Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Partido Novo

Partido Novo estimula a participação das mulheres na política

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de setembro de 2017

No Brasil, a participação da mulher na política ainda é tímida. De acordo com números fornecidos pela Inter-Parliamentary Union – uma associação dos legislativos nacionais de todo o mundo – no Brasil, pouco mais de 10% dos deputados federais são mulheres. O país está em 154º lugar entre 193 países do ranking elaborado pela associação.

O Partido Novo, que completa dois anos, traz no seu estatuto uma inovação: A escolha de pré-candidatos através do processo seletivo. O objetivo é selecionar pessoas comprometidas com os valores e ideais do NOVO e dispostas a trabalhar por um Brasil melhor, onde haja menos impostos e melhores serviços à população. Para fazer parte desse processo, é necessário filiar-se à agremiação. Por isso, o Novo está conclamando que mais mulheres se filiem e participem ativamente da política.

“Apesar de existir a lei que estabelece que cada partido ou coligação deve reservar pelo menos 30% de suas vagas para as candidaturas de mulheres, o Novo quer a participação feminina essencialmente por acreditar que elas têm muito a contribuir nesse momento delicado em que o país precisa ouvir todas as vozes”, explica Marcelo Medeiros, filiado ao Novo.

Para se filiar e participar do processo seletivo para concorrer a uma vaga no parlamento, basta acessar o site www.novo.org.br. O partido conclama todos, homens e mulheres a unir-se aos ideais do Novo. As inscrições do certame encerram dia 15 de outubro.

“O Partido Novo é o mais jovem do Brasil, só participamos das eleições de 2016, mas já conseguimos eleger 4 vereadores, dentre eles uma mulher, a Janaina Lima, em São Paulo. Queremos aumentar esses números e representatividade em 2018”, lembra Sérgio Gonçalves, também filiado ao Partido Novo.

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Partido Novo promove sessão de cinema e discute corrupção no Brasil

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

13 de setembro de 2017

 

Neste sábado (16/09), às 10h, membros do Partido Novo reúnem convidados e simpatizantes para assistirem a exibição do filme “Polícia Federal – A Lei é para Todos”, em sala do cinema UCI Ribeiro do Shopping Iguatemi de Fortaleza. Ao final da sessão, haverá um debate sobre o andamento e as saídas para o combate à corrupção do país, com a participação dos filiados e plateia em geral.

O encontro, que pretende reunir cerca de 150 pessoas, também marca os dois anos do surgimento do Partido Novo, que se sente à vontade em discutir sobre corrupção, uma vez que tem como bandeira só aceitar candidatos “ficha limpa”, que passam por um criterioso processo de seleção e que não pretendem fazer da política uma carreira, por isso o Novo não apoia a segunda reeleição.

Na oportunidade, serão apresentadas as demais ideias da sigla, que diante do atual cenário nacional, são inovadoras e diferenciadas dos demais partidos. O Novo não é um partido que nasceu para servir ao populismo vigente. Se mostra declaradamente como a Direita Liberal.

Na pauta social, o partido respeita as liberdades individuais e a igualdade de todos perante a lei. Na pauta econômica, um ponto crucial é orientar a população para que todos entendam que os recursos do Estado serão sempre oriundos dos impostos pagos pelos indivíduos. Os serviços públicos ofertados nunca são gratuitos. Defende um Estado seja cada vez mais enxuto para que seja menos oneroso para o contribuinte. Nesse ponto, o Novo defende os seus  ideais na prática e é mantido por seus filiados e doadores, não pelos pagadores de impostos, por meio do Fundo Partidário.

Mais ideias sobre o Partido Novo e instruções para filiação, podem ser encontradas no site: https://novo.org.br/

 

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Partido Novo estimula a participação das mulheres na política

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de setembro de 2017

No Brasil, a participação da mulher na política ainda é tímida. De acordo com números fornecidos pela Inter-Parliamentary Union – uma associação dos legislativos nacionais de todo o mundo – no Brasil, pouco mais de 10% dos deputados federais são mulheres. O país está em 154º lugar entre 193 países do ranking elaborado pela associação.

O Partido Novo, que completa dois anos, traz no seu estatuto uma inovação: A escolha de pré-candidatos através do processo seletivo. O objetivo é selecionar pessoas comprometidas com os valores e ideais do NOVO e dispostas a trabalhar por um Brasil melhor, onde haja menos impostos e melhores serviços à população. Para fazer parte desse processo, é necessário filiar-se à agremiação. Por isso, o Novo está conclamando que mais mulheres se filiem e participem ativamente da política.

“Apesar de existir a lei que estabelece que cada partido ou coligação deve reservar pelo menos 30% de suas vagas para as candidaturas de mulheres, o Novo quer a participação feminina essencialmente por acreditar que elas têm muito a contribuir nesse momento delicado em que o país precisa ouvir todas as vozes”, explica Marcelo Medeiros, filiado ao Novo.

Para se filiar e participar do processo seletivo para concorrer a uma vaga no parlamento, basta acessar o site www.novo.org.br. O partido conclama todos, homens e mulheres a unir-se aos ideais do Novo. As inscrições do certame encerram dia 15 de outubro.

“O Partido Novo é o mais jovem do Brasil, só participamos das eleições de 2016, mas já conseguimos eleger 4 vereadores, dentre eles uma mulher, a Janaina Lima, em São Paulo. Queremos aumentar esses números e representatividade em 2018”, lembra Sérgio Gonçalves, também filiado ao Partido Novo.

  • postado por Oswaldo Scaliotti