Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Memória

Seminário que discutirá a Cidade, Memória e os modos de viver tem lançamento oficial nesta quarta (05) no Museu da Indústria 

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

30 de junho de 2017

O crescimento acelerado e, muitas vezes, desordenado das metrópoles brasileiras nos últimos anos suscitaram inúmeros debates sobre o modelo de cidade ao qual se busca. Um desses debates, com presenças importantes e gabaritadas abordará a “Cidade, memória e os desafios do modo de viver”. O Seminário, que ocorrerá de 18 a 20 de setembro, no Theatro José de Alencar, em Fortaleza, será lançado oficialmente às 19 horas, nesta quarta-feira, dia 05 de julho, durante evento do Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE). O evento acontecerá no Museu da Indústria e terá como foco o tema “Barracas da Praia do Futuro – situação, consequências e soluções”. 

O Seminário “Cidade, memória e os desafios do modo de viver” já tem confirmadas as presenças de Fernando Haddad (ex-prefeito de São Paulo e professor de Ciência Política na USP), Ciro Pirondi (diretor da Escola da Cidade de São Paulo), Francisco Cunha (conselheiro do Plano Recife 500 anos), Jaime Lerner (ex-governador do Paraná, ex-prefeito de Curitiba e arquiteto e urbanista) e Romeu Duarte (Doutor em Arquitetura e Urbanismo e Ex- Presidente Nacional do IAB). O evento é uma iniciativa do Arquiteto e Urbanista Jefferson John em parceria com a graduanda em Arquitetura e Urbanismo e fomentadora cultural Izabela Lima, a Correalização é da Prottec Arquitetura.  As inscrições já estão abertas e podem ser feitas por meio dosite: http://seminariocidade.blogspot.com.br

“A busca pela valorização da profissão e a ampliação do acesso da sociedade a Arquitetura e Urbanismo, são essenciais para a construção de cidades mais democráticas. Diagnosticar a realidade das cidades e quais suas soluções, atualmente seja o nosso desafio mais árduo, e que não nos permite o acovardamento, nos exige o enfretamento”, destaca Jefferson John, um dos organizadores do evento. 

Izabela Lima, também organizadora do seminário, destaca que a busca por um evento desse nível é imprescindível para promover o pensamento crítico, o trabalho em equipe, o debate e o diálogo. “Assim, junto a outros seguimentos, podemos iniciar uma revolução na nossa forma de construir cidade, portanto, dando uma guinada em direção ao eixo das mudanças, analisando casos de sucesso, avaliando suas ações e incorporando em nossas estratégias para a construção de uma sociedade mais igualitária”, finaliza. 

O seminário “Cidade, memória e os desafios do modo de viver” reunirá arquitetos, urbanistas, geógrafos, historiadores, gestores públicos, estudantes e interessados de áreas afins. O evento terá palestras magnas, mesas de debate e apresentações artísticas. As discussões pautarão ações que possibilitem produzir alternativas para a evolução social do viver em comunidade, a fim de curar algumas feridas sociais causadas em nossa cidade pelo descaso e abandono de determinadas regiões e grupos sociais ao longo dos anos. 

O evento foi contemplado pelo Edital “Chamada de Ocupação Artística – Cultural do Theatro José de Alencar – 2017” e conta com o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, Theatro José de Alencar, Instituto Dragão do Mar, Secretaria de Cultura de Fortaleza, Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE),Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (CREA-CE) e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará (CAU-CE).

· Lançamento do seminário “Cidade, memória e os desafios do modo de viver” ·

Debate “Barracas da Praia do Futuro – situação consequências e soluções”

Dia: 05 de julho

Horário: 19 horas

Local: Museu da Indústria – Auditório Rei do Gado (Rua Dr. João Moreira, 143 – Centro, Fortaleza)

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Seminário que discutirá a Cidade, Memória e os modos de viver tem lançamento oficial nesta quarta (05) no Museu da Indústria 

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

30 de junho de 2017

O crescimento acelerado e, muitas vezes, desordenado das metrópoles brasileiras nos últimos anos suscitaram inúmeros debates sobre o modelo de cidade ao qual se busca. Um desses debates, com presenças importantes e gabaritadas abordará a “Cidade, memória e os desafios do modo de viver”. O Seminário, que ocorrerá de 18 a 20 de setembro, no Theatro José de Alencar, em Fortaleza, será lançado oficialmente às 19 horas, nesta quarta-feira, dia 05 de julho, durante evento do Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE). O evento acontecerá no Museu da Indústria e terá como foco o tema “Barracas da Praia do Futuro – situação, consequências e soluções”. 

O Seminário “Cidade, memória e os desafios do modo de viver” já tem confirmadas as presenças de Fernando Haddad (ex-prefeito de São Paulo e professor de Ciência Política na USP), Ciro Pirondi (diretor da Escola da Cidade de São Paulo), Francisco Cunha (conselheiro do Plano Recife 500 anos), Jaime Lerner (ex-governador do Paraná, ex-prefeito de Curitiba e arquiteto e urbanista) e Romeu Duarte (Doutor em Arquitetura e Urbanismo e Ex- Presidente Nacional do IAB). O evento é uma iniciativa do Arquiteto e Urbanista Jefferson John em parceria com a graduanda em Arquitetura e Urbanismo e fomentadora cultural Izabela Lima, a Correalização é da Prottec Arquitetura.  As inscrições já estão abertas e podem ser feitas por meio dosite: http://seminariocidade.blogspot.com.br

“A busca pela valorização da profissão e a ampliação do acesso da sociedade a Arquitetura e Urbanismo, são essenciais para a construção de cidades mais democráticas. Diagnosticar a realidade das cidades e quais suas soluções, atualmente seja o nosso desafio mais árduo, e que não nos permite o acovardamento, nos exige o enfretamento”, destaca Jefferson John, um dos organizadores do evento. 

Izabela Lima, também organizadora do seminário, destaca que a busca por um evento desse nível é imprescindível para promover o pensamento crítico, o trabalho em equipe, o debate e o diálogo. “Assim, junto a outros seguimentos, podemos iniciar uma revolução na nossa forma de construir cidade, portanto, dando uma guinada em direção ao eixo das mudanças, analisando casos de sucesso, avaliando suas ações e incorporando em nossas estratégias para a construção de uma sociedade mais igualitária”, finaliza. 

O seminário “Cidade, memória e os desafios do modo de viver” reunirá arquitetos, urbanistas, geógrafos, historiadores, gestores públicos, estudantes e interessados de áreas afins. O evento terá palestras magnas, mesas de debate e apresentações artísticas. As discussões pautarão ações que possibilitem produzir alternativas para a evolução social do viver em comunidade, a fim de curar algumas feridas sociais causadas em nossa cidade pelo descaso e abandono de determinadas regiões e grupos sociais ao longo dos anos. 

O evento foi contemplado pelo Edital “Chamada de Ocupação Artística – Cultural do Theatro José de Alencar – 2017” e conta com o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, Theatro José de Alencar, Instituto Dragão do Mar, Secretaria de Cultura de Fortaleza, Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do Ceará (IAB-CE),Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (CREA-CE) e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará (CAU-CE).

· Lançamento do seminário “Cidade, memória e os desafios do modo de viver” ·

Debate “Barracas da Praia do Futuro – situação consequências e soluções”

Dia: 05 de julho

Horário: 19 horas

Local: Museu da Indústria – Auditório Rei do Gado (Rua Dr. João Moreira, 143 – Centro, Fortaleza)

  • postado por Oswaldo Scaliotti