Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

lojas físicas

Livelo permitirá que seus clientes troquem pontos em lojas físicas por meio de QRCode

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

26 de outubro de 2018

Solução criada em parceria com a Cielo traz segurança e inovação, com uso de QRCode, além de democratizar a utilização dos pontos Livelo

São Paulo, 26 de outubro de 2018 – Graças a uma parceria entre a Livelo e a Cielo, os clientes terão a opção de usar seus pontos em estabelecimento físicos. A novidade estará disponível no primeiro trimestre de 2019. Com o aplicativo Livelo instalado no celular, o cliente poderá finalizar seu resgate fazendo a leitura de um QRCode – que é gerado pelas máquinas da Cielo – e usar seus pontos para resgatar os mais diversos produtos e serviços de seu dia a dia.

“A Livelo tem a inovação em seu DNA. Somos uma empresa democrática e moderna e temos como premissa tornar o uso dos pontos cada vez mais fácil e acessível. Com essa novidade, queremos levar os pontos Livelo para onde o nosso cliente estiver e seguir oferecendo a ele liberdade tanto para juntar como para trocar pontos e recompensas”, comenta Marcelino Cruz, diretor de Relações Comerciais da Livelo.

Solução inovadora, segura e democrática

Com este anúncio, a Livelo torna-se o primeiro programa de recompensas a oferecer a possibilidade de trocar pontos através de QRCode em lojas físicas. “Já tínhamos lançado ao mercado de turismo a possibilidade de utilizar pontos Livelo nas lojas físicas da CVC. Com esta novidade, estamos chegando aos mais diversos estabelecimentos independentemente do tamanho, setor ou localidade. Basta ele possuir uma máquina Cielo”, destaca o diretor da Livelo.

Além da inovação, a utilização do resgate de pontos por QRCode também se destaca pelo potencial de penetração e pela segurança, uma vez que a transação é autenticada, exigindo a confirmação por meio de senha ou biometria do próprio usuário. “A capilaridade de utilização dessa funcionalidade está diretamente ligada ao quão democrática ela é. Escolhemos a tecnologia de QRCode das máquinas da Cielo justamente por ser abrangente e não limitar a utilização apenas a celulares mais novos, sendo que, basta ser um celular com câmera para que a transação seja concluída”, explica o executivo.

Recompensa para o consumidor

Para realizar o resgate de pontos por QRCode em estabelecimentos físicos, o cliente precisa ter uma conta ativa na Livelo e o APP do programa instalado em seu celular, que deverá possuir uma câmera. Com isso, o cliente poderá solicitar ao lojista a conclusão por QRCode e utilizar o APP da Livelo para escolher resgatar com pontos. Para ser cliente da Livelo, o consumidor precisa entrar no site do programa e se cadastrar com um CPF válido, e assim começar a acumular pontos e resgatar recompensas de diversas formas possíveis. O programa de recompensas da Livelo é aberto para todos e não limita participação por banco, cartão de crédito ou companhia aérea.

Recompensa para o lojista

Para aceitar pontos Livelo em seu estabelecimento, o lojista não terá qualquer custo extra e nenhuma alteração no fluxo da transação. Os pontos serão convertidos apenas para os clientes, sendo que o lojista continuará recebendo o valor acordado com a Cielo. Além disso, o processo transacional, embora similar, ficará mais ágil, sem que seja necessário inserir o cartão na máquina. Em contrapartida, o lojista oferecerá a inovação ao seu consumidor, uma vez que passará a aceitar pagamento por QRCode, além de oferecer seus produtos como recompensas em pontos Livelo.

Sobre a Livelo

Criada em 2014 a partir da união entre Banco do Brasil e Bradesco, a Livelo é uma das principais empresas de recompensas do Brasil, com mais de 19 milhões de clientes e dezenas de parceiros para juntar ou trocar pontos. A empresa iniciou suas operações em 2016, até então apenas para clientes dos bancos acionistas e, em 2017, abriu sua plataforma para todos os perfis de clientes. Para ser cliente da Livelo não precisa ser correntista de determinado banco, voar por determinada companhia aérea, ser portador de determinado cartão, nem mesmo ter conta em banco ou possuir um cartão de crédito. Para ser Livelo basta entrar no site do programa e se cadastrar com um CPF válido. No site da Livelo, o participante conta com mais de 700 mil opções de resgate de produtos e serviços reunidos em um marketplace próprio. No programa de recompensas é possível acumular pontos de diferentes formas, seja por meio dos gastos nas lojas parceiras, pela assinatura do Clube Livelo, pelos gastos em diversos cartões de crédito elegíveis, trazendo de outros programas parceiros ou até recebendo pontos da empresa na qual o participante da Livelo trabalha, caso ela seja uma parceira Livelo Incentivo. Atualmente, a Livelo tem parcerias estratégicas com grandes empresas e lojas de diversos setores, como varejo online, moda, lazer e entretenimento, alimentos e bebidas, serviços, turismo, ONGs, entre outros. Em seu site, a Livelo também conta com uma agência de viagens online, na qual o participante pode resgatar passagens por mais de 750 companhias aéreas em destinos nacionais e internacionais, além de hospedagem e aluguel de carro no Brasil e no mundo utilizando pontos. O participante da Livelo ainda tem a liberdade de transferir seus pontos para os principais programas de companhias aéreas nacionais e internacionais e as opções de comprar pontos no site do programa ou assinar o Clube Livelo, com pontos que nunca expiram, potencializando suas recompensas.

Publicidade

Maioria dos brasileiros compraram presente de Dia dos Pais em lojas físicas

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

13 de agosto de 2018

Segundo estudo da Toluna, 52% das pessoas foram a lojas de rua contra 25% que compraram pela internet

O Dia dos Pais é uma das mais importantes datas comerciais para os varejistas brasileiros e, em 2018, não foi diferente. Segundo a Boa Vista SCPC, as vendas do comércio na data cresceram 2,8% em 2018 quando comparadas a 2017. O crescimento nas vendas nesta data ocorre após três anos de quedas observadas desde 2015.

Os brasileiros saíram às compras e a maioria deles (52%) utilizou lojas físicas de rua. Em questão de múltipla escolha, 49% ainda afirmaram que fizeram suas compras em shoppings. Somente 10% decidiram entrar em uma loja virtual de uma marca específica para adquirir o presente e 15% acessaram alguma loja virtual de produtos diversos, segundo pesquisa da Toluna, fornecedora líder de insights do consumidor para a economia sob demanda. O estudo foi feito com 484 pessoas no próprio dia 12 de agosto, data em que o Dia dos Pais foi comemorado em 2018.

Outra característica observada na pesquisa é que grande parte das pessoas (54%), gastou entre R$ 1 e R$ 100 com presentes. A maior parte dessas pessoas também decidiu com antes o que iria comprar para seu pai/figura paterna, com 61% delas dizendo que adquiriu o presente com antecedência de um mês a uma semana, e somente 16% delas compraram no dia anterior ou no mesmo dia. Além disso, 73% das pessoas já sabiam o que queriam antes de entrar na loja.

Maioria das pessoas também fez compra espontânea

O estudo também revelou que 58% das pessoas aproveitaram a compra do presente de dia dos pais para adquirir outra coisa para si mesma ou uma pessoa diferente em um ato não-planejado. Nessa compra, 78% das pessoas afirmaram que gastaram entre R$ 1 e R$ 100.

Confira a pesquisa completa no link: http://tolu.na/l/m8EFk37Qz

Nota ao editor
(Pesquisa realizada no dia 12 de agosto de 2018 com 484 pessoas das classes A, B e C, segundo critério de classificação de classes utilizado pela Abep – Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa, onde pessoas da classe C2 tem renda média domiciliar de R$ 1.625 por mês)

Sobre a Toluna
A Toluna fornece informações sobre o consumidor para possibilitar o sucesso na economia global atual sob demanda. Impulsionada pela perfeita fusão de tecnologia, experiência e a maior comunidade global de influenciadores, a Toluna oferece percepções ricas, confiáveis e em tempo real para indivíduos e empresas de todos os tamanhos.

Nossa plataforma automatizada de insights do consumidor, o TolunaInsights™, sustenta tudo o que fazemos. Os clientes podem acessar a plataforma diretamente, utilizar os serviços gerenciados da Toluna ou criar programas de insights digitais totalmente personalizados por meio dos nossos serviços de engenharia.

A Toluna está empenhada em promover o Insights on Demand, uma maneira totalmente nova para as empresas obterem insight e entenderem constantemente a mudança do sentimento e gosto do consumidor na economia sob demanda. A Toluna é um membro fundador do Insights on Demand Consortium, um grupo multilateral que promove os princípios e a adoção do Insights on Demand. A empresa possui 24 escritórios em todo o mundo, abrangendo a Europa, América do Norte, América do Sul, Ásia-Pacífico, Oriente médio e África do Norte. No Brasil, seu escritório se localiza em São Paulo.

Para mais informações sobre a Toluna acesse: http://www.toluna-group.com/pt/homepage

Publicidade

Via Varejo inicia processo de modernização tecnológica das lojas físicas da Casas Bahia e do Pontofrio 

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de setembro de 2017


Primeira fase do projeto de conectividade deve chegar a 250 unidades até o fim deste ano e habilitará Wi-Fi gratuito a clientes e informações de comportamento de consumo por mapa de calor

A Casas Bahia e o Pontofrio, administradas pela Via Varejo, iniciaram um processo de modernização tecnológica de suas lojas físicas com o objetivo de oferecer melhor experiência e conveniência para os clientes, assim como acelerar a transformação digital das filiais com maior integração com o ambiente online. A primeira fase do projeto de conectividade consiste em disponibilizar Wi-Fi gratuito para visitantes, permitindo a navegação na internet com qualidade e velocidade. Além disso, será viabilizada a implementação de uma nova plataforma de vendas com foco em ganho de eficiência da operação e mapeamento de circulação dos clientes dentro das lojas.

Iniciado no segundo semestre deste ano, o processo é executado de forma totalmente online e está em fase piloto em três lojas de São Paulo/SP, com expectativa de ser integrado a um total de 250 unidades das duas marcas até o fim de 2017.

“Trata-se de um passo importante da companhia no que diz respeito ao modo como utilizaremos a tecnologia nas lojas para conhecermos ainda mais os nossos clientes e nos apresentarmos como uma empresa que investe no futuro”, afirma Julio Duram, diretor de TI da Via Varejo. 

Conheça as funcionalidades 

Wi-Fi: as lojas passam a contar com banda larga de grande escala e Wi-Fi gratuito para clientes alimentado por, no mínimo, três provedores diferentes para manter a internet ativa em caso de instabilidade no sinal de uma das operadoras. O sistema será programado para distribuir igualmente a conexão de cada rede entre os usuários para que nenhuma delas fique sobrecarregada.

Com a tecnologia implementada (SD-WAN), haverá gestão no tráfego para degustação de produtos, visualização de vídeos e imagens, acesso às redes sociais, entre outras ações. Dessa forma, as atividades operacionais das lojas realizadas via web serão preservadas em caso de congestionamento de conexão, já que a porcentagem de navegação para este fim será relativamente maior em relação a outras aplicações. 

Mapa de calor: as antenas de Wi-Fi instaladas nas unidades irão se comunicar com um software de mapa de calor que consolidará informações sobre o comportamento de circulação e compra dos consumidores que estiverem com o Wi-Fi do smartphone ligado. Todos os dados serão armazenados em um serviço alocado em nuvem e permitirá à Via Varejo saber quantas pessoas entraram nas lojas em determinado dia e horário, por quanto tempo ficaram e por quais setores mais circularam.

Esse levantamento vai considerar aparelhos que estiverem dentro e na calçada das unidades e serão gerados por identificação da interface Wi-Fi do telefone, respeitando a privacidade das pessoas, conforme estabelece o Marco Civil da Internet.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Via Varejo inicia processo de modernização tecnológica das lojas físicas da Casas Bahia e do Pontofrio 

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de setembro de 2017


Primeira fase do projeto de conectividade deve chegar a 250 unidades até o fim deste ano e habilitará Wi-Fi gratuito a clientes e informações de comportamento de consumo por mapa de calor

A Casas Bahia e o Pontofrio, administradas pela Via Varejo, iniciaram um processo de modernização tecnológica de suas lojas físicas com o objetivo de oferecer melhor experiência e conveniência para os clientes, assim como acelerar a transformação digital das filiais com maior integração com o ambiente online. A primeira fase do projeto de conectividade consiste em disponibilizar Wi-Fi gratuito para visitantes, permitindo a navegação na internet com qualidade e velocidade. Além disso, será viabilizada a implementação de uma nova plataforma de vendas com foco em ganho de eficiência da operação e mapeamento de circulação dos clientes dentro das lojas.

Iniciado no segundo semestre deste ano, o processo é executado de forma totalmente online e está em fase piloto em três lojas de São Paulo/SP, com expectativa de ser integrado a um total de 250 unidades das duas marcas até o fim de 2017.

“Trata-se de um passo importante da companhia no que diz respeito ao modo como utilizaremos a tecnologia nas lojas para conhecermos ainda mais os nossos clientes e nos apresentarmos como uma empresa que investe no futuro”, afirma Julio Duram, diretor de TI da Via Varejo. 

Conheça as funcionalidades 

Wi-Fi: as lojas passam a contar com banda larga de grande escala e Wi-Fi gratuito para clientes alimentado por, no mínimo, três provedores diferentes para manter a internet ativa em caso de instabilidade no sinal de uma das operadoras. O sistema será programado para distribuir igualmente a conexão de cada rede entre os usuários para que nenhuma delas fique sobrecarregada.

Com a tecnologia implementada (SD-WAN), haverá gestão no tráfego para degustação de produtos, visualização de vídeos e imagens, acesso às redes sociais, entre outras ações. Dessa forma, as atividades operacionais das lojas realizadas via web serão preservadas em caso de congestionamento de conexão, já que a porcentagem de navegação para este fim será relativamente maior em relação a outras aplicações. 

Mapa de calor: as antenas de Wi-Fi instaladas nas unidades irão se comunicar com um software de mapa de calor que consolidará informações sobre o comportamento de circulação e compra dos consumidores que estiverem com o Wi-Fi do smartphone ligado. Todos os dados serão armazenados em um serviço alocado em nuvem e permitirá à Via Varejo saber quantas pessoas entraram nas lojas em determinado dia e horário, por quanto tempo ficaram e por quais setores mais circularam.

Esse levantamento vai considerar aparelhos que estiverem dentro e na calçada das unidades e serão gerados por identificação da interface Wi-Fi do telefone, respeitando a privacidade das pessoas, conforme estabelece o Marco Civil da Internet.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti