julho 2012 - MOUSE OU MENOS 
Publicidade

MOUSE OU MENOS

por Nonato Albuquerque

julho 2012

OS CATADORES E AS OBRAS DE ARTE CRIADAS A PARTIR DO LIXO

Por Nonato Albuquerque em ATUALIDADE

31 de julho de 2012

Para onde vai o lixo produzido pelos fortalezenses? O Câmera 12 desta semana revela o trabalho árduo dos catadores de lixo de Fortaleza. O programa. produzido por universitários como parte do projeto que treina novos talentos, identificou criaturas que passam diariamente pelas ruas e que quase não são percebidas pela maior parte da população.

Além do dia-a-dia sacrificado desses trabalhadores, em meio a sujeira e a a presença constante de animais nos lixões, os repórteres do Câmera 12 conseguem mostrar também as diversas alternativas que o lixo propicia; tanto como fonte de renda quanto da sua transformação em obras de arte. Quanta ganha esses trabalhadores e o que pensam deles os moradores da cidade.

O Câmera 12 foi até o aterro de Caucaia para acompanhar todo o processso de descarga desse material e o devido encaminhamento.

O programa vai ao ar pela TV Jangadeiro, às 20h30min, desta quinta feira.

leia tudo sobre

Publicidade

A ARTE DAS FOTOGRAFIAS RETOCADAS

Por Nonato Albuquerque em FOTOGRAFIA

29 de julho de 2012

Nesses tempos de máquinas fotográficas embutidas em tudo que é celular, ninguém nem se lembra da popular arte da pintura em fotografias. Ela prevaleceu durante todo o século passado até o início dos anos 80. Era muito comum aqui no Nordeste.

As famílias mandavam colorizar retratos em branco e preto, cujo resultado era possível de se ver depois expostos nas salas de visita das residências nordestinas. Até o cineasta cearense Joe Pimentel fez um documentário – belíssimo – sobre o tema.  

Tinha uma pessoa que passava pelas aldeias remotas, pegava fotos – às vezes, 3×4 – e as conduzia para retocá-las na capital. Geralmente, uma mão pesada dava um retoque nas imagens que chegavam a transformar  as pessoas da família com aparência de ricas, saudáveis e bonitas … até os mortos.

Tem um livro do historiador Titus Riedl que coleciona uma porção delas e conta a história curiosa desses Retratos Pintados

Será que ainda existe alguém que faça esse tipo de arte?

leia tudo sobre

Publicidade

O FUTURO DA COMUNICAÇÃO ESTÁ NAS REDES SOCIAIS

Por Nonato Albuquerque em COMUNICAÇÃO

29 de julho de 2012

A abertura dos Jogos Olímpicos atraiu a atenção de muitos internautas. Foram 5 milhões de comentários nas redes sociais, segundo dados do site LostRemote.

Um total de 94,2% foi gerado durante a cerimônia de abertura.

A empresa desenvolveu um computador de análise de gráficos com dados das palavras mais discutidas e mais utilizadas e hashtags.

O gráfico a seguir mostra que só o Twitter arrebanhou 4 milhões de mensagens. O Facebook teve um número menor: 140 mil.

leia tudo sobre

Publicidade

O ESTRESSE TÓXICO CAUSADO PELA VIOLÊNCIA

Por Nonato Albuquerque em COMPORTAMENTO

22 de julho de 2012

A escalada da violência é uma realidade. Não é tragédia isolada. Domina o mundo. E assistimos de forma atônita, diga-se de passagem. O crime do atirador do Colorado não é mais ou menos grave do que saber que meninos de 12 anos circulam armados pela periferia de cidades como Fortaleza, impondo regras de vida e morte. O ‘estresse tóxico’ dessa violência acaba sobrando para todos.

Nessa onda maléfica, jovens transgridem as expectativas mais básicas da convivência. Envolvem-se em vícios deletérios. Constroem dramas. Formulam e praticam tragédias. Matam. E morrem. Tudo de forma gratuita.

Nesse terreno de ataques e defesas, não há causas. Só há rebeldia. E numa guerra não  declarada, como a que vivemos, a única estratégia que se tem é a mobilização desses guerreiros pelo descontrole emocional e pela fúria assassina a comandá-los – como se uma força malévola os teleguiassem. E, alienados, eles até se divertissem com esse jogo mortal.

Na verdade, os contendores desse tempo não têm a menor discrição ou receio em indispor-se com as regras sociais, com o imperativo da lei e até com os arquétipos criados pelas religiões para impor condicionamentos. Não há freio moral que os impeça de agir.

Um crime como o do atirador de Aurora, nos EUA, que entrou num cinema e matou 12 pessoas além de ferir mais de 70, é tão sem propósito quanto a briga de gangues que travam moleques em comunidades de qualquer periferia de nossa capital. Tudo é fora de qualquer contexto. É algo que põe em dúvida até mesmo as conseqüências do progresso material. Porque se formos comparar com o avanço moral dessa geração de hoje, parece não ter havido nenhum avanço. Como se a história humana tivesse estacionado em algum lugar do passado.

A impressão mais esdrúxula que me vem à mente é de que essa onda malévola seria comandada por fontes bem mais difíceis de combater, do que a repressão policial. Ela teria fontes nos fenômenos obsessivos de que falam algumas religiões. Como se aliens espirituais, a exemplo do que revelou o filme ‘Ghost’, comandassem essa legião de adolescentes, cuja ligação – e a expressão tem tudo a ver – seria feita pela via da dependência do vício.

O pior é que toda essa loucura, que psicólogos a classificam como “estresse tóxico”, manifesta-se muitas vezes como pós-traumático, nas pessoas multiplicando ainda mais reações em cadeia.

O fuzilamento de pessoas num cinema lá em Aurora ou a ação de um menino armado numa rua qualquer de Fortaleza é mensurado apenas de forma emocional. Enquanto o fato está recente. Passados alguns dias, esquecemos. “O fato é que a violência é uma abstração até que aconteça a você”, como escreveu Scott Johnson, na edição do Herald Tribune de hoje.

leia tudo sobre

Publicidade

A SAÍDA PARA VENCER A VIOLÊNCIA

Por Nonato Albuquerque em POESIA

16 de julho de 2012

 

A violência desalmada do homem é uma das maiores provações deste tempo. Um analista do pensamento e poeta, Wanderley Pereira, conseguiu apontar o sinal de saída para essa crise que envolve tantos jovens sem a consciência da vida. Editorialista do Barra Pesada, Wanderley é autor dos versos “Violência e Solução”, que eu pedi autorização para dividir com os leitores do MOUSE OU MENOS.

VIOLÊNCIA E SOLUÇÃO

Wanderley Pereira 

Sem Deus, como conter a violência

Que invade templos, contamina lares,

Como um tufão de grave consequência

Que leva as esperanças pelos ares?

Crimes cruéis tornaram-se vulgares,

E como a peste aumentam de incidência

Por toda a parte, em todos os lugares,

Não se tem mais amor nem indulgência.

O tráfico de drogas amedronta,

O sangue e o pranto correm como rios

dos homicídios que não têm mais conta.

Só um remédio existe para a cura

de tantos males, tantos desafios:

Só Deus no coração da criatura!

leia tudo sobre

Publicidade

VICE VAI TER DIREITO DE ‘APITAR’ NO DEBATE DA JANG

Por Nonato Albuquerque em POLÍTICA

15 de julho de 2012

Isabela Martin, a chefe do telejornalismo da TV Jang, anunciando no Twitter o debate com os candidatos à prefeitura de Fortaleza. Será dia 2 de agosto. Estarei na mediação. Uma novidade é que no programa, os vices dos oito candidatos participantes também terão participação em um dos blocos. Será a primeira vez que vice vai ‘apitar’ alguma coisa.

Regras para o debate acabam de ser acordadas pelos acessores dos 8 candidatos c/ representação Camera Federal*

* Do Twitter de Isabela Martin

leia tudo sobre

Publicidade

UM ESPARADRAPO INVISÍVEL

Por Nonato Albuquerque em DESIGN

15 de julho de 2012

Novidades surgem a toda  hora. No mundo da Ciência, principalmente. Como o Bandage Chameleon que leva o conceito do antigo band-aid, mas com a diferença de tornar-se literalmente invisível quando aplicado a área lesionada.

Não tenho ideia como funciona ainda – possivelmente, deve ter alguns elementos químicos -, mas dá para se imaginar como é legal você ostentar uma bandagem que combina com o tom de sua pele, especialmente quando você precisa usá-la em lugares mais visíveis do rosto, como o queixo ou a bochecha.

A bandagem Camaleão, para usar uma boa tradução, é um invento mostrado recentemente no Internacional Taiwan Design Competition 2012 Student. 

FONTE: http://www.yankodesign.com/2012/06/12/camouflaging-a-bandage/

 

leia tudo sobre

Publicidade

LIÇÕES. Todo mundo gostaria de ser…

Por Nonato Albuquerque em TEXTO

14 de julho de 2012

Tão harmonioso quanto Bach
Tão bondoso quanto Chico
Tão inteligente quanto Einstein
Tão perfeito quanto Jesus
Tão pacífico quanto Gandhi
Tão justo quanto Salomão
Tão santo quanto Francisco
Tão caridoso quanto Tereza de Calcutá
Tão belo como David de Michelângelo
Tão habilidoso quanto Dumont
Tão eficiente quanto Sabin
Tão paciente quanto Jó
Tão engraçado quanto Chaplin
Tão inspirado quanto Wagner
Tão poeta quanto Neruda
Tão sentimental quanto Romeu
Tão amorosa quanto Julieta
Tão forte quanto Sansão
Mas tão simples quanto Tolstoi
Tão musical quanto Jobim
Tão bom quanto Drummond
Tão virtuose quanto Mozart
Tão desbravador quanto Rondon
Tão famoso quanto Lennon
Tão bonito quanto Pitt
Tão sincero quanto Galileu
Tão grande quanto Alexandre
Tão sólido quanto Zé Alencar
Tão fiel quanto Abrão
Tão sábio quanto Hawkins
Tão ativa quanto Madame Curie
Tão gente como qualquer um.

Não é preciso tanto esforço,
Basta Ser, antes de querer Ter.
(Nonato Albuquerque)

leia tudo sobre

Publicidade

SUA SENHA É REALMENTE SEGURA? FAÇA UM TESTE

Por Nonato Albuquerque em curiosidade

14 de julho de 2012

Será que a sua senha é realmente segura?

Até que ponto você já fez um teste de avaliação e conseguiu confirmar isso?

O GENTE DE MÍDIA lhe ajuda.

Você vai clicar AQUI e facilmente verificar se estamos ou não usando senhas que excedam um nível mínimo de qualidade. O teste é fácil e garantido.

leia tudo sobre

Publicidade

O VELHO KARL MARX VIRA EFÍGIE DE CARTÃO DE CRÉDITO

Por Nonato Albuquerque em curiosidade

11 de julho de 2012

Karl Marx, quem diria, acabou virando efígie de cartão de crédito. Acontece na Alemanha, onde o banco ‘Sparkasse Chemnitz’ , organizou uma votação para que os clientes elegessem o ícone que deveria figurar no lançamento de seu dinheiro de plástico.

Foram votados dez monumentos da cidade de Chemnitz: os castelos de Waldenbourg, Forderglauchau e Rabenstein, a pista de Sachsenring, a cidade de Chemnitz, a Torre Vermelha, a Klaffenbach Wasserschloss, o monumento a Karl Marx, a Câmara Municipal Velho Chemnitz e Indústria Museu de Chemnitz.

Quem venceu a enquete ‘on-line’, com 35% dos votos, foi o busto monumental de Karl Marx construído pelo escultor russo Lev Kerbel.

Esta semana, a nova enquete busca um slogan que emblematize este <em>sui generis</em> MasterCard. As sugestões estão sendo compiladas via #MARXCARD.

leia tudo sobre

Publicidade

O VELHO KARL MARX VIRA EFÍGIE DE CARTÃO DE CRÉDITO

Por Nonato Albuquerque em curiosidade

11 de julho de 2012

Karl Marx, quem diria, acabou virando efígie de cartão de crédito. Acontece na Alemanha, onde o banco ‘Sparkasse Chemnitz’ , organizou uma votação para que os clientes elegessem o ícone que deveria figurar no lançamento de seu dinheiro de plástico.

Foram votados dez monumentos da cidade de Chemnitz: os castelos de Waldenbourg, Forderglauchau e Rabenstein, a pista de Sachsenring, a cidade de Chemnitz, a Torre Vermelha, a Klaffenbach Wasserschloss, o monumento a Karl Marx, a Câmara Municipal Velho Chemnitz e Indústria Museu de Chemnitz.

Quem venceu a enquete ‘on-line’, com 35% dos votos, foi o busto monumental de Karl Marx construído pelo escultor russo Lev Kerbel.

Esta semana, a nova enquete busca um slogan que emblematize este <em>sui generis</em> MasterCard. As sugestões estão sendo compiladas via #MARXCARD.