Posts com a tag: Trairi

 

Operação Trairi limpo: Justiça nega habeas corpus a advogados acusados de desvio de R$ 631 mil

Compartilhar por e-mail

Corrupção eleitoral:Operação da Polícia Federal já havia cumprido mandados de prisão em Trairi. Foto: Jangadeiro Online

O Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJ/CE) negou o pedido de habeas corpus em favor dos advogados José Eloisio Maramaldo Gouveia Filho e Caroline Gondim Lima. Eles são dois dos alvos da “Operação Trairi Limpo IV”, desencadeada pelo Ministério Público do Estado do Ceará e pela Polícia Civil na última quarta-feira (28). Na ocasião, José Eloisio Maramaldo Gouveia Filho foi preso em Fortaleza e a advogada ainda está foragida.

Provas “incontestáveis
A decisão é do desembargador João Byron de Figueiredo Frota. De acordo com o relatório dele, a prisão dos advogados é correta e necessária, uma vez que há nos autos provas incontestáveis sobre a ação criminosa, incluindo depoimentos das vítimas. Eles são acusados de integrarem uma quadrilha jurídica juntamente com os advogados Guilherme de Araripe Nogueira e Manoel Carneiro Filho.

Denúncia
Segundo as investigações, entre os anos de 2009 e 2012, o grupo cometeu 21 crimes de apropriação indébita, o que resultou na retenção indevida de R$ 631.321,31. Foi constatado que os réus se apropriavam dos valores pertencentes às partes em até 90% das indenizações concedidas pelo Poder Judiciário. Além disso, comprovou-se que os acusados orientavam as partes a não revelarem o recebimento das indenizações, como forma de ocultar os crimes.

E ainda
Guilherme de Araripe Nogueira e Manoel Carneiro Filho também foram presos durante a operação, na última quarta. Com a decisão, a advogada Caroline Gondim Lima, que no dia das prisões estava em Brasília, continua sendo oficialmente procurada pela Justiça, o que pode resultar em sua prisão a qualquer momento.

Com a colaboralção de Alan Barros

Quatro advogados da prefeitura de Trairi são presos em nova operação

MPE informou que 90% do valor das indenizações destinadas aos clientes da prefeitura ficavam com os advogados, retendo um total de R$ 631 mil.

Compartilhar por e-mail
Trairi

Operação Trari Limpo IV: três dos quatro advogados foram presos em Trairi (Foto: Divulgação)

O Ministério Público Estadual, em parceria com a Polícia Civil, prendeu quatro advogados ligados à prefeitura de Trairi pelo não repasse do valor das indenizações destinadas a 21 clientes do município, segundo informou o órgão nesta quarta-feira (28).

A operação já é a quarta registrada na cidade durante este ano, que investiga atos de corrupção envolvendo a gestão municipal.O MPE informou que 90% do valor das indenizações destinadas aos clientes da prefeitura ficavam com os advogados, retendo um total de R$ 631 mil.

Dentre os detidos, os policiais já tinham mandados de prisão contra três advogados acusados de formação de quadrilha e envolvimento direto em fraudes licitatórias ainda na Operação Trairi Limpo II, que prendeu o filho do ex-prefeito Josimar Moura Aguiar e mais nove por corrupção eleitoral.

Leia mais:
PF prende prefeita eleita em Trairi e mais 11 por corrupção eleitoral
Operação em Trairi prende primeira-dama, filho do prefeito e mais oito por corrupção eleitoral

Operação cumpre 16 mandados de prisão de acusados de desviar R$ 20 milhões em verbas públicas em Trairi

Lista dos detidos
José Eloísio Maramaldo Filho;
Guilherme de Araripe Nogueira;
Caroline Gondim Lima;
Manuel Carneiro Filho (preso em Fortaleza).

Com a colaboração de Alan Barros

Dois dias depois da prisão, Justiça libera prefeita e mais 11 detidos por corrupção eleitoral

Compartilhar por e-mail
Nara

“Nara do Mauro” é filha do ex-prefeito Henrique Mauro de Azevedo Porto, que também foi preso

O desembargador Antônio Sales, do Tribunal Regional Eleitoral, expediu um habeas corpus para a liberação da prefeita eleita em Trairi e de mais onze pessoas presas por envolvimento em corrupção eleitoral na cidade.

O procurador regional eleitoral, Márcio Torres, afirmou que vai estudar a decisão tomada na noite da última quinta-feira (22) para definir se vai apresentar algum recurso para impedir a liberação dos acusados de corrução eleitoral, formação de quadrilha e transporte irregular de eleitores.

Na terça-feira (20), uma operação da Polícia Federal (PF), em parceria com o Ministério Público Eleitoral, prendeu a prefeita eleita Regina Nara Batista Porto e mais onze pessoas por corrupção eleitoral e formação de quadrilha. O promotor de justiça de Trairi, Igor Pereira, afirmou que a operação cumpriu doze mandados de prisão. “Além da prefeita eleita, foram presos o vice Ademar Barroso, o verador eleito Henrique Mauro Filho, que é irmão da prefeita, e o ex-prefeito Henrique Mauro de Azevedo Porto”, diz.

 Pai
O ex-gestor Henrique Mauro é pai da prefeita eleita e foi capturado já num posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), em Paracuru, quando tentava fugir da operação da PF. As doze pessoas foram presas e levadas para a delegacia da cidade.

 Escuta telefônica
A iniciativa da investigação aconteceu após a constatação do conteúdo criminoso de algumas conversas telefônicas interceptadas judicialmente no telefone do então candidato à vice-prefeito.

 Os áudios captados pela Polícia Federal, bem como as investigações preliminares, revelaram a atuação articulada da quadrilha para a prática de fatos criminosos em quatro núcleos: corrupção eleitoral de execução sucessiva e reiterada, como a entrega de dinheiro, promessa de vantagens pessoais e materiais, tais como pagamento de poços profundos, material de construção, vales combustíveis, aquisição de remédios, empregos na futura gestão municipal, certidão de nascimento, transporte de pessoas etc;

Lista dos detidos

Regina Nara Batista Porto (candidata eleita ao cargo de prefeita municipal de Trairi/CE);
José Ademar Barroso (candidato eleito para o cargo de vice-prefeito municipal);
Henrique Mauro de Azevedo Porto (pai da Prefeita eleita);
Henrique Mauro de Azevedo Porto Filho (vereador de Trairi e candidato eleito para o mesmo cargo);
Carlos Gustavo Monteiro Moreira (eleito para o cargo de vereador);
José Soares de Sousa (candidato ao cargo de vereador);
Adaílton do Canaã;
Erasmo Izaías da Costa
Regina Alves de Castro;
Pedro Moreira Neto;
“Toinha”;
“Nazareno” ;

Com a colaboração de Alan Barros

PF prende prefeita eleita em Trairi e mais 11 por corrupção eleitoral

Compartilhar por e-mail
Nara

“Nara do Mauro” venceu as eleições deste ano em Trairi

Uma operação da Polícia Federal (PF), em parceria com o Ministério Público Estadual, no município de Trairi na manhã desta terça-feira (20) prendeu a prefeita eleita Regina Nara Batista Porto e mais onze pessoas por corrupção eleitoral e formação de quadrilha.

O promotor de justiça de Trairi, Igor Pereira, afirmou que a operação cumpriu doze mandados de prisão. “Além da prefeita eleita, foram presos o vice Ademar Barroso, o verador eleito Henrique Mauro Filho, que é irmão da prefeita, e o ex-prefeito Henrique Mauro de Azevedo Porto”, diz.

Pai
O ex-gestor Henrique Mauro é pai da prefeita eleita e foi capturado já num posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), em Paracuru, quando tentava fugir da operação da PF. As doze pessoas foram presas e levadas para a delegacia da cidade.

Escuta telefônica
A iniciativa da investigação aconteceu após a constatação do conteúdo criminoso de algumas conversas telefônicas interceptadas judicialmente no telefone do então candidato à vice-prefeito.

Os áudios captados pela Polícia Federal, bem como as investigações preliminares, revelaram a atuação articulada da quadrilha para a prática de fatos criminosos em quatro núcleos: corrupção eleitoral de execução sucessiva e reiterada, como a entrega de dinheiro, promessa de vantagens pessoais e materiais, tais como pagamento de poços profundos, material de construção, vales combustíveis, aquisição de remédios, empregos na futura gestão municipal, certidão de nascimento, transporte de pessoas etc;

Operação em setembro
Em setembro, uma outra operação cumpriu o mandado de prisão de treze pessoas por corrupção eleitoral, incluindo o ex-prefeito Josimar Moura Aguiar e a primeira-dama.

Lista dos  detidos
Regina Nara Batista Porto (candidata eleita ao cargo de prefeita municipal de Trairi/CE);
José Ademar Barroso (candidato eleito para o cargo de vice-prefeito municipal);
Henrique Mauro de Azevedo Porto (pai da Prefeita eleita);
Henrique Mauro de Azevedo Porto Filho (vereador de Trairi e candidato eleito para o mesmo cargo);
Carlos Gustavo Monteiro Moreira (eleito para o cargo de vereador);
José Soares de Sousa (candidato ao cargo de vereador);
Adaílton do Canaã;
Erasmo Izaías da Costa
Regina Alves de Castro;
Pedro Moreira Neto;
“Toinha”;
“Nazareno” ;

Com a colaboração de Alan Barros

Justiça mantém afastamento do prefeito de Trairi

Compartilhar por e-mail

Desembargador Francisco Gladyson Pontes mantém afastamento do prefeito de Trairi. Foto: TJCE

O desembargador Francisco Gladyson Pontes, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), manteve a decisão que determinou o afastamento do prefeito de Trairi, Josimar Moura Aguiar. O gestor deixou o cargo em setembro deste ano, acusado de participar de fraudes em licitações no Município, distante 135 Km de Fortaleza.

Relembre o caso:
Corrupção eleitoral: Operação da Polícia Federal prende 13 pessoas em Trairi

Denúncia
Segundo o Ministério Público do Ceará (MP/CE), foram detectadas irregularidades em 33 processos de licitação, envolvendo o montante de R$ 19.650.621,29. O esquema fraudulento, iniciado em 2010, teria a participação do chefe do Executivo e de secretários municipais, empresários e advogados.

Irregularidades
Entre as irregularidades verificadas estão a existência de centenas de notas de empenho já liquidadas e ainda sem assinatura; recados manuscritos apreendidos na sede da Comissão de Licitação, solicitando a realização de aditivos; licitações em branco e depósitos bancários na conta de secretários.

Afastamento
Por conta disso, o MP/CE ajuizou ação cautelar solicitando o afastamento do prefeito para apurar a participação dele no caso. Alegou que as “supostas fraudes, conforme revelam documentos apreendidos e juntados aos autos, são grosseiras”.

Antes
O juiz Fernando Teles de Paula Lima, respondendo pela Comarca de Trairi, determinou, por meio de liminar, o afastamento do gestor e a quebra dos sigilos bancário e fiscal. Além disso, decretou a prisão preventiva de 14 envolvidos nas irregularidades.

Com informações do TJCE

PGJ e PRE prestam apoio a promotor de Justiça do Trairi

Compartilhar por e-mail

Procurador Regional Eleitoral acompanha comitiva que vai dar apoio ao promotor de Justiça. Na foto, o procurador Regional Eleitoral, Márcio Torres, durante entrevista à TV Jangadeiro. Foto: Reprodução TV Jangadeiro

O promotor de Justiça Eleitoral Igor Pereira Pinheiro receberá apoio do Ministério Público do Estado do Ceará e da Procuradoria Regional Eleitoral pelo trabalho desempenhado no município de Trairi. Nesta sexta-feira (5), o procurador-geral de Justiça, Ricardo Machado, o procurador Regional Eleitoral, Márcio Torres, e o promotor de Justiça auxiliar da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap), Eloílson Landim, estarão no município para fortalecer e ratificar as ações desenvolvidas pelo membro do MP na região.

Apoio Institucional
Em face do período eleitoral, segundo o procurador Regional Eleitoral, Márcio Torres, a visita vai ser no sentido de dar pleno apoio institucional ao trabalho realizado por Igor Pinheiro. A presença dos representantes do MP pretende mostrar aos cidadãos daquele município que “as ações propostas pelo promotor de Justiça são impessoais e, sobretudo, que contam com o apoio da Procuradoria Regional Eleitoral e da Procuradoria Geral de Justiça. Todas as medidas adotadas são entendidas e mantidas pelo Tribunal Regional Eleitoral”, assegurou.

Uno
Torres acrescentou que, por representar o Estado, o promotor de Justiça possui prerrogativas da mais alta importância previstas na Constituição Federal. “Ele é inamovível e só sai de lá se efetivamente quiser, por remoção ou promoção. Se, por acaso, algo venha a ocorrer com ele, outro promotor de Justiça irá para lá desempenhar o mesmo trabalho, porque o Ministério Público é uno e indivisível”, esclareceu o procurador Regional Eleitoral.

Com informações do Ministério Público

Corrupção eleitoral: Operação da Polícia Federal prende 13 pessoas em Trairi

Compartilhar por e-mail

Corrupção eleitoral: Operação da Polícia Federal prende 13 pessoas em Trairi

Uma operação da Polícia Federal (PF) no município de Trairi, a 120 quilômetros de Fortaleza, resultou na prisão de 13 pessoas acusadas de corrupção eleitoral, nesta quarta-feira (19). A operação prendeu a esposa e o filho do atual prefeito Josimar Moura Aguiar, além do vice-prefeito Francisco Flávio de Azevedo, que estava foragido.

Além dos mandatos de prisão, a PF possuía mais 23 de busca e apreensão na cidade. Três vereadores também foram presos, dentre eles o presidente da Câmara Municipal. De acordo com o promotor de justiça de Trairi, Igor Pereira, a operação já cumpriu todos os mandados de prisão.

Afastado
Pereira afirmou que o prefeito Josimar Moura já foi afastado do cargo. “Eles são acusados de formação de quadrilha que atuava em larga escala praticando uma série de atos de corrupção eleitoral, como a compra de votos”, diz.

Sem comando
Com o prefeito Josimar Mourão Aguiar afastado por determinação da justiça e o vice-prefeito, Francisco Flávio de Azevedo, preso sob acusação de compra de votos, a administração do município deveria ficar a cargo do presidente da Câmara de Vereadores, seguindo a linha de sucessão. Mas o vereador, Antônio Barros Barbosa, presidente do Legislativo, também foi preso na operação. Assim, o município de Trairi está sem comando administrativo.

O advogado da Câmara Municipal, Marcos Macedo, disse em entrevista que o Legislativo ainda não foi oficialmente comunicado do afastamento do prefeito e que só após essa comunicação, os vereadores vão convocar uma sessão extraordinária para decidir quem vai ocupar ocupar o comando do município.

Outra operação
Trairi já havia sido alvo de outra operação no início de setembro por desviar R$ 20 milhões de verbas públicas. Na época, os titulares das secretarias de Saúde e Educação já haviam sido presos e novos mandados de prisão foram expedidos para José Evandro Cunha e Maria das Graças Barbosa Damasceno.

Confira as fotos (por Kézya Diniz)

20120919_152948

20120919_152948

20120919_133631

20120919_133631

20120919_133653

20120919_133653

20120919_150309

20120919_150309

20120919_152849

20120919_152849

20120919_152907

20120919_152907

pf trairi

pf trairi

Lista dos mandados de prisão

Antônio Barros Barbosa (presidente da Câmara Municipal)
Antônio Eduardo (comerciante)
Elis Regina Vital (atuava na campanha eleitoral)
Euclides Andrade de Castro (secretário de Finanças)
Gustavo Viana Aguiar (filho do prefeito e secretário de administração)
Francisca Oneide benevides (vereadora)
Francisco Flávio de Azevedo (vice-prefeito)
Francisco Magno Magalhães (vereador e candidato a prefeito)
José Aloísio Maramaldo Filho (advogado)
José Evandro Cunha (secretário de Saúde)
Maria das Graças Barbosa Damasceno (secretária de Educação)
Maria Gorete Souto Pinto (atuava na campanha eleitoral)
Sílvia Virgínia Aguiar (primeira-dama)

Acompanhe na reportagem do Jornal Jangadeiro:

Imagem de Amostra do You Tube

Operação em Trairi prende primeira-dama, filho do prefeito e mais oito por corrupção eleitoral

Compartilhar por e-mail

Uma operação da Polícia Federal (PF) no município de Trairi na manhã desta quarta-feira (19) prendeu a esposa e o filho do atual prefeito Josimar Moura Aguiar acusados de corrupção eleitoral. A ação quer cumprir ao todo treze mandados de prisão e mais 23 de busca e apreensão na cidade. Três vereadores também foram presos; dentre eles, o presidente da Câmara Municipal.

De acordo com o promotor de justiça de Trairi, Igor Pereira, a operação já cumpriu dez dos treze mandados de prisão. Pereira afirmou que o prefeito Josimar Moura já foi afastado do cargo. “Eles são acusados de formação de quadrilha que atuava em larga escala praticando uma série de atos de corrupção eleitoral, como a compra de votos”, diz.

O promotor revelou que também foi expedido um mandado de prisão contra o vice-prefeito, Francisco Flávio de Azevedo, mas ele está foragido. A PF ainda faz buscas para encontrá-lo.

Outra operação

Trairi já havia sido alvo de outra operação no início de setembro por desviar R$ 20 milhões de verbas públicas. Na época, os titulares das secretarias de Saúde e Educação já haviam sido presos e novos mandados de prisão foram expedidos para José Evandro Cunha e Maria das Graças Barbosa Damasceno.

Lista dos mandados de prisão

Antônio Barros Barbosa (presidente da Câmara Municipal)
Antônio Eduardo (comerciante)
Elis Regina Vital (atuava na campanha eleitoral)
Euclides Andrade de Castro (secretário de Finanças)
Gustavo Viana Aguiar (filho do prefeito e secretário de administração)
Francisca Oneide benevides (vereadora)
Francisco Flávio de Azevedo (vice-prefeito)
Francisco Magno Magalhães (vereador e candidato a prefeito)
José Aloísio Maramaldo Filho (advogado)
José Evandro Cunha (secretário de Saúde)
Maria das Graças Barbosa Damasceno (secretária de Educação)
Maria Gorete Souto Pinto (atuava na campanha eleitoral)
Sílvia Virgínia Aguiar (primeira-dama)

Ministério Público deflagra operação e cumpre mandados de busca e apreensão em Trairi

Compartilhar por e-mail

O Ministério Público do Estado do Ceará está realizando nesta quarta-feira, 5, uma operação nos municípios de Trairi, Eusébio e Fortaleza para cumprir 16 mandados de prisão e 25 mandados de busca e apreensão expedidos pelo juiz auxiliar da comarca de Trairi, Fernando Teles de Paula Lima.

Os documentos são referentes a pessoas ligadas à Prefeitura de Trairi que são acusadas de fraudes em licitação, formação de quadrilha, falsidade ideológica e condescendência criminosa.

Presos
Até agora foram presas oito (8) pessoas: Germana da Paixão Oliveira (secretária de Ação Social), José Ademar Barroso (empresário), Evaldo Luís Antunes (ex-membro da comissão de licitação da Prefeitura), Gabriela Chaves Souto (membro da comissão de licitação), Vinicius Barbosa Damasceno (procurador-geral do Município), Caroline Gondim Lima (procuradora jurídica), José Eloísio Maramaldo Filho (advogado e ex-procurador autárquico do Município), Guilherme de Araripe Nogueira (procurador jurídico municipal).

Foragidos
Os outros oito (8) acusados são considerados foragidos. São eles: José Evandro Cunha (secretário de Saúde), Maria das Graças Barbosa Damasceno (secretária de Educação), Jose Airton Ribeiro (secretário de Finanças), Euclides Andrade de Castro (ex-secretário de Finanças), Márcio Alves Ribeiro (vereador e ex-secretário de Cultura), Manoel Carlos Oliveira e Alexandre Pires Sousa (ambos ex-membros da comissão de licitação da Prefeitura), Neio Lúcio Ferraz Passes (ex-contratado da Prefeitura).

E ainda
Os trabalhos são coordenados pela Promotoria de Justiça de Trairi, através do promotor de Justiça Igor Pereira Pinheiro, com o apoio da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap) do Ministério Público.

Com informações do MPE

Justiça determina aumento salarial aos professores de Trairi

O desembargador Ademar Mendes Bezerra, presidente da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), conduziu sessão de conciliação que concedeu novo aumento salarial aos professores do Município de Trairi, distante 125 km de Fortaleza

Compartilhar por e-mail

O desembargador Ademar Mendes Bezerra, presidente da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), conduziu sessão de conciliação que concedeu novo aumento salarial aos professores do Município de Trairi, distante 125 km de Fortaleza.

Os professores entraram em greve no último mês de agosto. O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Trairi (Sispumt) interpôs Dissídio Coletivo no TJCE, requerendo 33% de aumento e o fim das contratações de novos profissionais para o magistério. Em setembro, durante a primeira audiência conciliatória, a Prefeitura concedeu aumento de 7% aos servidores. Nesta segunda-feira, foi dado aumento de 3%, totalizando 10%.

Participaram da sessão o advogado representante do Sindicato, Valdecy da Costa Alves, e da Prefeitura Municipal, Guilherme de Araripe Nogueira, além da secretária de Educação Maria das Graças Barbosa. O Ministério Público (MP) estadual foi representado pela procuradora de Justiça Rosemary de Almeira Brasileiro.

Após a sessão, o advogado do Sindicato ressaltou a forma como o desembargador Ademar Mendes conduziu os trabalhos. “Entre todas as audiências para conciliação de dissídio de outros municípios, esta foi a que teve maior êxito”. O Município de Trairi possui 53 escolas e oito creches. Ao todo, serão beneficiados 587 professores.

Leia mais:
TCE suspende contratação de professores temporários na rede pública do Estado
Matéria que trata de reajuste de professores da rede estadual chega a Assembleia

Redação Jangadeiro Online, com informações do TJCE

PT quer subir para 35 número de prefeituras no Ceará

Compartilhar por e-mail

Joaquim Cartaxo

O Partido dos Trabalhadores (PT) está com a meta de subir, de 16 para 35, o número de prefeituras no Ceará nas eleições municipais de 2012. A afirmação foi do 1º vice-presidente da Executiva Estadual do partido, Joaquim Cartaxo.

Para atingir a meta, de acordo com ele, nove prefeitos vão concorrer a reeleição. O partido também vai investir em prefeituras da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), lançando novas candidaturas em Trairi e Itapipoca, por exemplo.

No primeiro, quem deve concorrer à prefeitura é Jerônimo Nascimento, atual presidente estadual da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Já em Itapipoca, o nome ainda não está definido. Nos demais municípios que o PT administra, entre eles Fortaleza, a sucessão dos prefeitos, bem como as coligações ainda estão sendo discutidas.

Em Fortaleza
Na Capital cearense, para suceder a prefeita Luizianne Lins (PT), o partido lançou 13 pré-candidatos. No processo de sucessão, segundo Joaquim Cartaxo, a aliança com o governador Cid Gomes (PSB) deve ser mantida, apesar de haver algumas contradições.

Estratégia para 2012
Entre os dias 2 e 4 de setembro, o PT realiza, em Brasília, o 4º Congresso Nacional do partido. No evento, serão apresentadas as estratégias para as eleições de 2012, cuja prioridade é vencer em municípios com mais de 100 mil habitantes.

Baseado no que for apresentado e decidido na Capital Federal, o Diretório Estadual do PT deve decidir, no mês de outubro, a estratégia eleitoral para o Ceará.

Com informações do O Povo