Publicidade

Le Chef Coxinha

por Ariane Cajazeiras, Caetano Neto e Iury Costa

Saúde

Com uma alimentação saudável também é possível afastar o diabetes

Por Iury Costa em Sem categoria

14 de novembro de 2017

No dia 14 de novembro é lembrado o “Dia Mundial de Combate ao Diabetes”. E para além dos fatores genéticos, que podem influir no aparecimento da doença, a maneira como você se alimenta também influi consideravelmente para o diabetes aparecer.

Foto: arquivo

Em entrevista ao blog Le Chef Coxinha, a nutricionista Aliny Morais afirma que, para manter a doença bem longe, é necessário, desde já, uma alimentação balanceada. Além disso, deve-se começar a tirar o açúcar da sua vida. O ideal é treinar o paladar para não utilizar açúcar no dia-a-dia. “Os alimentos devem ser integrais e mais ricos em fibra. Destaque para a ingestão de frutas e verduras. Além disso, se deve evitar alimentos processados e industrializados, preferindo sempre aqueles in natura”.

Um dos principais vilões, é o suco de caixinha, que contém, além de uma grande quantidade de açúcar, diversos componentes químicos para manter “a longa vida” nas prateleiras. É claro que, a correria do nosso mundo vai nos obrigar, em algum momento, a consumir o prático suco de caixinha, mas a especialista afirma que a ingestão desse produto não deve se tornar frequente.

E para quem já tem diabetes? O que fazer? A nutricionista Aliny Morais afirma que se “precisa ter um controle bem rigoroso em relação aos alimentos consumidos”, para uma convivência harmônica com a doença. O ideal é evitar alimentos com grande quantidade de açúcar e carboidratos, que acabam, também, se transformando em glicose. O diabético “precisa evitar carboidratos em excesso, açúcar refinado, e, se possível, substituir por adoçante. E para quem tem o paladar mais trabalhado, não utilizar mais adoçante ou açúcar”.

 

Curiosidades

Diabetes é uma doença crônica (de longo prazo) que faz com que o corpo não produza insulina, ou não produza uma quantidade adequada para metabolizar os açúcares que entram no organismo. Com isso, o nível de glicose no corpo fica alto, podendo afetar o funcionamento de órgãos, por exemplo.

São dois tipos da doença: o primeiro (tipo 1) é auto-imune. O corpo ataca, por engano, as células do pâncreas, causando a produção irregular (ou nula) de insulina; o segundo (tipo 2) é causado por fatores genéticos, ou hábitos de vida.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Diabetes, 13 milhões de pessoas aqui no país vivem com a doença, quase 7% da população brasileira.

foto: reprodução internet

Publicidade

Com uma alimentação saudável também é possível afastar o diabetes

Por Iury Costa em Sem categoria

14 de novembro de 2017

No dia 14 de novembro é lembrado o “Dia Mundial de Combate ao Diabetes”. E para além dos fatores genéticos, que podem influir no aparecimento da doença, a maneira como você se alimenta também influi consideravelmente para o diabetes aparecer.

Foto: arquivo

Em entrevista ao blog Le Chef Coxinha, a nutricionista Aliny Morais afirma que, para manter a doença bem longe, é necessário, desde já, uma alimentação balanceada. Além disso, deve-se começar a tirar o açúcar da sua vida. O ideal é treinar o paladar para não utilizar açúcar no dia-a-dia. “Os alimentos devem ser integrais e mais ricos em fibra. Destaque para a ingestão de frutas e verduras. Além disso, se deve evitar alimentos processados e industrializados, preferindo sempre aqueles in natura”.

Um dos principais vilões, é o suco de caixinha, que contém, além de uma grande quantidade de açúcar, diversos componentes químicos para manter “a longa vida” nas prateleiras. É claro que, a correria do nosso mundo vai nos obrigar, em algum momento, a consumir o prático suco de caixinha, mas a especialista afirma que a ingestão desse produto não deve se tornar frequente.

E para quem já tem diabetes? O que fazer? A nutricionista Aliny Morais afirma que se “precisa ter um controle bem rigoroso em relação aos alimentos consumidos”, para uma convivência harmônica com a doença. O ideal é evitar alimentos com grande quantidade de açúcar e carboidratos, que acabam, também, se transformando em glicose. O diabético “precisa evitar carboidratos em excesso, açúcar refinado, e, se possível, substituir por adoçante. E para quem tem o paladar mais trabalhado, não utilizar mais adoçante ou açúcar”.

 

Curiosidades

Diabetes é uma doença crônica (de longo prazo) que faz com que o corpo não produza insulina, ou não produza uma quantidade adequada para metabolizar os açúcares que entram no organismo. Com isso, o nível de glicose no corpo fica alto, podendo afetar o funcionamento de órgãos, por exemplo.

São dois tipos da doença: o primeiro (tipo 1) é auto-imune. O corpo ataca, por engano, as células do pâncreas, causando a produção irregular (ou nula) de insulina; o segundo (tipo 2) é causado por fatores genéticos, ou hábitos de vida.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Diabetes, 13 milhões de pessoas aqui no país vivem com a doença, quase 7% da população brasileira.

foto: reprodução internet