistolagem registrado no município. A vítima foi Paulo Maia Ferreira de Menezes, de 35 anos, cuja vida custou cem mil réis e uma burra pagos por Nazário Landim ao pistoleiro apelidado por “Mané Chiquinha”. Ele nasceu em Crato, era primo de Padre Cícero e filho do ex-deputado estadual, Aristides Ferreira de Menezes e Ana Leopoldina Maia.

Passado um século, o mundo mudou muito. A Ciência deu um salto quântico em termos de descobertas. Ampliou-se a área do conhecimento humano. As distâncias foram encurtadas, enquanto aumentava a expectativa de vida do brasileiro comum.

O mundo modernizou-se consideravelmente, enquanto o passado violento se mantém irredutível: não tira o pé de nossa ancestralidade.

Os crimes acontecem quase na mesma proporção que os nascimentos e, por mais que as ideias de um mundo de paz tenham prosperado, o bicho-homem continua como se ainda fosse inquilino das cavernas.

Se ontem conduzia um porrete na mão e arrastava as mulheres pelos cabelos, hoje tem armas mais sofisticadas e continua, infelizmente, a oprimir e matar a mulher como no passado mais longínquo. Avançamos tanto em conquistas materiais, tanto tanto, mas quase nada em termos de moral. Que pena!

leia tudo sobre

Publicidade

Tribuna Band News consolida audiência no radiojornalismo

Por Nonato Albuquerque em COMUNICAÇÃO

03 de junho de 2014

TBN

A emissora do Grupo Jangadeiro, a Tribuna Band News, FM 101,7 tem consolidado audiência no segmento jornalismo.  Já é a primeira emissora FM de Fortaleza nesse contexto, seguida pela Portal dos Inhamuns de Catarina, no interior que está em segundo, e a Povo-CBN que é a terceira do Estado.

Quando se focaliza o ranking nacional das emissoras FM no segmento, a Tribuna é a 16a. colocada, enquanto a CBN-Povo está em 24º lugar. Em termos de Rede Band News, a emissora de Fortaleza ocupou a sétima posição nesta terça feira, dia 3, muito embora no mês de maio tenha obtido um dos maiores acessos em termos de web.

tribunamaio

leia tudo sobre

Publicidade

Tribuna Band News consolida audiência no radiojornalismo

Por Nonato Albuquerque em COMUNICAÇÃO

03 de junho de 2014

TBN

A emissora do Grupo Jangadeiro, a Tribuna Band News, FM 101,7 tem consolidado audiência no segmento jornalismo.  Já é a primeira emissora FM de Fortaleza nesse contexto, seguida pela Portal dos Inhamuns de Catarina, no interior que está em segundo, e a Povo-CBN que é a terceira do Estado.

Quando se focaliza o ranking nacional das emissoras FM no segmento, a Tribuna é a 16a. colocada, enquanto a CBN-Povo está em 24º lugar. Em termos de Rede Band News, a emissora de Fortaleza ocupou a sétima posição nesta terça feira, dia 3, muito embora no mês de maio tenha obtido um dos maiores acessos em termos de web.

tribunamaio