Publicidade

Le Chef Coxinha

por Ariane Cajazeiras, Caetano Neto e Iury Costa

Chocolate

Habemus alfajor argentino: Cafeteria Havanna inaugura em Fortaleza

Por Ariane Cajazeiras em Café, Chocolate, Restaurantes

18 de julho de 2017

É na próxima sexta-feira, 21 de julho, que a cafeteria da marca de alfajores argentina mais famosa, a Havanna, finca bandeira em Fortaleza. Pra gente que gosta de gastronomia, doce, café e novidade, a notícia causou impacto. A expectativa é grande, já que os produtos que conhecemos da Havanna, os seus maravilhosos alfajores, além do doce de leite argentino, agradam e confortam nosso coraçãozinho glutão. Como não temos loja da marca por aqui, a alternativa era comprar em viagens (tem algumas dezenas de quiosques e cafés em alguns shoppings e aeroportos do Brasil, como no Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador). Agora, teremos a oportunidade não só de comprar os produtos aqui na cidade, mas também de aproveitar o ambiente e as comidas de uma cafeteria.

O tradicional alfajor argentino (Foto: Divulgação)

A franquia que chega à capital cearense instala o primeiro ponto de venda na região. O café se instala no Shopping Iguatemi Fortaleza e vai comercializa, além de produtos de cafeterias e os tradicionais doces da marca, também sanduíches, tortas, drinks e salgados. A ideia da nova unidade é trazer também “um conceito de espaço aconchegante e acolhedor, com novo design e nova comunicação visual, pensada especialmente para o espaço do shopping”, diz o material de divulgação.

Hamburguer do Menu (Imagem: Divulgação)

A marca se expande através de franquias desde 2014 e planeja abrir mais 25 cafeterias até o final do ano em todo o país. A Havanna, que tem quase 70 anos de tradição, chegou ao Brasil em 2006 e desde então é sinônimo de legítimo alfajor argentino para a maioria dos brasileiros. Se você não conhece, recomendo começar pelo alfajor tradicional e o também tradicional pote do brilhoso doce de leite.

A loja vai oferecer um Blend de café exclusivo Havanna, 100% arábica, que possui notas achocolatadas para harmonizar com o Doce de Leite argentino. E minha curiosidade total está também nos doces oferecidos: é que a chef Pâtissier Carole Crema (conhecida também por ser uma das juradas do programa Que Seja Doce, na GNT – já perceberam que sou fã do reality, né?) passa a ser a fornecedora dos doces para todos os cafés Havanna, com produtos aprovados e chancelados pela Havanna Argentina. A Carole é a jurada mais fofa do reality, além de, claro, falar sempre com muita propriedade das sobremesas e bolos apresentados. Não tive a oportunidade de provar as receitas dela ainda, então fiquei  empolgada.

Carole Crema (Imagem: internet)

Acho ótima essa expansão de cafeterias especializadas em shoppings. No Iguatemi, por exemplo, temos a ótima Grão Espresso e a minha preferida, a 3 Corações. A gente espera que a Havanna venha agradar a todos nós, amantes de doces e cafés <3

PS.: estou de dieta, socorro.

Serviço:

Café Quiosque Havanna
Inauguração aberta ao público: sexta-feira (21) 

Localização: Piso Térreo – Quiosque 1796

Endereço: Av. Washington Soares, 85 – Edson Queiroz, Fortaleza – CE, 60811-340

Horário de Funcionamento: Segunda a sábado das 10h às 22h e aos domingos das 14h às 20h

Publicidade

Páscoa do #compredequemfaz

Por Ariane Cajazeiras em Chocolate

12 de Abril de 2017

Não sei de onde surgiu essa hashtag #compredequemfaz, mas desde que abri um pequeno negócio informal inicialmente de bijouterias e hoje de artesanatos com minha mãe há quase 7 anos, o Ateliê Romantisch, passei a valorizar muito quem produz artesanalmente, tem marcas locais, etc. Não pelo fato de querer alavancar as vendas, não é isso. Mas porque entendi alguns fatos em relação aos produtos artesanais.

O primeiro deles é que cada peça feita a mão é única. Por mais que você use a mesma matéria prima, mesmos moldes… uma peça nunca será igual a outra pois seres humanos não são máquinas. E, como você deve entender, tudo que é único tem valor inestimável. O segundo fato é que quando se compra algo feito por um pequeno produtor, você está movimentando a economia local. Ao invés de investir seu dinheiro em grandes empresas, porque não ser o patrocinador de pequenos (grandes) talentos? E por último, quando você fomenta a produção de um pequeno, você tem acesso à matéria prima, sabe de onde veio aquilo e pode pesquisar com mais facilidade a procedência do que está consumindo. E é por tudo isso que sou a rainha das feirinhas: compro com orgulho de quem faz, elogio, propago. E chega desse “ranço” provinciano de que as coisas que nós produzimos aqui são menores e piores do que as que vem de fora. Não!

E nessa onda resolvi esse ano que neste mês de abril não iria comprar ovos de Páscoa dos grandes produtores. Por mais que minha criança interior gritasse por um Surpresa Bichos Nestlé, os lindos e pesados ovos de colher foram meus escolhidos. Claro que ainda existem aqueles chocolates cheios de gordura com “gosto de sabão”, mas tem muita gente boa sabendo temperar um bom chocolate como ninguém! Por isso saí “fazendo a feira” em pequenas docerias caseiras de amigos, conhecidos e indicados por amigos. Fiz questão de pagar pelos ovos (senão nada de fomentar a economia, né?), dar o feedback e divulgo aqui sem filtros as fotos e pontos baixos e altos de cada “ovíneo” caseiro consumido. E vamos tirar o “caseiro” do hall das coisas pejorativas! Comida caseira é tudo de bom 🙂

1) Casa Costa Confeitaria – O número um das críticas positivas de  todos que me “ajudaram” (ê tarefa difícil, né, família?) a provar os chocolates aqui em casa. A Casa Costa é a marca do nosso companheiro de blog Iury Costa. O Iury já fazia bolos, bolos “afogadinhos”, tortas e cupcakes e nessa Páscoa começou a investir nos ovos. O chocolate utilizado é um blend de ao leite e meio amargo. Vem recheado de brigadeiro tradicional, beijinho, brigadeiro de farinha láctea, brigadeiro de Oreo, entre outros. Encomendei o de beijinho com oreo. Não gosto nem um pouco de beijinho com coco industrializado (aqueles adoçados, em flocos, que vem no saco), por isso tenho o maior preconceito em pedir doce de coco nos cantos, mas esse docinho me surpreendeu positivamente! O recheio de coco é o melhor de todos que já provei.

Preços: A partir de R$25

Ponto Alto: Chocolate de qualidade, apresentação linda e beijinho com gosto de infância.

Ponto Baixo: O biscoito Oreo fica mole quando está em contato com o ar, então não estava crocante (avalie isso se for encomendar esse sabor). A casquinha é mais fina na borda, ficando mais quebradiça no manuseio.

Contato: Instagram: @casacostaconfeitaria/ Whatsapp: (85) 98853.0261

Informações adicionais: Aceita encomendas até a Páscoa. Aceita Cartão de Crédito e Débito.

 

2) Dolcelita  – Amo os brigadeiros que a Tallyta Monique faz! Ela é uma colega aqui do Sistema Jangadeiro e eu já tinha tido a oportunidade comprar os docinhos finos dela em outras (muitas) ocasiões. Têm uma textura maravilhosa, aquelas bem “puxa”, do jeito que eu gosto. Além de sabores variados e diferenciados, como o de churros, Romeu e Julieta (amo), Meio Amargo. Nessa Páscoa, ela fez uns testes bem sucedidos com ovos de Páscoa e está comercializando entre amigos e conhecidos.

Preços: Variam entre 20 e 60 reais, sendo o mais barato o tradicional de 200g e o mais caro o trio do Coelho, com 3 ovos de colher de 200g. É possível acrescentar adicionais como leite ninho ou twix por mais 5 reais.

Ponto Alto: A casquinha foi a mais elogiada dos críticos aqui de casa. O sabor de meio amargo e a borda grossa e bem acabada. Adoramos. A apresentação também muito cuidadosa. Olha só esses brigadeiros, que perfeição!

Ponto Baixo: Não gosto muito das bolinhas crocantes (o que chamam de “chocoball” e afins) , porque de um modo geral o chocolate delas não é de qualidade. Atrapalha o sabor do brigadeiro, na minha opinião.

Contato: Instagram: @tallytabruno / Whatsapp: (85) 98181.0491

Informações adicionais: Aceita encomendas até a Páscoa. Não tem cartão de crédito.

3) Açaí no Alvo Maracanaú – No quesito inovação, esse ovo superou os outros. Aproveitou a moda que invadiu a cidade, afinal os pontos de açaí pipocam nas ruas de Fortaleza e região metropolitana e são frequentados em todos os bairros. Fruta típica do norte do país, o açaí tem seu lugar aqui no estado. Mas o sabor divide muito opiniões: quem ama, ama, quem não gosta, insiste em dizer que nós, adoradores do açaí, estamos “comendo barro” (apenas parem). Não moro em Maracanaú, então foi através de um colega de trabalho que encomendei o Ovo de Páscoa trufado com açaí da franquia Açaí no Alvo. O recheio é um brigadeiro de açaí e a cobertura você escolhe. O meu veio com paçoquita (combinação perfeita S2), leite ninho, gotas de chocolate e castanha. Também é possível colocar frutas, jujuba e o que mais você preferir.

Preços: Fabricado em três diferentes tamanhos, 380g, 480g e 720g, o Ovo Trufado com Açaí custa entre R$ 20 e R$ 45.

Ponto Alto: O gosto do açaí é bem leve, mas ainda assim é possível identificar o sabor no brigadeiro. O recheio não é muito doce e por isso não enjoa! Também achei o preço bem em conta para o tamanho e a qualidade. É um ótimo e inusitado presente para os amantes do açaí.

Ponto Baixo: O chocolate da casca é de média qualidade (embora gostoso, mas não é tão fino) e a loja é meio longe para quem mora em Fortaleza.

Contato: Facebook:/acainoalvomaracanau/ Instagram: @acainoalvomaracanau

Informações adicionais: Aceita Cartão de Crédito e Débito.

4) Deborah Lage Doces – Não conhecia a Deborah, mas ficava babando nas fotos postadas na internet pelo irmão dela, meu colega de Sistema Jangadeiro. Ela faz doces, bolos lindos e sobremesas. Gosto muito da forma que ela decora os doces, ela trabalha super bem com o bico de confeiteiro. Nesta Páscoa, resolvi encomendar um ovo de chocolate branco recheado com brigadeiro de limão e farofa de biscoito passatempo, ovo que acabou sendo entitulado de tortinha de limão. Pedi para colocar biscoito na casca. A Deborah é muito caprichosa e ama cozinhar, dia desses li a história dela contada pelo irmão, que inclui a desistência de um ótimo emprego (financeiramente falando) para seguir fazendo algo que ela ama: cozinhar.

Preços: A partir de R$25

Ponto Alto: Brigadeiro delicioso e produtos de ótima qualidade. A farofinha de passatempo é realmente do biscoito, não é de biscoito similar. O brigadeiro não é azedo (como muitas sobremesas de limão) e é bem liso e gostoso.

Ponto Baixo: Pedi biscoito também na casca, mas ela colocou não pedaços, e sim o biscoito triturado, daí não deu pra sentir bem. O chocolate branco da casca é bem mais doce, então corre o risco de ficar enjoativo.

Contato: Instagram: @deborahlagedoces/Facebook: /Déborah-Lage-Doces Whatsapp: (85) 99905.2685

Informações adicionais: Aceita Cartão de crédito e Débito. Não aceita mais encomenda para essa Páscoa 🙁

 

Todos eles valem super a pena. E tem ainda uma coisa em comum entre as pessoas que fazem ovos de Páscoa artesanais: a simpatia, o carinho e o amor pelo que fazem. Isso torna a Páscoa mais especial e combina bem com o motivo religioso, não é mesmo? Sucesso para os pequenos empreendedores e boa Páscoa para todos vocês 🙂

 

Publicidade

Páscoa do #compredequemfaz

Por Ariane Cajazeiras em Chocolate

12 de Abril de 2017

Não sei de onde surgiu essa hashtag #compredequemfaz, mas desde que abri um pequeno negócio informal inicialmente de bijouterias e hoje de artesanatos com minha mãe há quase 7 anos, o Ateliê Romantisch, passei a valorizar muito quem produz artesanalmente, tem marcas locais, etc. Não pelo fato de querer alavancar as vendas, não é isso. Mas porque entendi alguns fatos em relação aos produtos artesanais.

O primeiro deles é que cada peça feita a mão é única. Por mais que você use a mesma matéria prima, mesmos moldes… uma peça nunca será igual a outra pois seres humanos não são máquinas. E, como você deve entender, tudo que é único tem valor inestimável. O segundo fato é que quando se compra algo feito por um pequeno produtor, você está movimentando a economia local. Ao invés de investir seu dinheiro em grandes empresas, porque não ser o patrocinador de pequenos (grandes) talentos? E por último, quando você fomenta a produção de um pequeno, você tem acesso à matéria prima, sabe de onde veio aquilo e pode pesquisar com mais facilidade a procedência do que está consumindo. E é por tudo isso que sou a rainha das feirinhas: compro com orgulho de quem faz, elogio, propago. E chega desse “ranço” provinciano de que as coisas que nós produzimos aqui são menores e piores do que as que vem de fora. Não!

E nessa onda resolvi esse ano que neste mês de abril não iria comprar ovos de Páscoa dos grandes produtores. Por mais que minha criança interior gritasse por um Surpresa Bichos Nestlé, os lindos e pesados ovos de colher foram meus escolhidos. Claro que ainda existem aqueles chocolates cheios de gordura com “gosto de sabão”, mas tem muita gente boa sabendo temperar um bom chocolate como ninguém! Por isso saí “fazendo a feira” em pequenas docerias caseiras de amigos, conhecidos e indicados por amigos. Fiz questão de pagar pelos ovos (senão nada de fomentar a economia, né?), dar o feedback e divulgo aqui sem filtros as fotos e pontos baixos e altos de cada “ovíneo” caseiro consumido. E vamos tirar o “caseiro” do hall das coisas pejorativas! Comida caseira é tudo de bom 🙂

1) Casa Costa Confeitaria – O número um das críticas positivas de  todos que me “ajudaram” (ê tarefa difícil, né, família?) a provar os chocolates aqui em casa. A Casa Costa é a marca do nosso companheiro de blog Iury Costa. O Iury já fazia bolos, bolos “afogadinhos”, tortas e cupcakes e nessa Páscoa começou a investir nos ovos. O chocolate utilizado é um blend de ao leite e meio amargo. Vem recheado de brigadeiro tradicional, beijinho, brigadeiro de farinha láctea, brigadeiro de Oreo, entre outros. Encomendei o de beijinho com oreo. Não gosto nem um pouco de beijinho com coco industrializado (aqueles adoçados, em flocos, que vem no saco), por isso tenho o maior preconceito em pedir doce de coco nos cantos, mas esse docinho me surpreendeu positivamente! O recheio de coco é o melhor de todos que já provei.

Preços: A partir de R$25

Ponto Alto: Chocolate de qualidade, apresentação linda e beijinho com gosto de infância.

Ponto Baixo: O biscoito Oreo fica mole quando está em contato com o ar, então não estava crocante (avalie isso se for encomendar esse sabor). A casquinha é mais fina na borda, ficando mais quebradiça no manuseio.

Contato: Instagram: @casacostaconfeitaria/ Whatsapp: (85) 98853.0261

Informações adicionais: Aceita encomendas até a Páscoa. Aceita Cartão de Crédito e Débito.

 

2) Dolcelita  – Amo os brigadeiros que a Tallyta Monique faz! Ela é uma colega aqui do Sistema Jangadeiro e eu já tinha tido a oportunidade comprar os docinhos finos dela em outras (muitas) ocasiões. Têm uma textura maravilhosa, aquelas bem “puxa”, do jeito que eu gosto. Além de sabores variados e diferenciados, como o de churros, Romeu e Julieta (amo), Meio Amargo. Nessa Páscoa, ela fez uns testes bem sucedidos com ovos de Páscoa e está comercializando entre amigos e conhecidos.

Preços: Variam entre 20 e 60 reais, sendo o mais barato o tradicional de 200g e o mais caro o trio do Coelho, com 3 ovos de colher de 200g. É possível acrescentar adicionais como leite ninho ou twix por mais 5 reais.

Ponto Alto: A casquinha foi a mais elogiada dos críticos aqui de casa. O sabor de meio amargo e a borda grossa e bem acabada. Adoramos. A apresentação também muito cuidadosa. Olha só esses brigadeiros, que perfeição!

Ponto Baixo: Não gosto muito das bolinhas crocantes (o que chamam de “chocoball” e afins) , porque de um modo geral o chocolate delas não é de qualidade. Atrapalha o sabor do brigadeiro, na minha opinião.

Contato: Instagram: @tallytabruno / Whatsapp: (85) 98181.0491

Informações adicionais: Aceita encomendas até a Páscoa. Não tem cartão de crédito.

3) Açaí no Alvo Maracanaú – No quesito inovação, esse ovo superou os outros. Aproveitou a moda que invadiu a cidade, afinal os pontos de açaí pipocam nas ruas de Fortaleza e região metropolitana e são frequentados em todos os bairros. Fruta típica do norte do país, o açaí tem seu lugar aqui no estado. Mas o sabor divide muito opiniões: quem ama, ama, quem não gosta, insiste em dizer que nós, adoradores do açaí, estamos “comendo barro” (apenas parem). Não moro em Maracanaú, então foi através de um colega de trabalho que encomendei o Ovo de Páscoa trufado com açaí da franquia Açaí no Alvo. O recheio é um brigadeiro de açaí e a cobertura você escolhe. O meu veio com paçoquita (combinação perfeita S2), leite ninho, gotas de chocolate e castanha. Também é possível colocar frutas, jujuba e o que mais você preferir.

Preços: Fabricado em três diferentes tamanhos, 380g, 480g e 720g, o Ovo Trufado com Açaí custa entre R$ 20 e R$ 45.

Ponto Alto: O gosto do açaí é bem leve, mas ainda assim é possível identificar o sabor no brigadeiro. O recheio não é muito doce e por isso não enjoa! Também achei o preço bem em conta para o tamanho e a qualidade. É um ótimo e inusitado presente para os amantes do açaí.

Ponto Baixo: O chocolate da casca é de média qualidade (embora gostoso, mas não é tão fino) e a loja é meio longe para quem mora em Fortaleza.

Contato: Facebook:/acainoalvomaracanau/ Instagram: @acainoalvomaracanau

Informações adicionais: Aceita Cartão de Crédito e Débito.

4) Deborah Lage Doces – Não conhecia a Deborah, mas ficava babando nas fotos postadas na internet pelo irmão dela, meu colega de Sistema Jangadeiro. Ela faz doces, bolos lindos e sobremesas. Gosto muito da forma que ela decora os doces, ela trabalha super bem com o bico de confeiteiro. Nesta Páscoa, resolvi encomendar um ovo de chocolate branco recheado com brigadeiro de limão e farofa de biscoito passatempo, ovo que acabou sendo entitulado de tortinha de limão. Pedi para colocar biscoito na casca. A Deborah é muito caprichosa e ama cozinhar, dia desses li a história dela contada pelo irmão, que inclui a desistência de um ótimo emprego (financeiramente falando) para seguir fazendo algo que ela ama: cozinhar.

Preços: A partir de R$25

Ponto Alto: Brigadeiro delicioso e produtos de ótima qualidade. A farofinha de passatempo é realmente do biscoito, não é de biscoito similar. O brigadeiro não é azedo (como muitas sobremesas de limão) e é bem liso e gostoso.

Ponto Baixo: Pedi biscoito também na casca, mas ela colocou não pedaços, e sim o biscoito triturado, daí não deu pra sentir bem. O chocolate branco da casca é bem mais doce, então corre o risco de ficar enjoativo.

Contato: Instagram: @deborahlagedoces/Facebook: /Déborah-Lage-Doces Whatsapp: (85) 99905.2685

Informações adicionais: Aceita Cartão de crédito e Débito. Não aceita mais encomenda para essa Páscoa 🙁

 

Todos eles valem super a pena. E tem ainda uma coisa em comum entre as pessoas que fazem ovos de Páscoa artesanais: a simpatia, o carinho e o amor pelo que fazem. Isso torna a Páscoa mais especial e combina bem com o motivo religioso, não é mesmo? Sucesso para os pequenos empreendedores e boa Páscoa para todos vocês 🙂