Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

por meio da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará

Governo do Ceará prospecta indústrias calçadistas no Sul

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

23 de Maio de 2018

 
O Governo do Estado do Ceará, por meio da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), realiza mais uma missão na região Sul em busca de atrair investimentos. Desta vez, o Salão Internacional do Couro e do Calçado (SICC), realizado em Gramado, no Rio Grande do Sul, é o alvo do trabalho de prospecção.
 
Conforme o presidente da Adece, Eduardo Neves, a ideia é buscar elos faltantes na cadeia produtiva da indústria calçadista cearense. “Sem sombra de dúvidas, é um setor de extrema importância para o Ceará pela transformação que vem fazendo em alguns municípios, gerando emprego e renda. Ouvindo as empresas, identificamos a necessidade preencher a cadeia produtiva e estamos trabalhando para que o calçado como um todo seja fabricado aqui no Ceará, sem a precisão de buscar componentes fora do país”, explica.
 
Solas, saltos e palmilhas são alguns dos componentes dos calçados ainda importados pelo Ceará. De acordo com dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), os países de procedência, em sua maioria, são China e Vietnã.
 
Já nas vendas para o exterior, no primeiro trimestre do ano, o Ceará continuou com a posição de maior exportador em número de pares do Brasil e segundo lugar em valores. Nos três primeiros meses do ano, US$ 88,2 milhões e quase 16 milhões de pares foram exportados pelo Estado.
 
Sobral lidera os municípios brasileiros exportadores do segmento. Uruburetama (5º), Camocim (23º), Horizonte (24º) e Quixeramobim (30º) também se destacam no ranking nacional.
 
Empregos
 
A indústria calçadista é responsável por 26% dos vínculos empregatícios do Estado, conforme estudo realizado pela Coordenadoria de Políticas e Estratégias da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará (SDE), com apoio da Adece. O setor está presente nas 14 macrorregiões cearenses e é responsável por mais de 55 mil vínculos empregatícios no Estado.
 
Segundo o estudo, 87% do total de empregos da indústria calçadista estão presentes em empresas incentivadas pelo Fundo de Desenvolvimento Industrial (FDI), política de fomento à produção industrial do Governo do Ceará.
Publicidade

Ceará marca presença na Conferência Latino-Americana de Investimentos

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

16 de setembro de 2017

O Governo do Ceará, por meio da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) e da Cearáportos participou da Conferência Latino-Americana de Investimentos, em Foz do Iguaçu. O evento foi realizado nos dias 13 e 14 de setembro pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e pela Agência Paraná de Desenvolvimento (APD) com o intuito de promover o debate sobre estratégias para atração de investimentos e compartilhamento de boas práticas entre os países e agências de desenvolvimento.
O evento contou com a presença da presidente da Adece, Nicolle Barbosa, da assessora Carmen Rangel, e da diretora Comercial da Cearáportos, Rebeca Oliveira. O encontro teve ainda como público-alvo executivos de agências de promoção de investimento e desenvolvimento; secretários ligados a comércio, indústria e investimento das principais economias da América Latina; outras autoridades governamentais a nível federal e estadual relacionadas; e outras organizações ligadas a negócios e investimentos.
 
“Recebemos capacitação e aprendemos mais sobre os atores que promovem os investimentos, o novo papel das agências de promoção de investimentos, objetivos de desenvolvimento sustentável, o papel crescente das agências estaduais e o futuro das agências de desenvolvimento. Nas próximas semanas faremos nova maratona em busca de novos investimentos e novos empregos para o Ceará”, adianta Nicolle.
 
Os debates contaram com nomes como Paulo Stark, CEO da Siemens; Sudhi Bangalore, vice-presidente Global da Wipro; o diretor de estratégia do negócio de caminhões da Volvo, Alan Holzmann; a diretora de negócios da Apex-Brasil, Marcia Nejaim; o diretor industrial do Grupo O Boticário, Ronaldo Ribeiro, além de outros executivos.
 
Dentre outros painéis temáticos, foram pontuadas as novas tecnologias e a indústria 4.0 como um novo conceito de indústria capaz de englobar as principais inovações tecnológicas dos campos de automação, controle e tecnologia da informação aplicadas aos processos de manufatura.
 
Visitas às agências 
 
Com a finalidade de conhecer de perto as boas práticas realizadas pelas principais agências de desenvolvimento do Brasil, a presidente da Adece e equipe estiveram, no primeiro semestre de 2017, algumas estruturas. Foram visitadas a Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade (Investe SP), a Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin), a Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (INDI) e a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper).
* postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Potencialidades econômicas: Adece fará mapeamento individual de recursos minerais por municípios

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

22 de julho de 2017

 
Depois de entregar o Atlas Geológico e da Mineração do Estado, o Governo do Ceará, por meio da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) dará mais um passo para estimular a economia no setor. Agora, municípios cearenses estão sendo estudados individualmente com o intuito de verificar ocorrências minerais locais e fomentar a exploração das áreas por meio da atração de unidades produtivas.
 
O município de Piquet Carneiro, a 332 km da capital, acaba de ser o primeiro contemplado. A presidente da Adece, Nicolle Barbosa, entregou ao prefeito Bismarck Bezerra, um relatório sobre os recursos minerais existentes na localidade e as possibilidades de seus aproveitamentos econômicos.
 
“Fomos procurados por mais de 20 prefeitos cearenses em busca de investimentos para seus municípios gerarem trabalho e renda. Entregamos o primeiro relatório ao prefeito de Piquet Carneiro e, de posse do documento, ele agora irá conversar com os proprietários dessas áreas para estimular sua produção. Nessa primeira etapa, já estamos concluindo  também um trabalho em Cedro e outros 10 municípios serão contemplados com relatórios de suas potencialidades minerais com ou sem licenças regularizadas e que possam virar unidades produtivas”, explica Nicolle.
 
Conforme o relatório, que contou com dados do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), o município de Piquet Carneiro caracteriza-se pela existência de quartzo, quartzito, granito, manganês, ametista e mármore. Segundo Nicolle, também foram listados os nomes dos titulares das áreas. “A ideia é disponibilizar à Prefeitura a relação desses proprietários tanto das áreas quanto das licenças para que o gestor municipal estimule o início das atividades produtivas com o intuito de desenvolver a economia municipal”, completa.
 
De acordo com o assessor de Mineração da Adece, Francisco Pessoa, ainda há muito a ser explorado no estado do Ceará no que se refere ao setor de bens minerais. “O trabalho visa nortear as prefeituras cearenses e fazê-las interagirem com investidores”, opina.
 
Atlas
 
No início do mês de junho, a Adece lançou o Atlas Geológico e da Mineração do Estado do Ceará. A ferramenta, disponível no site da agência, mapeia informações sobre as riquezas minerais do Estado, bem como seus títulos legais. O trabalho permite também a visualização de toda a infraestrutura hídrica, ferroviária, rodoviária, portos, aeroportos e linhas de transmissão de energia existentes em território cearense.
 
Bilíngue, a ferramenta permite nortear empresários com intenções de investirem no Ceará, especialmente nas áreas de construção civil, agronegócio e indústria de transformação.
* postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Governo lança Atlas Geológico e da Mineração do Estado do Ceará

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

02 de junho de 2017

 

O Governo do Estado do Ceará, por meio da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), lançou, na noite desta quinta-feira (1º), o Atlas Geológico e da Mineração do Estado do Ceará. A ferramenta disponibiliza informações sobre as principais riquezas minerais do Estado, bem como seus títulos legais.

 

Conforme a presidente da Adece, Nicolle Barbosa, o o trabalho permite ainda visualizar toda a infraestrutura hídrica, ferroviária, rodoviária, portos, aeroportos e linhas de transmissão de energia existentes em território cearense. “A ferramenta é bilíngue, podendo ser visualizada de forma interativa nos idiomas português e inglês”, explica.

 

Nicolle avalia ainda o Atlas como um instrumento fundamental para a atração de novos investimentos ao Estado do Ceará. “Principalmente relacionados à construção civil, agronegócio e indústria de transformação. Destaco ainda o conhecimento geológico como instrumento imprescindível para o planejamento urbano e obras de infraestrutura”, completa.

 

O trabalho é fruto de um esforço conjunto entre Adece, Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) e Secretaria Adjunta de Energia, Mineração e Telecomunicações da Secretaria de Infraestrutura do Ceará (SEINFRA). A colaboração do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), com dados do Anuário Mineral do Ceará; do Serviço Geológico do Brasil (CPRM); da Secretaria de Recursos Hídricos (SRH); da Universidade Federal do Ceará (UFC); e da Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (NUTEC) também serviu de embasamento para o documento.

 

Fortaleza Brazil Stone Fair

 

O lançamento do Atlas Geológico e da Mineração do Estado do Ceará aconteceu durante a abertura da Fortaleza Brazil Stone Fair. A exposição internacional acontece até o próximo sábado (3), no Centro de Eventos do Estado do Ceará, das 15 às 20 horas e traz produtos como mármores, granitos, quartzitos, limestones, pedras laminadas, máquinas, equipamentos e insumos para a cadeia produtiva das rochas ornamentais.

 

Um estande do Governo do Ceará no evento reúne Adece,  Porto do Pecém e Zona de Processamento de Exportação (ZPE-Ceará), importantes equipamentos para atração de novos investimentos.

Publicidade

Governo lança Atlas Geológico e da Mineração do Estado do Ceará

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

02 de junho de 2017

 

O Governo do Estado do Ceará, por meio da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), lançou, na noite desta quinta-feira (1º), o Atlas Geológico e da Mineração do Estado do Ceará. A ferramenta disponibiliza informações sobre as principais riquezas minerais do Estado, bem como seus títulos legais.

 

Conforme a presidente da Adece, Nicolle Barbosa, o o trabalho permite ainda visualizar toda a infraestrutura hídrica, ferroviária, rodoviária, portos, aeroportos e linhas de transmissão de energia existentes em território cearense. “A ferramenta é bilíngue, podendo ser visualizada de forma interativa nos idiomas português e inglês”, explica.

 

Nicolle avalia ainda o Atlas como um instrumento fundamental para a atração de novos investimentos ao Estado do Ceará. “Principalmente relacionados à construção civil, agronegócio e indústria de transformação. Destaco ainda o conhecimento geológico como instrumento imprescindível para o planejamento urbano e obras de infraestrutura”, completa.

 

O trabalho é fruto de um esforço conjunto entre Adece, Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) e Secretaria Adjunta de Energia, Mineração e Telecomunicações da Secretaria de Infraestrutura do Ceará (SEINFRA). A colaboração do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), com dados do Anuário Mineral do Ceará; do Serviço Geológico do Brasil (CPRM); da Secretaria de Recursos Hídricos (SRH); da Universidade Federal do Ceará (UFC); e da Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (NUTEC) também serviu de embasamento para o documento.

 

Fortaleza Brazil Stone Fair

 

O lançamento do Atlas Geológico e da Mineração do Estado do Ceará aconteceu durante a abertura da Fortaleza Brazil Stone Fair. A exposição internacional acontece até o próximo sábado (3), no Centro de Eventos do Estado do Ceará, das 15 às 20 horas e traz produtos como mármores, granitos, quartzitos, limestones, pedras laminadas, máquinas, equipamentos e insumos para a cadeia produtiva das rochas ornamentais.

 

Um estande do Governo do Ceará no evento reúne Adece,  Porto do Pecém e Zona de Processamento de Exportação (ZPE-Ceará), importantes equipamentos para atração de novos investimentos.