Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Instituto NET Claro Embratel

Pai de criança com autismo cria aplicativo para auxiliar no desenvolvimento de jovens diagnosticados com o transtorno

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

31 de Março de 2019

Na próxima terça-feira, 2 de abril, celebra-se o Dia Mundial da Conscientização do Autismo. A tecnologia é uma grande aliada para o desenvolvimento de pessoas com autismo e foi pensando nisso que Ronaldo Cohin, de 35 anos, estudante de Ciência da Computação na Universidade Vila Velha, no Espírito Santo, e pai de um menino de cinco anos diagnosticado com a condição, resolveu apostar no desenvolvimento do aplicativo JADE para auxiliar crianças com o transtorno.

A plataforma é um jogo lúdico para as crianças. Enquanto os jovens se divertem, o aplicativo coleta dados que são rapidamente convertidos em relatórios específicos de comportamento, que indica um prognóstico do paciente além de medir o desempenho da criança em determinados espaços de tempo. Esses relatórios podem ser usados diretamente por médicos e terapeutas para analisar o desenvolvimento dessas crianças.

A ideia para a criação do JADE veio de um professor de Ronaldo, que usou da sua experiência como pai de uma criança com autismo e de imersões feitas na Apae para elaborar o conceito do aplicativo. Com isso, a solução foi indicada para participar do Campus Mobile, programa realizado pelo Instituto NET Claro Embratel, que tem o objetivo de identificar, estimular a formação de talentos universitários para atuação de conteúdos e novos serviços de telefonia móvel, além de contribuir para o desenvolvimento social do Brasil.

Durante o processo do Campus Mobile, o Instituto NET Claro Embratel e o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico da Universidade de São Paulo auxiliaram na construção do aplicativo, que foi vencedor da categoria de Facilidades do programa.

O aplicativo foi premiado com uma quantia em dinheiro e uma viagem para aprimorar seu projeto no Vale do Silício (CA), nos Estados Unidos, que contou com imersão nas principais empresas de tecnologia da região, como o Google, Facebook, Twitter e até mesmo na Universidade de Stanford.

O JADE chega a 16 mil usuários, e tem uma média mensal de 2.750 downloads por mês. Apenas 33% dos usuários do Jade estão no Brasil, todos os países da América possuem usuários do Jade além de boa parte dos países da Europa.

Publicidade

Instituto NET Claro Embratel traz segunda temporada de websérie com grandes pensadores na educação

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

22 de Janeiro de 2019

Com cinco episódios, professores podem conhecer a trajetória de nomes como Anísio Teixeira, Johann Pestalozzi e John Dewey

O Instituto NET Claro Embratel, responsável pelas iniciativas de responsabilidade social das três marcas, lança hoje a segunda temporada da websérie “Os Pensadores na Educação”, com o objetivo de contribuir com a formação de professores. O conteúdo foi dividido em cinco episódios e traz especialistas comentando obras e conceitos de grandes pensadores.

O primeiro capítulo “Pestalozzi e a aprendizagem pela afetividade” traz Dora Incontri, doutora em educação pela Universidade de São Paulo, analisando a obra do suíço Johann Heinrich Pestalozzi, que criou um modelo educacional que leva em conta o desenvolvimento físico e emocional dos estudantes.

No segundo episódio, o espectador vai conferir a participação de Christiane Coutheux Trindade, professora da Escola Superior de Propaganda e Marketing e doutora em educação pela Universidade de São Paulo, que apresenta o estadunidense John Dewey, que enfatizou a necessidade de a escola formar os estudantes de maneira integral e com foco na promoção da democracia.

“Freinet e o ensino com base nos interesses do aluno” é o terceiro capítulo e traz Ivan Fortunato, professor do Instituto Federal de São Paulo e estudioso da obra de Célestin Freinet, docente que procurou alternativas as maneiras de ensinar que não dependessem unicamente da transmissão do conhecimento pelo professor. (nesse parágrafo tirei uma vírgula, um “que” e um “explica”)

O quarto capítulo aborda o pensador Anísio Teixeira, um administrador público brasileiro, que foi um dos autores do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, documento referência em propostas para transformar o ensino no país. No episódio, André Luiz Paulilo, professor de história da educação da Universidade Estadual de Campinas, comenta sobre o legado de Anísio.

No capítulo final, o espectador acompanha Natália Matheus, doutora em educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, descrever as descobertas do pesquisador Burrhus Frederic Skinner, que possibilitaram desvendar novos modos de aprendizagem. Em sua trajetória, Skinner foi um dos expoentes da análise do comportamento e das relações entre ações desempenhadas pelas pessoas e respostas dadas pelo ambiente físico ou social com o qual elas interagem.

Para acompanhar a segunda temporada da websérie “Os Pensadores na Educação”, basta acessar o portal do Instituto NET Claro Embratel (www.institutonetclaroembratel.org.br).

SOBRE O INSTITUTO NET CLARO EMBRATEL

A área de Responsabilidade Social do Grupo Claro Brasil, composta pelas marcas NET, Claro e Embratel, investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto NET Claro Embratel, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto NET Claro Embratel é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Além disso, através de sua Plataforma Institucional, as marcas NET, Claro e Embratel propõem a conexão entre as pessoas para a construção de um amanhã gigante. O movimento é parte de uma inciativa que aborda a gestão corporativa e manifesta o compromisso com a sociedade. Entre as iniciativas estão os Theatros NET São Paulo e Rio de Janeiro, Estação NET Cinema, NET Live Brasília, entre outros. Conheça outras realizações no Relatório Social de 2017 do Instituto: https://www.institutonetclaroembratel.org.br/wp-content/uploads/relatorio-social/2017/mobile/index.html#p=52

Publicidade

Campus Mobile bate recorde de inscrições na 7ª edição

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de dezembro de 2018

 

As inscrições para a 7ª edição do Campus Mobile estão encerradas e, nesse ano, o programa bateu recorde de inscritos. A iniciativa de inovação e empreendedorismo do Instituto NET Claro Embratel, contou com 217 projetos de 25 estados do Brasil, com um total de 483 participantes.

A próxima etapa acontece no dia 13 de dezembro quando a banca avaliadora vai escolher 60 projetos que seguirão para a fase presencial. Os jovens selecionados irão desenvolver suas ideias e projetos com auxílio de um ambiente virtual de aprendizagem e tutores.

Nessa edição, os jovens inscreveram soluções que promovam impacto positivo na vida das pessoas nas seguintes categorias: Educação, em que serão analisados produtos ou serviços inovadores para dispositivos móveis que aprimorem a aprendizagem dentro e fora da escola ou o interesse pelos estudos; Diversidade, que avaliará projetos que contribuam com o empoderamento, redução da discriminação e promoção de direitos de mulheres e minorias; Smart Cities, que busca soluções que contribuam para a infraestrutura urbana, tornem os grandes centros mais eficientes e melhorem a vida de seus habitantes; Smart Farm, que traz iniciativas que tenham o objetivo de melhorar a infraestrutura e a vida dos habitantes em regiões rurais.

O Campus Mobile conta ainda com a fase presencial que acontece em fevereiro, em São Paulo. Os grupos vencedores ganham uma Viagem de Imersão no Vale do Silício, São Francisco (CA), nos Estados Unidos.

SOBRE O INSTITUTO NET CLARO EMBRATEL 

A área de Responsabilidade Social do Grupo Claro, composta pelas marcas NET, Claro e Embratel, investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto NET Claro Embratel, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto NET Claro Embratel é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Além disso, através de sua Plataforma Institucional, as marcas NET, Claro e Embratel propõem a conexão entre as pessoas para a construção de um amanhã gigante. O movimento é parte de uma inciativa que aborda a gestão corporativa e manifesta o compromisso com a sociedade. Entre as iniciativas estão os Theatros NET São Paulo e Rio de Janeiro, Estação NET Cinema, NET Live Brasília, entre outros. Conheça outras realizações no Relatório Social de 2017 do Instituto: https://www.institutonetclaroembratel.org.br/wp-content/uploads/relatorio-social/2017/mobile/index.html#p=52

Publicidade

Claro recicla mais de 142 toneladas de eletrônicos

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

05 de dezembro de 2018

Programa, que completa 10 anos, recolheu celulares, baterias, chips e acessórios fora de uso nos pontos de coleta em todo o país

 

A Claro, por meio do Instituto NET Claro Embratel, empenhada no descarte correto do lixo eletrônico, comemora a marca de 142 toneladas do total de materiais recolhidos com o Claro Recicla, no ano em que o programa completa uma década de existência. Ativo desde março de 2008, o projeto já angariou milhares de itens eletrônicos, como por exemplo, mais de 116 mil celulares fora de uso.

 

“A Claro tem uma forte preocupação com o destino final de aparelhos eletrônicos descartados e, por isso, trabalha em ações que incentivam a reciclagem desses objetos e que reforcem a consciência ambiental da população. Faz parte do nosso compromisso fomentar a política da logística reversa e contribuir com a sustentabilidade do setor”, afirma Daniely Gomiero, Vice-Presidente de projetos do Instituto NET Claro Embratel e responsável pela área de responsabilidade social corporativa da Claro Brasil.

 

A empresa ainda trabalha constantemente em parcerias para promover essas ações, como a iniciativa recente envolvendo o programa de fidelidade da operadora, Claro Clube, destinado a clientes pós-pagos. No projeto, os usuários podem depositar celulares, baterias recarregáveis, chips e acessórios obsoletos ou fora de uso nos pontos de coleta, que podem ser encontrados em diversas lojas da Claro em todo o Brasil e ganhar até 1.000 pontos para trocar por produtos. As urnas coletoras, no entanto, estão disponíveis para qualquer pessoa, não só clientes, e recebem materiais, como celulares e acessórios, de todos os fabricantes.

 

O sucesso do programa deve-se forte movimento de engajamento, promovido pelo Instituto NET Claro Embratel, por meio de ações de incentivo ao descarte consciente do celular e de materiais educativos, que reforçam o compromisso da Claro com o desenvolvimento sustentável e com o bem-estar social.

 

Reaproveitamento do descarte – O controle dos itens coletados no Claro Recicla é realizado por meio de relatórios. O conteúdo depositado nas urnas de todo o Brasil é recolhido regularmente pela empresa Essencis Soluções Ambientais, que faz uma triagem de todos os materiais. Os diferentes tipos de peças são contados e pesados. Por fim, são encaminhados para diversas indústrias recicladoras.

 

No caso dos celulares e dos chips coletados, eles podem ser reaproveitados e têm como destino, por exemplo, o mercado de luxo, que transforma o produto reciclado em joias ou, até mesmo, em itens para a casa, como torneiras ou serem vendidos como metal puro. As pilhas e baterias são direcionadas para aterros como resíduo industrial controlado. Outros itens descartados vão para indústrias que podem reaproveitar o cobre e o plástico dos materiais para a criação de outros produtos.

 

A iniciativa contribui para a preservação ambiental, incentiva a atitude consciente dos consumidores e é um reflexo das boas práticas sócio ambientais contidas em nossos valores, o Claro Recicla é um dos exemplos da aderência da Claro Brasil à Política Nacional de Resíduos Sólidos. O descarte correto do lixo eletrônico ajuda a combater a contaminação da água e do solo, trata de forma adequada os materiais tóxicos, reduz a quantidade de lixo e diminui a extração de metais pesados.

 

SOBRE O INSTITUTO NET CLARO EMBRATEL 

A área de Responsabilidade Social do Grupo Claro, composta pelas marcas NET, Claro e Embratel, investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto NET Claro Embratel, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto NET Claro Embratel é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Além disso, através de sua Plataforma Institucional, as marcas NET, Claro e Embratel propõem a conexão entre as pessoas para a construção de um amanhã gigante. O movimento é parte de uma inciativa que aborda a gestão corporativa e manifesta o compromisso com a sociedade. Entre as iniciativas estão os Theatros NET São Paulo e Rio de Janeiro, Estação NET Cinema, NET Live Brasília, entre outros. Conheça outras realizações no Relatório Social de 2017 do Instituto: https://www.institutonetclaroembratel.org.br/wp-content/uploads/relatorio-social/2017/mobile/index.html#p=52

Publicidade

Instituto NET Claro Embratel estimula ideias inovadoras pela Educação

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

26 de novembro de 2018

7ª edição do programa Campus Mobile, patrocinado pelo Instituto, busca soluções disruptivas e inclusivas que contribuam com a Educação no Brasil

 

A 7ª edição do Campus Mobile, programa do Instituto NET Claro Embratel, que já está com inscrições abertas, traz novidades para todos os mobilianos.  Nesse ano, a categoria Educação contará com o apoio e assistência da Área de Educação do UNICEF por meio de mentorias em três momentos do projeto – nas lives que acontecem para dar orientação aos jovens durante a etapa de produção dos projetos; nos feedbacks que eles recebem do time do UNICEF presente às bancas de avaliação; e em palestras durante a Semana Presencial, ao fim do programa.

“Ter o apoio da equipe de Educação do UNICEF nesse projeto é uma alegria e um grande orgulho. Significa que estamos no caminho certo para contribuir com informações que façam a diferença nos projetos de Educação destes jovens empreendedores. E para que o Campus Mobile contribua, de fato, com tecnologias que promovam uma escola mais inclusiva e meios de aprendizado mais democráticos e conectados. Nós acreditamos que a educação é o principal alicerce para o desenvolvimento da sociedade e buscamos caminhos de promove-la em todos os nossos projetos e com todos os nossos parceiros”, exalta Danielly Gomiero, diretora de comunicação e responsabilidade social corporativa da Claro Brasil e vice-presidente do Instituto NET Claro Embratel.

“Quando a tecnologia é usada de forma inovadora e inclusiva, em favor da Educação, é possível transformar a realidade escolar e garantir os direitos de cada menina e cada menino, sem exceção. É esse o resultado que esperamos da Campus Mobile”, afirma Ítalo Dutra, chefe de Educação do UNICEF no Brasil.

O Campus Mobile tem o objetivo de identificar, estimular a formação de jovens talentos universitários para atuação de conteúdos e novos serviços de telefonia móvel, além de contribuir para o desenvolvimento social do Brasil.  As inscrições podem ser individuais ou em equipe com até três membros e estão abertas até o dia 2 de dezembro. Além da categoria de Educação, já tradicional do projeto, neste ano, o programa traz categorias em que os jovens podem inscrever soluções que impactam diretamente a vida das pessoas, são elas:

  • Educação, em que serão analisados produtos ou serviços inovadores para dispositivos móveis que promovam e aprimorem a aprendizagem dentro e fora da escola ou o interesse pelos estudos;
  • Diversidade, que avaliará projetos que contribuam com o empoderamento, redução da discriminação e promoção de direitos de mulheres e minorias;
  • Smart Cities, que busca soluções que contribuam para a infraestrutura urbana, tornem os grandes centros mais eficientes e melhorem a vida de seus habitantes;
  • Smart Farm, que traz iniciativas que tenham o objetivo de melhorar a infraestrutura e a vida dos habitantes em regiões rurais.

Inscreva-se para  a 7ª edição do Campus Mobile

https://www.institutonetclaroembratel.org.br/campus-mobile/

Campus Mobile é uma iniciativa do Instituto NET Claro Embratel, com realização do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico e apoio da Escola Politécnica da USP. O programa Campus Mobile estimula o empreendedorismo aproximando o jovem do mercado de trabalho em contato com renomados profissionais que os orientam no desenvolvimento de ideias de aplicativos e serviços. O Instituto conta com outros projetos como o NETLabTV, concurso de novas ideias de séries brasileiras, que busca identificar talentos criativos de todo o país e gerar mais oportunidades de negócio para o setor audiovisual, e o Dupla Escola, que é a primeira instituição de ensino médio pública do modelo integral e integrado à formação técnico-profissionalizante em telecomunicações.

SOBRE O INSTITUTO NET CLARO EMBRATEL

A área de Responsabilidade Social do Grupo Claro, composta pelas marcas NET, Claro e Embratel, investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto NET Claro Embratel, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto NET Claro Embratel é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Além disso, através de sua Plataforma Institucional, as marcas NET, Claro e Embratel propõem a conexão entre as pessoas para a construção de um amanhã gigante. O movimento é parte de uma inciativa que aborda a gestão corporativa e manifesta o compromisso com a sociedade. Entre as iniciativas estão os Theatros NET São Paulo e Rio de Janeiro, Estação NET Cinema, NET Live Brasília, entre outros.

Conheça outras realizações no Relatório Social de 2017 do Instituto: https://www.institutonetclaroembratel.org.br/wp-content/uploads/relatorio-social/2017/mobile/index.html#p=52

Publicidade

NET anuncia canal exclusivo para doações para o Teleton

Por Oswaldo Scaliotti em Responsabilidade social

08 de novembro de 2018

Em prol da AACD, clientes NET HD podem contribuir diretamente pelo controle remoto

Em mais um ano da iniciativa que beneficia milhares de crianças do Brasil, clientes NET HD poderão participar da campanha Teleton 2018 doando diretamente pelo controle remoto, no canal 254. De 14 de outubro a 11 de novembro o espaço será dedicado exclusivamente às doações para a campanha, e os clientes poderão optar por contribuir com R$ 10, R$ 20 ou R$ 40. Em 2017, foram mais de 15 mil participações que contribuíram de forma significativa para o desenvolvimento da AACD, instituição que é beneficiada pela maratona de arrecadação.

No Brasil, o Teleton é liderado pela AACD, que recebe o apoio do SBT, doando 24h da sua programação para as atividades que acontecem entre os dias 09 e 10 de novembro. A parceria surgiu com o incentivo da área de responsabilidade social da Claro Brasil, por meio do Instituto NET Claro Embratel, e reforça o compromisso das marcas com projetos voltados à Cidadania, Educação e Cultura, promovendo o desenvolvimento da sociedade e do País. “A proposta é estimular os clientes da NET a contribuírem com a causa de maneira direta”, diz Daniely Gomiero, diretora de comunicação e responsabilidade social corporativa da Claro Brasil e vice-presidente do Instituto NET Claro Embratel.

Para participar da ação, basta sintonizar o canal 254 e escolher entre as opções de valores para doação: O montante será creditado na próxima fatura e transferido diretamente para a AACD – Associação de Assistência à Criança Deficiente. “O Instituto NET Claro Embratel investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Apoiar mais um ano ao Teleton reforça esse compromisso, aliando os serviços prestados pelo grupo com iniciativas que geram o desenvolvimento humano e social”, completa Daniely.

O Teleton é uma maratona televisa que apresenta o tralhado realizado pela AACD, reconhecida entre os melhores hospitais de Ortopedia no Brasil e referência no tratamento de pessoas com deficiência física, e lidera uma mobilização nacional para angariar fundos para a viabilização de seus projetos. Nesta 21ª edição, o montante arrecadado será destinado para a manutenção dos centros de reabilitação e o hospital da AACD. Em 2017, o evento arrecadou R$ 29,7 milhões, valor que foi destinado à manutenção das Unidades hospitalares.

Sobre o Instituto NET Claro Embratel

A área de Responsabilidade Social do Grupo Claro, composta pelas marcas NET, Claro e Embratel, investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto NET Claro Embratel, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto NET Claro Embratel é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Além disso, através de sua Plataforma Institucional, as marcas NET, Claro e Embratel propõem a conexão entre as pessoas para a construção de um amanhã gigante. O movimento é parte de uma inciativa que aborda a gestão corporativa e manifesta o compromisso com a sociedade. Entre as iniciativas estão os Theatros NET São Paulo e Rio de Janeiro, Estação NET Cinema, NET Live Brasília, entre outros.

Conheça outras realizações no Relatório Social de 2017 do Instituto:
https://www.institutonetclaroembratel.org.br/wp-content/uploads/relatorio-social/2017/mobile/index.html#p=52

Publicidade

Instituto NET Claro Embratel abre inscrições para a 7ª edição do Campus Mobile 

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

25 de outubro de 2018

Vencedores serão levados para uma viagem ao Vale do Silício, nos Estados Unidos, para finalizarem seus projetos 

Instituto NET Claro Embratel anuncia o lançamento da 7ª edição do Campus Mobile, programa que tem o objetivo de identificar, estimular a formação de jovens talentos universitários para atuação de conteúdos e novos serviços de telefonia móvel, além de contribuir para o desenvolvimento social do Brasil. As inscrições podem ser individuais ou em equipe com até três membros e estão abertas até o dia 22 de novembro, podendo ser realizadas no site https://www.institutonetclaroembratel.org.br/campus-mobile/.

Estão aptos a participar universitários que estejam matriculados em um curso de graduação de uma instituição de ensino superior no Brasil e jovens recém-formados (em 2017 ou 2018). “Temos muito orgulho do crescimento do Campus Mobile e do comprometimento dos participantes ao longo dos últimos anos. Estamos sempre abertos a dar oportunidades para desenvolver projetos tão interessantes”, comemora Daniely Gomeiro, vice-presidente do Instituto NET Claro Embratel.

O Campus Mobile é dividido em cinco etapas: Inscrição das ideias e soluções; Seleção e Divulgação das Ideias e Soluções; Desenvolvimento dos Projetos; Finalização de protótipos; e uma Viagem de Imersão no Vale do Silício, São Francisco (CA), nos Estados Unidos, para concluírem seus projetos. Ao todo, após as inscrições serão selecionados cerca de 65 projetos.

Nesse ano, o programa traz categorias em que os jovens podem inscrever soluções que impactam diretamente a vida das pessoas, são elas: Educação, em que serão analisados produtos ou serviços inovadores para dispositivos móveis que promovam e aprimorem a aprendizagem dentro e fora da escola ou o interesse pelos estudos; Diversidade, que avaliará projetos que contribuam com o empoderamento, redução da discriminação e promoção de direitos de mulheres e minorias; Smart Cities, que busca soluções que contribuam para a infraestrutura urbana, tornem os grandes centros mais eficientes e melhorem a vida de seus habitantes; Smart Farm, que traz iniciativas que tenham o objetivo de melhorar a infraestrutura e a vida dos habitantes em regiões rurais.

“Esta iniciativa permite identificar, desenvolver e encaminhar jovens talentos para oportunidades de atuação em pesquisa, desenvolvimento e inovação em telecomunicações. Com as novas categorias da 7ª edição, será possível atender mais jovens trazendo soluções para problemas atuais como Smart Cities e Diversidade”, comenta Roseli de Deus Lopes, professora da Escola Politécnica da USP.

Campus Mobile é uma iniciativa do Instituto NET Claro Embratel, com realização do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico e apoio da Escola Politécnica da USP. O programa Campus Mobile estimula o empreendedorismo aproximando o jovem do mercado de trabalho em contato com renomados profissionais que os orientam no desenvolvimento de ideias de aplicativos e serviços. O Instituto conta com outros projetos como o NETLabTV, concurso de novas ideias de séries brasileiras, que busca identificar talentos criativos de todo o país e gerar mais oportunidades de negócio para o setor audiovisual, e o Dupla Escola, que é a primeira instituição de ensino médio pública do modelo integral e integrado à formação técnico-profissionalizante em telecomunicações.

SOBRE O INSTITUTO NET CLARO EMBRATEL

A área de Responsabilidade Social do Grupo Claro, composta pelas marcas NET, Claro e Embratel, investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto NET Claro Embratel, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto NET Claro Embratel é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Além disso, através de sua Plataforma Institucional, as marcas NET, Claro e Embratel propõem a conexão entre as pessoas para a construção de um amanhã gigante. O movimento é parte de uma inciativa que aborda a gestão corporativa e manifesta o compromisso com a sociedade. Entre as iniciativas estão os Theatros NET São Paulo e Rio de Janeiro, Estação NET Cinema, NET Live Brasília, entre outros. Conheça outras realizações no Relatório Social de 2017 do Instituto: https://www.institutonetclaroembratel.org.br/wp-content/uploads/relatorio-social/2017/mobile/index.html#p=52

Publicidade

NET anuncia canal exclusivo para doações para o Teleton

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

15 de outubro de 2018

Em prol da AACD, clientes NET HD podem contribuir diretamente pelo controle remoto

Em mais um ano da iniciativa que beneficia milhares de crianças do Brasil, clientes NET HD poderão participar da campanha Teleton 2018 doando diretamente pelo controle remoto, no canal 254. De 14 de outubro a 11 de novembro o espaço será dedicado exclusivamente às doações para a campanha, e os clientes poderão optar por contribuir com R$ 10, R$ 20 ou R$ 40. Em 2017, foram mais de 15 mil participações que contribuíram de forma significativa para o desenvolvimento da AACD, instituição que é beneficiada pela maratona de arrecadação.

No Brasil, o Teleton é liderado pela AACD, que recebe o apoio do SBT, doando 24h da sua programação para as atividades que acontecem entre os dias 09 e 10 de novembro.

A parceria surgiu com o incentivo da área de responsabilidade social da Claro Brasil, por meio do Instituto NET Claro Embratel, e reforça o compromisso das marcas com projetos voltados à Cidadania, Educação e Cultura, promovendo o desenvolvimento da sociedade e do País.

A proposta é estimular os clientes da NET a contribuírem com a causa de maneira direta”, diz Daniely Gomiero, diretora de comunicação e responsabilidade social corporativa da Claro Brasil e vice-presidente do Instituto NET Claro Embratel.

Para participar da ação, basta sintonizar o canal 254 e escolher entre as opções de valores para doação: O montante será creditado na próxima fatura e transferido diretamente para a AACD – Associação de Assistência à Criança Deficiente.

O Instituto NET Claro Embratel investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Apoiar mais um ano ao Teleton reforça esse compromisso, aliando os serviços prestados pelo grupo com iniciativas que geram o desenvolvimento humano e social”, completa Daniely

O Teleton é uma maratona televisa que apresenta o tralhado realizado pela AACD, reconhecida entre os melhores hospitais de Ortopedia no Brasil e referência no tratamento de pessoas com deficiência física, e lidera uma mobilização nacional para angariar fundos para a viabilização de seus projetos. Nesta 21ª edição, o montante arrecadado será destinado para a manutenção dos centros de reabilitação e o hospital da AACD. Em 2017, o evento arrecadou R$ 29,7 milhões, valor que foi destinado à manutenção das Unidades hospitalares.

Sobre o Instituto NET Claro Embratel

A área de Responsabilidade Social do Grupo Claro, composta pelas marcas NET, Claro e Embratel, investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto NET Claro Embratel, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto NET Claro Embratel é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Além disso, através de sua Plataforma Institucional, as marcas NET, Claro e Embratel propõem a conexão entre as pessoas para a construção de um amanhã gigante. O movimento é parte de uma inciativa que aborda a gestão corporativa e manifesta o compromisso com a sociedade. Entre as iniciativas estão os Theatros NET São Paulo e Rio de Janeiro, Estação NET Cinema, NET Live Brasília, entre outros. Conheça outras realizações no Relatório Social de 2017 do Instituto: https://www.institutonetclaroembratel.org.br/wp-content/uploads/relatorio-social/2017/mobile/index.html#p=52.

Publicidade

Instituto NET Claro Embratel divulga abertura de inscrições para o Prêmio Carlos Slim de Saúde

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

08 de outubro de 2018

 

Premiação busca reconhecer o trabalho de pesquisadores e instituições na área de Saúde para a população da América Latina

Estão abertas, até o dia 31 de outubro de 2018, as inscrições para a XII Edição do Prêmio Carlos Slim em Saúde. Promovida pela Fundação Carlos Slim e divulgação do Instituto NET Claro Embratel, a iniciativa tem como objetivo reconhecer o trabalho de pesquisadores e instituições sem fins lucrativos na área de Saúde. Além do reconhecimento e prestígio que a premiação representa, os vencedores recebem um valor de 100 mil dólares em cada uma das duas categorias apresentadas abaixo:

  • Carreira em Pesquisa: reconhece pessoas que se dedicam à pesquisa em Saúde e cujo trabalho tem permitido a geração de soluções para os grandes desafios da Saúde na América Latina;
  • Instituição Destaque:  homenageia as instituições latino americanas, sem fins lucrativos, públicas e privadas, que tenham implantado programas que trouxeram melhorias, na área da Saúde, para as comunidades onde estão inseridas.

Na categoria Carreira em Pesquisa, os candidatos devem comprovar experiência profissional de 15 anos no campo de pesquisa em Saúde e os projetos devem ser inscritos por indicação de um terceiro.  Já, categoria Instituição Destaque, a organização deve contar com experiência de 10 anos de atuação e a inscrição deverá ser realizada por um integrante do Conselho de Administração, diretoria ou patrocinador da iniciativa

Após o período de inscrição, cada projeto será avaliado, rigorosamente, por um júri independente, que será integrado por especialistas de instituições acadêmicas nacionais e estrangeiras, e também por vencedores de edições anteriores do Prêmio.

“Ao apoiarmos o Prêmio Carlos Slim em Saúde, reforçamos o incentivo a ações que possam impactar de forma positiva a vida das pessoas em nosso País, por meio de inovações em pesquisa e desenvolvimento”, comenta Daniely Gomiero, Vice-presidente de projetos do Instituto NET Claro Embratel e Diretora de Responsabilidade Social e Comunicação da Claro Brasil.

Prêmio Carlos Slim em  Saúde, lançado em 2007, já recebeu mais de mil pesquisas inscritas, de 23 países, premiando, ao todo, 23 projetos em locais como: Argentina, Colômbia, Bolívia, Brasil, Costa Rica, Guatemala, Haiti, Honduras, México, Peru e El Salvador.

O Brasil foi contemplado três vezes: duas na categoria Instituição Destaque – em 2010, com o Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano Sul (Celafiscs), e em 2013, com a iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi) – e uma na categoria Carreira em Pesquisa, para o Dr. César Gomes Victoria. As informações completas sobre os prêmios estão disponíveis no site www.premiosensalud.org e as inscrições serão aceitas até 31 de outubro deste ano. Os vencedores serão anunciados no primeiro trimestre de 2019.

SOBRE O INSTITUTO NET CLARO EMBRATEL 

A área de Responsabilidade Social do Grupo Claro, composta pelas marcas NET, Claro e Embratel, investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto NET Claro Embratel, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto NET Claro Embratel é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Além disso, através de sua Plataforma Institucional, as marcas NET, Claro e Embratel propõem a conexão entre as pessoas para a construção de um amanhã gigante. O movimento é parte de uma inciativa que aborda a gestão corporativa e manifesta o compromisso com a sociedade. Entre as iniciativas estão os Theatros NET São Paulo e Rio de Janeiro, Estação NET Cinema, NET Live Brasília, entre outros. Conheça outras realizações no Relatório Social de 2017 do Instituto: https://www.institutonetclaroembratel.org.br/wp-content/uploads/relatorio-social/2017/mobile/index.html#p=52

Publicidade

Instituto NET Claro Embratel se une ao UNICEF no combate ao atraso escolar

Por Oswaldo Scaliotti em Sem categoria

14 de setembro de 2018

O Instituto NET Claro Embratel, responsável pelas iniciativas de responsabilidade social das três marcas do grupo Claro Brasil, acaba de tornar-se, oficialmente, parceiro estratégico do UNICEF no plano de ação do projeto Trajetórias de Sucesso Escolar. O objetivo é produzir e testar tecnologias educacionais para o desenvolvimento de currículos específicos para adolescentes em situação de atraso escolar no Brasil. Em todo o país há mais de 7 milhões de estudantes com dois ou mais anos de atraso escolar entre os 35 milhões matriculados no ensino fundamental e no ensino médio, segundo dados do Censo Escolar 2017.

A parceria tem a meta de reduzir, até 2021, em 20% a distorção idade-série em 12 municípios pilotos.  A assinatura formal da parceria ocorreu hoje, na sede da Claro Brasil, entre o presidente do grupo de Telecom e também do instituto, José Félix, e a representante da UNICEF no Brasil, Florence Bauer.

Educação é um dos pilares do Instituto NET Claro Embratel. Cerca de 54 mil alunos já foram beneficiados pelos projetos educacionais mantidos pelo instituto. “Acreditamos que a educação é o principal alicerce para o desenvolvimento da sociedade. O Instituto NET Claro Embratel e o UNICEF estão unidos para contribuir diretamente com o desenvolvimento dos adolescentes no Brasil.  Estamos certos de que teremos sucesso com a estratégia traçada”, disse Daniely Gomiero, Vice Presidente de projetos do Instituto NET Claro Embratel e Diretora de Responsabilidade Social e Comunicação da Claro Brasil.

As ações do Trajetórias de Sucesso Escolar serão voltadas, especialmente, aos mais de 1.900 municípios do semiárido e da Amazônia Legal brasileira em que o UNICEF atua por meio do Selo UNICEF, e em 10 capitais brasileiras nas quais o UNICEF implementa a Plataforma dos Centros Urbanos. A primeira reunião de trabalho está marcada para o próximo dia 20. O início do projeto, propriamente, está previsto para outubro.

A complexidade para corrigir o atraso escolar dos adolescentes exige ações integradas em três níveis de gestão: das redes, da escola e da sala de aula. A parceria viabilizará uma série de práticas e metodologias de enfrentamento à distorção idade-série; metodologia de gestão e de formação em serviço de gestores e professores desenvolvida e testada em territórios a serem selecionados entre aqueles de atuação prioritária do UNICEF.

“Com a parceria, esperamos avançar na garantia de que cada menina e cada menino tenha acesso à escola, permaneça, aprenda e possa concluir sua educação básica, na idade adequada. É mais uma das importantes iniciativas que vêm contribuindo com o país na promoção do direito à educação de qualidade. Fora da escola não pode! E estar na escola sem aprender, também não pode”, disse Florence Bauer, representante do UNICEF no Brasil.

Distorção idade-série

A taxa de distorção idade-série é medida pela proporção de alunos com mais de 2 anos de atraso escolar em cada ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. No Brasil, a criança deve ingressar no 1º ano do Ensino Fundamental aos 6 anos de idade com a expectativa de que conclua os estudos nesta modalidade até os 14 anos de idade. No caso do Ensino Médio a idade regular de entrada é a de 15 anos, devendo o mesmo ser concluído até os 17 anos de idade. Para mais informações, acesse o estudo “Panorama da distorção idade-série no Brasil”. E, no sitehttp://trajetoriaescolar.org.br/ você encontra dados sobre distorção idade-série em cada estado, município e escola (municipal ou estadual) do País.

Educação e Tecnologia

Além da parceria com o Unicef, o Instituto NET Claro Embratel conta com diversos projetos voltados para a educação como: o Educonex@o, que promove a capacitação de professores para o uso das tecnologias digitais, facilitando o processo de ensino e aprendizagem, e faz a doação de internet banda larga para as escolas da rede municipal; o Campus Mobile, que estimula o empreendedorismo ao aproximar o jovem do mercado de trabalho; o NETLAB TV, que busca identificar talentos criativos do setor audiovisual de todo o país e gerar mais oportunidades neste segmento; e o Dupla Escola, que possibilita a formação técnico-profissionalizante em telecomunicações em uma instituição de ensino médio pública de modelo integral e integrado no Rio de Janeiro.

SOBRE O INSTITUTO NET CLARO EMBRATEL

A área de Responsabilidade Social do Grupo Claro Brasil, composta pelas marcas NET, Claro e Embratel, investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto NET Claro Embratel, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto NET Claro Embratel é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Além disso, através de sua Plataforma Institucional, as marcas NET, Claro e Embratel propõem a conexão entre as pessoas para a construção de um amanhã gigante. O movimento é parte de uma inciativa que aborda a gestão corporativa e manifesta o compromisso com a sociedade. Entre as iniciativas estão os Theatros NET São Paulo e Rio de Janeiro, Estação NET Cinema, NET Live Brasília, entre outros. Conheça outras realizações no Relatório Social de 2017 do Instituto: https://www.institutonetclaroembratel.org.br/wp-content/uploads/relatorio-social/2017/mobile/index.html#p=52

SOBRE O UNICEF

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Publicidade

Instituto NET Claro Embratel se une ao UNICEF no combate ao atraso escolar

Por Oswaldo Scaliotti em Sem categoria

14 de setembro de 2018

O Instituto NET Claro Embratel, responsável pelas iniciativas de responsabilidade social das três marcas do grupo Claro Brasil, acaba de tornar-se, oficialmente, parceiro estratégico do UNICEF no plano de ação do projeto Trajetórias de Sucesso Escolar. O objetivo é produzir e testar tecnologias educacionais para o desenvolvimento de currículos específicos para adolescentes em situação de atraso escolar no Brasil. Em todo o país há mais de 7 milhões de estudantes com dois ou mais anos de atraso escolar entre os 35 milhões matriculados no ensino fundamental e no ensino médio, segundo dados do Censo Escolar 2017.

A parceria tem a meta de reduzir, até 2021, em 20% a distorção idade-série em 12 municípios pilotos.  A assinatura formal da parceria ocorreu hoje, na sede da Claro Brasil, entre o presidente do grupo de Telecom e também do instituto, José Félix, e a representante da UNICEF no Brasil, Florence Bauer.

Educação é um dos pilares do Instituto NET Claro Embratel. Cerca de 54 mil alunos já foram beneficiados pelos projetos educacionais mantidos pelo instituto. “Acreditamos que a educação é o principal alicerce para o desenvolvimento da sociedade. O Instituto NET Claro Embratel e o UNICEF estão unidos para contribuir diretamente com o desenvolvimento dos adolescentes no Brasil.  Estamos certos de que teremos sucesso com a estratégia traçada”, disse Daniely Gomiero, Vice Presidente de projetos do Instituto NET Claro Embratel e Diretora de Responsabilidade Social e Comunicação da Claro Brasil.

As ações do Trajetórias de Sucesso Escolar serão voltadas, especialmente, aos mais de 1.900 municípios do semiárido e da Amazônia Legal brasileira em que o UNICEF atua por meio do Selo UNICEF, e em 10 capitais brasileiras nas quais o UNICEF implementa a Plataforma dos Centros Urbanos. A primeira reunião de trabalho está marcada para o próximo dia 20. O início do projeto, propriamente, está previsto para outubro.

A complexidade para corrigir o atraso escolar dos adolescentes exige ações integradas em três níveis de gestão: das redes, da escola e da sala de aula. A parceria viabilizará uma série de práticas e metodologias de enfrentamento à distorção idade-série; metodologia de gestão e de formação em serviço de gestores e professores desenvolvida e testada em territórios a serem selecionados entre aqueles de atuação prioritária do UNICEF.

“Com a parceria, esperamos avançar na garantia de que cada menina e cada menino tenha acesso à escola, permaneça, aprenda e possa concluir sua educação básica, na idade adequada. É mais uma das importantes iniciativas que vêm contribuindo com o país na promoção do direito à educação de qualidade. Fora da escola não pode! E estar na escola sem aprender, também não pode”, disse Florence Bauer, representante do UNICEF no Brasil.

Distorção idade-série

A taxa de distorção idade-série é medida pela proporção de alunos com mais de 2 anos de atraso escolar em cada ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. No Brasil, a criança deve ingressar no 1º ano do Ensino Fundamental aos 6 anos de idade com a expectativa de que conclua os estudos nesta modalidade até os 14 anos de idade. No caso do Ensino Médio a idade regular de entrada é a de 15 anos, devendo o mesmo ser concluído até os 17 anos de idade. Para mais informações, acesse o estudo “Panorama da distorção idade-série no Brasil”. E, no sitehttp://trajetoriaescolar.org.br/ você encontra dados sobre distorção idade-série em cada estado, município e escola (municipal ou estadual) do País.

Educação e Tecnologia

Além da parceria com o Unicef, o Instituto NET Claro Embratel conta com diversos projetos voltados para a educação como: o Educonex@o, que promove a capacitação de professores para o uso das tecnologias digitais, facilitando o processo de ensino e aprendizagem, e faz a doação de internet banda larga para as escolas da rede municipal; o Campus Mobile, que estimula o empreendedorismo ao aproximar o jovem do mercado de trabalho; o NETLAB TV, que busca identificar talentos criativos do setor audiovisual de todo o país e gerar mais oportunidades neste segmento; e o Dupla Escola, que possibilita a formação técnico-profissionalizante em telecomunicações em uma instituição de ensino médio pública de modelo integral e integrado no Rio de Janeiro.

SOBRE O INSTITUTO NET CLARO EMBRATEL

A área de Responsabilidade Social do Grupo Claro Brasil, composta pelas marcas NET, Claro e Embratel, investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto NET Claro Embratel, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto NET Claro Embratel é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Além disso, através de sua Plataforma Institucional, as marcas NET, Claro e Embratel propõem a conexão entre as pessoas para a construção de um amanhã gigante. O movimento é parte de uma inciativa que aborda a gestão corporativa e manifesta o compromisso com a sociedade. Entre as iniciativas estão os Theatros NET São Paulo e Rio de Janeiro, Estação NET Cinema, NET Live Brasília, entre outros. Conheça outras realizações no Relatório Social de 2017 do Instituto: https://www.institutonetclaroembratel.org.br/wp-content/uploads/relatorio-social/2017/mobile/index.html#p=52

SOBRE O UNICEF

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.