Publicidade

Le Chef Coxinha

por Ariane Cajazeiras

Chefs do mundo

Suspiros recheados de amor

Por Ariane Cajazeiras em Chefs do mundo

07 de agosto de 2018

Eu tenho um amor declarado por suspiros, pavlovas e tudo que envolva aquela massa leve, quebradiça e feita basicamente de claras de ovos e açúcar. Segundo minhas pesquisas aqui mesmo pelo mundo virtual, a receita foi inventada por um suíço no início do século 18 e acabou ganhando uma versão francesa e outra italiana. A data de 1881 está atribuída a uma receita feita por freiras italianas. Independentemente da real origem, o doce é querido por muitas formiguinhas como eu!

A pavlova é um suspirão recheado com creme e frutas frescas (Foto: Divulgação)

O suspiro é um doce muito leve com poucos ingredientes e assado em forno brando. Mas engana-se quem pensa que esse doce não possa ser versátil. Especialista em confeitaria, a Chef Priscila Cantinho dá forma e sabores a seus suspiros. Aos 21 anos ela abandonou a faculdade de Direito, tentou o ramo da moda, mas foi só depois de virar mãe que ela descobriu a verdadeira vocação: a gastronomia. O que despertou a paixão por doces refinados foi quando preparava o aniversário de um ano da filha. Ao buscar os doces para a festa, surgiu o interesse em se dedicar à área. Após algum tempo se especializando na área da confeitaria, Priscila montou sua marca.

Rosetas recheadas são carro-chefe (Foto: Divulgação)

A Priscila começou a carreira dando forma a suspiros artesanais em diversos formatos. O de maior sucesso é a rosa de suspiro recheado com brigadeiro! A criação é patenteada. E a imaginação é o carro chefe para os doces que fazem suspirar: eles podem vir em forma de flamingos, árvores, abacaxis, unicórnios e até torres de suspiros. O importante é manter sempre o sabor e a delicadeza.

Delicados abacaxis de suspiro (Foto: Divulgação)

 

Unicórniooooos (Foto: Divulgação)

Hoje, Priscila tornou-se especialista em artes com suspiros e transfere seus conhecimentos através de cursos e palestras por todo o Brasil. Além de Chef, ela é autora de dois livros: O Livro do Suspiro que ensina algumas técnicas de como fazer um delicioso merengue, recheios para suspiros e suspiros artesanais. E no livro “Suspiros e Mais”, ela conta segredinhos especiais, dos suspiros cookie, cúpula de morangos e muitos outros.

Priscila Cantinho (Foto: Divulgação)

Hoje a chef não faz mais doces para festas e se dedica aos cursos. Mas você se inspirar no trabalho dela atarvés das redes sociais: facebook.com/chefpriscilacantinho e o instagram @chefpriscilacantinho . Tem como um doce ser mais delicadinho e cheio de memórias do que esse? É de suspirar <3

Publicidade

Um bate-papo com Manu Weyne, da Doceville

Por Ariane Cajazeiras em Chefs do mundo, Sem categoria, Vejo comida em todo lugar

25 de Abril de 2018

Quem gosta de gastronomia certamente acompanha tudo o que sai de programas e realities sobre o tema. Nesta quarta-feira tem mais um episódio da Batalha dos Confeiteiros, apresentado pelo confeiteiro Buddy Valastro, dono da Carlo’s Bakery e criador de bolos super grandiosos em pasta americana. Eu acompanhava o Buddy no programa Cake Boss, uma série de televisão americana em formato reality show transmitida pelo canal de TV a cabo TLC e também no Discovery Home & Health.

16 participantes estão nesta edição (Foto: Divulgação)

Não assisti ao primeiro Batalha de Confeiteiros (que também tem formato de reality show e é transmitido no canal aberto pela Record), mas fiquei animada ao saber que temos cearense nesta edição. E é a querida Manuela Weyne, chef e proprietária de uma das patisseries mais fofas de Fortaleza, a Doceville. Batemos um papo com ela e você confere aqui 🙂

(Foto: Divulgação)

Le Chef: O programa já foi todo gravado e só falta a final, que é ao vivo, não é isso? Como foi essa experiência? Muito estresse, pressão? O que você aprendeu?

Manu: Isso, a gente gravou todo o programa, a gente ficou um mês confinado gravando tudo e a final será ao vivo. Entao ninguém sabe ainda o resultado, na final todos voltamos pra gravar. Foi uma experiência única, eu nunca na vida vou viver algo parecido com isso e é uma oportunidade que eu abracei com todas as minhas forças, me dediquei ao máximo. E o que eu sempre pensava quando eu tava lá era que eu queria viver o máximo de tempo possível, tudo aquilo que Deus tinha colocado na minha vida. Muito estresse, muita pressão, mas eu acho que são com essas oportunidades da vida que a gente cresce e foi muito, muito legal.

Le Chef: No primeiro episódio o Buddy ficou com vontade de provar o seu tijolinho de tapioca com brigadeiro de dedo de moça. Essa receita você desenvolveu quando?

Manu: Essa foi uma receita que eu fiz há uns 4 anos atrás pro Prazeres da Mesa. Eu dei uma aula lá com essa receita e foi a melhor receita do evento, que virou capa da revista nacionalmente. Então eu acho que é uma receita que é a minha cara, que fez parte da minha história, por isso eu quis fazer ela no primeiro episódio. Queria muuuito que o Buddy provasse, quando ele falou que estava com vontade de provar, que devia estar mais gostoso, eu fiquei muito feliz, mesmo não tendo sido a sobremesa escolhida. E a gente tá fazendo ela aqui na Doceville então quem quiser vir provar a receita que o Buddy não provou ela tá aqui! Ela é um tijolinho de tapioca que leva queijo coalho, queijo parmesão, a goma da tapioca, com um brigadeiro de chocolate amargo com pimenta dedo de moça. Uma combinação perfeita!

Le Chef: Fala um pouco da sua carreira. Quando você começou? Há quanto tempo está com a Doceville?

Manu: Quando eu tinha 9 anos, a minha mãe começou a fazer brownie em casa com uma receita de família, de uma tia nossa os EUA, e aí ela fazia essa receita pra gente, pra festas. E todo mundo começou a pedir, ninguém conhecia brownie. E aí ela começou a fazer pra encomenda e o negócio foi crescendo dentro de casa, no final já tinha 30 pontos de revenda. Eu, criança, adorava ficar na cozinha, ajudar, sempre gostei de fazer sobremesa, mas não era algo que eu pensava pra minha vida. Tanto que eu era professora de dança, fazia Direito e não pensava em trabalhar com isso nos meus 17, 18 anos. E aí eu fui morar na França, fazer um semestre da faculdade de Direito lá e como lá é o berço da gastronomia eu me apaixonei por esse universo. Comecei a fazer cursos, prolonguei o tempo da minha viagem, fiquei 10 meses e aí eu comecei a estudar, fiz vários cursos, a Cordon Bleu. Aí quando eu voltei, abri a loja, a Doceville abriu tem 5 anos e graças a Deus vem só crescendo nesse tempo. Mas hoje eu tenho certeza que é minha paixão, é onde meu coração bate forte. E foi a melhor decisão que eu fiz! Abri mão da minha faculdade, mas hoje eu faço o que eu amo mesmo.

(Foto: Divulgação)

Le Chef: Pra finalizar, proponho uma brincadeira! Vamos mudar de papel. Já provou os doces do Buddy? Qual sua avaliação dele?

 

Manu: (Risos) Hoje eu sou fã do Buddy por ele ter levado ao mundo todo, todo mundo passou a valorizar os bolos decorados como uma arte e não só como um bolo. E realmente todo mundo passou a enxergar isso e isso é mérito dele mesmo. E em relação às sobremesas dele, eu sou apaixonada pelo rabo de lagosta com caramelo salé. Acho que é o top dos tops dele. É um sabor diferente pra gente, paladar brasileiro é diferente. A gente gosta de coisa mais doce mais cremosa, nos EUA os bolos são mais secos, usam muito Butter Cream que tem muita gordura, então é muito de paladar mesmo. Eu sei que um americano prova um brigadeiro nosso e acha enjoento. Então é costume mesmo! Mas o rabo de lagosta vale a pena provar! E agora tem a loja dele em São Paulo (Carlo’s Bakery São Paulo – R. Bela Cintra, 2182 – Jardins), né? Então fica mais fácil!

lobster tail, ou rabo de lagosta! (Foto: Divulgação Carlo’s Bakery)

Obrigada, Manu! A nossa torcida tá com você!

(Foto: Divulgação)

 

Publicidade

Tem cearense na quarta edição do The Taste Brasil

Por Ariane Cajazeiras em Chefs do mundo

12 de Abril de 2018

Cearense de Fortaleza, o chef Clovis Lima está no primeiro episódio da quarta temporada do The Taste Brasil. Ele levou forró e comida típica para a edição do programa apresentado por 4 chefs renomados: Claude Troisgros, Felipe Bronze, André Mifano e Helena Rizzo. O desafio era grande: preparar um prato que pudesse ser servido completo em uma colher.

Chef Clovis Lima no The Taste Brasil (Foto: Arquivo Pessoal)

Mas o desafio começou bem antes: foram 11 mil inscritos até fazer parte do grupo seleto de 30 participantes que devem ser escolhidos pelos mentores para fazer parte de seus times. No episódio, que só vai ao ar dia 26 de abril no canal GNT, mas já está disponível online, já tem a saga dos 30 cozinheiros.

Trabalhando há 8 anos no ramo da gastronomia, Clovis Lima fez escola em Curitiba no Centro Europeu, uma das escolas mais respeitadas do Brasil. Sempre trabalhou em projetos próprios e rodou o mundo com sua comida, mas classifica a participação no reality como “a maior loucura que já fiz na minha vida“. Em entrevista ao Le Chef Coxinha, Clovis disse que “entrar num reality de gastronomia parece meio insano, porque encontrei tanto cozinheiro bacana e com potencial grande que trabalham em casas conceituadas no Brasil“.

(Foto: Arquivo Pessoal)

O prato escolhido é bem cearense e levou o nome de “Maria Isabel de Bel e Chico”, em alusão ao cantor sobralense Belchior e ao seu Chico, pai de Clovis. “Fiz o Maria Isabel básico com arroz e carne do sol. Daí incluí o maxixe e coloquei leite de coco pra ficar molhadinho“. O leite de coco remete à cozinha da beira da praia, já que Clovis começou a cozinhar com os exemplos de casa: os pais tinham uma barraca de praia na orla da capital cearense. “Meu pai como pescador sempre fazia peixes e frutos do mar. Mamãe como era do interior as comidas do sertão. E foi nessa colher que envolvi toda minha história de gastronomia“, disse ele.

Maria Isabel de Bel e Chico (Foto: Arquivo Pessoal)

No episódio, Clovis até ensaia uns passos de forró com o chef Claude, mas o francês como dançarino é um ótimo chef de cozinha, hehehehehe. O programa vai ao ar todas às quintas-feiras às 22h. Não vou contar o final do episódio que já vi pela internet, porque o melhor mesmo é você matar a curiosidade assistindo e comendo um bom Maria Isabel ou quem sabe um baião de dois bem cearense.

Publicidade

“Escola de Confeitaria” de Diego Lozano chega a Fortaleza

Por Ariane Cajazeiras em Chefs do mundo, Eventos

07 de dezembro de 2017

O chef confeiteiro Diego Lozano chega a Fortaleza este fim de semana com o objetivo de trazer um pouquinho do que é ensinado em sua famosa “Escola de Confeitaria“, que tem sede em São Paulo. É a primeira vez que o chef paulistano vem à capital cearense. “Muitos têm feito da confeitaria sua maneira de manterem-se no mercado de alguma forma. Muita gente perdeu seus empregos com a crise e a gastronomia, mais especificamente a confeitaria, tem ajudado essas pessoas a superarem as dificuldades e revelado talentos escondidos. O workshop vem para aperfeiçoar e lapidar talentos”, antecipa Diego.

Diego Lozano (Foto: Divulgação)

Para quem não é muito versado em confeitaria, dá uma olhada no currículo docinho e de fazer inveja: vencedor do “Brazilian Chocolate Master 2007 e 2014”; Finalista no “World Chocolate Masters 2008 e 2015” em Paris (Salon Du Chocolat), já foi nomeado Chef Pâtissier do Ano (pela Revista Confeitaria Brasileira, em 2013) e venceu títulos de melhor escultura em chocolate. Hoje Diego Lozano é considerado um dos melhores chocolateiros do Brasil, e um dos maiores confeiteiros do país.

(Foto: Divulgação)

O evento será realizado no Hotel Oasis Imperial, na avenida Beira Mar. Lozano promete ensinar técnicas que o consagraram como um dos maiores nomes da confeitaria no País, além de contar sua trajetória. Os participantes do workshop receberão uma apostila e um certificado ao final. Haverá também sorteio de brindes e kits especiais. Durante o curso, das 8h às 18h, o chef apresenta também um panorama do que está acontecendo no mundo da confeitaria, falará sobre a influência das redes sociais e demonstrará técnicas que estão entre as principais tendências do momento em receitas de doces com características regionais.

Chef Diego Lozano

A paixão de Diego Lozano pelos doces começou por acaso quando, aos 13 anos, foi preparar um bolo para sua mãe e inverteu as quantidades de açúcar e sal. As inúmeras possibilidades de preparo trocando apenas a quantidade dos ingredientes fascinou o garoto. Dois anos mais tarde, já estava trabalhando numa padaria perto de casa. Quando completou 24, o famoso chef Alex Atala o chamou para comandar a confeitaria do restaurante dele, o D.O.M. Lozano, que hoje tem 33 anos abriu há cinco anos sua própria escola. Em 2014, foi campeão da seletiva Brasileira World Chocolate Masters 2014, vencendo o título de Brazilian Chocolate Masters 2014.

Programação

8h às 8h15 – Abertura

8h15 às 9h – Apresentação do Chef Diego Lozano

9h às 10h – Influência das redes sociais na confeitaria moderna

10h às 10h15 – Intervalo

10h15 às 12h – Início das demonstrações de técnica em confeitaria

12h às 13h – Intervalo para almoço

13h às 14h15 – Continuação das técnicas em confeitaria

14h15 às 14h30 – Intervalo

14h30 às 16h – Montagem do buffet e sorteio de kits

16h às 17h – Sessão de fotos com Diego Lozano

Serviço

Workshop Tendências da confeitaria moderna
Facilitador: Chef Diego Lozano

Dia 9 de dezembro (sábado), das 8h às 18h, no Hotel Oasis Imperial
Endereço: Avenida Beira-Mar, 2500, Fortaleza – CE

Inscrições limitadas no site http://escolaitinerante.com.br ou na Sablé Diamant.
WhatsApp para mais informações (11) 9-7953-7862.

leia tudo sobre

Publicidade

Chef Lucas Corazza em Fortaleza

Por Ariane Cajazeiras em Chefs do mundo

10 de julho de 2017

O chef confeiteiro Lucas Corazza está em Fortaleza até quarta-feira para ministrar 3 aulas temáticas sobre bolos, doces e chocolates. Eu acompanho o trabalho do Lucas há uns 4 anos, pelo menos. Desde que ele começou a vender seus doces lindos na Ferinha Gastronômica em São Paulo. Eu e minha irmã babávamos na técnica dele, que resultava em doces, chocolates e bolos únicos, belos, criativos e muito saborosos. Tive o prazer de conhecê-lo em entrevista na Tribuna Band News FM, no programa que apresento com Nonato Albuquerque de segunda a sexta depois das 9h até 11h.

Um dos jurados do programa “Que Seja Doce”, no canal GNT, falou com a gente sobre sua carreira, seu entusiasmo pelos produtos genuinamente brasileiros, os melhores chocolates do mundo, sua conexão com as redes sociais e ainda o machismo e preconceito dentro do mundo da gastronomia… A entrevista foi interessantíssima, confiram nesse link aqui o papo na íntegra!

Chef Lucas Corazza (Foto: Ariane Cajazeiras)

Tietando! (Foto: Ariane Cajazeiras)

E deixando o serviço pra vocês: nos dias 10, 11 e 12 de julho, o chef vai ministrar os seguintes cursos:

10.07 – Doces para Animar a Festa com receitas de Eclair Crocante com recheio de creme de caramelo e banana, coberta com chocolate ao leite e decorada com chantilly de camaru; Tortas de pistache, chocolate, chantilly de pistache e frutas vermelhas; e Mini Tortas de limão, gianduia e merengue.

11.07 – Bolos de Chocolate de Cair o Queixo com Bolo sem glúten de chocolate recheado com ganache de tangerina e decorado com chocolate; Bolo de chocolate e pistache com recheio de frutas vermelhas; e Mini bolo de amêndoas e chocolate com mel e laranja.

12.07 – As Mais Modernas Técnicas para fazer Bombons Pintados de Chocolate usando pistola para pulverizar, esponjas e fitas. As receitas escolhidas para o curso foram Bombom de banana e café; Bombom de gianduia e caramelo; e Bombom de torta de limão.

As aulas acontecem das 13h30 às 17h30 e tem o valor de R$ 180 por dia.

Informações pelo telefone: (85)3023-4567 ou (85)99661-9595

Sobre o Lucas Corazza

Com mais de 12 anos de profissão, Lucas passou por cozinhas de grandes chefs como Bel Coelho, Mara Mello, Alex Atala e Henri Schaeffer, a quem deve toda sua paixão e sua base de confeitaria francesa. Estudou Hotelaria pelo SENAC e se especializou em confeitaria na França, nas renomadas Écoles Nationale Supérieure de Pâtisserie, em Yssingeaux, e na Ecole Gastronomique Bellouet Conseil, em Paris. Apaixonado pela estética francesa adora viajar para conhecer diferentes sabores, mas é no Brasil que mora seu coração – e seu estômago. Ministrando aulas de confeitaria pelo Brasil, tem a oportunidade de conhecer intimamente os produtos regionais e frutos do país. Participa de grandes eventos como a Virada Cultural, Lollapalooza e Aniversário da cidade de SP. Atualmente está na televisão como um dos três jurados do programa Que Seja Doce, da GNT.

Publicidade

Chef Lucas Corazza em Fortaleza

Por Ariane Cajazeiras em Chefs do mundo

10 de julho de 2017

O chef confeiteiro Lucas Corazza está em Fortaleza até quarta-feira para ministrar 3 aulas temáticas sobre bolos, doces e chocolates. Eu acompanho o trabalho do Lucas há uns 4 anos, pelo menos. Desde que ele começou a vender seus doces lindos na Ferinha Gastronômica em São Paulo. Eu e minha irmã babávamos na técnica dele, que resultava em doces, chocolates e bolos únicos, belos, criativos e muito saborosos. Tive o prazer de conhecê-lo em entrevista na Tribuna Band News FM, no programa que apresento com Nonato Albuquerque de segunda a sexta depois das 9h até 11h.

Um dos jurados do programa “Que Seja Doce”, no canal GNT, falou com a gente sobre sua carreira, seu entusiasmo pelos produtos genuinamente brasileiros, os melhores chocolates do mundo, sua conexão com as redes sociais e ainda o machismo e preconceito dentro do mundo da gastronomia… A entrevista foi interessantíssima, confiram nesse link aqui o papo na íntegra!

Chef Lucas Corazza (Foto: Ariane Cajazeiras)

Tietando! (Foto: Ariane Cajazeiras)

E deixando o serviço pra vocês: nos dias 10, 11 e 12 de julho, o chef vai ministrar os seguintes cursos:

10.07 – Doces para Animar a Festa com receitas de Eclair Crocante com recheio de creme de caramelo e banana, coberta com chocolate ao leite e decorada com chantilly de camaru; Tortas de pistache, chocolate, chantilly de pistache e frutas vermelhas; e Mini Tortas de limão, gianduia e merengue.

11.07 – Bolos de Chocolate de Cair o Queixo com Bolo sem glúten de chocolate recheado com ganache de tangerina e decorado com chocolate; Bolo de chocolate e pistache com recheio de frutas vermelhas; e Mini bolo de amêndoas e chocolate com mel e laranja.

12.07 – As Mais Modernas Técnicas para fazer Bombons Pintados de Chocolate usando pistola para pulverizar, esponjas e fitas. As receitas escolhidas para o curso foram Bombom de banana e café; Bombom de gianduia e caramelo; e Bombom de torta de limão.

As aulas acontecem das 13h30 às 17h30 e tem o valor de R$ 180 por dia.

Informações pelo telefone: (85)3023-4567 ou (85)99661-9595

Sobre o Lucas Corazza

Com mais de 12 anos de profissão, Lucas passou por cozinhas de grandes chefs como Bel Coelho, Mara Mello, Alex Atala e Henri Schaeffer, a quem deve toda sua paixão e sua base de confeitaria francesa. Estudou Hotelaria pelo SENAC e se especializou em confeitaria na França, nas renomadas Écoles Nationale Supérieure de Pâtisserie, em Yssingeaux, e na Ecole Gastronomique Bellouet Conseil, em Paris. Apaixonado pela estética francesa adora viajar para conhecer diferentes sabores, mas é no Brasil que mora seu coração – e seu estômago. Ministrando aulas de confeitaria pelo Brasil, tem a oportunidade de conhecer intimamente os produtos regionais e frutos do país. Participa de grandes eventos como a Virada Cultural, Lollapalooza e Aniversário da cidade de SP. Atualmente está na televisão como um dos três jurados do programa Que Seja Doce, da GNT.