Publicidade

Le Chef Coxinha

por Ariane Cajazeiras

agosto 2018

Testamos o cardápio novo do Havanna Café

Por Ariane Cajazeiras em Café, Experiências Gastronômicas

17 de agosto de 2018

Não é a primeira vez que somos convidados a experimentar novidades no Café Havanna Fortaleza. Uma coisa legal que enxergo na gestão da franquia é essa vontade de sempre trazer algo novo e o entusiasmo pela marca Havanna. Fomos mais uma vez ao restaurante do Riomar Fortaleza, acompanhar as mudanças do cardápio e, claro, provar algumas das  novidades. Devo dizer que tem muita coisa nova, incluindo também mudanças nos tamanhos das bebidas, que agora também estão disponíveis em versões menores.

Os clássicos alfajores, cafés e empanadas permanecem no cardápio, é claro, mas agora há um toque inclusive de regionalização, com tapiocas e até carne seca (não é carne de sol ainda, mas quem sabe, né?) e queijo coalho. Outra coisa que quero provar são as medialunas, uma espécie de croissant argentino, que vem no cardápio em sabores doces ou salgados. As novidades já chegaram em todas as lojas do Brasil.

Tapiocas:

Não provamos as tapiocas, mas não é difícil saber que a tapioca já é paixão nacional e aqui no Ceará é meio que indispensável em uma cafeteria! Assim como o pão na chapa, outro item básico, as novidades já estão nos cardápios para os cearenses-raiz. Os recheios vão da manteiga ao doce de leite Havanna.

Sanduíches:

Vou apresentar os que eu provei!

Nordestino (R$21,90): Pão italiano, carne seca, queijo coalho, tomates assados e cebola com ervas. O sabor é bem suave, nada de sal demais. O pão vem crocante e quentinho no topo, embora um pouco molinho na base. Os sanduíches vêm prontos do fornecedor da marca e são assados em forno especial.

Nordestino (Foto: Ariane Cajazeiras)

Puerto Madero (R$21,90): Pão de mandioquinha, frango com ervas, queijo prato, creme de mostarda dijon e tomate assado com ervas. Eu adoro mostarda e achei que o sabor dela se perde. Alô, Havanna, carrega mais nessa mostarda, faz favor! Apesar disso, o sanduíche é saboroso.

Puerto Madero (Foto: Ariane Cajazeiras)

Recoleta (R$21,90): Com selinho vegetariano, essa sanduíche não leva carne (claro hahaha). Pão rústico, cream cheese com molho pesto e tomate assado com ervas. Eu acho fundamental ter um cardápio inclusivo.

Recoleta (Foto: Ariane Cajazeiras)

Bebidas:

Achei ótimo a novidade de muitas das bebidas doces agora virem em dois tamanhos: 200 e 380 ml. Dá para comer sanduíche, bebida e sobremesa de boa agora. Tem Havanna Shake (leite expresso, doce de leite e cappuccino – R$11 ou R$19) e o delicioso Frappé de Avelã (creme de avelã, sorvete de creme, espresso e leite – R$11 ou R$19). Permanecem as bebidas clássicas, como o Capuccino Havanna, com borda de doce de leite. Uma novidade legal é que entre as bebidas, agora existem sucos naturais e chás gelados.

Dividindo o mini Frappé com as amigas (Foto: Daniel Herculano)

Tortas:

Pra finalizar, experimentamos os bolos e tortas. Confesso que amo doces, mas sempre que vou na Havanna, acabo comendo o crepe com doce de leite, que é meu preferido. Masquem vai com aquele fome de doce, pode optar pela torta La Chocolina (R$ 12,90), com camadas de biscoito de chocolate e doce de leite, atende as formigas de plantão. A campeã de pedidos é a Torta Havanna (R$ 17,50), que ganhou agora uma versão com creme de chocolate,
intercalando camadas de massa folheada e cobertura de marshmallow de chocolate. Menos doce que a tradicional, vale experimentar!

Camadaaaas <3 (Foto: Ariane Cajazeiras)

Formigas curtiram isso <3 (Foto: Ariane Cajazeiras)

E aí? Hora de dar uma passadinha na Argentina do Café Havanna? As lojas estão no shopping Iguatemi e Riomar Fortaleza.

 

Publicidade

Mercearia ou Restaurante? Um lugar de encontros

Por Ariane Cajazeiras em Experiências Gastronômicas

14 de agosto de 2018

No finzinho de Julho o Le Chef Coxinha foi convidado a conhecer o 2707 Mercearia & Encontro, um espaço para comer e interagir no bairro Dionísio Torres. Quem nos representou por lá foi o chef Gui Branco, gastrônomo com especialização na UniFanor Wyden.

Gui Branco (Foto: Arquivo Pessoal)

E você confere as impressões dele por aqui:

“O 2707 e o seu proprietário, Bernardo Gadelha, são uma entidade só. A começar pelo nome do local, que é a data do aniversário do Bernardo (e da reinauguração que fui cobrir), mas não só nisso. Tudo tem a sua impressão digital.
O local por si só não é definido como restaurante, sequer leva esse nome no título, é uma mercearia e ponto de encontro. Esse lado do acolhimento é que faz a maior diferença do local.

Na noite do dia 27.07.2018, todos fomos recepcionados pessoalmente pelo Bernardo e por taças de vinho rosé Alta Vista, harmonizando com o primeiro prato: arroz de coco, farofa de castanha e camarão.

Arroz de Coco (Foto: Gui Branco)

Na sequência, fomos puxados pra dentro pela voz (e presença) maravilhosa da cantora Nara Hope. Mais algumas taças de vinho e veio o segundo prato, um medalhão suíno de cocção perfeita acompanhado de tubérculos grelhados e beterraba glaceada, seguido por um delicioso risoto de funghi com lascas de mignon.

Porco com tubérculos (Foto: Gui Branco)

Risoto de funghi (Foto: Gui Branco)

Coroando um menu que já estava fantástico, veio um filet de peixe com arroz de pimenta de cheiro sensacional e de sobremesa um cheesecake de chocolate e laranja, acompanhado de um discurso emocionado do Bernardo, fechando uma noite repleta de boa comida, musica e risadas.

Filé de Peixe (Foto: Gui Branco)

Todos os pratos servidos fazem parte do menu fixo da casa”.

O Le Chef Coxinha agradece a colaboração do Chef Gui Branco e já aproveitamos para deixar uma dica. Nesta quinta-feira, 16 de agosto, o 2707 oferece o III Jantar Harmonizado BÖRN, conduzido pelo beer sommelier Alexandre Teixeira. Serão quatro rótulos da cervejaria Heilige, premiados com medalhas de ouro, prata e bronze em campeonatos nacionais e internacionais.

2707 Mercearia & Encontro
Endereço: R. Nunes Valente, 3035 – Dionísio Torres, Fortaleza – CE
Telefone: (85) 3077-2707
Instagram: @2707merceariaeencontro

 

Publicidade

Suspiros recheados de amor

Por Ariane Cajazeiras em Chefs do mundo

07 de agosto de 2018

Eu tenho um amor declarado por suspiros, pavlovas e tudo que envolva aquela massa leve, quebradiça e feita basicamente de claras de ovos e açúcar. Segundo minhas pesquisas aqui mesmo pelo mundo virtual, a receita foi inventada por um suíço no início do século 18 e acabou ganhando uma versão francesa e outra italiana. A data de 1881 está atribuída a uma receita feita por freiras italianas. Independentemente da real origem, o doce é querido por muitas formiguinhas como eu!

A pavlova é um suspirão recheado com creme e frutas frescas (Foto: Divulgação)

O suspiro é um doce muito leve com poucos ingredientes e assado em forno brando. Mas engana-se quem pensa que esse doce não possa ser versátil. Especialista em confeitaria, a Chef Priscila Cantinho dá forma e sabores a seus suspiros. Aos 21 anos ela abandonou a faculdade de Direito, tentou o ramo da moda, mas foi só depois de virar mãe que ela descobriu a verdadeira vocação: a gastronomia. O que despertou a paixão por doces refinados foi quando preparava o aniversário de um ano da filha. Ao buscar os doces para a festa, surgiu o interesse em se dedicar à área. Após algum tempo se especializando na área da confeitaria, Priscila montou sua marca.

Rosetas recheadas são carro-chefe (Foto: Divulgação)

A Priscila começou a carreira dando forma a suspiros artesanais em diversos formatos. O de maior sucesso é a rosa de suspiro recheado com brigadeiro! A criação é patenteada. E a imaginação é o carro chefe para os doces que fazem suspirar: eles podem vir em forma de flamingos, árvores, abacaxis, unicórnios e até torres de suspiros. O importante é manter sempre o sabor e a delicadeza.

Delicados abacaxis de suspiro (Foto: Divulgação)

 

Unicórniooooos (Foto: Divulgação)

Hoje, Priscila tornou-se especialista em artes com suspiros e transfere seus conhecimentos através de cursos e palestras por todo o Brasil. Além de Chef, ela é autora de dois livros: O Livro do Suspiro que ensina algumas técnicas de como fazer um delicioso merengue, recheios para suspiros e suspiros artesanais. E no livro “Suspiros e Mais”, ela conta segredinhos especiais, dos suspiros cookie, cúpula de morangos e muitos outros.

Priscila Cantinho (Foto: Divulgação)

Hoje a chef não faz mais doces para festas e se dedica aos cursos. Mas você se inspirar no trabalho dela atarvés das redes sociais: facebook.com/chefpriscilacantinho e o instagram @chefpriscilacantinho . Tem como um doce ser mais delicadinho e cheio de memórias do que esse? É de suspirar <3

Publicidade

Suspiros recheados de amor

Por Ariane Cajazeiras em Chefs do mundo

07 de agosto de 2018

Eu tenho um amor declarado por suspiros, pavlovas e tudo que envolva aquela massa leve, quebradiça e feita basicamente de claras de ovos e açúcar. Segundo minhas pesquisas aqui mesmo pelo mundo virtual, a receita foi inventada por um suíço no início do século 18 e acabou ganhando uma versão francesa e outra italiana. A data de 1881 está atribuída a uma receita feita por freiras italianas. Independentemente da real origem, o doce é querido por muitas formiguinhas como eu!

A pavlova é um suspirão recheado com creme e frutas frescas (Foto: Divulgação)

O suspiro é um doce muito leve com poucos ingredientes e assado em forno brando. Mas engana-se quem pensa que esse doce não possa ser versátil. Especialista em confeitaria, a Chef Priscila Cantinho dá forma e sabores a seus suspiros. Aos 21 anos ela abandonou a faculdade de Direito, tentou o ramo da moda, mas foi só depois de virar mãe que ela descobriu a verdadeira vocação: a gastronomia. O que despertou a paixão por doces refinados foi quando preparava o aniversário de um ano da filha. Ao buscar os doces para a festa, surgiu o interesse em se dedicar à área. Após algum tempo se especializando na área da confeitaria, Priscila montou sua marca.

Rosetas recheadas são carro-chefe (Foto: Divulgação)

A Priscila começou a carreira dando forma a suspiros artesanais em diversos formatos. O de maior sucesso é a rosa de suspiro recheado com brigadeiro! A criação é patenteada. E a imaginação é o carro chefe para os doces que fazem suspirar: eles podem vir em forma de flamingos, árvores, abacaxis, unicórnios e até torres de suspiros. O importante é manter sempre o sabor e a delicadeza.

Delicados abacaxis de suspiro (Foto: Divulgação)

 

Unicórniooooos (Foto: Divulgação)

Hoje, Priscila tornou-se especialista em artes com suspiros e transfere seus conhecimentos através de cursos e palestras por todo o Brasil. Além de Chef, ela é autora de dois livros: O Livro do Suspiro que ensina algumas técnicas de como fazer um delicioso merengue, recheios para suspiros e suspiros artesanais. E no livro “Suspiros e Mais”, ela conta segredinhos especiais, dos suspiros cookie, cúpula de morangos e muitos outros.

Priscila Cantinho (Foto: Divulgação)

Hoje a chef não faz mais doces para festas e se dedica aos cursos. Mas você se inspirar no trabalho dela atarvés das redes sociais: facebook.com/chefpriscilacantinho e o instagram @chefpriscilacantinho . Tem como um doce ser mais delicadinho e cheio de memórias do que esse? É de suspirar <3