Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Fiec

Sindicatos filiados à FIEC promovem ações no Cariri

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

21 de Fevereiro de 2018

 

O Simec (indústrias metalmecânicas e de material elétrico) e o Sindialimentos (indústrias de ração e alimentos), filiados à Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), em parceria com o Sebrae, realizam no dia 22/2, na região do Cariri, eventos para empresas ligadas aos segmentos representados, visando o fortalecimento da indústria e interiorização de ações.

O Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico no Estado do Ceará (Simec) reúne empresários do setor metalmecânico, às 18h30, no auditório do SENAI Juazeiro do Norte, para lançar o projeto Procompi para empresas produtoras de panelas e utensílios domésticos de alumínio. Serão apresentados os benefícios proporcionados pelo projeto às empresas, visando fortalecer o segmento e estimular a cooperação entre as empresas, com ações de desenvolvimento empresarial e profissional.

O Procompi é resultante de uma parceria entre a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Sebrae nacional. O programa objetiva elevar a competitividade das empresas industriais de menor porte, por meio do estímulo à cooperação entre as empresas, à organização do setor e ao desenvolvimento empresarial e territorial.

Sindialimentos

No mesmo dia, às 16h, no auditório do Sebrae de Juazeiro do Norte, o Sindicato das Indústrias da Alimentação e Rações Balanceadas do Estado do Ceará (Sindialimentos) recebe empresários da indústria de alimentos para levantar demandas e abordar a importância do Associativismo.

Serviço

Lançamento do Procompi do Simec para indústrias de panelas e utensílios domésticos de alumínio

Data: 22/2, às 18h30

Local: Auditório do SENAI Juazeiro do Norte (Av. Leão Sampaio, 85 – Lagoa Seca)

Confirmação de presença: Clique AQUI.

Mais informações: (88) 3102-5771 com Ana Luiza / (85) 98739-3700 com Natália Nogueira (SIMEC Cariri)

Reunião do Sindialimentos para levantamento de demandas

Data: 22/2, às 16h

Local: Auditório Sebrae (CE-060, 200 – Centro – Juazeiro do Norte)

Mais informações: (88) 31025771 / (85) 32617159 / (85) 99991 0507 / sindialimentos@sfiec.org.br.

leia tudo sobre

Publicidade

Ceará segue na terceira posição no Brasil em exportação de bebidas

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

21 de Fevereiro de 2018

 

O Ceará em 2018 segue como terceiro maior exportador de bebidas do Brasil – atrás apenas de São Paulo e Paraná. As vendas externas cearenses do setor acompanharam a tendência nacional de queda, registrando uma discreta retração de 4,9% em relação ao ano de 2017, alcançando no acumulado do ano o montante de US$ 5,1 milhões. Já nas importações, o estado exibiu queda de 65,5%, em relação ao ano anterior, bem acima da média nacional que foi de 20,8%. Os dados são do estudo Ceará em Comex relativo a janeiro, elaborado pelo Centro Internacional de Negócios (CIN) da FIEC. Os destaques das exportações ficam por conta da “Água de Coco”, que representa sozinha quase 70% do total de bebidas vendido. Principal destino das exportações cearenses, os EUA reduziram as compras de bebidas do Estado em 5,9%, mas ainda são responsáveis por 68% do total exportado.

Confira AQUI o estudo completo. 

Publicidade

Café com Energia discute na FIEC condições de escoamento de energias renováveis no Ceará

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

21 de Fevereiro de 2018

 
As condições de escoamento de energias renováveis no Ceará serão pauta da próxima edição do Café com Energia, que acontece sexta-feira (23/2), às 8h, na cobertura da Casa da Indústria (Av. Barão de Studart, 1980 – Aldeota), com a participação de Fernando França, gerente de Planejamento do Norte/Nordeste, da Diretoria de Planejamento do ONS – Operador Nacional do Sistema Elétrico. O evento é promovido pelo Núcleo de Energia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) e pelo Sindienergia.  

leia tudo sobre

Publicidade

Inscrições abertas para curso de Analista em Comércio Exterior

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

20 de Fevereiro de 2018

Com o objetivo de preparar profissionais para atuarem nas indústrias cearenses, o Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) realiza o curso de analista em Comércio Exterior, de 12 a 16 de março. O objetivo da capacitação é apresentar informações elementares das rotinas administrativas, além de aprofundar conhecimentos relativos ao processo de importação e exportação de forma a capacitar o aluno para planejar e gerenciar os processos de comércio exterior de uma empresa.

O curso faz parte do programa de capacitação empresarial do Centro Internacional de Negócios da FIEC e será ministrado por Luiz Policarpo. O facilitador é engenheiro de produção formado na DeVry Fanor, especialista em Estratégias e Habilidades de Negociações pela University of Michigan, com conhecimentos específicos em gestão de processos na cadeia logística e comércio exterior, técnicas de simulações e otimizações e gerenciamento de riscos operacionais, controles internos e compliance para cadeia logística. Experiência de mais de 7 anos em processos da cadeia de suprimentos (supply chain), atuando como operador logístico das principais indústrias do Estado e do Brasil.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas AQUI no site do CIN.

Estudantes e empresas filiadas a sindicatos associados à FIEC têm desconto.

Serviço:
Curso Analista em Comércio Exterior
Data: 12 a 16 de março
Horário: 19h às 22h
Local: Casa da Indústria (Av. Barão de Studart, 1980)
Inscrições: 
www.cin-ce.org.br

Mais informações: mrcavalcante@sfiec.org.br ou através do telefone (85) 3421.5418

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

FIEC, Simagran, Sebrae e Secitece realizam reunião com setor de pedras no Cariri

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

19 de Fevereiro de 2018

Com o intuito de fortalecer o segmento de pedras do Cariri, o Sindicato das Indústrias de Mármores e Granitos do Estado do Ceará (Simagran), filiado à Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), o Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece) realizam na próxima quarta-feira (21/2), às 14h, reunião no Centro de Tecnologia Mineral do Cariri (Rodovia Estadual CE 166 – Nova Olinda).

SERVIÇO:
Reunião de fortalecimento do segmento de pedras do Cariri
Data: 21 de fevereiro de 2018
Horário: 14h
Local: Centro de Tecnologia Mineral do Cariri (Rodovia Estadual CE 166 – Nova Olinda)

Mais informações e confirmação de presença: (88) 3102.5771

leia tudo sobre

Publicidade

Balança comercial cearense apresenta melhor desempenho no comparativo dos últimos cinco anos

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

08 de Fevereiro de 2018

As exportações cearenses em janeiro de 2018 atingiram a cifra de US$ 180,5 milhões, o valor representa crescimento de 15,3% quando comparado ao valor do mesmo mês em 2017. Já em dezembro do ano passado o valor é US$ 231,4 milhões. Do lado das importações, o primeiro mês de 2018 totalizou US$ 194,8 milhões, expressiva elevação em relação a dezembro de 2017 quando foi importado US$ 135,4 milhões. Ao comparar com o mesmo período do ano anterior, houve decréscimo de 4,1%. Vale ressaltar que as compras externas cearenses vinham registrando retração durante os últimos três meses de 2017. Os dados são do documento Ceará em Comex, elaborado pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC, com base em informações do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

O comportamento da balança comercial do Estado, janeiro de 2018 alcançou a marca de melhor mês para o período, desde o início da série histórica, no ano 2000. Por sua vez, as importações registraram o segundo menor valor dos mesmos cinco anos, ficando à frente apenas de 2016. Como resultado final de tais trocas comerciais, a balança cearense fechou o mês com saldo negativo de US$ 14,3 milhões. Apesar do resultado, foi o melhor desempenho para o período no comparativo dos últimos cinco anos.

Publicidade

Empresários da Indústria de Água Mineral criam associação no Ceará

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

06 de Fevereiro de 2018

A Associação Brasileira da Indústria de Águas Minerais (Abinam) inaugura nesta quinta-feira, 08, sua secção no Ceará. A solenidade de abertura acontecerá na sede da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) com a presença de empresários do setor e do presidente da Abinam Brasil, Carlos Alberto Lancia.

 

Para o superintendente da Abinam/CE, Lucas Ferianci, a criação da secção no estado acontece por uma necessidade do setor que vive um cenário de crescimento e destaque econômico.

 

“Nosso objetivo é fortalecer ainda mais o segmento da água mineral, estimulando a geração de empregos, aquecendo a economia e trabalhando forte para garantir que os consumidores do Ceará tenham cada vez mais acesso à águas minerais seguras e de qualidade”, declara.

 

O evento será voltado para as empresas de extração, engarrafamento e distribuição de águas minerais. Também participarão autoridades a nível municipal, estadual e federal, assim como agências (ANVISA e AGEFIS) e o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).


ABINAM/CE

 

A ABINAM/CE é uma sucursal da Associação Brasileira da Indústria de Águas Minerais (ABINAM), entidade sem fins lucrativos criada para congregar e defender os interesses do setor no Estado do Ceará.

 

Participam da entidade as empresas de extração, engarrafamento e distribuição de águas minerais. Já estão associadas as envasadoras: Acácia, Límpida, Pacoti, Naturágua, Indaiá, Neblina, Olímpia, Serra Grande, Adorágua e São Geraldo.

 

SERVIÇO

Lançamento Abinam-CE

08 de Fevereiro às 19h

Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC)

Av. Barão de Studart, 1980 – Aldeota

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

FIEC lança 14º Prêmio por Desempenho Ambiental

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

05 de Fevereiro de 2018

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), por meio do seu Núcleo de Meio Ambiente (Numa), lançará no dia 6/2 a 14ª edição do Prêmio FIEC por Desempenho Ambiental. O lançamento acontecerá durante a reunião da Diretoria Plena da FIEC na Casa da Indústria em Fortaleza. A premiação visa agraciar empresas industriais, filiadas aos sindicatos que integram o Sistema FIEC, que tenham se destacado na conservação do meio ambiente e implementado atividades que resultem na melhoria da qualidade ambiental. Podem participar empresas do setor industrial, classificadas em (a) micro e pequenas empresas, (b) médias empresas e (c) grandes empresas. Referente as modalidades de participação, os projetos inscritos contemplarão: Produção Mais Limpa; Reúso de Água; Educação Ambiental e Integração com a Sociedade.

As inscrições poderão ser feitas a partir do dia 6/2. Para mais informações clique AQUI.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Resultados do Bússola da Sustentabilidade serão apresentados amanhã (6/2)

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

05 de Fevereiro de 2018

Mais de 400 empresas concluíram o questionário e receberam o diagnóstico empresarial do Projeto Bússola da Sustentabilidade, que faz parte do Programa para o Desenvolvimento da Indústria. Esses resultados constam de publicação que será apresentada oficialmente aos empresários das indústrias cearenses, durante reunião da Diretoria da FIEC, que será realizada no dia 6 de fevereiro, na Casa da Indústria.

Os pesquisadores da iniciativa, durante encontros em Fortaleza e no Interior do Ceará, conseguiram aplicar os questionários em empresas localizadas em 37 municípios cearenses que representam 86% do PIB industrial cearense, referente ao valor adicionado da indústria, que significa todos os bens e serviços consumidos agregados pelo setor industrial no seu processo produtivo .O período de coleta aconteceu entre os meses de março e julho de 2017. Uma coleta no tempo recorde de 5 meses. Os setores pesquisados foram Energia, Reciclagem e Água; Eletrometalmecânico; Químico e Saúde; Alimentos e Bebidas;Têxtil e Vestuário; Móveis e Madeira; Construção; Minerais não metálicos e Extração; Calçados e Couro.

Assim como a Bússola da Inovação, já desenvolvido e com resultados apresentados, a Bússola da Sustentabilidade é uma consultoria gratuita e imediata. Promove  o alinhamento das estratégias das indústrias aos aspectos sociais, ambientais, econômicos, culturais e geográficos de sustentabilidade, tendo em vista a evolução da dinâmica empresarial e o estímulo à competitividade.

O resultado prático é a medição do uso de práticas sustentáveis nas indústrias cearenses, construindo uma base de conhecimentos sobre o tema, e estimulando a sensibilização dos empresários. É um dos projetos na área de atuação Inteligência competitiva do Programa para Desenvolvimento da Indústria e conduzido pelo Núcleo de Economia e Estratégia da FIEC. Mais informações em: www.bussoladasustentabilidade.org.br.

Publicidade

Exportação de calçados cearense cresce 7,6% em 2017

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

29 de Janeiro de 2018

 

Segundo maior estado exportador do Brasil em valores (e primeiro em pares), o Ceará exportou em 2017, o total de US$ 312,9 milhões, o que representa alta de 7,6% em relação ao mesmo período de 2016. As importações exibiram um aumento de 97,3%, passando de US$ 3,5 para US$ 6,9 milhões. Esta elevação está relacionada com a aquisição de componentes para a fabricação do produto final, como é o caso de solas e partes superiores, obtidos principalmente da China. Os dados são do estudo Ceará em Comex, produzido pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC, com base em informações do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic).

De acordo com o estudo Ceará em Comex, é importante destacar que se tais itens da pauta de exportações forem utilizados no produto final a ser exportado, a indústria fica desobrigada a pagar os diversos impostos da aquisição destes componentes, através do regime especial conhecido como drawback, tornando assim as empresas mais competitivas. Vale ressaltar que apesar do bom desempenho no cenário externo, os calçados perderam, em 2017, o posto do principal setor exportado do Ceará para o metal mecânico (devido ao início das atividades da Companhia Siderúrgica do Pecém). Tal fato explica a queda na participação da balança comercial cearense de 22,5% para 14,8%.

Sob o âmbito dos produtos exportados, o item “Calçados de borracha ou plásticos, com parte superior em tiras ou correias” continua liderando o ranking, com US$ 96,2 milhões. Vale o destaque para “Calçados para outros esportes, de borracha ou plástico”, que apresentaram aumento de 107,6% entre 2016 e 2017. A Argentina ocupa a posição de principal destino das exportações cearenses de calçados e apresentou crescimento de 21,4% em relação a 2016. Os EUA estão em segundo, com uma pequena diferença na participação nas importações, porém exibem uma queda de 10,5% em relação ao ano anterior. Colômbia e Bolívia foram outros destinos de destaque, com aumento respectivo de 14,8% e 76,8%.

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Exportação de calçados cearense cresce 7,6% em 2017

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

29 de Janeiro de 2018

 

Segundo maior estado exportador do Brasil em valores (e primeiro em pares), o Ceará exportou em 2017, o total de US$ 312,9 milhões, o que representa alta de 7,6% em relação ao mesmo período de 2016. As importações exibiram um aumento de 97,3%, passando de US$ 3,5 para US$ 6,9 milhões. Esta elevação está relacionada com a aquisição de componentes para a fabricação do produto final, como é o caso de solas e partes superiores, obtidos principalmente da China. Os dados são do estudo Ceará em Comex, produzido pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC, com base em informações do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic).

De acordo com o estudo Ceará em Comex, é importante destacar que se tais itens da pauta de exportações forem utilizados no produto final a ser exportado, a indústria fica desobrigada a pagar os diversos impostos da aquisição destes componentes, através do regime especial conhecido como drawback, tornando assim as empresas mais competitivas. Vale ressaltar que apesar do bom desempenho no cenário externo, os calçados perderam, em 2017, o posto do principal setor exportado do Ceará para o metal mecânico (devido ao início das atividades da Companhia Siderúrgica do Pecém). Tal fato explica a queda na participação da balança comercial cearense de 22,5% para 14,8%.

Sob o âmbito dos produtos exportados, o item “Calçados de borracha ou plásticos, com parte superior em tiras ou correias” continua liderando o ranking, com US$ 96,2 milhões. Vale o destaque para “Calçados para outros esportes, de borracha ou plástico”, que apresentaram aumento de 107,6% entre 2016 e 2017. A Argentina ocupa a posição de principal destino das exportações cearenses de calçados e apresentou crescimento de 21,4% em relação a 2016. Os EUA estão em segundo, com uma pequena diferença na participação nas importações, porém exibem uma queda de 10,5% em relação ao ano anterior. Colômbia e Bolívia foram outros destinos de destaque, com aumento respectivo de 14,8% e 76,8%.

  • postado por Oswaldo Scaliotti