Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Oi

Oi Futuro e British Council divulgam projetos culturais selecionados pelo edital do Programa Pontes

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

29 de Março de 2018

 

· Dez festivais de sete estados brasileiros vão receber aporte financeiro para incluir residências de criadores britânicos em suas programações;

· Fruto de parceria inédita, programa foca na internacionalização de festivais artísticos de linguagens variadas e de todo o país;

· Lista completa dos projetos selecionados nesta primeira edição do programa está no site do Oi Futuro (www.oifuturo.org.br)

O Oi Futuro e o British Council divulgam nesta quinta-feira, 29 de março, o resultado da primeira edição do Programa Pontes, novo edital de fomento a iniciativas culturais, com foco na internacionalização de festivais artísticos de todo o Brasil. Dez projetos de sete estados brasileiros foram contemplados pelo programa e vão receber aporte financeiro para incluir residências de criadores britânicos em suas programações e promover o intercâmbio cultural, contribuindo para formação de redes internacionais nas artes e troca de experiências. Usando o modelo matchfunding, o programa vai destinar um total de R$ 500 mil para os festivais selecionados.

A seleção conjunta inclui o Festival Panorama 2018, o 3º Festival Internacional de Cinema de Arquitetura – ARCHCINE e a terceira edição do Festival Transarte, voltado para a temática da identidade de gênero e sexualidade, do Rio de Janeiro; o 6º Festival Música Estranha, de São Paulo; a Bienal Internacional de Dança do Ceará e o Festival Internacional de Máscaras do Cariri, ambos do Ceará; Porto Alegre em Cena, do Rio Grande do Sul; TREMA! Festival de Teatro, de Pernambuco; Festival Se Rasgum, do Pará; e CAN – Onde o Circo é Possível, realizado no Paraná e Santa Catarina. A lista completa está nos sites do Oi Futuro (www.oifuturo.org.br ) e British Council (www.britishcouncil.org.br).

O Programa Pontes é fruto de uma parceria inédita entre Oi Futuro e British Council, com o objetivo de oferecer novas alternativas de fomento aos festivais brasileiros e de promover a produção artística do Reino Unido no Brasil. Partindo de um modelo inovador, baseado na colaboração institucional, o programa une a expertise do Oi Futuro na gestão de editais de seleção de projetos culturais e a experiência do British Council na formação de redes internacionais de artistas e especialistas. Os festivais foram escolhidos para o benefício por serem importantes veículos de acesso à cultura e de estímulo à economia criativa local.

“O Oi Futuro acredita no diálogo entre criadores locais e de fora como maneira de fortalecer a cultura”, define Roberto Guimarães, gerente executivo de Cultura do Oi Futuro. “Os festivais artísticos são uma força única para renovar a vida nas cidades e contribuem para formar novos públicos, e o Programa Pontes vai fomentar experimentações de inovação e estimulam conexões.”

“A construção de um programa especialmente concebido para festivais brasileiros é uma forma de responder aos desafios colocados pelo complexo momento econômico e social do país, que afeta fortemente a cena artística. Ao oferecer canal inovador – um edital inédito – o British Council Brasil pretende promover um programa estratégico e participativo que apoie a sustentabilidade dos festivais, bem como o aprofundamento de parcerias internacionais duradouras com o setor, através de relevante presença britânica na cena local”, explica Cristina Becker, gestora de Artes do British Council . “Outro importante fator é a frutífera troca de expertises entre o Oi Futuro e o British Council através desta pioneira iniciativa conjunta de troca de conhecimentos e que agregam valores preciosos para o ambos os lados”, completa.

Confira abaixo os projetos contemplados pelo Programa Pontes e os respectivos artistas/grupos artísticos escolhidos pelos próprios festivais para as residências cocriativas, que devem durar no mínimo duas semanas e resultar necessariamente em trabalhos artísticos originais e abertos ao público:

CE
Residência Artística Candoco no FIMC – Que corpo essa máscara usa?
Artista: Candoco Dance Company

CE
Residência Vacuum Cleaner na Bienal Internacional de Dança do Ceará / De Par em Par 2018
Artista: Coletivo Vaccum Cleaner

PA
Festival Se Rasgum – Residência Artística
Artista: Spinning Coin

PE
TREMA! Festival de Teatro
Artista: Deborah Pearson

PR | SC
CAN – Onde o Circo é possível
Artistas: National Centre for Circus Arts e Aerial Edge

RJ
Festival Panorama 2018 – eixo Panorama.tec, presença britânica
Artistas: Billy Cowie e Helen Cole

RJ
Residência Transarte UK
Artistas: Coletivo TransActing, Kit Redstone e Rhum and Clay Theatre Company

RJ
3º Festival Internacional de Cinema de Arquitetura – ARCHCINE
Artista: Paul Sng

RS
Porto Alegre em Cena & Imitating the Dog
Artista: Imitating the dog

SP
Residência Nonclassical/Música Estranha
Artistas: Tansy Davies e John Richards

Publicidade

Oi avança na sua estratégia de IoT com o lançamento de plataforma de gestão

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

14 de Março de 2018

 

  • Plataforma segue estratégia de negócios da companhia de investir em soluções de TICs para o setor Corporativo;

  • Nova solução beneficia os clientes M2M, proporcionando autonomia na adição de linhas e upgrade de franquias, sem a necessidade de contatar call center;

A Oi avança na sua estratégia de IoT (Internet das Coisas) e traz para os clientes corporativos uma nova plataforma de gestão de serviços que permite melhor gerenciamento do negócio, com conhecimento e controle das atividades. Inicialmente implementada para a solução Oi M2M, a plataforma, que possibilita os usuais serviços de POS (point of sale), rastreamento, telemetria, entre outros, dá importante passo na cadeia de valor do cliente e viabiliza a adição de linhas e upgrade de franquias, sem a necessidade de contato com áreas comerciais ou call center – novidade que gera autonomia, reduz custos e aumenta a produtividade das empresas.

Com ambiente de gestão via internet, a plataforma oferece também liberdade no gerenciamento de acessos, nas solicitações de serviços e análises de desempenho. Com isso, a oferta M2M da companhia para grandes e médias empresas, passa a dispor de franquia compartilhada e dinâmica – facilitando a adição de novas linhas ao automatizar o somatório destas à franquia total –, além de envio grátis de 5 SMS por linha e funcionalidade de alerta de fraude. Junto aos benefícios mencionados, a Oi concede o Trade In, opção para o cliente ativar o serviço em até 60 dias, evitando faturas antes da utilização das linhas.

 

“O mercado de M2M deve crescer 13,5% ao ano até 2021, segundo projeções da Frost & Sullivan. Com o Oi M2M, planejamos seguir essa tendência e aumentar a nossa base em 70%. Investimos no desenvolvimento desta plataforma para oferecer ao mercado uma solução completa, que gere autonomia e flexibilidade, além de nos aproximar cada vez mais do mundo da internet das coisas, um pilar importante dentro da nossa estratégia de negócios”, afirma Rodrigo Shimizu, diretor de Marketing do B2B

A nova plataforma vai alavancar o atual serviço de M2M, sendo também alicerce para diversos segmentos que necessitam de serviços para monitoramento e acompanhamento online de mobile payment, rastreamento de veículos, produtos ou pessoas, monitoramento de câmeras, serviços de empresas concessionárias ou prestadoras de serviço.

leia tudo sobre

Publicidade

Oi vai gerar energia solar em Minas Gerais

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

22 de Fevereiro de 2018

 

  • Energia limpa será usada para compensar consumo de cerca de 3 mil unidades da companhia em Minas Gerais
  • Economia de custos faz parte de plano de eficiência energética iniciado há dois anos pela operadora

 

A Oi está levantando áreas para a criação de fazendas solares que converterão a luz do sol em eletricidade nos municípios de Janaúba e Capitão Enéas, no Norte de Minas Gerais. As duas fazendas, com potência de 5 MWp cada, terão capacidade de gerar 1,7 GWh/mês. Essa energia seria equivalente ao consumo mensal de cerca de 10 mil residências, devendo entrar em operação em novembro de 2018. O projeto está sendo desenvolvido em parceria com a GD Solar e faz parte do plano estratégico da Oi de diversificar a sua matriz de consumo, utilizando fontes renováveis com menor custo, complementando a aquisição de energia no mercado livre. A geração de energia das plantas será compensada pela Oi nas contas de energia de suas unidades de consumo. Assim, a energia produzida pelas fazendas será injetada na rede da distribuidora de energia local, e utilizada para abater do consumo de energia de cerca de 3 mil unidades da Oi em Minas Gerais, entre prédios, estações e outros imóveis da companhia. No total, o projeto prevê a instalação de  22 usinas em todo o Brasil, no prazo de três anos, com um investimento de cerca de R$ 330 milhões. O valor médio de cada usina gira em torno de R$ 15 a 18 milhões.

Este modelo, regulamentado como geração distribuída pela ANEEL, permite a compensação de energia, e já é adotado por outras empresas ou por consumidores residenciais. O investimento, além de gerar energia limpa, vai significar uma redução de custos da empresa em um de seus principais insumos. Minas Gerais, local definido para as 2 primeiras plantas, tem condições de irradiação solar muito favoráveis, e um alto custo de tarifa, favorecendo a implantação das fazendas solares.  A Oi estuda ampliar as soluções de geração distribuída para outros estados

O investimento em fazendas de energia solar faz parte de um plano de eficiência energética inaugurado pela Oi em 2015. A companhia já vem aumentando o consumo de energia limpa, vinda de fontes renováveis, e vendida a preços mais baratos do que as de fontes não-renováveis, no mercado de energia livre.  De 2015 a 2017, a participação da energia limpa no consumo global da operadora passou de 15,8% para 22,4%. O resultado, para a Oi, foi uma economia de R$ 128 milhões. A meta da empresa é chegar a R$ 428 milhões de economia de 2015 até 2019, quando o percentual de energia limpa consumida será de 42,5% do total.

Outra medida dentro deste programa foi a troca de 100 mil lâmpadas fluorescentes pelas do tipo LED em cinco estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Ceará e Paraná. As lâmpadas LED, além de consumirem menos eletricidade, duram mais.

 

Publicidade

Oi realiza pagamento da segunda parcela a credores que participaram do Programa para Acordo com Credores para receber valores até R$ 50 mil

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

09 de Fevereiro de 2018

A Oi está realizando o pagamento da segunda parcela aos credores que participaram do Programa para Acordo com Credores, quitando os 10% de dívida remanescente para quem tinha até R$ 50 mil a receber e optou por aderir à iniciativa. Com isso, a companhia irá desembolsar R$ 21 milhões nessa etapa do programa. Foram cerca de 30 mil acordos fechados em todo Brasil. O prazo de pagamento da segunda parcela era de até 10 dias a partir da publicação da homologação do Plano de Recuperação Judicial, que ocorreu em 5 de fevereiro, e o pagamento é feito diretamente na conta dos credores que aderiram ao programa.

“Estamos cumprindo nossos compromissos, como sempre fizemos ao longo do processo de recuperação judicial, que seguiu todos os ritos previstos. Esta é mais uma etapa importante na evolução do plano de recuperação judicial, que foi aprovado por ampla maioria e homologado pela Justiça, além de ser mais um passo em direção à restruturação da empresa. O Programa foi desafiador, em função da sua abrangência nacional, mas foi muito bem recebido pelos credores e os resultados foram positivos”, afirma o presidente da Oi, Eurico Teles.

No Programa para Acordo com Credores, 37 mil credores se cadastraram na plataforma eletrônica www.credor.oi.com.br para receber valores de até R$ 50 mil. O pagamento foi estabelecido em duas parcelas: a primeira, correspondente a 90% do valor, aconteceu em até 10 dias úteis após a assinatura do termo de acordo; e os 10% do crédito remanescente estão sendo pagos agora, decorridos 10 dias da publicação da homologação do Plano de Recuperação Judicial.

O programa iniciou a fase de cadastramento de interessados em junho de 2017 e atendeu a credores de todo Brasil que constam da Relação de Credores publicada pelo Administrador Judicial em 29 de maio de 2017. Do total de 55 mil credores da Recuperação Judicial da Oi, cerca de 53 mil tinham a receber valores de até R$ 50 mil.

Para executar o Programa para Acordo com Credores a Oi criou a plataforma eletrônica www.credor.oi.com.br para o credor se cadastrar, apresentar a documentação necessária e, depois, ir a um dos 39 Centros de Atendimento que a empresa instalou em todas as capitais do país e em outras cidades nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia e Paraná. O credor que precisou de apoio para acessar a plataforma eletrônica também pôde se dirigir aos centros de atendimento para obter ajuda.

Publicidade

Posicionamento Oi

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

07 de Fevereiro de 2018

A Oi informa que não reconhece a legalidade e consequentemente os efeitos de reunião realizada hoje por um grupo de acionistas no Rio de Janeiro, uma vez que tal encontro com o intuito de realizar assembleia constitui flagrante desrespeito aos mais básicos princípios da legislação brasileira e de decisões judiciais sobre a matéria, como ressaltou no referido encontro o acionista BNDESpar. A pretensa assembleia é ilegal e desobedece sucessivas decisões judiciais que deliberaram sobre o tema, além de desrespeitar o plano de recuperação judicial aprovado por ampla maioria pelos credores da companhia e homologado pela Justiça.

As diversas iniciativas desse grupo tomadas de forma ilegal têm prejudicado os negócios da companhia, gerado instabilidade na gestão e afetado suas ações no mercado, com danos irreparáveis. A companhia tomará a devidas providências em esferas administrativas e judicias, inclusive com contratação de advogado criminalista. Existem fatos a apurar de possíveis práticas de acionistas e ex-administradores sobre desobediência de decisão judicial, quebra de dever fiduciário, não cumprimento de obrigação de confidencialidade e manipulação de mercado, entre outros.

A Oi acrescenta que não vai adotar nenhuma medida que tenha sido deliberada pela pretensa assembleia, por conta da natureza ilegal de tal ato e sua consequente nulidade, praticado em total desacordo com as decisões judiciais e a legislação do país. Esta posição da Oi está respaldada em sucessivas decisões da Justiça, corroboradas por despacho tornado público hoje do juiz em exercício da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, Ricardo Lafayette, que considerou “inviável, sem validade e, sem eficácia, qualquer deliberação extrajudicial que atente contra as questões já homologadas no plano”.

A Oi informa que seguiu todos os ritos previstos no processo de recuperação judicial e que todos os atos praticados pela companhia no processo estão em conformidade com os mais altos padrões de governança. O plano de recuperação judicial da Oi foi aprovado por ampla maioria na assembleia de credores e homologado pela Justiça (aprovação de 100% na classe Trabalhista; 100% na classe Garantia Real; 72,17% na classe Quirografários; e 99,8% na classe Microempresas). A companhia segue com suas operações normalmente e ao mesmo tempo segue focada em dar andamento a todos os atos previstos no plano aprovado, que está respaldado e seguro em decisões judiciais.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Oi amplia seu time de atletas e traz os skatistas Pedro Barros e Letícia Bufoni

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

22 de Janeiro de 2018

  • Companhia renova contratos com surfistas Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Filipe Toledo, Silvana Lima, Adriano de Souza e Davizinho

  • Calendário esportivo da companhia traz eventos e torneios em diversas regiões do país e dá mais visibilidade para a marca da Oi

  

A Oi amplia seu time de atletas e traz para sua equipe dois ícones do skate mundial: Pedro Barros e Letícia Bufoni. A dupla vem se juntar aos surfistas Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Filipe Toledo, Silvana Lima e Adriano de Souza, o Mineirinho, além do surfista Davizinho, de 11 anos, atual vice-campeão mundial de surfe adaptado, todos com patrocínio renovado. Com a chegada dos novos atletas, a Oi ratifica sua estratégia de patrocinar grandes eventos esportivos, equipes e atletas de esportes de ação e que promovem a ocupação da cidade. O patrocínio ao esporte é uma das ferramentas que garantem visibilidade para a marca Oi, gerando conteúdo relevante, experiência positiva com a marca e uma relação emocional com o consumidor.

“O patrocínio ao esporte é um pilar fundamental dentro da estratégia de marketing que traçamos para a companhia. Com este patrocínio esportivo, acreditamos que a marca Oi ganha visibilidade e fica mais valorizada e reconhecida”, afirma o presidente da companhia, Eurico Telles.

 Em 2018, a Oi apoiará várias iniciativas esportivas espalhadas pelo país. O calendário será aberto nesta quarta-feira (24/01) com o Oi Park Jam. Durante cinco dias, o Édem Skatepark, na Praia Brava, Itajaí (SC), recebe as feras do skate nacional e internacional na modalidadePark. Será a primeira vez que a pista, inaugurada há pouco mais de um ano, terá uma competição internacional.

“A Oi sempre teve o esporte no seu DNA e as novidades que estamos apresentando não são apenas para 2018, mas também para os três próximos anos, o que comprova o quanto essa estratégia tem sido bem sucedida”, explica Bruno Cremona, gerente de Patrocínios e Eventos da Oi.

A companhia está reforçando sua estratégia de fomento aos esportes, como surfe e skate, e iniciativas que promovem a cultura urbana por reconhecer a importância dessas áreas como ferramenta de interação entre as pessoas – e destas com a cidade -, seja por meio da prática do esporte ou por meio de suas manifestações culturais, como o grafite e a música. Além dos atletas e eventos patrocinados, a Oi, por meio do Oi Futuro, instituto de responsabilidade social, apoiará nove projetos sócio-educativos esportivos.

Entre as iniciativas previstas, a Oi aposta no apoio ao skate, modalidade esportiva que terá sua popularidade ampliada nos próximos anos, culminando com a estreia do esporte nos Jogos Olímpicos de Tóquio. “Acreditamos no potencial de evolução do Pedro Barros e Letícia Bufoni, atletas relevantes no cenário do skate mundial. Além disso, estamos muito satisfeitos em renovar o apoio aos nossos surfistas e poder associá-los à Oi”, completa Bruno.

  

Esporte na inclusão social

 

A empresa também patrocina eventos ligados à cultura urbana, por acreditar que eles potencializam conexões, aproximando pessoas de diferentes tribos, exercendo um importante papel no processo de desenvolvimento individual e social. A ideia da empresa é cada vez mais dar novos significados a espaços públicos, permitindo que a comunidade interaja com eles e entre si através de ações colaborativas, da arte coletiva e da economia local.

 

Novos Atletas

 

A paulista Letícia Bufoni é o grande nome do skate feminino na atualidade. Já ganhou três medalhas de ouro nos X Games e foi a primeira campeã do Street League. Aos 24 anos e especialista na modalidade Park, é o grande nome para representar o Brasil nas Olimpíadas de 2020.

 

Pedro Barros é um dos maiores nomes do skate brasileiro. O skatista catarinense é dono de seis medalhas de ouro no X Games, principal campeonato de esportes radicais do mundo. Em 2016, ele concorreu ao prêmio Laureus, o Oscar do Esporte, na categoria “Esportes de Ação”.

 Principais projetos patrocinados pela Oi

Oi Park Jam

O evento vai invadir o Édem Skatepark com as feras do skate nacional e internacional, na modalidade Park. Será a primeira vez que a pista, inaugurada há pouco mais de um ano, receberá uma competição internacional. O campeonato contará com a participação do hexa campeão mundial Pedro Barros e outros grandes nomes da categoria. A modalidade Park fará parte dos Jogos Olímpicos 2020, em Tóquio. Além da competição, o evento contará com uma programação de entretenimento. De 24 a 28 de janeiro, na Praia Brava, Itajaí, em Santa Catarina.

Oi Rio Pro

Etapa brasileira do circuito mundial de surf, que reúne os principais atletas da modalidade. Em Saquarema, no Rio de Janeiro, de 10 a 19 de maio.

 

Oi Skate Total Urbe Open

É a maior competição mundial de Street Skate da América Latina, válida como etapa do circuito mundial da WCS e para o ranking brasileiro de Street Skate profissional da CBSK e da FASERJ. Em 2018, as disputas acontecerão em novembro, na Praça do Ó, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro,

Jogos Cariocas de Verão

Evento do calendário oficial da Cidade do Rio reúne competições esportivas de 15 modalidades, disputadas por atletas amadores e profissionais. De 01 a 11/03 – Praça do Ó e Praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

 

Oi Digital Surf

. Maior Campeonato digital de surfe que acontece nas redes sociais e engaja não somente novos talentos do surfe, mas também todo o grande público de fãs do esporte. Nossos juízes e influenciadores serão o Gabriel Medina, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Ítalo Ferreira e Silvana Lima.

Principais projetos apoiados pelo Oi Futuro

O Oi Futuro completa a atuação da Oi no Esporte, apostando no ecossistema esportivo como caminho para a cidadania e a educação. O instituto apoia projetos de diversas partes do país que conectam pessoas e promovem a inclusão, potencializando o desenvolvimento pessoal e coletivo. Desde a criação do Programa Oi de Patrocínio Esportivo Incentivado, em 2007, mais de 110 projetos receberam apoio do Oi Futuro, resultando em mais de 25 mil beneficiados.

Para 2018, o Oi Futuro anuncia apoio a sete projetos sócio-esportivos, que vêm integrar a rede de iniciativas do instituto:

Casa Rio Surf Social – CADES (RJ)

Oferece treinos de surfe e atividades de skate para 80 crianças e adolescentes de escolas públicas, promovendo a conscientização corporal, ecológica e cidadã.

+ Esporte – Associação de Cultura Esporte e Lazer Movimenta Brasil (MG)

Oferece oficinas esportivas nas modalidades skate, basquete, vôlei, handball e futsal para 245 adolescentes alunos de escolas públicas de turno integral.

Escola do Coral de Bodyboarding – Instituto Viva Vida (ES)

Promove de bodyboarding para 80 crianças e adolescentes moradores da quinta região do município de Vila Velha (Grande Terra Vermelha), promovendo saúde mental, física, emocional e integração social através da prática esportiva.

Esporte + Educação = Cidadania V – Instituto Brasil Igualdade Social IBIS (MG)

Promove a inclusão social por meio de prática do Judô, para 120 crianças e adolescentes alunos de escolas de Santana do Paraíso.

Ídolo Social III – Instituto Anderson Varejão (ES)

Oferece atividade esportiva na modalidade basquetebol para 160 crianças e adolescentes da rede básica de ensino, em Vitória, utilizando a metodologia do Instituto Anderson Varejão.

Xis Game – Manobra para o Futuro – Associação de Cultura Esporte e Lazer Movimenta Brasil (MG)

Oferece aulas de skate em espaços públicos para 120 adolescentes e jovens no contraturno escolar, criando uma estratégia de promoção do esporte e transformação social. O projeto intercâmbio de experiências entre jovens de diferentes pistas da região metropolitana.

Skate: Inclusão e Transformação Social – Instituto André Franco Vive (SP).

Dá acesso à prática esportiva a 240 crianças e adolescentes por meio da modalidade skate, como ferramenta educativa, de lazer e de socialização.

Publicidade

Mapas da Oi fornecem dados para gigantes de tecnologia e serviços públicos

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

03 de Janeiro de 2018

 

A Oi passou a oferecer no início de 2017, o Mapas, um novo produto para governos e empresas que precisam de dados detalhados sobre as cidades. A iniciativa faz parte da estratégia de Big Data da companhia de monetização dos seus arquivos gerando insights para decisões de negócios dos clientes.

O produto traz endereços de todos os logradouros, acompanhando as mudanças provocadas pela evolução das cidades, com o surgimento de novas ruas, bairros, prédios e condomínios, e o esvaziamento de outras áreas. Os dados são atualizados a partir de uma combinação de imagens feitas por satélite com  atualizações de equipes de campo da Oi que percorrem a cidade para realizar a manutenção da rede da operadora. Grandes players globais e nacionais de geotecnologias já são clientes deste serviço. Estas empresas usam os mapas para ter o máximo de precisão em informações que influenciam em serviços como o Uber, por exemplo, que necessita de uma base de endereços detalhada para calcular viagens, localizar clientes e endereços em que eles querem ir. A Oi já obteve uma receita de R$ 30 milhões com o novo serviço, que, pelo aproveitamento das empresas que o utilizam, auxiliam a mobilidade dos moradores das grandes cidades no dia a dia.

Publicidade

Oi reforça sua rede para atender a demanda de clientes no Réveillon 2018 no Ceará e em Alagoas

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

27 de dezembro de 2017

Para atender ao crescimento do tráfego de voz e de dados nas linhas móveis durante as comemorações do Réveillon 2018, a Oi vai aumentar a capacidade das antenas de celular já instaladas na orla de Fortaleza, no Ceará, e de São Miguel dos Milagres, em Alagoas, com a instalação  temporária de estações de telefonia móvel. As pessoas que comemorarão a chegada do Ano Novo na orla de Fortaleza serão beneficiadas com o reforço da rede telefônica móvel 3G da Oi na orla e com a cobertura do Aterro da Praia de Iracema. Em São Miguel dos Milagres (AL),  será instalada uma estação móvel de telefonia móvel (COW, na sigla em inglês). Com isso, a companhia aumentará a capacidade de todas as antenas móveis da região nas tecnologias 4G, 3G e 2G.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Credores aprovam plano de recuperação judicial da Oi

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

20 de dezembro de 2017

 

 A Assembleia Geral de Credores da Oi aprovou na madrugada desta quarta-feira (20/12) o plano de recuperação judicial apresentado pela companhia. A aprovação, anunciada às 2h22 desta quarta pelo advogado Arnold Wald Filho, do escritório nomeado como administrador judicial, que presidiu a assembleia, ocorre exatamente 18 meses após a Oi protocolar na Justiça o pedido de recuperação judicial, em 20 de junho de 2016. Para o presidente da Oi, Eurico Teles, a aprovação significa que a empresa “virou uma página e começará a escrever uma nova história”. “Esse é um momento histórico para a Oi e para as telecomunicações no Brasil. Ele marca o momento em que a Oi voltará a ocupar lugar de destaque no mercado e a ser reconhecida pela importância que ela tem para o país”, afirmou.

Depois de quase 15 horas de assembleia, o plano obteve os seguintes percentuais de aprovação nas diferentes classes de credores:

– Classe 1 (trabalhista): 100% dos credores

– Classe 2 (garantia real): 100% dos credores e 100% dos créditos

– Classe 3 (quirografários): 99,56% dos credores e 72,17% dos créditos

– Classe 4 (microempresas): 99,80% dos credores

A Oi, que ao longo de todo o processo de recuperação judicial esteve aberta a negociações e manteve conversas com todas as partes envolvidas, manteve a mesma postura durante a assembleia. Quando credores solicitaram ajustes ao plano, Eurico Teles ressaltou que a companhia continuava disposta a discutir. “O melhor caminho para este plano é o negociado”, enfatizou, lembrando que só poderiam ser aceitas sugestões que fossem pertinentes e não afetassem o fluxo de caixa futuro da companhia.

A Oi cumpriu todos os ritos legais ao longo do processo de recuperação judicial e protocolou o plano na Justiça no dia 12 de dezembro, conforme determinação do juiz Fernando Vianna, da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, que nomeou Eurico Teles como “responsável pessoal para conduzir e concluir as negociações” referentes ao plano.

 

Dívida equacionada e novo patamar de investimento

O plano aprovado viabiliza um fluxo de caixa adequado para a Oi, permitindo os pagamentos da dívida remanescente e assegurando um novo patamar de investimentos. Os créditos listados na recuperação judicial da Oi totalizavam R$ 64 bilhões, que incluíam R$ 49,4 bilhões de dívida financeira – o restante englobava passivos trabalhista, de fornecedores, regulatórios e cíveis. Pelo plano, os R$ 49,4 bilhões caem para R$ 23,9 bilhões, permitindo redução de alavancagem financeira líquida, considerando valor de face da dívida, para menos de 3 vezes o Ebitda. Considerando valor de mercado da dívida, a alavancagem financeira líquida cairia para menos de 2 vezes o Ebitda. O restante dos créditos será equacionado com desconto ou alongamento de prazo na forma do plano e de acordo com a capacidade de geração de caixa da companhia – o prazo médio da dívida, por exemplo, ficará acima de 10 anos.

Com o plano, o investimento da companhia aumentará de uma média anual de R$ 5 bilhões para R$ 7 bilhões no próximo triênio. Os novos recursos serão destinados a projetos estratégicos, como expansão da fibra ótica, aumento da cobertura 4G e projetos de digitalização. O plano prevê que os recursos adicionais para investimentos virão de capitalização de R$ 4 bilhões de recursos novos e outros R$ 2,5 bilhões de recursos adicionais que podem ser buscados no mercado de capitais.

Além de garantir o fortalecimento futuro da Oi e de estar em conformidade com os mais altos padrões de governança, o plano mantém a equidade entre as partes envolvidas, sendo positivo para todos. No caso dos credores, há previsão de recuperação de crédito mesmo com o corte na dívida; no caso dos acionistas, seu valor patrimonial será preservado mesmo com a diluição de sua participação, tendo a possibilidade inclusive de aumentar o valor de seu patrimônio na companhia.

Após a aprovação do plano na Assembleia Geral de Credores, o plano agora seguirá para homologação pela Justiça. Em seguida, terá início uma série de procedimentos nos órgãos reguladores aos quais este tipo de operação está sujeito, como Anatel, Cade e CVM. A companhia avalia que se todos os trâmites seguirem conforme esperado, incluindo o aumento de capital, as diversas etapas serão concluídas no decorrer de 2018.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Oi lança Oi Conexus, blog voltado para o universo do empreendedor

Por Oswaldo Scaliotti em Novos negócios

14 de dezembro de 2017

A Oi anuncia hoje (14/12) o lançamento do Oi Conexus (http://oiconexus.oi.com.br). Voltado para empreendedores de diferentes segmentos de mercado, o blog tem como objetivo prover informações relevantes para o dia a dia do empreendedor, visando facilitar as decisões de negócios. Com atualização semanal, o espaço traz temas nas frentes de Empreendedorismo, Gestão e Tecnologia, sendo o teor dos posts essencial para aqueles que buscam informações atuais, redigidas de forma clara e simples para um fácil entendimento, desmitificando assuntos como: coworking, computação em nuvem, inteligência artificial, entre outros. O Oi Conexus também fornece dicas de gestão fazendo uso de listas, formato atualmente bastante utilizado na web.

A Oi está focada em gerar mais valor para seus clientes e para os seus negócios. O Blog Oi Conexus foi criado para facilitar a vida do empreendedor, trazendo informações valiosas para o sucesso de uma empresa. Nossa intenção com esse projeto é fazer com que as empresas de todos os portes tenham a oportunidade de crescer numa nova conjuntura do mercado, mais concorrido e que constantemente se modifica pela velocidade das novas tecnologias. Mais do que nunca, grandes, médios e pequenos empresários devem ficar atentos e se atualizar diariamente”, afirma Ariel Dascal, diretor de Digital da Oi.

A Oi tem em sua carteira cerca de 1 milhão de clientes micro e pequenas empresas, segmento estratégico para a companhia. A principal oferta direcionada às PME’s é o Oi Mais Empresas, que oferece planos de telefonia móvel incluindo dados 4G, minutos ilimitados e de telefonia fixa por um valor fixo mensal. Os clientes têm à sua disposição atendimento totalmente digital, seja pelo portal ou pelo app Oi Mais Empresas, onde é possível acessar a fatura, realizar pagamentos, verificar contas pendentes, solicitar visitas técnicas, entre outros. Atualmente, mais de 150 mil clientes se beneficiam da plataforma digital, que tem mais de 87% de satisfação entre os usuários.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti

Publicidade

Oi lança Oi Conexus, blog voltado para o universo do empreendedor

Por Oswaldo Scaliotti em Novos negócios

14 de dezembro de 2017

A Oi anuncia hoje (14/12) o lançamento do Oi Conexus (http://oiconexus.oi.com.br). Voltado para empreendedores de diferentes segmentos de mercado, o blog tem como objetivo prover informações relevantes para o dia a dia do empreendedor, visando facilitar as decisões de negócios. Com atualização semanal, o espaço traz temas nas frentes de Empreendedorismo, Gestão e Tecnologia, sendo o teor dos posts essencial para aqueles que buscam informações atuais, redigidas de forma clara e simples para um fácil entendimento, desmitificando assuntos como: coworking, computação em nuvem, inteligência artificial, entre outros. O Oi Conexus também fornece dicas de gestão fazendo uso de listas, formato atualmente bastante utilizado na web.

A Oi está focada em gerar mais valor para seus clientes e para os seus negócios. O Blog Oi Conexus foi criado para facilitar a vida do empreendedor, trazendo informações valiosas para o sucesso de uma empresa. Nossa intenção com esse projeto é fazer com que as empresas de todos os portes tenham a oportunidade de crescer numa nova conjuntura do mercado, mais concorrido e que constantemente se modifica pela velocidade das novas tecnologias. Mais do que nunca, grandes, médios e pequenos empresários devem ficar atentos e se atualizar diariamente”, afirma Ariel Dascal, diretor de Digital da Oi.

A Oi tem em sua carteira cerca de 1 milhão de clientes micro e pequenas empresas, segmento estratégico para a companhia. A principal oferta direcionada às PME’s é o Oi Mais Empresas, que oferece planos de telefonia móvel incluindo dados 4G, minutos ilimitados e de telefonia fixa por um valor fixo mensal. Os clientes têm à sua disposição atendimento totalmente digital, seja pelo portal ou pelo app Oi Mais Empresas, onde é possível acessar a fatura, realizar pagamentos, verificar contas pendentes, solicitar visitas técnicas, entre outros. Atualmente, mais de 150 mil clientes se beneficiam da plataforma digital, que tem mais de 87% de satisfação entre os usuários.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti