Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Porto do Pecém

Governo do Ceará apresenta seu potencial para receber novos investimentos em feira internacional de logística

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

28 de novembro de 2018

O Governo do Ceará, por meio da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) e do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), composto pelo Porto do Pecém e Zona de Processamento de Exportação (ZPE Ceará), órgãos vinculados à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), participa nesta quarta (28/11) e quinta-feira (29/11), da Expolog 2018 – Feira Internacional de Logística e do XIII Seminário Internacional de Logística, que acontecem no Centro de Eventos do Ceará.

Em estande representando o Governo do Ceará, CIPP, ZPE e Adece, durante os dois dias de feira, apresentam os principais agentes na atração de novos investimentos para o Estado no setor de logística. Segundo o presidente do CIPP, Danilo Serpa, a feira se tornou um importante evento para divulgar a evolução da logística cearense. “Nos últimos anos é possível observar como o setor no Estado evoluiu. O Porto do Pecém, atualmente, é referência no setor portuário por conta de toda a estrutura oferecida no CIPP, e este evento é importante para mostrar todo o potencial do Ceará”, destaca.

Durante o XIII Seminário Internacional de Logística serão discutidos importantes temas do setor. Na programação do dia 28 de novembro, às 9h30min, será realizada a solenidade de abertura do evento e contará com a participação de Danilo Serpa, presidente do CIPP; Mário Lima, presidente da ZPE Ceará, e Eduardo Neves, presidente da Adece.

No dia 29 de novembro, às 15h30min, Danilo Serpa participa do painel “Hubs, desafios e oportunidades”, com a palestra Hub Pecém, na qual Eduardo Neves, presidente da Adece será o debatedor. Em seguida, às 17 horas, Serpa preside o painel “Conexão entre os Portos”, no auditório principal do evento. No Business Lounge, às 16 horas, o presidente do ZPE CEARÁ, Mário Lima, preside o painel sobre Cabotagem.

A EXPOLOG

A Expolog, em sua 13ª edição,  reúne os principais players do setor de logística, transporte e comércio exterior do país, transportadoras; operadores portuários; companhias docas, portos e terminais; empresas exportadoras, autoridades do setor, construtores, hidroviários, aduaneiras, entre outros. Este ano, o tema central do evento é “Intermodalidade e a Conexão Global no Brasil pós-paralisação”.

Publicidade

1ª Exposição do Projeto Pesca, realizado pelo Porto do Pecém, acontece a partir de segunda-feira (23)

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

21 de Abril de 2018

A partir de segunda-feira (23),será realizada a 1ª Exposição Fotográfica do Projeto Pesca, uma das oficinas promovidas com as comunidades de Taíba, Pecém e Cumbuco, pelo Programa de Educação Ambiental (PEA), do Porto do Pecém. A exibição das fotos captadas pelos alunos estará disponível para visitação no Bloco de Utilidades (BUS) do porto até o dia 27 de abril e é aberta ao público.

O presidente do Porto do Pecém, Danilo Serpa, fica feliz ao acompanhar o resultado das oficinas que estão sendo realizadas nas comunidades do entorno do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP S/A). “Estamos promovendo o desenvolvimento do Ceará, mas queremos contribuir com o crescimento de todas essas pessoas que moram aqui. Entendemos que somos parceiros e, com o crescimento do CIPP, com a instalação de novas empresas, empregos serão gerados e vamos precisar de pessoas para trabalhar, então, nada melhor do que qualificar quem mora na região”, declara satisfeito Serpa.

O projeto, dividido em quatro módulos (fotografia, audiovisual, roteiro e produção documental), está em sua primeira turma e é composta por 15 alunos. Equipados com material de ultima geração, o grupo tem a oportunidade de adquirir habilidades e conhecer um novo mundo através das aulas promovidas pelo programa. “São 10 meses de curso e 300 horas/aula. Já finalizamos dois módulos, agora eles vão começar a aprender a produzir roteiro”, destaca o professor Fábio Arruda. Segundo Arruda, não foi estabelecido um tema, os alunos apenas tiveram que captar imagens do seu local de origem.

Juliana Pereira de Lima, de apenas 21 anos, é uma das beneficiadas com o curso. Moradora da praia de Cumbuco, diz que sempre gostou de fotografar e, antes do projeto, batia fotos para amigos e conhecidos, mas com o celular. “Usava o meu celular e, quando me chamavam para bater fotos a noite, eu pegava emprestada a câmera de um amigo”, declara. Para Juliana, que é filha de pescador, o PESCA apareceu no momento certo, “Eu pesquisei, queria me profissionalizar, mas não tive condições de fazer um curso em Fortaleza. Quando soube do projeto, logo me inscrevi e estou amando”. Para a aluna, que quer seguir a carreira de fotógrafa, está sendo enriquecedora a experiência. “Estamos aprendendo muito, a câmera é um mundo e eu não tinha noção disso”,finaliza.

1ª Exposição Fotográfica do Projeto Pesca
Quando: 23 a 27 de abril
Local: Bloco de Utilidades do Porto do Pecém (Esplanada do Pecém, S/N, Porto do Pecém)

Publicidade

Porto do Pecém participa da maior feira da América Latina de logística

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

13 de Março de 2018

 

O Porto do Pecém participa, de 13 a 15 de março, da 24ª edição da Intermodal South America. Considerada a maior feira de logística da América Latina, o evento acontece no São Paulo Expo e conta com a participação dos principais players do setor.

 

De acordo com o presidente do Porto do Pecém, Danilo Serpa, a Intermodal é um evento que já faz parte do calendário anual da equipe do porto cearense, sendo um momento único para prospectar novos negócios. “Nos últimos anos tivemos um excelente aproveitamento do evento e, acredito que esta edição não será diferente. A Intermodal é uma ótima oportunidade para encontrar clientes, firmar novas parcerias e estreitar laços com empresas que trabalham conosco”, declara Serpa.

 

Estande

Com um estande de 160m², localizados na rua 3, número 60, o Porto do Pecém receberá os visitantes com uma equipe completa da área operacional a comercial. Além disso, os parceiros, Zona de Processamento de Exportação (ZPE/CE), Unilink, Tecer e APM Terminals, estarão também no estande, divulgando o Complexo Industrial e Portuário do Pecém – CIPP S/A. “A intenção é divulgar o CIPP. Somos uma equipe com o objetivo de prospectar novos negócios para o Estado do Ceará”, destaca o presidente.

 

Segundo a UBM Brazil, organização do evento, a Intermodal conta com mais de 400 marcas, de 22 países, e a expectativa é de que cerca de 33 mil pessoas participem da feira.

 

SERVIÇO

Porto do Pecém na Intermodal 2018

Quando: 13 a 15 de março

Horário: 13h às 21 horas

Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Vila Água Funda, São Paulo)

 

Publicidade

Porto do Pecém lança novo serviço para Ásia

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

21 de Fevereiro de 2018

Além do Porto participarão do lançamento os executivo da Maersk Line, da Hamburg Süd e da APM Terminals

 

O Porto do Pecém, em parceria com a Maersk Line, a Hamburg Süd e a APM Terminals, realizam no dia 28 de fevereiro, às 9 horas, no auditório do Bloco de Utilidades (BUS) do porto, o lançamento do novo serviço da Ásia.

 

Estarão presentes no lançamento o presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), Danilo Serpa, da diretora comercial do CIPP, Rebeca Oliveira, da executiva de contas da Maersk Line, Érika Campelo, do Gerente Nordeste Hamburg Süd, Norbert Bergmann, e do gerente Aliança de Cabotagem da Hamburg Süd, André Magalhães.

 

Segundo Danilo Serpa, presidente do Porto do Pecém, o momento foi idealizado com o objetivo de apresentar o funcionamento da nova linha para clientes, empresas e empresários que já atuam importando ou exportando mercadorias do continente asiático ou que poderão se beneficiar com o novo serviço. “Será abordado o papel do Porto do Pecém neste serviço, as rotas, os diferenciais competitivos e todas as oportunidades que surgirão para o Ceará”, destaca.

 

Após o lançamento o grupo realizará uma visita guiada ao Terminal.

 

Novo Serviço

 

O Porto do Pecém será a única parada no Brasil da nova linha (AC5), da Maersk Line/Hamburg Süd. O novo serviço diminui a viagem entre Brasil e Singapura para 29 dias. Atualmente, as empresas que desejam importar ou importar cargas para o continente asiático levam até 60 dias. A expectativa é de que o serviço traga um incremento de mais de 30 mil contêineres em negócios para o Estado.

 


LANÇAMENTO DO NOVO SERVIÇO PARA ÁSIA

QUANDO: 28 de fevereiro de 2018

HORÁRIO: 9 horas

LOCAL: Auditório do Bloco de Utilidades (BUS) do Porto do Pecém

(Esplanada do Pecém, s/n, Porto do Pecém)

Publicidade

Porto do Pecém inicia 2018 com aumento nas movimentações

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

16 de Fevereiro de 2018

As importações foram destaque nas movimentações de janeiro com 16% de incremento



O ano novo apresenta resultado positivos. Já no primeiro mês de 2018, o Porto do Pecém apresentou o incremento de 8% nas movimentações quando comparado ao mesmo período do ano passado. Ao todo, foram exportados e importados através do Pecém 1.470.339 toneladas.

As importações se destacaram com 16% de crescimento, passando de 964.468 t em 2017 para 1.117.617 t este ano. As principais cargas movimentadas e responsáveis por este resultado foram o carvão mineral (689.076 t), produtos siderúrgicos (31.782 t) e adubos ou fertilizantes (10.578 t). Já nas exportações houve uma queda de 10%. As mercadorias mais relevantes foram de placas de aço (207.844 t), frutas (20.418 t), água de coco (2.547 t).

Destaques

 

As placas de aço, produzidas pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) são um dos principais produtos movimentados através do porto cearense e representam 20% de participação na movimentação total de janeiro. As 243.025 t do material que saíram de Pecém foram enviadas para Turquia, Coréia do Sul, China, Polônia e também para outros estados brasileiros.

 

Nas importações, o carvão mineral lidera o ranking do amplo mix de cargas movimentadas através do Pecém, com um aumento de 54,6%, quando comparado ao primeiro mês do ano de 2017. O granel sólido foi importado da Colômbia (66%), Rússia (12%), Estados Unidos (11%) e Moçambique (11%).


“Seguimos crescendo, mas nosso trabalho continua. Esperamos superar 2017, principalmente depois do novo serviço anunciado, que seremos a única parada da nova linha da Maersk/Hamburg Sud para a Ásia. Acredito que teremos um crescimento significativo nas movimentações depois do início das atividades dessa linha”, declara Danilo Serpa, presidente do Porto do Pecém.

Cabotagem

 

Na movimentação entre portos brasileiros (cabotagem) ao todo, foram movimentados 452.664 t. O resultado foi puxado pelo desembarques de minério de ferro (214.286 t), produtos siderúrgicos (46.236 t), gás natural (30.026 t) e embarques de placas de aço (35.181 t), farinha de trigo (9.206 t), sal (8.289 t), cimentos (7.572 t) e arroz (5.053 t).

  • postado por Oswaldo Scaliotti

 

Publicidade

Porto do Pecém será o único do Brasil em nova linha da Maersk Line para a Ásia

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

01 de Fevereiro de 2018

A Maersk Line, maior empresa de transporte de contêineres do mundo, junto com a  Hamburg Süd, inaugura nova linha com destino à Ásia via canal do Panamá. O Porto do Pecém será o único ponto de parada no Brasil da nova linha. Operações iniciam em abril deste ano

O Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) será o único ponto de parada no Brasil da nova linha (AC5) da Maersk Line, maior empresa de transporte contêineres do mundo, junto com a  Hamburg Süd. As cargas deverão levar em média 29 dias entre o Brasil e Singapura.

As operações do novo serviço serão iniciadas em abril deste ano e devem reduzir o tempo de viagem em até 31 dias. Atualmente, empresas que desejam importar ou exportar do continente asiático por outras linhas levam até 60 dias para concluir o transporte.

Para o presidente do CIPP, Danilo Serpa, a chegada do novo serviço consolida o Porto do Pecém como um HUB, já que navios maiores irão trazer as cargas da Ásia que serão transportadas em navios menores para portos do Norte e Nordeste, principalmente.

“Estamos começando a assumir o papel de HUB de verdade. Essa nova linha é um estimulo aos negócios, já que as empresas ganham na redução do tempo de transporte e nos custos. Vamos ter uma linha direta para a Ásia, sobretudo para as principais cidades da China e o porto de Singapura (segundo maior porto do mundo), via canal do Panamá, será um serviço único e por isso, tão importante”, afirma.

Para André Magalhães, gerente nordeste da Hamburg Süd Brasil, a linha Porto do Pecém/Ásia era um antigo sonho que virou realidade após os investimentos do CIPP e da APM Terminais em infraestrutura.

“As instalações e os modernos equipamentos, proporcionaram um aumento significativo na produtividade operacional do Porto. Com o ganho de produtividade, conseguimos reduzir o tempo que o navio fica atracado no Porto, melhoramos as conexões de transbordo com os nossos navios de cabotagem e consequentemente melhoramos o fluxo – reduzimos o lead time – dos nossos clientes”, explica Magalhães.

É esperada uma movimentação adicional de mais de 31 mil contêineres em negócios por ano apenas com a linha AC5. A expectativa é que somente para Manaus (AM) sejam transportados em média 600 contêineres por semana, por exemplo.

O Porto do Pecém estará conectado com os principais destinos da Ásia: Singapura, China, Hong Kong, Coreia do Sul, além da Colômbia e do Caribe, com um navio por semana, inicialmente.

A iniciativa da nova linha faz parte da estratégia de ampliação dos serviços da Maersk Line após a integração com a Hamburg Süd de oferecer aos clientes uma melhor cobertura de mercado, serviços diretos atraentes e outros benefícios através da rede global combinada.

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Porto do Pecém movimenta 15,8 mil toneladas e fecha o ano com crescimento 41%

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

10 de Janeiro de 2018

 

Em 2017 o Porto do Pecém movimentou mais de 15 milhões de toneladas de cargas. As exportações subiram 95% e as importações 29% na comparação com o ano anterior.

 

Acumulando resultados positivos a cada mês durante 2017, o Terminal Portuário do Pecém fechou o ano com movimentação de cargas 41% maior na comparação com o mesmo período do ano anterior, o que resultou no faturamento bruto da ordem de R$ 144 milhões, um crescimento 62,2% superior ao de 2016.


Em 2017 foram movimentadas 15.808.961 toneladas pelo porto cearense. O grande destaque nas movimentações foram as exportações que subiram 95% em relação ao ano de 2016, atingindo a marca de 4.402.370 toneladas de janeiro a dezembro de 2017.

 

Entre as cargas enviadas para fora do País pelo Porto do Pecém, as placas de aço tiveram o maior volume, com mais de 2,5 milhões de toneladas, seguidas das frutas, com mais de 201 mil t e do gás natural, com 121.511 t exportadas.

“A exportação das placas de aço impulsionou os resultados das exportações, mas é preciso ressaltar também o trabalho de divulgação das potencialidades do Porto do Pecém para o mercado internacional. Trabalhamos fortemente em parceria com o Governo do Estado esse aspecto durante todo o ano de 2017”, afirma Danilo Serpa, presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém.  

Já as importações cresceram 29%, passando de 9.156.702 t em 2016 para 11.766.591 t em 2017. Os destaques ficaram por conta do carvão mineral com mais de 4,9 milhões de toneladas, do gás natural com mais de 714 mil toneladas e dos produtos siderúrgicos que somaram mais de 206 mil toneladas.

 

Nacional

 

A navegação entre portos brasileiros cresceu 62% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O crescimento foi puxado pelo desembarque de 4,2 milhões de toneladas de minério de ferro, de mais de 329 mil toneladas de produtos siderúrgicos e mais de 215 mil toneladas de arroz. Ao mesmo tempo em contribuíram para o resultado anual os embarques de farinha de trigo (121,1 mil toneladas), cimento (66,7 mil toneladas) e gás natural (63,4 mil toneladas).

 

“O Porto do Pecém se destacou também na relação com o mercado nacional, se mostrando como uma opção bastante eficiente no transporte de cargas. Sobretudo pela infraestrutura agregada ao Terminal, como as boas rodovias, a localização, que é próxima à Capital ao mesmo tempo que foge dos problemas de grandes centros urbanos, além dos outros aspectos indispensáveis para a movimentação das mercadorias, como o abastecimento de energia, água e internet”, explica Serpa.

Publicidade

Porto do Pecém melhora desempenho em simulado de emergência ambiental

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

14 de dezembro de 2017


Como parte da política de preservação ambiental e de capacitação dos colaboradores e parceiros, o Porto do Pecém realizou nesta segunda-feira, 11, no Terminal de Múltiplo Uso (TMUT) o simulado de emergência ambiental em caso de vazamento de óleo no mar, sinistro previsto no Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR). A conclusão do simulado apontou melhora em todos os resultados na comparação com o exercício feito anteriormente.

No exercício um rebocador colidia com o navio causando o derramamento de óleo e contou com a participação do Ibama, Antaq e da Capitania dos Porto, além dos operadores portuários. Tudo para dar maior sensação de realidade e segurança aos participantes.

Para o presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), Danilo Serpa, os simulados são uma forma de treinamento muito eficaz para as equipes.

“Desejamos e trabalhamos para nunca passar por isso, mas é um risco que corremos porque faz parte do nosso trabalho. Então realizar treinamentos de diferentes maneiras: teóricos, práticos, atualizações, palestras  é um modo de estarmos bem preparados caso aconteça”, conta Serpa.

O presidente afirma que essa também foi uma maneira de avaliar os novos equipamentos de segurança adquiridos este ano (barcos, barreiras de contenção e absorventes de óleo, bombas e três caminhões sugadores).

Publicidade

Porto do Pecém melhora desempenho em simulado de emergência ambiental

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

14 de dezembro de 2017

Como parte da política de preservação ambiental e de capacitação dos colaboradores e parceiros, o Porto do Pecém realizou nesta segunda-feira, 11, no Terminal de Múltiplo Uso (TMUT) o simulado de emergência ambiental em caso de vazamento de óleo no mar, sinistro previsto no Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR). A conclusão do simulado apontou melhora em todos os resultados na comparação com o exercício feito anteriormente.

No exercício um rebocador colidia com o navio causando o derramamento de óleo e contou com a participação do Ibama, Antaq e da Capitania dos Porto, além dos operadores portuários. Tudo para dar maior sensação de realidade e segurança aos participantes.

Para o presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), Danilo Serpa, os simulados são uma forma de treinamento muito eficaz para as equipes.

“Desejamos e trabalhamos para nunca passar por isso, mas é um risco que corremos porque faz parte do nosso trabalho. Então realizar treinamentos de diferentes maneiras: teóricos, práticos, atualizações, palestras é um modo de estarmos bem preparados caso aconteça”, conta Serpa.

O presidente afirma que essa também foi uma maneira de avaliar os novos equipamentos de segurança adquiridos este ano (barcos, barreiras de contenção e absorventes de óleo, bombas e três caminhões sugadores).

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Empresários do agronegócio cearense visitam Porto do Pecém

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

07 de novembro de 2017


Cerca de vinte produtores cearenses dos setores de frutas, flores, leite e camarão estiveram presentes em visita técnica na manhã desta segunda (06) no Porto do Pecém e Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). A intenção do encontro foi apresentar a região para o grupo e falar dos potenciais negócios que possam incrementar a economia cearense. “É inegável a importância do porto e da região do Pecém como um todo para a economia do Estado. Com essa visita, nós tivemos a real dimensão do complexo e, dessa forma, podemos articular as melhores estratégias de levar a produção cearense para outros estados e países”, argumenta Luiz Roberto Barcelos, presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA e da Abrafrutas. Representantes da ADECE e Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura do Ceará – SEAPA também estiveram presentes.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Empresários do agronegócio cearense visitam Porto do Pecém

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

07 de novembro de 2017


Cerca de vinte produtores cearenses dos setores de frutas, flores, leite e camarão estiveram presentes em visita técnica na manhã desta segunda (06) no Porto do Pecém e Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). A intenção do encontro foi apresentar a região para o grupo e falar dos potenciais negócios que possam incrementar a economia cearense. “É inegável a importância do porto e da região do Pecém como um todo para a economia do Estado. Com essa visita, nós tivemos a real dimensão do complexo e, dessa forma, podemos articular as melhores estratégias de levar a produção cearense para outros estados e países”, argumenta Luiz Roberto Barcelos, presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA e da Abrafrutas. Representantes da ADECE e Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura do Ceará – SEAPA também estiveram presentes.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti