Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Lei Rouanet

Ministério da Cultura capacita produtores sobre Lei Rouanet em Fortaleza nesta sexta (6)

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

04 de Abril de 2018

Circuito vai percorrer as 27 capitais brasileiras até julho levando informações sobre mecanismos de fomento disponíveis no governo federal

O Ministério da Cultura (MinC) realiza nesta sexta-feira (6), em Fortaleza (CE), o seminário do Circuito #CulturaGeraFuturo, que vai capacitar produtores culturais e gestores públicos para utilizarem os mecanismos de fomento à cultura disponibilizados pelo governo federal. A ministra da Cultura interina, Mariana Ribas, vai abrir o seminário representando o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão. O evento ocorre das 8h30 às 18h, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

A capital do Ceará será a segunda das 27 capitais brasileiras que vão receber, até julho, equipes do MinC levando orientações sobre a Lei Rouanet, a Lei do Audiovisual, o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e outros mecanismos de fomento. O primeiro seminário foi realizado em Macapá (AM), na última segunda-feira (2).

Apenas em 2018, há R$ 1,35 bilhão disponíveis para incentivo a projetos via Lei Rouanet em todo o Brasil; além de cerca de R$ 1,5 bilhão para o fomento ao Audiovisual.

Seminário

O seminário terá a duração de um dia. Uma equipe da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (Sefic) do MinC, responsável pela gestão da Lei Rouanet, explicará como funciona o principal mecanismo de fomento à cultura do País, orientando os participantes e tirando dúvidas sobre a apresentação de projetos.

Outra, com representantes da Secretaria do Audiovisual (SAv) do MinC e da Agência Nacional do Cinema (Ancine), vai detalhar os editais e as linhas de financiamento disponíveis para o setor do audiovisual. Além disso, durante o seminário serão dadas orientações a incentivadores sobre as vantagens e as formas de apoiar projetos culturais.

Credenciamento
A imprensa interessada em cobrir o evento deve solicitar credenciamento pelo e-mail imprensa@cultura.gov.br, até as 16h do dia 5 de abril.

Serviço
Evento: Circuito #CulturaGeraFuturo
Local: Auditório Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (rua Dragão do Mar, 81. Praia de Iracema), Fortaleza (CE)
Data: 6 de abril de 2018
Horário: 8h30

Publicidade

Lei Rouanet permite doar parte do imposto de renda para causas sociais

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

20 de dezembro de 2017

“A Lei Rouanet permite que o contribuinte possa destinar 4% do IRPJ (Lucro Real – empresa) e 6% do IR (Pessoa Física) para ajudar projetos sociais no Brasil”

Muitas pessoas desconhecem, mas através da Lei Rouanet (Lei 8.313/91) é possível destinar parte do seu imposto de renda para instituições e projetos de fomento à arte e cultura no Brasil. Esse benefício fiscal está à disposição de qualquer cidadão, seja pessoa física ou jurídica, e tem ajudado a manter projetos importantes de impacto social no país. A lei permite que o contribuinte, ao fazer a declaração de renda completa, tenha o valor investido ressarcido no ano fiscal seguinte ao ano do incentivo, na forma de abatimento ou restituição no Imposto de Renda, ou seja, ele contribui socialmente e ainda paga menos à Receita Federal.

No caso de pessoa física, a doação pode ser de até 6% do total do imposto devido, já pessoa jurídica pode destinar até 4% do total de seu imposto de renda anual, com base no lucro real. Segundo o Presidente do Instituto Brasil Solidário, Luis Salvatore, muitas pessoas não conhecem sobre a lei e deixam de participar por falta de informação. “Muitas pessoas possuem a vontade de ajudar, mas não sabem como podem contribuir com os projetos sociais, então é muito importante divulgarmos mais sobre a Lei Rouanet, no caso do Instituto, esses recursos são fundamentais para darmos continuidade as atividades que hoje já são multiplicadas em mais de 150 municípios no país. Além disso, é um mecanismo interessante aonde você pode decidir (e acompanhar de perto) para onde vai o uso de parte do seu IR”, ressalta.

Com atividades de Incentivo à leitura, arte e cultura, o Instituto Brasil Solidário já conseguiu implementar cerca de 255 bibliotecas em escolas da rede pública de várias regiões do Brasil, foram mais de 1.500 livros doados por biblioteca. Além do ambiente estruturado com organização de livros e espaços lúdicos, os cantinhos da leitura e a formação de professores também são incentivados através dos projetos. A instituição conta com um longo histórico de projetos multiplicados pelos próprios professores e até premiados por Secretarias de Educação, como 30 Minutos Pela Leitura, Anjos da Leitura, São João Literário, Teatro de Sombras, Teatro de Bonecos, Xilogravura e Oficinas de Música com materiais reutilizáveis.

A contribuição deste ano ainda pode ser realizada até o último dia útil de dezembro: o valor deve ser depositado na conta bancária específica do projeto aprovado (aberta e supervisionada pelo MinC) e, logo após o depósito, a entidade ou pessoa que propôs o projeto emite um recibo que servirá como comprovante para que a renúncia fiscal se efetue.

O financiamento direto de empresas privadas a projetos sociais tem se tornado cada vez mais difícil diante do cenário econômico em todas as regiões do Brasil e iniciativas como a Lei Rouanet, principalmente motivando pessoas físicas a participarem, tem permitido que muitas crianças e jovens possam ter a oportunidade do acesso à arte e a cultura.

Segundo dados fornecidos pelo MinC, desde a sua criação, a Rouanet já incentivou mais de R$ 16,4 bilhões pelo mecanismo de incentivo fiscal – nos últimos 20 anos, cresceu quase 100 vezes a captação de recursos via a lei: de R$ 111 milhões em 1996 para R$ 1,13 bilhão em 2016.

Educação, Arte e Cultura com dinheiro do seu IR!

Ações de educação, como a formação de bibliotecas e mediação de leitura, e oficinas musicais com crianças carentes, são exemplos de ações financiáveis pelo mecanismo da Lei. Com o Plano Bienal 2018-2019 do Instituto Brasil Solidário, duas cidades do Estado do Ceará receberão formação completa nas áreas de leitura e artes, com princípios de sustentabilidade e impacto em políticas públicas. Além disso o plano prevê a manutenção de ações já implementadas em diversas cidades e a produção de um livro e documentário sobre as histórias de transformação pessoais por meio dos projetos realizados.

Como fazer a doação!

Plano Bienal Brasil Solidário 2018-2019 (aprovado no artigo 18)

PRONAC: 177.488

 

Instruções de Depósito*:

Instituto Brasil Solidário – IBS

CNPJ: 07.456.934/0001-81

Banco do Brasil – 001

Ag. 6969-8

C/C: 20410-2

Maiores informações sobre os procedimentos:

http://www.brasilsolidario.com.br/como-ajudar/doacoes-incentivo/

*Conta auditada pelo MINC e Banco do Brasil, exclusiva para realização do projeto pela Lei Rouanet. Envio do comprovante do depósito obrigatório para controle no MINC para danielle@brasilsolidario.org.br

Publicidade

Lei Rouanet permite doar parte do imposto de renda para causas sociais

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

20 de dezembro de 2017

“A Lei Rouanet permite que o contribuinte possa destinar 4% do IRPJ (Lucro Real – empresa) e 6% do IR (Pessoa Física) para ajudar projetos sociais no Brasil”

Muitas pessoas desconhecem, mas através da Lei Rouanet (Lei 8.313/91) é possível destinar parte do seu imposto de renda para instituições e projetos de fomento à arte e cultura no Brasil. Esse benefício fiscal está à disposição de qualquer cidadão, seja pessoa física ou jurídica, e tem ajudado a manter projetos importantes de impacto social no país. A lei permite que o contribuinte, ao fazer a declaração de renda completa, tenha o valor investido ressarcido no ano fiscal seguinte ao ano do incentivo, na forma de abatimento ou restituição no Imposto de Renda, ou seja, ele contribui socialmente e ainda paga menos à Receita Federal.

No caso de pessoa física, a doação pode ser de até 6% do total do imposto devido, já pessoa jurídica pode destinar até 4% do total de seu imposto de renda anual, com base no lucro real. Segundo o Presidente do Instituto Brasil Solidário, Luis Salvatore, muitas pessoas não conhecem sobre a lei e deixam de participar por falta de informação. “Muitas pessoas possuem a vontade de ajudar, mas não sabem como podem contribuir com os projetos sociais, então é muito importante divulgarmos mais sobre a Lei Rouanet, no caso do Instituto, esses recursos são fundamentais para darmos continuidade as atividades que hoje já são multiplicadas em mais de 150 municípios no país. Além disso, é um mecanismo interessante aonde você pode decidir (e acompanhar de perto) para onde vai o uso de parte do seu IR”, ressalta.

Com atividades de Incentivo à leitura, arte e cultura, o Instituto Brasil Solidário já conseguiu implementar cerca de 255 bibliotecas em escolas da rede pública de várias regiões do Brasil, foram mais de 1.500 livros doados por biblioteca. Além do ambiente estruturado com organização de livros e espaços lúdicos, os cantinhos da leitura e a formação de professores também são incentivados através dos projetos. A instituição conta com um longo histórico de projetos multiplicados pelos próprios professores e até premiados por Secretarias de Educação, como 30 Minutos Pela Leitura, Anjos da Leitura, São João Literário, Teatro de Sombras, Teatro de Bonecos, Xilogravura e Oficinas de Música com materiais reutilizáveis.

A contribuição deste ano ainda pode ser realizada até o último dia útil de dezembro: o valor deve ser depositado na conta bancária específica do projeto aprovado (aberta e supervisionada pelo MinC) e, logo após o depósito, a entidade ou pessoa que propôs o projeto emite um recibo que servirá como comprovante para que a renúncia fiscal se efetue.

O financiamento direto de empresas privadas a projetos sociais tem se tornado cada vez mais difícil diante do cenário econômico em todas as regiões do Brasil e iniciativas como a Lei Rouanet, principalmente motivando pessoas físicas a participarem, tem permitido que muitas crianças e jovens possam ter a oportunidade do acesso à arte e a cultura.

Segundo dados fornecidos pelo MinC, desde a sua criação, a Rouanet já incentivou mais de R$ 16,4 bilhões pelo mecanismo de incentivo fiscal – nos últimos 20 anos, cresceu quase 100 vezes a captação de recursos via a lei: de R$ 111 milhões em 1996 para R$ 1,13 bilhão em 2016.

Educação, Arte e Cultura com dinheiro do seu IR!

Ações de educação, como a formação de bibliotecas e mediação de leitura, e oficinas musicais com crianças carentes, são exemplos de ações financiáveis pelo mecanismo da Lei. Com o Plano Bienal 2018-2019 do Instituto Brasil Solidário, duas cidades do Estado do Ceará receberão formação completa nas áreas de leitura e artes, com princípios de sustentabilidade e impacto em políticas públicas. Além disso o plano prevê a manutenção de ações já implementadas em diversas cidades e a produção de um livro e documentário sobre as histórias de transformação pessoais por meio dos projetos realizados.

Como fazer a doação!

Plano Bienal Brasil Solidário 2018-2019 (aprovado no artigo 18)

PRONAC: 177.488

 

Instruções de Depósito*:

Instituto Brasil Solidário – IBS

CNPJ: 07.456.934/0001-81

Banco do Brasil – 001

Ag. 6969-8

C/C: 20410-2

Maiores informações sobre os procedimentos:

http://www.brasilsolidario.com.br/como-ajudar/doacoes-incentivo/

*Conta auditada pelo MINC e Banco do Brasil, exclusiva para realização do projeto pela Lei Rouanet. Envio do comprovante do depósito obrigatório para controle no MINC para danielle@brasilsolidario.org.br