Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Simpósio Mácula

Fortaleza recebe nova edição do Simpósio Mácula no próximo dia 22

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de Março de 2019

O Simpósio Mácula 2019 tem nova edição neste mês de março. Marcado para o próximo dia 22 (sexta-feira), o evento é capitaneado pelo médico oftalmologista Abelardo Targino e ocorre no Seara Hotel, a partir de 17h.

O Mácula é dividido em dois momentos. O primeiro deles é aberto ao público, com acesso gratuito mediante inscrição e doação de latas de leite em pó, e conta com palestra do médico oftalmologista Almyr Sabrosa (RJ) e sanar dúvidas sobre as doenças que acometem a mácula. O segundo momento é voltado a profissionais da área, com conversa de Almyr e Abelardo com os médicos oftalmologistas do Ceará, para que compartilhem conhecimentos e experiências.

As inscrições são feitas pelos telefones: (85) 98891.7171 e (85) 99616.2806. As doações devem ser levadas no dia do simpósio e são destinadas à Casa de Apoio Sol Nascente, entidade localizada dentro do Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), com o objetivo de cuidar de crianças soropositivas ou não, vítimas de abandono por causa da doença nos pais ou, simplesmente, por causa da falta de condições dos responsáveis por elas.

Serviço: Mácula 2019 – Avanços no Diagnóstico e Tratamento. Dia 22 de março, às 17h, com palestra gratuita para a população em geral, e 18h30, para médicos oftalmologistas, no Seara Praia Hotel.

leia tudo sobre

Publicidade

Simpósio Mácula discute gratuitamente avanços no tratamento de doenças da visão

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

04 de junho de 2018

 

A programação inclui a realização de consultas oftalmológicas gratuitas, no próximo dia 15 de junho, para crianças e idosos do Instituto João de Deus.

 

Fortaleza recebe, no próximo dia 15 de junho, mais uma edição do Mácula. O simpósio chega ao 15º ano compartilhando, gratuitamente, com a população informações sobre os avanços no diagnóstico e tratamento das maculopatias. Além disso, mantém seu compromisso com ações de responsabilidade social, ao realizar, como parte da programação, consultas oftalmológicas gratuitas com crianças e idosos do Instituto João de Deus.

A programação desta edição começa às 7h30 com a realização de 40 consultas destinadas a pessoas atendidas pelo Instituto (vinte delas, crianças a partir dos seis anos de idade; e a outra metade, idosos a partir dos 59 anos). Elas receberão atendimento do médico oftalmologista e coordenador do Mácula, Abelardo Targino, e de outros profissionais voluntários. Os pacientes que necessitarem de óculos, além das consultas, ganharão lentes e armações, respectivamente, da Essilor e das Óticas Diniz, apoiadores da iniciativa. O atendimento será no Centro Avançado de Retina e Catarata (à Avenida Dom Luís, 1233, 14º andar, Aldeota).

Já à tarde, a partir das 18h, o simpósio reúne a população em geral, no Hotel Gran Marquise (Avenida Beira Mar, 3980), para que conversem com o médico oftalmologista Jorge Rocha. Vindo da Bahia, ele fará a condução do evento na companhia de Abelardo Targino. Eles irão compartilhar informações sobre os avanços no diagnóstico e tratamento das doenças da mácula, entre elas, a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI), principal causa de cegueira legal em indivíduos acima dos 50 anos, no mundo. Depois de conversar com a população, os palestrantes se reúnem com os médicos oftalmologistas do Ceará, para um momento exclusivo com os profissionais da área.

Para participar das palestras, basta entrar em contato com a organização do evento pelos telefones: (85) 98891.7171 e 99616.2806 e levar, no dia do simpósio, alimentos não perecíveis destinados ao Instituto João de Deus, organização não governamental que presta atendimento a crianças de 01 a 03 anos (em creche); a crianças e adolescentes, de 06 a 17 anos, e a idosos, a partir dos 59 anos, em ações para que restabeleçam vínculos com as famílias e efetivem seus respectivos direitos.

A mácula

A mácula é um ponto ovalado de cor amarela junto ao centro da retina do olho humano. As maculopatias (doenças da mácula) causam a perda da visão central. Suas principais causas são: Retinopatia Diabética, Tromboses Venosas, Membranas Anormais e, nos idosos, a DMRI. Mesmo que raramente causem cegueira total, as doenças da mácula podem impedir o desempenho de atividades que exijam a visão central, como ler ou dirigir. O simpósio populariza o debate sobre as maculopatias que, diferentemente de outras doenças como catarata e glaucoma, ainda não contam com tratamento adequado no Sistema Único de Saúde (SUS).

Serviço: Mácula 2018 – Avanços no Diagnóstico e Tratamento. Dia 15 de junho, às 7h30 (com consultas oftalmológicas para crianças e idosos do Instituto João de Deus) no Centro Avançado de Retina e Catarata; e às 18h, com palestra gratuita para a população em geral e médicos oftalmologistas, no Hotel Gran Marquise.

Publicidade

Simpósio Mácula discute gratuitamente avanços no tratamento de doenças da visão

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

09 de junho de 2017

 

A edição 2017 do Mácula – Avanços no Diagnóstico e Tratamento se realiza no próximo dia 09 de junho, a partir das 17h, no Hotel Gran Marquise (Avenida Beira Mar, 3980). O simpósio, um dos mais importantes do Estado, traz a Fortaleza, para conversar gratuitamente com a população, a médica oftalmologista Silvana Vianello (MG).

A mácula, área ovalada e de cor amarela, é a porção central da retina, responsável pela visão detalhada. As maculopatias, como são chamadas as doenças da mácula, podem causar a perda da visão central, interferindo diretamente na execução de atividades cotidianas, como ler e dirigir.

Discutir os avanços no diagnóstico e no tratamento das doenças da Mácula é o grande objetivo do simpósio, desde a sua primeira edição. Além disso, como nos lembra o médico oftalmologista, especialista em mácula e realizador do evento, Abelardo Targino, o simpósio populariza o debate sobre as maculopatias que, diferentemente de outras doenças como catarata e glaucoma, ainda não contam com tratamento adequado no Sistema Único de Saúde (SUS).

“As maculopatias são tão graves como outras doenças, principalmente, em pessoas acima dos 50 anos de idade. Abrir espaço para que a população receba, sem custos, as primeiras orientações necessárias de especialistas vindos de diversos estados do País, nos enche de orgulho”, afirma.

Para participar do simpósio, é preciso efetuar a inscrição pelos telefones (85) 98891-7171 e 99616-2806. Depois da conversa com a população, o simpósio segue dedicado exclusivamente aos médicos oftalmologistas, que, para participarem, devem efetuar a doação de uma lata de leite em pó, em prol do Iprede, instituição dedicada a promover a nutrição e o desenvolvimento de crianças na primeira infância.

 

Sobre as maculopatias

As maculopatias (doenças da mácula) causam a perda da visão central. Suas principais causas são: Retinopatia Diabética, Tromboses Venosas, Membranas Anormais e, nos idosos, a DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade). Mesmo que raramente causem cegueira total, as doenças da mácula podem impedir o desempenho de atividades que exijam a visão central, como trabalhar ou dirigir.

 

 

Sobre os médicos oftalmologistas

Abelardo Targino – Formado em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC), fez residência e especialização em Retina e Vítreo pela Fundação Hilton Rocha de Belo Horizonte. Hoje, acumula títulos como membro titular da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo, e da American Academy of Ophthalmology. Foi presidente do Congresso Brasileiro de Retina e Vítreo. No Ceará, é fundador do Centro Avançado de Retina e Catarata, Hospital de referência em oftalmologia no Estado.

 

Silvana Vianello – Doutora em oftalmologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), é especialista em doenças da mácula pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), pesquisadora em pós-doutorado também pela UNIFESP e especialista em Retina e Vitreo pelo Instituto Hilton Rocha de Belo Horizonte. Atualmente é diretora da Sociedade Brasileira de Retina e Vitreo.

Publicidade

Simpósio Mácula discute avanços no tratamento de doenças relacionadas à visão

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

09 de junho de 2016

 

A edição de 2016 se realiza no dia 16 de junho, às 17h, no Seara Praia Hotel.

 

A mácula, área ovalada e de cor amarela, é a porção central da retina, responsável pela visão detalhada. As maculopatias, como são denominadas as doenças da mácula, podem causar a perda da visão central, interferindo diretamente na execução de atividades cotidianas, como ler e dirigir.

Para discutir os avanços no diagnóstico e tratamento dessas enfermidades, o médico oftalmologista e especialista em mácula, Abelardo Targino, realiza no próximo dia 16 de junho, a partir das 17 horas, no Seara Praia Hotel, o Mácula 2016. A primeira parte do simpósio é gratuita e aberta à população em geral, para que possam sanar dúvidas sobre diagnóstico e tratamento.

Para Targino, que coordena o evento há 14 anos, a proposta do encontro é conscientizar a população e a opinião pública sobre as doenças da mácula. “Abrimos espaço para que as pessoas recebam, sem ônus, as orientações necessárias para o reconhecimento de deficiências na visão e as possibilidades de terapias”, afirma.

Os médicos oftalmologistas Rafael De Montier e Rodrigo Jorge, ambos de São Paulo, são os convidados desta edição. Na ocasião, eles conversam com a população e a classe médica cearense sobre as doenças da mácula, ainda muito associadas ao avanço da idade, apontando novos rumos para que o diagnóstico ocorra o quanto antes, com tratamento mais adequado possível ao paciente.

Algumas doenças, como a catarata, são mais conhecidas e já contam com assistência adequada na rede pública de saúde, o que ainda não ocorre com as maculopatias. “Os tratamentos para as doenças da mácula são pouco difundidos. Isso interfere no tipo de assistência que a população recebe, já que o investimento a ser feito para se acompanhar a doença ainda é muito alto”, disse Abelardo Targino.

Para participar do simpósio, é preciso efetuar a inscrição pelos telefones (85) 98891-7171 e 99616-2806. Já aos médicos oftalmologistas é sugerida a doação de leite em pó, em prol do Iprede, instituição dedicada a promover a nutrição e o desenvolvimento de crianças na primeira infância.

 

Sobre as maculopatias

As maculopatias (doenças da mácula) causam a perda da visão central. Suas principais causas são: Retinopatia Diabética, Tromboses Venosas, Membranas Anormais e, nos idosos, a DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade). Mesmo que raramente causem cegueira total, as doenças da mácula podem impedir o desempenho de atividades cotidianas que exijam a visão central, como trabalhar ou dirigir.

Sobre os médicos oftalmologistas

Abelardo Targino – Formado em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC), fez residência e especialização em Retina e Vítreo pela Fundação Hilton Rocha de Belo Horizonte. Hoje, acumula títulos como membro titular da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo, e da American Academy of Ophthalmology. Foi presidente do Congresso Brasileiro de Retina e Vítreo. No Ceará, é fundador do Centro Avançado de Retina e Catarata, Hospital de referência em oftalmologia no Estado.

Rafael De Montier – Médico do setor de retina e preceptor de Residência em Oftalmologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP). É doutorando da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP).

Rodrig Jorge – Doutor em medicina no curso de Oftalmologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (SP). Atualmente é professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP).

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Simpósio Mácula discute avanços no tratamento de doenças relacionadas à visão

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

09 de junho de 2016

 

A edição de 2016 se realiza no dia 16 de junho, às 17h, no Seara Praia Hotel.

 

A mácula, área ovalada e de cor amarela, é a porção central da retina, responsável pela visão detalhada. As maculopatias, como são denominadas as doenças da mácula, podem causar a perda da visão central, interferindo diretamente na execução de atividades cotidianas, como ler e dirigir.

Para discutir os avanços no diagnóstico e tratamento dessas enfermidades, o médico oftalmologista e especialista em mácula, Abelardo Targino, realiza no próximo dia 16 de junho, a partir das 17 horas, no Seara Praia Hotel, o Mácula 2016. A primeira parte do simpósio é gratuita e aberta à população em geral, para que possam sanar dúvidas sobre diagnóstico e tratamento.

Para Targino, que coordena o evento há 14 anos, a proposta do encontro é conscientizar a população e a opinião pública sobre as doenças da mácula. “Abrimos espaço para que as pessoas recebam, sem ônus, as orientações necessárias para o reconhecimento de deficiências na visão e as possibilidades de terapias”, afirma.

Os médicos oftalmologistas Rafael De Montier e Rodrigo Jorge, ambos de São Paulo, são os convidados desta edição. Na ocasião, eles conversam com a população e a classe médica cearense sobre as doenças da mácula, ainda muito associadas ao avanço da idade, apontando novos rumos para que o diagnóstico ocorra o quanto antes, com tratamento mais adequado possível ao paciente.

Algumas doenças, como a catarata, são mais conhecidas e já contam com assistência adequada na rede pública de saúde, o que ainda não ocorre com as maculopatias. “Os tratamentos para as doenças da mácula são pouco difundidos. Isso interfere no tipo de assistência que a população recebe, já que o investimento a ser feito para se acompanhar a doença ainda é muito alto”, disse Abelardo Targino.

Para participar do simpósio, é preciso efetuar a inscrição pelos telefones (85) 98891-7171 e 99616-2806. Já aos médicos oftalmologistas é sugerida a doação de leite em pó, em prol do Iprede, instituição dedicada a promover a nutrição e o desenvolvimento de crianças na primeira infância.

 

Sobre as maculopatias

As maculopatias (doenças da mácula) causam a perda da visão central. Suas principais causas são: Retinopatia Diabética, Tromboses Venosas, Membranas Anormais e, nos idosos, a DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade). Mesmo que raramente causem cegueira total, as doenças da mácula podem impedir o desempenho de atividades cotidianas que exijam a visão central, como trabalhar ou dirigir.

Sobre os médicos oftalmologistas

Abelardo Targino – Formado em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC), fez residência e especialização em Retina e Vítreo pela Fundação Hilton Rocha de Belo Horizonte. Hoje, acumula títulos como membro titular da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo, e da American Academy of Ophthalmology. Foi presidente do Congresso Brasileiro de Retina e Vítreo. No Ceará, é fundador do Centro Avançado de Retina e Catarata, Hospital de referência em oftalmologia no Estado.

Rafael De Montier – Médico do setor de retina e preceptor de Residência em Oftalmologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP). É doutorando da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP).

Rodrig Jorge – Doutor em medicina no curso de Oftalmologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (SP). Atualmente é professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP).

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti