Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Vale do Jaguaribe

Associação dos Jovens Empresários (AJE) chega ao Vale do Jaguaribe

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

21 de Março de 2019


A Associação dos Jovens Empresarios (AJE) inaugurou sua terceira unidade no Estado do Ceará, desta vez, na região do Vale do Jaguaribe. À frente da entidade está o empresário Renato Peixoto.
A solenidade contou com a presença de coordenadores da AJE Fortaleza, AJE Cariri, alem do vice- prefeito de Jaguaribe, também jovem empresário, Kassius Mourão.

O lançamento da AJE Vale do Jaguaribe contou com a articulação do presidente da FAJECE, Thiago Nogueira Pinho. Vale destacar que o mesmo assumiu o cargo de diretor de relações institucionais da CONAJE.

Publicidade

VII FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOLCLORE APRESENTA 10 GRUPOS DO BRASIL E DO PARAGUAI

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

31 de Janeiro de 2019

Esse ano, o festival levará a cultura popular a seis municípios do Vale do Jaguaribe durante quatro dias

O VII Festival Internacional de Folclore do Ceará, que será realizado de 7 a 10 de fevereiro nas cidades de Alto Santo, Limoeiro do Norte, Morada Nova, Quixeré, Russas e Tabuleiro do Norte, terá a participação de 10 grupos de cinco estados brasileiros e do Paraguai. Do Ceará, participarão a Companhia de Ritmos e Danças Populares – CORDAPES, Grupo de Dança Tablado, Grupo Oré Anacã – Grupo de Danças da UFC, Grupo Parafolclórico Fulô do Sertão (Senador Pompeu) e Txai Cia de Danças Populares, que será homenageada nesta edição.

Da Paraíba, virá a Tropa de Danças Regionais; de Pernambuco, o Grupo de Xaxado Cabras de Lampião; do Pará, o Grupo Parafolclórico Asa Branca; de São Paulo, o Grupo Apolo de Danças Gregas; e do Paraguai, o Grupo Paraguay Ete Villa Elisa. Entre as atrações, haverá ainda a Coroação das Rainhas dos Maracatus Cearenses : Az de Ouro, Nação Baobab, Nação Iracema, Reis de Paus e Vozes da África, todos de Fortaleza.

A programação do VII Festival Internacional de Folclore do Ceará será realizada em escolas, ginásios, faculdades e centros culturais das sete cidades do Vale do Jaguaribe, totalizando mais de 20 espaços cênicos, que receberão apresentações musicais, de dança folclórica e comercialização de artesanato, literatura de cordel e gastronomia regional. A população também poderá participar das ações formativas, que incluem aulas-show, vivências e exposições, valorizando a cultura popular e fortalecendo o Ceará como cena internacional da dança, arte e cultura. Todas as atividades são gratuitas.

A sétima edição do Festival Internacional de Folclore do Ceará irá reunir, durante os quatro dias de evento, cerca de 300 artistas de Grupos de Projeção Folclórica de abrangências local e nacional, Grupo de Etnia e Grupo Internacional. Além de valorizar as tradições, a pesquisa e a experimentação, o Festival promoverá o encontro entre as mais distintas manifestações culturais e trará reflexões sobre as danças folclóricas em um contexto internacional, por meio do qual será possível conhecer aspectos da trajetória de um povo e ampliar conhecimentos.

Em reconhecimento pelos trabalhos de fortalecimento da cultura popular, o Festival irá homenagear em 2019 a Txai Cia de Danças Populares, que acaba de completar 18 anos de atividades; e o pesquisador Clerton Martins, professor-titular do curso de Psicologia da Unifor, doutor em Psicologia pela Universitat de Barcelona e pós-doutorado em Estudos do Ócio pela Universidad de Deusto, na Espanha.

O VII Festival Internacional de Folclore do Ceará é uma realização da EnCena Produções em parceria com as Prefeituras Municipais de Limoeiro do Norte e de Morada Nova, Colégio Diocesano Padre Anchieta, Academia Limoeirense de Letras, Universidade Estadual do Ceará (UECE) / FAFIDAM, Brisanet, Doces Limoeiro e Multiplac; apoio do Conselho Internacional de Dança (Cid-Unesco), Organização Internacional de Folclore e Arte Popular (IOV), Comissão Nacional de Folclore, Comissão Cearense de Folclore e Associação Txai Cultura e Arte; e promoção do Instituto União de Arte, Educação e Culturas Populares. O Festival tem o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, via Secretaria da Cultura (Lei Estadual Nº 13.811 – Mecenato Estadual). Agradecimentos à Enel.

Serviço:

VII Festival Internacional de Folclore do Ceará

Data: De 7 a 10 de fevereiro de 2019

Local: Vale do Jaguaribe (CE)

Programação gratuita

Mais informações:

Facebook: https://www.facebook.com/festivaldefolcloredoceara

Instagram: @ festivaldefolcloredoceara

Site: www.festivaldefolcloredoceara.com.br

Tel.: (85) 99677.5031 (Sheila Fernandes)

Publicidade

Cimento Apodi e Serlares lançam projeto de geração de renda para grupo de mulheres da comunidade de Bomsucesso no Vale do Jaguaribe

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

08 de dezembro de 2018

Capacitar, gerar renda e adoçar a vida. Um projeto com foco na produção e comercialização de doces caseiros e sobremesas, que foi lançado hoje (07) pela Cimento Apodi em parceria com a Serlares, promete contribuir para a transformação da comunidade Bomsucesso, em Quixeré, município onde está localizada a fábrica de cimento. A iniciativa faz parte do programa mulheres empreendedoras executado pela Cimento Apodi e que visa contribuir com o empreendedorismo feminino, gerando desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida para suas famílias.

“Nosso objetivo é empoderar a comunidade que vive nas proximidades da fábrica. Este projeto de doces será a primeira iniciativa da companhia em parceria com um de seus fornecedores, no caso a Serlares que administra os restaurantes da Apodi”, destaca Fábio Martins, gerente da fábrica de cimento. Ele explica que esta iniciativa encontra aderência nos eixos “desenvolvimento do território e ‘valor compartilhado”, que fazem parte da estratégia de investimento social adotada pela empresa e que têm como essência promover ações que tragam benefícios para todos os parceiros, ou seja, ações nas quais todos ganham: Apodi, fornecedores e comunidade.

Nesta parceria, além do fortalecimento da Associação Comunitária de Bomsucesso e Baixa do Félix serão beneficiadas cerca de 25 mulheres. A Serlares, que é especialista em refeições corporativas e uma das pioneiras em alimentação industrial no tipo self-service no Nordeste, iniciará a capacitação com estudos para conhecer o perfil destas mulheres, a cultura local de fabricação de doces e as frutas típicas da região. As oficinas começarão em seguida e devem continuar em 2019. “Esperamos, a curto e médio prazo, que a produção seja comprada pela Serlares que vai utilizar os doces produzidos pelas mulheres como sobremesas em seus restaurantes. Esta estratégia vai atuar diretamente no principal gargalo dos projetos sociais desta natureza que é a comercialização da produção”, comenta Maurício Ferreira, consultor de responsabilidade social da Cimento Apodi.

Todo o suporte técnico e pedagógico do curso será da Serlares, enquanto a Cimento Apodi é a responsável pela mobilização da comunidade e pela infraestrutura das oficinas. “Temos a expectativa de que através desse projeto consigamos, além da geração de renda, resgatar a autoestima dessas mulheres valorizando a importância do seu trabalho na comunidade. Será um aprendizado mútuo”, afirma Narla Ximenes de Viveiros, diretora comercial da Serlares.

No futuro, a Cimento Apodi projeta criar um espaço próprio para as mulheres produzirem seus doces e sobremesas. “Atendendo às exigências da Serlares, a perspectiva é que os doces produzidos pelas mulheres de Bomsucesso estejam dentro de um padrão de qualidade elevado que facilite negócios com outros futuros clientes”, aposta Fábio Martins.

Sobre a Cimento Apodi

Idealizada no ano de 2008, a Cimento Apodi é uma joint venture multinacional formada pela participação societária da família Dias Branco e pelo Grupo Titan, produtor de cimento e materiais de construção, com mais de 110 anos de experiência na área industrial.

Presente de forma estratégica no Norte e Nordeste do país, a Cimento Apodi possui um parque industrial de 3.000ha de área em Quixeré, mesorregião do Vale do Jaguaribe, e uma moagem de processamento no Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Juntas, as duas unidades têm capacidade para produzir mais de dois milhões de toneladas de cimento ao ano. A Companhia conta ainda com três centrais de concreto, um laboratório de tecnologia de concreto e onze Centros de Distribuição posicionados de forma estratégica nas diferentes regiões do país para melhor atender seus clientes.

Publicidade

Deputado estadual Fernando Hugo consegue aprovação de recursos da ordem de R$ 10 mi para instalação do pólo multifuncional metal mecânico do Vale do Jaguaribe, em Tabuleiro do Norte

Por Oswaldo Scaliotti em Política

21 de Março de 2017

Em breve, a população de Tabuleiro do Norte comemorará, concretamente, o resultado positivo do requerimento de autoria do deputado estadual Fernando Hugo, que visa trazer diversos benefícios para os moradores deste município, bem como da região do Vale do Jaguaribe cearense. Dentre as ações que serão contempladas, recursos de, aproximadamente, R$ 10 milhões para a instalação do pólo multifuncional metal mecânico do Vale do Jaguaribe; a construção do novo matadouro público da cidade; e inauguração da recuperação da estrada que liga Tabuleiro ao Olho D’Água da Bica.

Todas as decisões foram tomadas em audiência pública realizada, no último dia 21, com a presença do governador Camilo Santana, deputado Fernando Hugo e com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Tabuleiro, Rafael Maia. “Foi imensamente vitoriosa a audiência. Na ocasião, de forma ágil e de bom cunho administrativo, Camilo Santana autorizou a construção do novo matadouro público para o abate salutar e sanitário de animais para o consumo humano. Coroando o encontro político-administrativo, o governador garantiu os R$ 10 milhões para a instalação do pólo multifuncional metal mecânico do Vale do Jaguaribe, que será sediado em Tabuleiro, e já autorizou o secretário da Casa Civil, Nelson Martins, a contactar com a Prefeitura para realizar as parcerias que tanto beneficiarão o povo tabuleirense”, afirmou o parlamentar.

O deputado ainda destacou que, em breve, será marcada a data para a inaugurar a recuperação da estrada que liga a cidade de Tabuleiro ao Olho D’Água da Bica. “Uma conquista feita atendendo aos apelos dos moradores por requerimento feito por mim, há 12 anos, ainda no governo de Lúcio Alcântara. Agradeço e chamo as lideranças políticas de Tabuleiro para entrarem na busca do bem-estar social coletivo da população”.

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Missão do BID visita obras da Secretaria das Cidades no Vale do Acaraú

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

29 de outubro de 2015

Praça da Várzea 2

Durante esta semana a Secretaria das Cidades recebeu uma missão do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para discutir estratégias e acompanhar as realizações do Programa de Desenvolvimento Urbano de Polos Regionais (Cidades do Ceará II) direcionado ao Vale do Jaguaribe e Vale do Acaraú.

Nos três dias de missão, a comitiva formada por três consultores do banco participou de reuniões técnicas e visitas a algumas obras contempladas com investimentos do BID. Em Sobral, os técnicos conheceram as praças Duque de Caxias (Praça do Bosque), do Patrocínio e Clodoveu Arruda (Praça do Amor), todas concluídas. Inaugurados recentemente, os espaços passaram por requalificação, sendo reformados os equipamentos, mobiliário urbano, paisagismo e iluminação. O aporte total nestas obras foi de R$4.277.745,06.

Também no município, a equipe foi fiscalizar o andamento das obras na Praça da Várzea, que está recebendo um investimento no valor de R$718.595,40, e a reestruturação do pavimento e readequação dos passeios do Centro Histórico de Sobral, que possuem recursos aplicados da ordem de R$ 14,5 milhões.

Segundo o secretário das Cidades, Lucio Gomes, as obras que estão sendo realizadas ou já foram concluídas têm a capacidade de mudar a vida das pessoas e sua relação com a cidade. “Atratividade, fomento ao desenvolvimento econômico, visão integrada das necessidades da população dos municípios, isso é o que o programa Cidades do Ceará pretende alcançar e oferecer para a região”, afirma.

Destacam-se investimentos futuros do Programa Cidades do Ceará II, que serão as duas Centrais de Tratamento de Resíduos (aterros sanitários) nas regiões do Vale do Acaraú e Vale do Jaguaribe. Juntas, terão um investimento aproximado de R$60 milhões, e são consideradas as obras de maior impacto do programa, pois trarão benefícios ambientais e sociais para os 39 municípios atendidos pelo Cidades do Ceará II.

 

Cidades do Ceará II

O Cidades do Ceará II é um programa administrado pela Secretaria das Cidades que investe em regiões potenciais do Ceará polarizadas por municípios de médio porte, visando a descentralização do desenvolvimento sócio-econômico do estado, diminuindo assim a pressão sobre a Região Metropolitana de Fortaleza. Segundo a coordenadora do programa, Carolina Rocha, foram identificadas cidades polos no interior do Estado para a promoção de seu desenvolvimento. “No caso do Vale do Acaraú, a cidade polo é Sobral. No Vale do Jaguaribe, o polo se concentra na tríade Limoeiro do Norte, Morada Nova e Russas. Com o desenvolvimento dessas duas regiões, é possível proporcionar melhores condições aos moradores para que os mesmos permaneçam em suas cidades de origem”.

O Cidades do Ceará II conta com um investimento de US$106.6 milhões.  Deste montante, 70% destinam-se a obras de infraestrutura urbana e o restante é destinado para o fortalecimento institucional dos municípios, por meio de fomento ao planejamento urbano (planos diretores, planos de mobilidade urbana, planos de saneamento), capacitações do corpo técnico municipal, bem como implementação de instrumentos de política urbana.

Além de operar no Vale do Acaraú, com as obras hoje em andamento no município de Sobral, o programa atua também na região do Vale do Jaguaribe com a obra da Avenida do Contorno Leste, em Limoeiro do Norte.A nova estrada vai melhorar o sistema de trânsito e transporte do município, criando uma alternativa para aliviar o tráfego pesado de veículos que transportam a produção de fruticultura da região e passam atualmente pelo centro de Limoeiro. No local, estão sendo investidos R$12.860.873,75, financiados com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Missão do BID visita obras da Secretaria das Cidades no Vale do Acaraú

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

29 de outubro de 2015

Praça da Várzea 2

Durante esta semana a Secretaria das Cidades recebeu uma missão do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para discutir estratégias e acompanhar as realizações do Programa de Desenvolvimento Urbano de Polos Regionais (Cidades do Ceará II) direcionado ao Vale do Jaguaribe e Vale do Acaraú.

Nos três dias de missão, a comitiva formada por três consultores do banco participou de reuniões técnicas e visitas a algumas obras contempladas com investimentos do BID. Em Sobral, os técnicos conheceram as praças Duque de Caxias (Praça do Bosque), do Patrocínio e Clodoveu Arruda (Praça do Amor), todas concluídas. Inaugurados recentemente, os espaços passaram por requalificação, sendo reformados os equipamentos, mobiliário urbano, paisagismo e iluminação. O aporte total nestas obras foi de R$4.277.745,06.

Também no município, a equipe foi fiscalizar o andamento das obras na Praça da Várzea, que está recebendo um investimento no valor de R$718.595,40, e a reestruturação do pavimento e readequação dos passeios do Centro Histórico de Sobral, que possuem recursos aplicados da ordem de R$ 14,5 milhões.

Segundo o secretário das Cidades, Lucio Gomes, as obras que estão sendo realizadas ou já foram concluídas têm a capacidade de mudar a vida das pessoas e sua relação com a cidade. “Atratividade, fomento ao desenvolvimento econômico, visão integrada das necessidades da população dos municípios, isso é o que o programa Cidades do Ceará pretende alcançar e oferecer para a região”, afirma.

Destacam-se investimentos futuros do Programa Cidades do Ceará II, que serão as duas Centrais de Tratamento de Resíduos (aterros sanitários) nas regiões do Vale do Acaraú e Vale do Jaguaribe. Juntas, terão um investimento aproximado de R$60 milhões, e são consideradas as obras de maior impacto do programa, pois trarão benefícios ambientais e sociais para os 39 municípios atendidos pelo Cidades do Ceará II.

 

Cidades do Ceará II

O Cidades do Ceará II é um programa administrado pela Secretaria das Cidades que investe em regiões potenciais do Ceará polarizadas por municípios de médio porte, visando a descentralização do desenvolvimento sócio-econômico do estado, diminuindo assim a pressão sobre a Região Metropolitana de Fortaleza. Segundo a coordenadora do programa, Carolina Rocha, foram identificadas cidades polos no interior do Estado para a promoção de seu desenvolvimento. “No caso do Vale do Acaraú, a cidade polo é Sobral. No Vale do Jaguaribe, o polo se concentra na tríade Limoeiro do Norte, Morada Nova e Russas. Com o desenvolvimento dessas duas regiões, é possível proporcionar melhores condições aos moradores para que os mesmos permaneçam em suas cidades de origem”.

O Cidades do Ceará II conta com um investimento de US$106.6 milhões.  Deste montante, 70% destinam-se a obras de infraestrutura urbana e o restante é destinado para o fortalecimento institucional dos municípios, por meio de fomento ao planejamento urbano (planos diretores, planos de mobilidade urbana, planos de saneamento), capacitações do corpo técnico municipal, bem como implementação de instrumentos de política urbana.

Além de operar no Vale do Acaraú, com as obras hoje em andamento no município de Sobral, o programa atua também na região do Vale do Jaguaribe com a obra da Avenida do Contorno Leste, em Limoeiro do Norte.A nova estrada vai melhorar o sistema de trânsito e transporte do município, criando uma alternativa para aliviar o tráfego pesado de veículos que transportam a produção de fruticultura da região e passam atualmente pelo centro de Limoeiro. No local, estão sendo investidos R$12.860.873,75, financiados com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

  • postado por Oswaldo Scaliotti