Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Oi

Oi leva solução de conectividade e IoT para o campo

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

18 de Abril de 2019


× Companhia firma contrato com a AMAGGI, empresa brasileira do Agronegócio com sede em Cuiabá;

× Através da conectividade e equipamentos acoplados em tratores, empresa consegue automatizar processos de plantação, cultivo e colheita de soja com foco no aumento da produtividade;

× Mercado de agrobusiness passa a ser estratégico para a companhia que possui portfolio integrado e completo de soluções digitais para o campo

A Oi passa a atuar no mercado agrobusiness levando solução de banda larga e de IoT (Internet of Things) para a AMAGGI, uma das empresas líderes do Agronegócio na América Latina, com atuação em sete países através da produção e comercialização agrícola, em logística e energia. Com projeto piloto já em atividade em uma das fazendas da companhia localizada na cidade de Sapezal, no estado de Mato Grosso, a AMAGGI traz inteligência para o seu negócio com a obtenção de informações em tempo real via solução de IoT, conectando o maquinário presente na sua lavoura à rede da Oi para melhoria de processos e aumento da qualidade na operação. Como benefícios, a AMAGGI adquire melhor gestão dos ativos espalhados em campo e a possibilidade de criar uma rede integrada de sensores e dispositivos remotos. Em fevereiro deste ano, ambas as empresas celebraram contrato, sendo a Oi responsável por fornecer e gerenciar a conectividade e os dispositivos encarregados de transmitir os dados do campo à sede da fazenda. Com isso, a Oi passa a atuar de forma estratégica no setor de Agronegócio ao fornecer soluções digitais com foco no aumento da produtividade no campo.

Com direito ao uso exclusivo da frequência 450 MHz nos estados de MT, MS, GO, DF e RS, faixa de fundamental importância para a integração da área rural brasileira ao universo do IoT visto sua melhor performance para transmissão de dados, a Oi leva conectividade à fazenda Tucunaré, da AMAGGI, uma propriedade de 87,6 mil hectares, localizada a cerca de 500 km de Cuiabá, garantindo a cobertura de 70 quilômetros de diâmetro na área de plantio. As soluções da Oi possibilitam o acesso e o envio de informações online, remotamente, para os implementos agrícolas plugados à rede, permitindo o monitoramento do comportamento e produção da plantação e colheita de soja, milho e algodão. A atuação mais ágil e proativa na prevenção de falhas e sobreposições das operações, evitando desperdícios dos recursos, o combate de pragas, a correção da acidez do solo e a manutenção de maquinários são alguns dos fatores que passam a ter visibilidade através das tecnologias implantadas pela Oi. Ao longo das safras, com uso de software para a análise de dados, a AMAGGI contará com uma massa crítica de informações para as tomadas de decisão.

“A frequência de 450 MHz nos proporciona um alcance maior, uma cobertura com raio de 70 km que, para nós, é essencial. Vai nos permitir atuar online sobre os equipamentos, visando melhorar nossa performance operacional, evitando principalmente sobreposições e falhas de operações. O que a gente está procurando com a IoT é usar ao máximo os recursos, economizar combustíveis, água e insumos, a fim de minorar o impacto da nossa operação no meio ambiente, pensando sempre na sustentabilidade em médio e longo prazo. Por isso, para nós, é tão importante a conectividade”, explica o diretor da AMAGGI Agro, Pedro Valente.

“Nosso projeto com a AMAGGI visa, sobretudo, garantir assertividade e agilidade para as tomadas de decisão que impactam no dia a dia da empresa. Obter dados somente ao fim de uma colheita já não é mais uma realidade sustentável para o setor agrícola. Sabemos que a agricultura de precisão no conceito de indústria 4.0 requer conectividade e levar a nossa solução para uma empresa responsável por uma das performances agrícolas mais expressivas do país mostra que a Oi está pronta para atuar na vanguarda da vertical do agronegócio, como provedora de soluções de TICs em um dos principais pilares da economia do nosso país”, ressalta Adriana Viali, diretora do Corporativo da Oi.

A Oi é provedora de soluções digitais integradas de TI e Telecom para o mercado corporativo. A companhia atende a 5 mil grupos entre empresas públicas e privadas, distribuídas pelo país, com soluções de Segurança, IoT, Big Data, Cloud e Data Center e Serviços Gerenciados, e serviços de dados e mobilidade.

Publicidade

Oi investe mais de R$ 190 milhões no Ceará em 2018

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

10 de Abril de 2019

A Oi investiu mais de R$ 190 milhões no Ceará em 2018, um aumento de 33% em relação ao ano anterior. A operadora implantou rede de fibra ótica em Fortaleza e lançou o 4,5G na capital e nas cidades de Maracanaú e Maranguape no último trimestre do ano, proporcionando uma melhor experiência dos serviços aos clientes. A companhia também investiu na sua rede móvel com a implantação de 217 novos sites e a modernização de outros 5 sites no Estado, no período de janeiro a dezembro de 2018. Além disso, cerca de 9 mil novas portas para o serviço de banda larga fixa foram implantadas. A Oi oferece cobertura 4G em 59 cidades do Ceará. A expansão da fibra ótica e do 4,5G são prioridades dentro do plano estratégico da companhia para 2019.

Publicidade

Oi anuncia acordo estratégico com Oracle para impulsionar transformação de TI com adoção de solução moderna de cloud privada

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

03 de Abril de 2019


Operadora irá consolidar centenas de bancos de dados em uma cloud privada Oracle, hospedada nos datacenters da Oi

Modelo contratual reduz custos operacionais e possibilita investimentos em outros pontos estratégicos da cadeia de operação da Oi é adotada de forma inédita pela Oracle

Acordo faz parte de parcerias estratégicas celebradas pela Oi com grandes empresas globais para transformação operacional

A Oi anunciou acordo estratégico com a Oracle para implementar moderna tecnologia de nuvem (cloud) em seus datacenters. A iniciativa vai promover a transformação e a modernização dos sistemas de TI (Tecnologia da Informação) da Oi, com a atualização e consolidação de centenas de bancos de dados em uma cloud privada que será instalada dentro dos datacenters da operadora. Com a parceria, a Oi pretende reduzir significativamente custos operacionais de infraestrutura, energia e espaço físico e ampliar investimentos em outros pontos estratégicos da cadeia de operação dos seus serviços de telecomunicações. É a primeira vez que a Oracle adota este modelo de parceria no mundo.

O acordo é mais um avanço na estratégia de transformação operacional da companhia, que vem realizando parcerias com grandes fornecedores globais para modernizar sua operação e acelerar o processo de digitalização da empresa. Este ano, a Oi já havia anunciado contratos com fornecedores estratégicos para expansão da rede de fibra óptica residencial e do serviço 4,5G. “Estamos realizando mais um grande movimento estruturante, desta vez com foco na modernização da nossa TI, que é uma área essencial em negócios que requerem constante atualização tecnológica, como é o nosso caso”, afirma Eurico Teles, presidente da Oi.

A Oi está presente em todo o território brasileiro, com um amplo portfólio de serviços de telecomunicações e quase 60 milhões de clientes de variados perfis de consumo, tanto no varejo quanto no mercado corporativo. Para garantir esse atendimento, a operadora dispõe de uma estrutura de TI das mais complexas do Brasil, que mantém centenas de sistemas em operação 24 horas por dia, sete dias por semana. A otimização e a simplificação dessa operação é um grande desafio para a companhia se diferenciar num mercado extremamente competitivo e em constante evolução tecnológica. Ao trazer a tecnologia da nuvem da Oracle para dentro dos datacenters da Oi, a parceria vai otimizar e simplificar a gestão de petabytes de dados e bilhões de transações processadas por dia nos sistemas da Oi, além de permitir a escalabilidade dos sistemas conforme a demanda do negócio.

A tecnologia de nuvem da Oracle, que é referência no mundo, automatiza a operação do que até então estava distribuído em centenas de servidores da Oi, ao mesmo tempo em que otimiza e aplica as últimas inovações em segurança. A migração dos sistemas da Oi para a nuvem da Oracle é uma das maiores já realizadas na América Latina e está prevista para ser concluída em até cinco anos.

“Com a parceria, a Oracle reforça ainda mais a importância da relação com a Oi apoiando constantemente a empresa rumo à transformação digital. A iniciativa conjunta concretiza a missão da Oracle de transformar o mundo por meio da inovação, além de levar serviços inovadores para os clientes da operadora ”, completa Rodrigo Galvão, presidente da Oracle do Brasil.

Publicidade

Oi busca parceiros de negócios para abertura de novas franquias em todo o Brasil

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de Março de 2019

 

Com o objetivo de ampliar sua atuação no mercado nacional e estar cada vez mais próxima dos clientes, a Oi está oferecendo vantagens competitivas como a menor taxa do mercado e isenção de royalties por 12 meses para a abertura de novas lojas . A empresa garante ainda a capacitação do novo franqueado no padrão Oi de operação, que pode abrir seu negócio com investimento inicial a partir de R$ 65 mil.

Hoje a Oi tem 200 lojas próprias que testam e aprovam o modelo de negócios da empresa, replicado atualmente em cerca de 600 lojas operadas por parceiros. O objetivo da companhia é crescer a rede em pelo menos 15% em 2019 e manter o ritmo de crescimento no próximo ano. Para divulgar os diferenciais da proposta de franquia, a Oi aprimorou seu hotsite e nele oferece um passo a passo do processo de abertura de loja para potenciais empreendedores. “A Oi ajuda o novo parceiro desde o momento em que ele demonstra o interesse no negócio até a abertura da loja, oferecendo todo o suporte operacional para que seja uma parceria de sucesso. O tempo médio de retorno do investimento é de 2 anos, considerado muito bom no mercado”, diz Bernardo Winik, diretor Comercial da Oi.

As oportunidades estão disponíveis em diversas regiões do país, oferecendo 3 modelos de franquias – quiosques, lojas de rua e lojas de shoppings. O diretor ressalta que a escolha do ponto comercial é uma das questões primordiais para garantir o bom desempenho da nova franquia.

“Importante ser analisado o local (fluxo de pessoas), a dimensão (espaço interno da loja que permita circulação para as etapas do processo de vendas) e os custos (deve ser adequado ao faturamento esperado)”, completa Winik. A Oi oferece ainda material para o PDV e propaganda gratuitos, além de uma equipe permanente de suporte à disposição do parceiro, através de um gestor de conta.

Saiba mais, acesse: www.oi.com.br/franquias

Publicidade

Presidente da República inaugura sistema de telecomunicações operado pela Oi na estação brasileira na Antártica

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

12 de Março de 2019

created by dji camera


Videoconferência entre Brasil e Antártica marca inauguração do serviço, que foi viabilizado a partir de acordo de cooperação celebrado entre a Marinha do Brasil e a operadora

Em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro inaugurou hoje os novos serviços de telecomunicações da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF). A cerimônia contou com a participação de representantes da Marinha do Brasil e da Oi, que oficializaram um novo acordo de cooperação para ampliar e modernizar os serviços de telecomunicações prestados pela operadora na Antártica. O evento foi marcado por uma videoconferência em que o presidente se conectou do Palácio do Planalto com a estação brasileira na Antártica.

Os cientistas e militares brasileiros que atuam na Antártica passam a dispor agora de internet fixa de alta velocidade (que permite transmitir dados, fazer videoconferências e ligações); rede móvel com conexão 4G; acesso wi-fi distribuído por todas as instalações da estação; e sistema de recepção de sinal de TV.

Os sistemas de telecomunicações viabilizam a troca de dados entre as pesquisas de campo na Antártica e as instituições brasileiras que as apoiam, contribuindo para o programa científico que o Brasil realiza na região e abrange desde estudos sobre mudanças climáticas a pesquisas em biotecnologia que promovem avanços na medicina e na agricultura. Além disso, o serviço atenua a sensação de isolamento ao possibilitar videochamadas com qualidade pelo celular aos brasileiros que passam mais de 365 dias ininterruptos trabalhando em condições climáticas adversas na região mais gelada do planeta, cujas temperaturas podem chegar a -40ºC no inverno.

“A estrutura proporcionada pela Oi na Antártica permite o fornecimento de serviços integrados de voz, dados, internet, telefonia móvel e solução para recepção de sinal de TV. A operadora modernizou a estação terrena de satélite para garantir a conectividade dos pesquisadores instalados na estação e os centros de pesquisa e universidades em território brasileiro, conferindo a agilidade necessária à atividade acadêmica. Adicionalmente, essa nova infraestrutura possibilitará o monitoramento remoto dos equipamentos vitais, incrementando a segurança operacional da estação, a ligação à rede corporativa da Marinha, para as atividades administrativas, bem como a comunicação dos habitantes da EACF com seus familiares, fator preponderante para o convívio em condições adversas e regiões inóspitas”, afirma o Contra-Almirante Sérgio Gago Guida, Secretário da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar e Gerente do Programa Antártico Brasileiro.

“Instalamos na estação brasileira na Antártica equipamentos de última geração que permitirão uma conexão de qualidade com o Brasil. Investimos em materiais especiais, como nossas antenas, que possuem sistema anticongelante e são produzidas pelo mesmo fabricante de aviões, submarinos e veículos militares. Nossa equipe trabalhou intensamente no local para disponibilizar uma rede moderna e compatível com o que oferecemos no Brasil”, explica o presidente da Oi, Eurico Teles.

Técnicos da Oi viajaram para a Antártica em janeiro deste ano para implantar uma infraestrutura de telecomunicações especialmente adaptada para suportar as condições climáticas extremas do local, como ventos de até 200 km/h, tempestades frequentes de neve e temperaturas baixíssimas – o recorde de temperatura negativa no planeta foi registrado na Antártica: -94,7º Celsius. O acordo de cooperação entre a Marinha do Brasil e a Oi prevê ainda o treinamento e qualificação anuais dos militares componentes do Grupo-Base, que permanecem na Estação por mais de um ano, para a operacionalização do sistema e a manutenção dos equipamentos de telecomunicações. Além disso, a Oi realizará a revisão e manutenção preventiva dos equipamentos instalados naquela estação.

Além do presidente Jair Bolsonaro, participaram da videoconferência:

Ministro da Defesa, General de Exército Fernando Azevedo e Silva;

Ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), General de Exército Augusto Heleno;

Ministro do MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações), Marcos Pontes;

Ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni;

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles;

Ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner de Campos Rosário;

Comandante da Marinha do Brasil, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Jr.;

Diretor-Geral do Material da Marinha do Brasil, Almirante de Esquadra Luiz Henrique Caroli;

Chefe de Assuntos Estratégicos do Ministério da Defesa, Almirante de Esquadra Claudio Portugal de Viveiros;

Presidente da Oi, Eurico Teles;

Presidente da Anatel, Leonardo de Morais.

Estação Antártica Comandante Ferraz

A EACF foi inaugurada em fevereiro de 1984 e desde então contribui para o desenvolvimento de um programa estratégico de pesquisas científicas, que permite ao Brasil estudar o impacto das mudanças ambientais globais na Antártica e suas consequências para o País e o mundo. Alterações como o aumento da temperatura da Terra (efeito estufa), o buraco na camada de ozônio e o aumento do nível dos oceanos são alguns dos fatores pesquisados na Antártica. Além da importância científica, a EACF dá ao Brasil direito a uma participação ativa na tomada de decisões relativas ao futuro da região antártica. Após a conclusão das obras, a nova EACF terá 4.500 metros quadrados com 226 contêineres e 18 laboratórios, sendo 14 laboratórios na parte interna da Estação e 4 fora do prédio principal.

A Oi na Antártica

A Oi fornece serviços de telecomunicações à Estação Antártica Comandante Ferraz – EACF desde 2006, quando assinou o primeiro acordo de cooperação para fornecer serviço de voz. Em dezembro de 2012, um novo acordo foi assinado para reestabelecer o serviço de telecomunicações na EACF após a ocorrência de um incêndio em fevereiro do mesmo ano. O acordo integrou serviço de voz, dados, internet e recepção de TV e foi inaugurado com uma videoconferência entre o CGR (Centro de Gerenciamento de Rede) da Oi, no Rio de Janeiro, e a estação na Antártica. Com o acordo de cooperação oficializado hoje, a Oi amplia e moderniza os serviços de telecomunicações prestados à EACF, o que vai garantir mais eficiência e agilidade na comunicação entre a Antártica e o Brasil.

Publicidade

Oi reforça rede de telefonia móvel para o Carnaval 2019

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

01 de Março de 2019

A Oi vai reforçar a cobertura móvel em diversos pontos de concentração de foliões durante o Carnaval 2019. Em todo o Brasil, diversas localidades terão aumento na capacidade de cobertura, principalmente em regiões litorâneas, através da implantação de estações de Rádio Base Móvel (ERB) , instalação de sites indoor ou incremento de capacidade de sites – locais onde são instaladas as antenas de telefonia móvel.

Além dos municípios de Aquiraz (Prainha) e Aracati (Majorlândia, Canoa Quebrada e Centro), no Ceará, locais de grande concentração de blocos e pessoas nas cidades Tramandaí (RS), Penha (SC), Garopaba (SC), Itapema (SC), Bombinhas (SC), Guarapari (Es), Salvador (BA), Itamaracá (PE), Campo Grande (MS), entre outros, serão beneficiados pelo reforço de cobertura da OI.

Publicidade

Oi tem novo diretor de Produtos, Mobilidade e Conteúdo

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

15 de Fevereiro de 2019


A Oi apresenta Diogo Monteiro Câmara como diretor de Produtos, Mobilidade e Conteúdo. O executivo chega para apoiar a companhia em sua estratégia de aceleração do negócio de mobilidade, além do reposicionamento do portfólio móvel. Diogo recebe também a missão de introduzir e desenvolver novos produtos e serviços para clientes dos segmentos móvel, fixo e empresarial.

Engenheiro por formação e com pós-graduação e MBA em Gestão Empresarial pela UFRJ, Diogo tem mais de 14 anos de experiência na indústria de telecomunicações e recentemente ocupou o cargo de Diretor de Marketing para o segmento de pequenas e médias empresas da TIM Brasil.

A área de Produtos, Mobilidade e Conteúdo se reporta diretamente para a diretoria de Marketing do Varejo e Empresarial, liderada por Rogério Takayanagi, e terá como foco a rentabilização do negócio, para contribuir com a estruturação da empresa em sua nova fase de investimentos.

Publicidade

E-biling da Oi para clientes corporativos supera a marca de 70%

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

04 de Fevereiro de 2019

Provedora de soluções digitais para o mercado B2B, a Oi encerra 2018 com resultado expressivo no indicador de e-billing, serviço de emissão de fatura digital da companhia. A funcionalidade atingiu a marca de 74% de páginas das contas emitidas apenas no ambiente digital em dezembro do ano passado para o mercado de grandes empresas, o que resulta em um aumento de mais de 70% no comparativo com dezembro de 2017.

A Oi vem investindo nas contas online com o objetivo de aprimorar a experiência dos clientes e garantir maior eficiência operacional, depois de obter resultados positivos da iniciativa com os clientes do Varejo. A companhia lançou em 2017 a opção de e-billing para as grandes corporações e, desde então, mais de 39 mil clientes aderiram ao serviço.

Publicidade

Prefeitura de Niterói amplia sua rede de vídeo monitoramento em parceria com a Oi 

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de Janeiro de 2019

  • Centro Integrado de Segurança Pública expande a quantidade de dispositivos de segurança e alcança 400 equipamentos distribuídos pela cidade;
  • Além de oferecer a conectividade, Oi é responsável pela manutenção, configuração e suporte das câmeras e gerenciamento da plataforma de monitoramento 

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), órgão da Secretaria de Ordem Pública de Niterói (RJ), reforça a segurança da cidade com a parceria da Oi para a implantação e monitoramento de 400 câmeras de segurança entre fixas, móveis, de leitura de placas e mais 80 botões de alerta, equipamento que envia mensagens e imagens em tempo real ao servidor de gerenciamento. O projeto, que tem como foco garantir a integridade do cidadão niteroiense, conta com a prestação de serviços da Oi que disponibiliza também rede de dados para o uso do processo de configuração e manutenção do sistema de conectividade do monitoramento urbano do CISP, que integra a polícia militar, polícia civil, guarda municipal e polícia rodoviária federal em uma mesma plataforma.

“Sem a solução integrada de TI e dados oferecida pela Oi teríamos o policial e o guarda municipal trabalhando em ruas cegas. Ela nos permite identificar as localidades dos delitos a partir das denúncias que nos chegam por meio da nossa Central de Atendimento 153. O monitoramento assertivo, em muitos casos, evita o crime. A qualidade do time de gestão e a confiabilidade da rede da companhia nos dá segurança para a prestação do serviço”, revela Cel. Gilson Chagas, Secretário de Ordem Pública de Niterói.

O projeto arrojado de melhoria de segurança pública de Niterói tem sinalizado resultados positivos, principalmente para a população. A iniciativa é reconhecida como case de sucesso ao oferecer solução integrada de dados e vídeo-monitoramento.  “O serviço prestado hoje pelo CISP tem atraído diversas prefeituras e órgãos públicos de outros estados nas esferas estadual e federal para conhecer as soluções, as ferramentas de controle, despachos das viaturas e monitoramento da cidade. Diante da nossa realidade, a gente pretende estender a parceria com a Oi para outras secretarias do governo municipal”, frisa o secretário.

Com o crescimento do projeto de vídeo monitoramento, o Centro Integrado de Segurança Pública reforçou também a estrutura de sua Central de Atendimento 153 ampliando de uma para três estações de atendimento. O canal funciona 24 horas e dá tratamento aos temas de ordem pública, resgate de animais, crimes, assistência social entre outros temas.

“O compromisso da Oi com a Secretaria de Ordem Pública de Niterói é oferecer nosso serviço de acompanhamento contínuo e funcionamento ininterrupto das câmeras de segurança espalhadas por toda cidade contribuindo com uma estrutura de segurança mais robusta e eficiente com benefícios diretos para a população. A Oi é referência no desenvolvimento e entrega de soluções modulares e integradas para a Segurança Pública do país. Além de Niterói, estamos presentes no CIOSP de Sergipe, Governo de Pernambuco e 190 no Rio de Janeiro”, ressalta Karin Camba, diretora de Negócios Corporativos do Rio de Janeiro.

Com a intenção de melhorar cada vez mais a qualidade de segurança da cidade, a Prefeitura adota o programa Pacto Niterói Contra à Violência que envolve toda a sociedade na busca de condições mínimas de segurança e ordem pública. Entre os objetivos do Pacto está a retomada da rotina saudável de convivência dos niteroienses. “Temos um longo caminho a trilhar, mas a certeza de que estamos avançando a cada dia”, finaliza Gilson Chagas.

A Oi é referência em inovação ao desenvolver soluções digitais integradas de TI e Telecom para o mercado corporativo. A companhia atende a 5 mil grupos entre empresas públicas e privadas, distribuídas pelo país, com soluções de Segurança, IoT, Big Data, Cloud e Data Center e serviços de dados e mobilidade.

Publicidade

Assistente Virtual da Oi alcança 600 mil atendimentos

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

14 de dezembro de 2018

 

  • Atendimento por WhatsApp aumenta leque de opções digitais da Oi

  • Serviço auxilia nas necessidades do dia a dia dos clientes, como informações sobre conta e suporte técnico

Lançado em fevereiro, o assistente virtual (chatbot) da Oi acaba de atingir 8 milhões de mensagens e 600 mil atendimentos. O serviço, que pode ser acessado via WhatsApp, web e Messenger fornece dados para pagamento da fatura dos produtos (Fixo, Banda Larga, Pós e Oi Total) e soluções de suporte técnico para clientes de telefonia e banda larga fixas. A solução chegou ao patamar de 85 mil atendimentos por mês, com mais de 78% de satisfação dos clientes.

Além disso, 94% dos clientes que buscaram os dados de pagamento através do assistente virtual não ligaram para o call center. A solução de assistente virtual da Oi utiliza inteligência artificial e foi criada para entender as necessidades dos clientes e prover uma experiência digital diferenciada de atendimento nos mais variados canais.

WhatsApp

Há quatro meses, a Oi ampliou o assistente virtual para atendimento via WhatsApp, no número (31) 3131-3131.  É mais um canal da Oi para facilitar o dia a dia das pessoas, dentro do processo de transformação digital no relacionamento com os clientes Oi. Para interagir com o assistente virtual da Oi no WhatsApp, o cliente precisa apenas adicionar o contato da conta verificada da operadora na sua agenda: (31) 3131-3131 e iniciar uma conversa enviando um “Oi”.

No último dia 12 de novembro foi iniciado também o envio de mensagens através do WhatsApp para que o cliente possa controlar o seu agendamento de visitas técnicas. Através do WhatsApp, o cliente é informado sobre a visita técnica agendada – seja para instalação ou reparo – e pode confirmar, cancelar ou reagendar em poucos passos. Novas funcionalidades serão implantadas nesse canal em breve.

Entenda o que o Bot faz

Conversando com o assistente virtual, os clientes Banda Larga, Fixo, Pós e Oi Total conseguem pegar o código de barras da sua conta, saber valor e a data de vencimento, e ainda solicitar o recebimento mensal desses dados por WhatsApp ou email. Além disso, clientes Fixo e Banda Larga também podem contar com atendimento de suporte técnico, no qual o assistente virtual fará consultas sistêmicas para identificar se há bloqueios na linha ou informar o status de um reparo.

Para conhecer um pouco mais acesse www.oi.com.br/assistentevirtual

Publicidade

Assistente Virtual da Oi alcança 600 mil atendimentos

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

14 de dezembro de 2018

 

  • Atendimento por WhatsApp aumenta leque de opções digitais da Oi

  • Serviço auxilia nas necessidades do dia a dia dos clientes, como informações sobre conta e suporte técnico

Lançado em fevereiro, o assistente virtual (chatbot) da Oi acaba de atingir 8 milhões de mensagens e 600 mil atendimentos. O serviço, que pode ser acessado via WhatsApp, web e Messenger fornece dados para pagamento da fatura dos produtos (Fixo, Banda Larga, Pós e Oi Total) e soluções de suporte técnico para clientes de telefonia e banda larga fixas. A solução chegou ao patamar de 85 mil atendimentos por mês, com mais de 78% de satisfação dos clientes.

Além disso, 94% dos clientes que buscaram os dados de pagamento através do assistente virtual não ligaram para o call center. A solução de assistente virtual da Oi utiliza inteligência artificial e foi criada para entender as necessidades dos clientes e prover uma experiência digital diferenciada de atendimento nos mais variados canais.

WhatsApp

Há quatro meses, a Oi ampliou o assistente virtual para atendimento via WhatsApp, no número (31) 3131-3131.  É mais um canal da Oi para facilitar o dia a dia das pessoas, dentro do processo de transformação digital no relacionamento com os clientes Oi. Para interagir com o assistente virtual da Oi no WhatsApp, o cliente precisa apenas adicionar o contato da conta verificada da operadora na sua agenda: (31) 3131-3131 e iniciar uma conversa enviando um “Oi”.

No último dia 12 de novembro foi iniciado também o envio de mensagens através do WhatsApp para que o cliente possa controlar o seu agendamento de visitas técnicas. Através do WhatsApp, o cliente é informado sobre a visita técnica agendada – seja para instalação ou reparo – e pode confirmar, cancelar ou reagendar em poucos passos. Novas funcionalidades serão implantadas nesse canal em breve.

Entenda o que o Bot faz

Conversando com o assistente virtual, os clientes Banda Larga, Fixo, Pós e Oi Total conseguem pegar o código de barras da sua conta, saber valor e a data de vencimento, e ainda solicitar o recebimento mensal desses dados por WhatsApp ou email. Além disso, clientes Fixo e Banda Larga também podem contar com atendimento de suporte técnico, no qual o assistente virtual fará consultas sistêmicas para identificar se há bloqueios na linha ou informar o status de um reparo.

Para conhecer um pouco mais acesse www.oi.com.br/assistentevirtual