Jangadeiro Animal - Tudo sobre seu pet. 
Publicidade

Jangadeiro Animal

por Fernanda Leite

Opinião: Evitei até agora falar sobre esse tipo de comparação. Mas vamos lá.

Por Fernanda Leite em Sem categoria

11 de dezembro de 2018


Texto: Fernabda Leite

– Primeiro: uma coisa não interfere na outra.

– Segundo: cada um luta pelo que acredita. Então você que critica, pode, inclusive, mobilizar as pessoas e fazer um protesto.

– Terceiro: teve muita comoção e muitas matérias no caso da senhora.

– Quarto: infelizmente, todos os dias crimes hediondos são cometidos contra crianças, idosos, animais, pessoas de bem, mas nem todos terão repercussão. Quando se tem, seja qual for o caso, vamos olhar o lado positivo e não procurar o negativo. Um exemplo o caso da Isabelle Nardoni e do menino Bernardo. Vocês acham que só essas crianças foram mortas de forma violenta por parentes? Não. Milhares de casos no mundo e poucos vão ter repercussão.

– Quinto: observei o Instagram do Eduardo Costa e de outros que postaram essa crítica e, por incrível que pareça, não vi nenhuma mobilização por essa senhora, no máximo um compartilhamento. No caso de Eduardo nem isso.

– Sexto: o caso do cachorro aconteceu em local público, na frente de diversas pessoas omissas. Talvez por isso gerou tanta revolta. Sem falar que o assassino, (ou os assassinos) não serão presos, vão pagar uma cesta básica ou, no máximo, uma multa. Só que deve estar morrendo de medo de sair à rua.

– Sétimo: se a pena para quem maltrata animais aumentar, consequentemente a pena para quem cometer crimes contra pessoas também aumentará.

– Oitavo: quem é capaz de matar um animal por pura maldade, também é capaz de fazer isso com qualquer pessoa.

Repense antes de fazer esse tipo de comparação, pense no que você faz para mudar o mundo ou mesmo ajudar o seu próximo. Seja amor e não ódio disfarçado!

leia tudo sobre

Publicidade

Projeto de lei quer a cassação do Alvará de Funcionamento de qualquer empresa que cause maus tratos aos animais em Fortaleza

Por Fernanda Leite em Sem categoria

06 de dezembro de 2018

Um projeto de lei, protocolado na manhã desta quarta-feira (5), pelo vereador Célio Studart (PV), quer a cassação do Alvará de Funcionamento de qualquer empresa – pública ou privada – que cause maus tratos aos animais em Fortaleza.

De acordo com o PLO, a pessoa jurídica que, após procedimento administrativo com ampla defesa e contraditório, for condenada pela prática de maus tratos terá o seu Alvará de Funcionamento cassado, sem prejuízo da aplicação das sanções estabelecidas nas demais legislações concernentes ao tema.

Para prevenir que esse tipo de situação, caberá ao Poder Público Municipal estabelecer campanhas de conscientização, por meio de palestras, cursos de capacitação, programas de rádios, mídias sociais e imprensa escrita para combater os maus tratos aos animais no âmbito do Município de Fortaleza. Cumpre esclarecer que serão considerados maus-tratos, para os fins deste projeto de Lei, os atos previstos no artigo 32 da Lei Federal nº 9.605/98 (“Lei de Crimes Ambientais”).

De acordo com Célio Studart, é inadmissível que situações de maus-tratos, como o caso que ocorreu recentemente em um supermercado na cidade de Osasco, em São Paulo e ocasionou a morte de um cachorro, possa acontecer também em Fortaleza.

“Cumpre ressaltar que o artigo 3º da Lei Federal nº 9.605/98 (“Lei de Crimes Ambientais”) assevera que as pessoas jurídicas serão responsabilizadas nas esferas administrativa, civil e criminal em casos de delitos ambientais, como, por exemplo, maus tratos aos animais. Não se pode olvidar que o artigo 32 da supramencionada Lei prevê como crime praticar ato de abuso, maus tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados”, ressaltou.

O projeto de lei – que tem como finalidade combater a prática de maus tratos ao animais por empresas – seguirá para a Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa ( CCJ).

leia tudo sobre

Publicidade

Juliana Salema: Gente importante também é mãe de bicho!

Por Fernanda Leite em Sem categoria

06 de dezembro de 2018

 

Juliana Salema (34) é uma das advogadas mais conceituadas do Rio de Janeiro. Além de empresária artística, é presidente da Comissão de Direito do Entretenimento na OAB da Barra da Tijuca/RJ. Consultora jurídica de empresas multinacionais, como a Sparks, a produtora Dialética Filmes, além de consultora contratual artística de famosos, como os atores Guilherme Leicam, Guilherme Lobo e a apresentadora e jornalista, Nadja Haddad.

Juliana trabalhou por dois anos em uma empresa, prestando serviço jurídico para mais de 40 atores globais, entre eles, Marcelo Serrado, Ingrid Guimarães, Bruno Gagliasso, Geovana Ewbank e Guilherme Leicam, além de trabalhar em campanhas de Daniela Suzuki, Thiago Lacerda, TIM e Nestlé.

Atualmente, Juliana é consultora e diretora executiva da própria empresa, a Salema Consultoria. É formada pela OMPI no Curso de Propriedade Intelectual e em Negociação pela universidade de Michigan. Ex-subdiretora geral do TJAL, responsável por licitação e contrato do Poder Judiciário do Estado de Alagoas e com ampla experiência em escritórios e órgãos públicos, hoje atua em contratos de direito imaterial, entretenimento, produção, imagem, música, eventos e patrocínios.

Mesmo com toda essa bagagem e importância profissional, Juliana também é mãe de três cães: Mel, uma american staffordshire de seis anos, e dois jack russells – Flip e Igor, respectivamente três anos e o outro seis meses e logo mais adotará um cão sem raça definida.

Segundo Juliana, o trabalho não impede que ela dê amor e atenção para seus animais. “Viajo bastante, mas meus cachorros são as alegrias daqui de casa. Aprontam! Mas chamo atenção e já tô beijando em seguida! Não aguento!” – conta.

Revisão de texto: Daniel Silva Carneiro

 

leia tudo sobre

Publicidade

Gatos: Você Conhece? 🐈

Por Fernanda Leite em gatos

04 de dezembro de 2018


 

Eles não são traiçoeiros e gostam tanto da casa como dos donos!

Os gatos são mais individualistas e independentes e não gostam de fazer “a festa”. Eles têm uma personalidade diferente e são mais discretos, mas também adoram carinho. Gostam de segurança, do silêncio do lar e principalmente dos donos. Mas, atenção! Quando há mudança de ambiente, muitos saem e se perdem por não estarem acostumados com o novo lar.

Gatos não dão azar!

Na Idade Média, acreditava-se que os gatos pretos eram um tipo de espírito maligno. A cor era considerada uma magia negra. Por conta disso, existem superstições até hoje. Na verdade, não importa se a cor é preta, branca ou listrada. Gatos não dão azar!

Hábeis caçadores? Sim!

Uns mais, outros nem tanto, mas todos têm essência de caçadores. O trabalho do gato é caçar. Como em casa eles ganham comida, caçam por esporte. Não podem ver algo se mexendo que já correm para pegar, para mostrar à família o quanto são espertos e eficientes. Deixam a caça na presença do dono.

A curiosidade matou o gato…

Dizem que esse ditado popular surgiu na Idade Média. Na época, as pessoas não gostavam de gatos e acabavam por produzir armadilhas para pegá-los. Por serem eles animais bastante curiosos, caíam na armadilha e morriam. Eles são curiosos por natureza e adoram brincar com tudo, incluindo cabos e fios elétricos, alheios ao perigo de levar choques. Cuidado!

Por que se lambem os gatos?

O costume de se lamberem deu aos gatos a fama de animais higiênicos. Esse hábito nasceu como instinto de defesa do animal. O gato também se lambe para aliviar o stress. É por esse motivo que os gatos mais nervosos se lambem compulsivamente.

Eles podem viver bastante…

O gato mais velho conhecido foi o inglês “Puss”, que faleceu aos 36 anos. Já a fêmea mais idosa foi a gata inglesa “Rajada”, que morreu aos 34 anos. Em média, eles vivem de 12 a 15 anos. Pense nisso ao adotar!

leia tudo sobre

Publicidade

Cães, malabarismo e petiscos ❤️❤️❤️

Por Fernanda Leite em Cães

21 de novembro de 2018

leia tudo sobre

Publicidade

Repitam comigo 🐶 Não devo comer abelhas! 🤦‍♂️

Por Fernanda Leite em Sem categoria

16 de novembro de 2018

leia tudo sobre

Publicidade

Repitam comigo 🐶 Não devo comer abelhas! 🤦‍♂️

Por Fernanda Leite em Sem categoria

16 de novembro de 2018