Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Museu da Indústria

Museu da Indústria lança edital de ocupação do equipamento

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

18 de Fevereiro de 2019

O Museu da Indústria, ligado ao Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), abriu na última sexta-feira (15/2) inscrições para o primeiro edital de ocupação do equipamento. O objetivo é selecionar projetos artísticos e culturais para integrarem a sua pauta de programação. É aberto a propostas focadas na memória, na inovação e na economia criativa e engloba inclusive colóquios, seminários, oficinas, lançamentos de produtos culturais, entre outros. A ideia do edital é diversificar e ampliar o público visitante do museu. As inscrições são gratuitas e ficarão abertas até 31/3/19. Confira o edital e a ficha de inscrição AQUI.

Por tratar-se de um edital de ocupação, não será feito qualquer desembolso financeiro aos selecionados. Os contemplados terão direito à utilização, sem custos, do espaço por tempo determinado (curta duração com apresentação única ou pequenas temporadas), dos equipamentos de projeção, som e iluminação que compõem o patrimônio do museu, e dos canais de comunicação do Sistema FIEC para potencializar a divulgação das ações a serem realizadas no lugar.

As propostas podem ser enviadas por artistas, produtores, curadores, grupos, coletivos e realizadores que compõem as cadeias criativa, produtiva e mediadora das diversas linguagens artísticas e dos segmentos do campo cultural local, regionais e nacionais. Os projetos selecionados deverão ser realizados entre os dias 1º de maio de 2019 e 30 de abril de 2020.

Sobre o Museu da Indústria

Inaugurado em 2014, o Museu da Indústria tem ganhado cada vez mais espaço nas programações culturais e educativas da cidade. Em 2018, 18.050 pessoas já passaram pelo equipamento, que tem a proposta de valorizar e preservar as memórias de cinco séculos de desenvolvimento da história industrial cearense, em um espaço igualmente aberto aos novos tempos de inovação, tecnologia e conhecimento.

Sobre o SESI

O Serviço Social da Indústria – SESI Ceará tem a missão de contribuir para a qualidade de vida do trabalhador e para o incremento da competitividade da indústria do Estado do Ceará, por meio de soluções em saúde, educação e cultura. O SESI faz parte do Sistema FIEC, junto com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI Ceará, o Instituto Euvaldo Lodi – IEL Ceará e o Centro Internacional de Negócios.

Serviço:
Edital de ocupação do Museu da Indústria
Inscrições de 15/2 a 21/3 de 2019
Confira o edital AQUI

Publicidade

Museu da Indústria realiza Ceará Design Week em março

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

13 de Fevereiro de 2019

Para refletir a natureza única dos criativos processos industriais cearenses e integrar a comunidade local com o que há de melhor na indústria brasileira e internacional, o Museu da Indústria, equipamento do Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), realiza entre 27 e 31/3 o Ceará Design Week (CDW). Em breve, serão divulgadas informações sobre inscrições e programação.

Primeira iniciativa do gênero no Ceará, será composta de exposições no Museu da Indústria com mostras paralelas espalhadas pela cidade, além de seminários, oficinas, lançamento de produtos e livros. Na programação, haverá espaço para projetos inovadores de universidades e mostra de produtos de indústrias locais. No eixo de formação, trará ao Ceará diversos nomes do design nacional contemporâneo, que comporão os seminários com profissionais locais.

Temas como design industrial consolidado, design sustentável, a inventividade cearense e design afetivo, entre outros, dão o tom do evento, além de tratar sobre a vocação do Ceará para a inovação.

O evento conta com apoio do Sebrae Ceará, e é destinado aos sindicatos filiados à Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), empresas, associação de designers, universidades, espaços culturais, lojas, galerias, ateliês e restaurantes.

Acompanhe as novidades do evento no Facebook e instagram (@cearadesignweek)

Publicidade

Museu da Indústria bate recorde com mais de 18 mil visitações este ano

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

05 de dezembro de 2018

O Museu da Indústria, equipamento do Serviço Social da Indústria – SESI Ceará, bateu recorde de visitações em 2018. Até o momento, 18.050 pessoas passaram pelas exposições que estiveram em cartaz este ano no prédio centenário, localizado no Centro de Fortaleza. Inaugurado em 2015, o Museu da Indústria tem ganhado cada vez mais espaço nas programações culturais e educativas da cidade. A sua proposta é valorizar e preservar as memórias de cinco séculos de desenvolvimento da história industrial cearense em um espaço igualmente aberto aos novos tempos de inovação, tecnologia e conhecimento.

Relembre as exposições que passaram este ano pelo Museu da Indústria:

Exposição “Carnaúba – Árvore da vida” (em cartaz)

A exposição “Carnaúba – Árvore da vida” conta a história da planta símbolo do Ceará, seus usos e seu papel no desenvolvimento do Estado desde a década de 1940. A exposição conta em painéis de imagens, textos, expositores e maquetes, a importância da carnaúba para os cearenses. Ela passa por aspectos botânicos, geográficos e históricos para valorizar a carnaúba como símbolo do estado e fortalecer o sentimento de pertencencimento dos cearenses com seu patrimônio histórico e natural.

A exposição traz aspectos biológicos, o beneficiamento da planta, o processo de transformação do pó em cera, os instrumentos utilizados, as tonalidades, o valor econômico e os cearenses que se destacaram neste setor.  “Carnaúba – Árvore da vida” reconta a longa história da SC Johnson com o Brasil, que teve início quando H.F. Johnson Jr., líder da terceira geração da família, desembarcou em Fortaleza em busca de uma reserva permanente da cera de carnaúba, matéria-prima dos produtos da empresa na época. A viagem começou na sede da SC Johnson em Racine, Wisconsin. Dois anos depois, a companhia abriu sua primeira fábrica no Brasil e se tornou a primeira empresa a refinar a cera de carnaúba – além disso, a SC Johnson passou a ser a primeira fabricante no Brasil a financiar e incentivar pesquisas sobre a árvore da carnaúba.

Exposição “A Intenção e o Gesto”

A exposição “A Intenção e o Gesto” esteve em cartaz até 1º de julho, como parte da programação do Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas. A exposição integrou o projeto Arte e Indústria, iniciativa que homenageia artistas com processos de criação relacionados à produção industrial. Em sua terceira edição, o projeto teve a curadoria de Marcus Lontra e reúne trabalhos do artista Sérvulo Esmeraldo, homenageado pelo Prêmio este ano, e de mais 10 artistas contemporâneos que dialogam com sua produção.

As visitas eram mediadas por educadores e contemplaram ainda atividades chamadas de ações poéticas, em que o público experimentava o fazer artístico a partir das impressões das exposições.

Exposição “História da Industrialização do Ceará”

Quem visitou o Museu da Indústria no primeiro semestre do ano conheceu a exposição de longa duração “História da Industrialização do Ceará”, que estava em cartaz desde a inauguração do prédio. A exposição era um convite a uma viagem no tempo, mostrando a rica e fascinante história da industrialização cearense, iniciada com o ciclo do couro até os dias atuais. No acervo físico da exposição, era possível encontrar uma máquina de costurar couro, peça de engrenagem de moinho e uma balança de algodão do século XIX.

Sobre o SESI

O SESI Ceará tem a missão de contribuir para a qualidade de vida do trabalhador e para o incremento da competitividade da indústria do Estado do Ceará, por meio de soluções em cultura, saúde e educação. O SESI faz parte do Sistema FIEC, junto com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI Ceará, o Instituto Euvaldo Lodi – IEL Ceará e o Centro Internacional de Negócios.

HORÁRIOS DE VISITAÇÃO NO MUSEU DA INDÚSTRIA
Terça-feira a sábado: 9h às 17h (com acesso até às 16h30),
Domingo: 9h às 13h (com acesso até às 12h30).
Endereço: Rua Dr. João Moreira, 143 – Centro – Fortaleza – Ceará
Telefone: (85) 3201.3901
Publicidade

Últimos dias da Exposição A Intenção e o Gesto no Museu da Indústria

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

27 de junho de 2018

A exposição A Intenção e o Gesto, parte da programação do Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas, segue até dia 1/7, no Museu da Indústria e Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC|CE), localizado no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC). A premiação é considerada a mais importante iniciativa do gênero no país. Os dois espaços receberão três exposições, todas com entrada franca.

A exposição A Intenção e o Gesto integra o projeto Arte e Indústria, iniciativa que homenageia artistas com processos de criação relacionados à produção industrial. Em sua terceira edição, o projeto tem a curadoria de Marcus Lontra e reúne trabalhos do artista Sérvulo Esmeraldo, homenageado pelo Prêmio este ano, e de mais 10 artistas contemporâneos que dialogam com sua produção: Almandrade, Ana Maria Tavares, Angelo Venosa, Arthur Lescher, Delson Uchoa, Hildebrando de Castro, Guto Lacaz, Iran do Espírito Santo, Jaildo Marinho, Raul Córdula e Paulo Pereira.

O MAC|CE recebe a mostra com os trabalhos dos cinco artistas vencedores da sexta edição do Prêmio: Daniel Lannes (RJ), Fernando Lindote (SC), Jaime Lauriano (SP), Pedro Motta (MG) e Rochelle Costi (SP); e a exposição Verzuimd Braziel – Brasil Desamparado, do curador premiado Josué Mattos, que reúne trabalhos dos artistas André Parente, Anna Bella Geiger, Carla Zaccagnini, Cildo Meireles, Clara Ianni, Dalton Paula, Daniel Jablonski e Camila Goulart, Daniel Santiago, Ivan Grilo, Lourival Cuquinha, Regina Parra, Regina Silveira, Santarosa Barreto, Thiago Honório, Thiago Martins de Melo e Vitor Cesar.

O Prêmio é uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), do Serviço Social da Indústria (SESI), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). Em Fortaleza, a exposição tem o apoio da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

6º Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça Para as Artes Plásticas

Visitação gratuita: Até 1/7

Museu da Indústria
(Rua Dr. João Moreira, 143 – Centro)
De terça-feira a sábado, das 9h às 17h; domingos, das 9h às 13h.

Museu de Arte Contemporânea do Ceará
Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
(Rua Dragão do Mar 81, Praia de Iracema)
De terça a sexta-feira, das 9h às 19h (último acesso às 18h30); sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (último acesso às 20h30).

Publicidade

Prêmio Marcantonio Vilaça chega ao Museu da Indústria com exposição em homenagem a Sérvulo Esmeraldo

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

03 de Abril de 2018

A Exposição “A Intenção e o Gesto” do Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas chega em maio ao Museu da Indústria, equipamento do Serviço Social da Indústria (SESI Ceará). A exposição faz parte do Projeto Arte e Indústria, que acontece pela terceira vez em paralelo ao Prêmio. Nesta edição, o destaque é o escultor, gravador, ilustrador e pintor cearense Sérvulo Esmeraldo.

A mostra reúne trabalhos de Sérvulo e de mais 10 artistas contemporâneos que dialogam com sua produção – Almandrade, Ana Maria Tavares, Angelo Venosa, Arthur Lescher, Delson Uchoa, Hildebrando de Castro, Guto Lacaz, Iran do Espírito Santo, Jaildo Marinho, Raul Córdula e Paulo Pereira. O Prêmio vem a Fortaleza de forma itinerante, após ter passado por Goiás. Depois, segue para Rio de Janeiro e Florianópolis.

O Projeto Arte e Indústria homenageia artistas cujos processos de criação e produção estão relacionados à produção industrial. Nas duas primeiras edições, os destaques foram Abraham Palatnik e Amélia Toledo.

Sérvulo Esmeraldo

Nasceu em 27 de fevereiro de 1929, no Crato, CE. Aos treze anos realiza a sua primeira xilogravura. Em 1950 compõe com Goebel Weyne o núcleo jovem da Sociedade Cearense de Artes Plásticas – SCAP, em Fortaleza. Transfere-se para São Paulo em 1951. Em 1957, realiza a primeira individual, 39 gravuras de Sérvulo Esmeraldo no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Ganha bolsa de estudos do governo francês. Reside na França até 1979. Na década de 1960 começa suas incursões no campo da arte cinética, fazendo objetos com ímãs, eletroímãs e por gravidade. Retorna definitivamente a Fortaleza em 1980, que hoje abriga esculturas monumentais, cerca de quarenta obras de sua autoria. Com diversas exposições realizadas e participação em importantes salões, bienais e outras mostras coletivas no Brasil e no exterior, sua obra faz parte do acervo dos principais museus do país e de coleções públicas e privadas. Faleceu em Fortaleza, aos 87 anos, em 2017.

Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas

É considerado um dos mais tradicionais prêmios de arte contemporânea do país. A cada edição, o prêmio contempla cinco artistas que, além de receberem uma bolsa de trabalho no valor de R$50mil, são acompanhados por um crítico ou curador de arte durante um ano e têm suas obras apresentadas em exposições itinerantes e publicadas em um catálogo sobre o Prêmio.

A partir da 5a edição (2015-2016), foi criada a categoria curador, na qual curadores recebem uma bolsa de R$25mil e têm seus projetos expositivos realizados e apresentados nas exposições itinerantes do Prêmio. Junto com as exposições, é realizado um programa educativo que, por meio de programas de formação, cursos, ateliês e da produção de um material educativo, busca aproximar e favorecer as trocas entre os diversos públicos que visitam as exposições do Prêmio.

Publicidade

Exposição ‘Diário Gráfico’ marca inauguração da sede Centro do IAB-CE, no prédio do Museu da Indústria

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de Março de 2018

A sede Centro do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Ceará (IAB-CE) será inaugurada no dia 15/3, às 19h, na Rua Dr. João Moreira, 143 – Centro, na Casa Anexa do Museu da Indústria, equipamento do Serviço Social da Indústria (SESI Ceará). A inauguração será marcada pela abertura da exposição “Diário Gráfico”, do desenhista, arquiteto e urbanista, Áureo Castelo Branco, inaugurando a Galeria da Casa Anexa; e pela palestra dos arquitetos Domingos Linheiro e Antônio Rocha, responsáveis pelo restauro do prédio do Museu da Indústria.

A exposição apresenta 61 desenhos de Fortaleza, Ceará, Piauí, Paraíba, Pernambuco, Curitiba e Minas Gerais. Os desenhos de Áureo, mais que desenhos, dão ciência da importância da vivência de um olhar curioso da cena cotidiana, de seus coloridos, nuances e movimentos, em que o ele se coloca como espectador e parte do espetáculo que tem diante de si. A exposição tem curadoria de Fernanda Rocha, arquiteta, urbanista, professora e pesquisadora da Universidade de Fortaleza (Unifor), admiradora das artes e do trabalho dos colegas de profissão, que se dedicam a retratar suas paisagens vivenciadas. A exposição permanece em cartaz até 15 de Julho.

O prédio que abriga o Museu da Indústria, bem como a Casa Anexa, foram completamente restaurado para inauguração do equipamento, em 2014. Imperioso desde sua construção, o edifício foi erguido no final do século XIX, ainda durante o governo de Dom Pedro II. Sediou a Sociedade União Cearense, primeiro clube da capital e ponto de encontro da sociedade cearense de então; Grande Hotel do Norte; sede dos Correios, dos idos de 1895 a 1935; e ainda sede da The Ceará Tramway Light & Power Co. Ltda., empresa inglesa de energia que controlava a distribuição de energia elétrica e iluminação pública e ainda controlava o serviço de bondes a tração elétrica de Fortaleza. Foi tombado pelo Governo do Estado em 1995, através do decreto n. 23.829, de 29.08.1995 e comprado pelo SESI em 2001, passando por uma restauração a partir de 2005. O espaço que será ocupado pelo IAB-CE foi cedido pelo Sistema FIEC em regime de comodato.

Sobre o SESI Ceará
O Serviço Social da Indústria (SESI Ceará) tem a missão de contribuir para o aumento da produtividade do trabalhador e para o incremento da competitividade da indústria do Estado do Ceará, por meio de soluções em saúde, qualidade de vida e educação. O SESI faz parte do Sistema FIEC, junto com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial  (SENAI Ceará), o Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) e o Centro Internacional de Negócios.

Serviço:
Abertura da Exposição ‘Diário Gráfico’ e palestra dos arquitetos Domingos Linheiro e Antônio Rocha na inauguração da sede Centro do IAB-CE
Data: 15/3, às 19h
Local: Casa Anexa do Museu da Indústria, entrada pelo Museu – (Rua Dr. João Moreira, 143 – Centro)
Horário de funcionamento: Até 15 de Julho – Terça a Sábado: 9h às 17h e Domingo: 9h às 13h

Publicidade

Museu da Indústria realiza mesa redonda, oficina e peça teatral gratuitas na Primavera de Museus

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

04 de setembro de 2017

O Museu da Indústria realiza, entre os dias 19/9 e 24/9, no âmbito da Primavera dos Museus, uma mesa redonda, uma oficina e uma peça teatral. Os eventos são abertos ao público e gratuitos. A Primavera de Museus acontece em todo país, anualmente, no período de início da estação. O tema desse ano é Museus e Suas Memórias.

A mesa redonda “Um edifício muitas histórias: o prédio do Museu da Indústria e a Fortaleza do século XIX” acontece no dia 19/9, de 14h30 às 16h30. No dia 23/9, de 13h às 17h, acontece a oficina de xilogravura com o Mestre João Pedro, autor da coleção “Xilogravuras Indústria Cearense”. As inscrições podem ser feitas AQUI. A programação é encerrada no dia 24/9, às 10h, com a exibição da peça teatral “Do Siará ao Ceará: uma expedição poética pela industrialização”, e a inscrição pode ser feita AQUI.

Primavera de Museus

De 18 a 24 de setembro, acontece a 11ª Primavera dos Museus. Nessa edição, mais de 900 museus de todo o país oferecem ao público 2.500 atividades especiais, como visitas mediadas, palestras, oficinas, exibição de filmes, entre outras programações. A cada edição da Primavera dos Museus, o Ibram lança um tema para fomentar as discussões e inspirar os eventos. Este ano, o tema é Museus e Suas Memórias.

Mais informações: (85)3201-3907

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Museu da Indústria abre no Dia dos Pais

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

08 de agosto de 2017

O Museu da Indústria, equipamento do Serviço Social da Indústria (SESI/CE), estará aberto neste domingo (13/08), Dia dos Pais, das 9h às 13h. O Museu da Indústria tem como proposta valorizar e preservar as memórias de cinco séculos de desenvolvimento da história industrial cearense em um espaço igualmente aberto aos novos tempos de inovação, tecnologia e conhecimento.

Os visitantes poderão conferir a exposição permanente “História da Industrialização do Ceará” que é um convite a uma viagem no tempo e mostra a rica e fascinante história da industrialização cearense, iniciada com o ciclo do couro até os dias atuais.

No acervo físico da exposição, é possível encontrar uma máquina de costurar couro, peça de engrenagem de moinho e uma balança de algodão do século XIX. Também foram doados pelas indústrias cearenses, para a exposição, móveis e equipamentos utilizados pela indústria. Interativa, a exposição proporciona a interação com as linhas do tempo em totens virtuais, sendo possível acessar dados, documentos e fotos do processo de industrialização cearense.

Serviço:

Museu da Indústria

Horário de atendimento: de terça a sexta-feira, das 09h às 18h; aos sábados, das 09h às 17h; e aos domingos, das 09h às 13h.

Endereço: Rua Dr. João Moreira, 143 – Centro – Fortaleza (CE)

Telefone: (85) 3201.3901

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Museu da Indústria oferta peça teatral sobre história do desenvolvimento econômico cearense

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

22 de julho de 2017


Mais de três séculos de desenvolvimento econômico cearense contados de forma lúdica em uma peça de teatro: do período colonial, passando pelo Império e República, aos dias atuais. A partir deste mês de julho, o Museu da Indústria, equipamento do Serviço Social da Indústria (SESI/CE), passa a ofertar a peça “Do Siará ao Ceará – Uma expedição poética” a escolas de Fortaleza, para estudantes a partir do oitavo ano do ensino fundamental e ensino médio.

A peça mostra a história do desenvolvimento econômico cearense desde o período colonial, com a pecuária, aos desafios dos dias atuais. “A ideia é mostrar, em cada período na nossa história, como as pessoas encontraram soluções para os seus desafios e problemas de modo criativo, criando novas formas de viver, novos produtos, novas indústrias”, explica o gestor do Museu da Indústria, Luis Carlos Sabadia.

A peça teatral é um complemento pedagógico à exposição de longa duração “História da Industrialização do Ceará”, instalada no Museu da Indústria. “O espetáculo complementa a nossa exposição, mostrando quem são as pessoas por trás das máquinas expostas, o porquê das máquinas surgirem, em qual momento surgiram, com qual objetivo. Temos o objetivo de humanizar, mostrar e explicar como é formada a cadeia produtiva, de empresários, trabalhadores, pessoas comuns que fizeram e fazem parte da história, como nós”, detalha a coordenadora pedagógica do Museu da Indústria, Patrícia Xavier.

Para os estudantes, o ganho é um maior aprendizado das vivências das pessoas que atuaram diretamente para o desenvolvimento econômico do estado, como os homens encontraram soluções para os problemas de sua época criando novas máquinas, buscando novos negócios, pensando em novos produtos, inovando.

“Do Siará ao Ceará – Uma expedição poética”
Elenco
George Alexandrez
Juliana Veras
Natália Falcão
Wellington Fonseca

Ficha técnica
Composição musical: Juliana Veras e Wellington Fonseca
Figurinos: Dami Cruz
Cenotécnico: Victor Cordeiro
Direção musical: Juliana Veras
Texto, cenário e direção: Joca Andrade
Produção: Garis

As escolas interessadas em contratar a peça teatral “Do Siará ao Ceará – Uma expedição poética” devem procurar o Museu da Indústria. Contatos: (85) 3201.3901 / museu.educativo@sfiec.org.br.

Publicidade

Museu da Indústria realiza programação na Semana Nacional de Museus

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

15 de Maio de 2017


O Museu da Indústria, equipamento do Serviço Social da Indústria (SESI/CE), oferece programação especial em alusão à Semana Nacional de Museus, temporada cultural promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) em comemoração ao Dia Internacional de Museus (18 de maio). Em todo o Ceará, 14 equipamentos participam da semana.

No sábado (20/5), às 10h, acontece uma oficina de pintura e colagem sobre a renda de bilro, com emissão de certificado para os participantes. A oficina busca enfatizar o patrimônio imaterial do Ceará, de acordo com a coordenadora pedagógica do Museu da Indústria, Patrícia Xavier. A oficina propõe uma releitura artística do ofício das rendeiras do Ceará através de diversos materiais e um olhar contemporâneo.Além disso, valoriza a peça de rendeira que está disponível na Exposição de Longa Duração, História da Industrialização do Ceará.

No domingo (21/5), às 9h, a programação é direcionada ao público infantil: contação de história relacionada à indústria, escrita pela bibliotecária do Museu da Indústria, Paula Pinheiro. A “Hora do Conto” relata a história dos amigos Joca, Juca e Joel, que se aventuram no Museu da Indústria e descobrem uma porta mágica. O público alvo é de 4 a 7 anos.

Semana Nacional de Museus
Nessa edição, mais de mil museus de todo o país oferecem ao público 3.000 atividades especiais, como visitas mediadas, palestras, oficinas, exibição de filmes, entre outras programações.

Publicidade

Museu da Indústria realiza programação na Semana Nacional de Museus

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

15 de Maio de 2017


O Museu da Indústria, equipamento do Serviço Social da Indústria (SESI/CE), oferece programação especial em alusão à Semana Nacional de Museus, temporada cultural promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) em comemoração ao Dia Internacional de Museus (18 de maio). Em todo o Ceará, 14 equipamentos participam da semana.

No sábado (20/5), às 10h, acontece uma oficina de pintura e colagem sobre a renda de bilro, com emissão de certificado para os participantes. A oficina busca enfatizar o patrimônio imaterial do Ceará, de acordo com a coordenadora pedagógica do Museu da Indústria, Patrícia Xavier. A oficina propõe uma releitura artística do ofício das rendeiras do Ceará através de diversos materiais e um olhar contemporâneo.Além disso, valoriza a peça de rendeira que está disponível na Exposição de Longa Duração, História da Industrialização do Ceará.

No domingo (21/5), às 9h, a programação é direcionada ao público infantil: contação de história relacionada à indústria, escrita pela bibliotecária do Museu da Indústria, Paula Pinheiro. A “Hora do Conto” relata a história dos amigos Joca, Juca e Joel, que se aventuram no Museu da Indústria e descobrem uma porta mágica. O público alvo é de 4 a 7 anos.

Semana Nacional de Museus
Nessa edição, mais de mil museus de todo o país oferecem ao público 3.000 atividades especiais, como visitas mediadas, palestras, oficinas, exibição de filmes, entre outras programações.