Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Seminário “Cidade

Planejamento urbano será tema de debate entre Haroldo Pinheiro, Fausto Nilo e Francisco Cunha em seminário

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

19 de setembro de 2017

Segundo dia do seminário “Cidade, Memória e Modos de Viver” terá ainda mesa de debate sobre memória 

Em seu segundo dia (19), o seminário “Cidade, Memória e os Desafios do Modo de Viver” terá mesas sobre planejamento urbano e memória. O evento, que ocorre no Theatro José de Alencar até a próxima quarta (20), discute o futuro das metrópoles, soluções e alternativas ao modelo de desenvolvimento adotado.

O evento é uma iniciativa do Arquiteto e Urbanista Jefferson John em parceria com a graduanda em Arquitetura e Urbanismo e fomentadora cultural Izabela Lima, a correalização é da Prottec Arquitetura.  As inscrições já estão abertas e podem ser feitas por meio do site: http://seminariocidade.blogspot.com.br.

A partir das 14h, o evento terá a mesa debate sobre memória, com presença de Custódio Santos (presidente do IAB-CE), Magda Maia (diretora da Associação Profissional dos Geógrafos do Estado do Ceará – Aprogeo), Campelo Costa (ex-presidente do IAB – Brasil), Robledo Valente (IPHAN-CE), Romeu Duarte (professor do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFC) e Inácio Arruda (Secretário Estadual de Ciência e Tecnologia e relator do Estatudo da Cidade).

Fechando o dia, haverá debate sobre o planejamento urbano. Participarão Haroldo Pinheiro (presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil – CAU-BR), Fausto Nilo (coordenador do eixo urbanístico do Plano Mestre Fortaleza 2040) e Francisco Cunha (coordenador do Plano Recife 500 anos).

“A cidade contemporânea é uma esfinge que a todo momento nos desafia com seu mantra: ‘decifra-me ou devoro-te!’ Para lê-la, compreendê-la, interpretá-la e decifrá-la devemos nos atualizar quanto ao entendimento de sua maneira de transformar-se, tarefa que realiza a todo instante. A cidade é obra viva em constante mutação, construída por mãos leigas e eruditas e em eterna re-significação. Um bom caminho para (re)conhecê-la é o bom debate sobre seus processos. O Seminário Cidade, Memória e os Desafios do Modo de Viver é uma ótima oportunidade para dialogarmos, arquitetos e sociedade, e assim respondermos aos desafios da esfinge”, destaca o arquiteto, doutor, Romeu Duarte (chefe DAU-UFC e ex-superintendente do IPHAN/CE), um dos debatedores do evento.

Seminário “Cidade, Memória e os Desafios do Modo de Viver” tem como público-alvo todos os interessados em discutir o futuro das metrópoles e soluções para as crescentes demandas. “O debate sobre a construção de cidades mais democráticas pertence a toda a sociedade. Com esse evento, queremos proporcionar ao público a oportunidade de conhecer e ouvir sobre o que vem sendo executado no Brasil”, destacam Jefferson John e Izabela Lima, organizadores do evento.

O evento foi contemplado pelo Edital “Chamada de Ocupação Artística – Cultural do Theatro José de Alencar – 2017” e conta com o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, Theatro José de Alencar, Instituto Dragão do Mar, Secretaria de Cultura de Fortaleza, Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (CREA-CE) e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará (CAU-CE), CAGECE e Secretaria das Cidades.

Seminário Cidade, Memória e os Desafios do Modo de Viver

 

Data: de 18 a 20 de setembro de 2017

Horário: Das 9h às 12h / Das 14h às 22h

Local: Theatro José de Alencar – Rua Liberato Barroso, 525 – Centro, Fortaleza – CE

Realização: Jefferson John e Izabela Lima

Co-realização: Prottec Arquitetura

Informações e inscrições: www.seminariocidade.blogspot.com.br

E-mail: seminariocmdmv@gmail.com 

Redes Sociais: facebook.com/seminariocidade  e instagram.com/seminariocidade

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Seminário “Cidade, Memória e Modos de Viver” discute futuro das metrópoles, em Fortaleza,de 18 a 20 de setembro

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

08 de setembro de 2017

Evento terá entre os convidados Fernando Haddad, Jaime Lerner, Ciro Pironti, Camilo Santana e Roberto Cláudio 

O desenvolvimento urbano nem sempre ocorre de forma coordenada com os anseios da população. O inchaço das metrópoles acarreta consequências visíveis para todos aqueles que delas precisam, como engarrafamento, desordenamento e conflitos. Ao mesmo tempo, esses desafios motivam gestores públicos, entidades de classe e a sociedade civil organizada a propor e executar soluções. Esse é o mote para a realização do Seminário “Cidade, Memória e os Desafios do Modo de Viver”, que ocorrerá no Theatro José de Alencar, em Fortaleza, de 18 a 20 de setembro. O evento é uma iniciativa do Arquiteto e Urbanista Jefferson John em parceria com a graduanda em Arquitetura e Urbanismo e fomentadora cultural Izabela Lima, a correalização é da Prottec Arquitetura.  As inscrições já estão abertas e podem ser feitas por meio do site: http://seminariocidade.blogspot.com.br.   

A abertura do evento será, no dia 18, com palestras de Camilo Santana, governador do Ceará, e Jaime Lerner, arquiteto, ex-prefeito de Curitiba, ex-governador do Paraná e ex-Presidente da UIA (União Internacional dos Arquitetos).

Além deles, o seminário terá participação de Fernando Haddad (professor da USP, ex-ministro da Educação e ex-prefeito de São Paulo), Haddad vem ao Seminário, falar sobre sua experiência à frente da Prefeitura de São Paulo, e suas políticas urbanas premiadas pela ONU; Roberto Cláudio (prefeito de Fortaleza), Ciro Pirondi (arquiteto, diretor da Escola da Cidade de São Paulo), Campelo Costa (ex-presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil – IAB), Fausto Nilo (coordenador do eixo urbanístico do Plano Mestre Fortaleza 2040), Francisco Cunha (coordenador do Plano Recife 500 anos), além dos presidentes do IAB/CE, CAU/CE e CAU/BR, dentre outros.

“A cidade contemporânea é uma esfinge que a todo momento nos desafia com seu mantra: ‘decifra-me ou devoro-te!’ Para lê-la, compreendê-la, interpretá-la e decifrá-la devemos nos atualizar quanto ao entendimento de sua maneira de transformar-se, tarefa que realiza a todo instante. A cidade é obra viva em constante mutação, construída por mãos leigas e eruditas e em eterna re-significação. Um bom caminho para (re)conhecê-la é o bom debate sobre seus processos. O Seminário Cidade, Memória e os Desafios do Modo de Viver é uma ótima oportunidade para dialogarmos, arquitetos e sociedade, e assim respondermos aos desafios da esfinge”, destaca o arquiteto, doutor, Romeu Duarte (chefe DAU-UFC e ex-superintendente do IPHAN/CE), um dos debatedores do evento.

Seminário “Cidade, Memória e os Desafios do Modo de Viver” tem como público-alvo todos os interessados em discutir o futuro das metrópoles e soluções para as crescentes demandas. “O debate sobre a construção de cidades mais democráticas pertence a toda a sociedade. Com esse evento, queremos proporcionar ao público a oportunidade de conhecer e ouvir sobre o que vem sendo executado no Brasil”, destacam Jefferson John e Izabela Lima, organizadores do evento. 

O evento foi contemplado pelo Edital “Chamada de Ocupação Artística – Cultural do Theatro José de Alencar – 2017” e conta com o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, Theatro José de Alencar, Instituto Dragão do Mar, Secretaria de Cultura de Fortaleza, Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (CREA-CE) e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará (CAU-CE), CAGECE e Secretaria das Cidades.

 

Seminário Cidade, Memória e os Desafios do Modo de Viver

Data: de 18 a 20 de setembro de 2017

Horário: Das 9h às 12h / Das 14h às 22h

Local: Theatro José de Alencar – Rua Liberato Barroso, 525 – Centro, Fortaleza – CE

Realização: Jefferson John e Izabela Lima

Co-realização: Prottec Arquitetura

Informações e inscrições: www.seminariocidade.blogspot.com.br

E-mail: seminariocmdmv@gmail.com 

Redes Sociais: facebook.com/seminariocidade  e instagram.com/seminariocidade

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Seminário que discutirá a Cidade, Memória e os modos de viver tem lançamento oficial nesta quarta (05) no Museu da Indústria 

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

30 de junho de 2017

O crescimento acelerado e, muitas vezes, desordenado das metrópoles brasileiras nos últimos anos suscitaram inúmeros debates sobre o modelo de cidade ao qual se busca. Um desses debates, com presenças importantes e gabaritadas abordará a “Cidade, memória e os desafios do modo de viver”. O Seminário, que ocorrerá de 18 a 20 de setembro, no Theatro José de Alencar, em Fortaleza, será lançado oficialmente às 19 horas, nesta quarta-feira, dia 05 de julho, durante evento do Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE). O evento acontecerá no Museu da Indústria e terá como foco o tema “Barracas da Praia do Futuro – situação, consequências e soluções”. 

O Seminário “Cidade, memória e os desafios do modo de viver” já tem confirmadas as presenças de Fernando Haddad (ex-prefeito de São Paulo e professor de Ciência Política na USP), Ciro Pirondi (diretor da Escola da Cidade de São Paulo), Francisco Cunha (conselheiro do Plano Recife 500 anos), Jaime Lerner (ex-governador do Paraná, ex-prefeito de Curitiba e arquiteto e urbanista) e Romeu Duarte (Doutor em Arquitetura e Urbanismo e Ex- Presidente Nacional do IAB). O evento é uma iniciativa do Arquiteto e Urbanista Jefferson John em parceria com a graduanda em Arquitetura e Urbanismo e fomentadora cultural Izabela Lima, a Correalização é da Prottec Arquitetura.  As inscrições já estão abertas e podem ser feitas por meio dosite: http://seminariocidade.blogspot.com.br

“A busca pela valorização da profissão e a ampliação do acesso da sociedade a Arquitetura e Urbanismo, são essenciais para a construção de cidades mais democráticas. Diagnosticar a realidade das cidades e quais suas soluções, atualmente seja o nosso desafio mais árduo, e que não nos permite o acovardamento, nos exige o enfretamento”, destaca Jefferson John, um dos organizadores do evento. 

Izabela Lima, também organizadora do seminário, destaca que a busca por um evento desse nível é imprescindível para promover o pensamento crítico, o trabalho em equipe, o debate e o diálogo. “Assim, junto a outros seguimentos, podemos iniciar uma revolução na nossa forma de construir cidade, portanto, dando uma guinada em direção ao eixo das mudanças, analisando casos de sucesso, avaliando suas ações e incorporando em nossas estratégias para a construção de uma sociedade mais igualitária”, finaliza. 

O seminário “Cidade, memória e os desafios do modo de viver” reunirá arquitetos, urbanistas, geógrafos, historiadores, gestores públicos, estudantes e interessados de áreas afins. O evento terá palestras magnas, mesas de debate e apresentações artísticas. As discussões pautarão ações que possibilitem produzir alternativas para a evolução social do viver em comunidade, a fim de curar algumas feridas sociais causadas em nossa cidade pelo descaso e abandono de determinadas regiões e grupos sociais ao longo dos anos. 

O evento foi contemplado pelo Edital “Chamada de Ocupação Artística – Cultural do Theatro José de Alencar – 2017” e conta com o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, Theatro José de Alencar, Instituto Dragão do Mar, Secretaria de Cultura de Fortaleza, Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE),Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (CREA-CE) e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará (CAU-CE).

· Lançamento do seminário “Cidade, memória e os desafios do modo de viver” ·

Debate “Barracas da Praia do Futuro – situação consequências e soluções”

Dia: 05 de julho

Horário: 19 horas

Local: Museu da Indústria – Auditório Rei do Gado (Rua Dr. João Moreira, 143 – Centro, Fortaleza)

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Seminário que discutirá a Cidade, Memória e os modos de viver tem lançamento oficial nesta quarta (05) no Museu da Indústria 

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

30 de junho de 2017

O crescimento acelerado e, muitas vezes, desordenado das metrópoles brasileiras nos últimos anos suscitaram inúmeros debates sobre o modelo de cidade ao qual se busca. Um desses debates, com presenças importantes e gabaritadas abordará a “Cidade, memória e os desafios do modo de viver”. O Seminário, que ocorrerá de 18 a 20 de setembro, no Theatro José de Alencar, em Fortaleza, será lançado oficialmente às 19 horas, nesta quarta-feira, dia 05 de julho, durante evento do Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE). O evento acontecerá no Museu da Indústria e terá como foco o tema “Barracas da Praia do Futuro – situação, consequências e soluções”. 

O Seminário “Cidade, memória e os desafios do modo de viver” já tem confirmadas as presenças de Fernando Haddad (ex-prefeito de São Paulo e professor de Ciência Política na USP), Ciro Pirondi (diretor da Escola da Cidade de São Paulo), Francisco Cunha (conselheiro do Plano Recife 500 anos), Jaime Lerner (ex-governador do Paraná, ex-prefeito de Curitiba e arquiteto e urbanista) e Romeu Duarte (Doutor em Arquitetura e Urbanismo e Ex- Presidente Nacional do IAB). O evento é uma iniciativa do Arquiteto e Urbanista Jefferson John em parceria com a graduanda em Arquitetura e Urbanismo e fomentadora cultural Izabela Lima, a Correalização é da Prottec Arquitetura.  As inscrições já estão abertas e podem ser feitas por meio dosite: http://seminariocidade.blogspot.com.br

“A busca pela valorização da profissão e a ampliação do acesso da sociedade a Arquitetura e Urbanismo, são essenciais para a construção de cidades mais democráticas. Diagnosticar a realidade das cidades e quais suas soluções, atualmente seja o nosso desafio mais árduo, e que não nos permite o acovardamento, nos exige o enfretamento”, destaca Jefferson John, um dos organizadores do evento. 

Izabela Lima, também organizadora do seminário, destaca que a busca por um evento desse nível é imprescindível para promover o pensamento crítico, o trabalho em equipe, o debate e o diálogo. “Assim, junto a outros seguimentos, podemos iniciar uma revolução na nossa forma de construir cidade, portanto, dando uma guinada em direção ao eixo das mudanças, analisando casos de sucesso, avaliando suas ações e incorporando em nossas estratégias para a construção de uma sociedade mais igualitária”, finaliza. 

O seminário “Cidade, memória e os desafios do modo de viver” reunirá arquitetos, urbanistas, geógrafos, historiadores, gestores públicos, estudantes e interessados de áreas afins. O evento terá palestras magnas, mesas de debate e apresentações artísticas. As discussões pautarão ações que possibilitem produzir alternativas para a evolução social do viver em comunidade, a fim de curar algumas feridas sociais causadas em nossa cidade pelo descaso e abandono de determinadas regiões e grupos sociais ao longo dos anos. 

O evento foi contemplado pelo Edital “Chamada de Ocupação Artística – Cultural do Theatro José de Alencar – 2017” e conta com o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, Theatro José de Alencar, Instituto Dragão do Mar, Secretaria de Cultura de Fortaleza, Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE),Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (CREA-CE) e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará (CAU-CE).

· Lançamento do seminário “Cidade, memória e os desafios do modo de viver” ·

Debate “Barracas da Praia do Futuro – situação consequências e soluções”

Dia: 05 de julho

Horário: 19 horas

Local: Museu da Indústria – Auditório Rei do Gado (Rua Dr. João Moreira, 143 – Centro, Fortaleza)

  • postado por Oswaldo Scaliotti