Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Fiec

FIEC anuncia dia 14/8 vencedores de Prêmio por Desempenho Ambiental

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de agosto de 2018


Acontece no dia 14/8, às 18h30, na FIEC, o anúncio dos vencedores da 14ª edição do Prêmio FIEC por Desempenho Ambiental. Nesta edição, separadas em categorias de pequena, média e grande, foram inscritas 18 empresas, que concorreram com 22 projetos, nas modalidades Produção Mais Limpa, Reúso de Água e Educação Ambiental e Integração com a Sociedade.

O processo de avaliação foi realizado por representantes do SENAI, UFC, Sema, Sefaz, Seuma, BNB e o Grupo de Interesse Ambiental GIA, que analisaram individualmente cada um dos projetos concorrentes, complementados por visitas in loco ou apresentações técnicas, dos mesmos.

O prêmio tem como objetivo premiar empresas que tenham se destacado na conservação do meio ambiente e implementado atividades que resultem na melhoria da qualidade ambiental, de acordo com os princípios do desenvolvimento sustentável e de modo a servirem de modelo para outras indústrias.

Serviço
Anúncio dos vencedores da 14ª edição do Prêmio por Desempenho Ambiental
Data: 14/8, às 18h30

Publicidade

Sindquímica realiza Expoquímica Ceará 2018 na FIEC

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

08 de agosto de 2018

Nos dias 23 e 24/8, o Sindquímica, sindicado filiado à Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), em parceria com o Instituto Orbitar, SEBRAE e a Revista Atualidade Cosmética, realiza, na FIEC, o 1° Expoquímica Ceará. O evento, ocorrendo em paralelo ao Workshop Atualidade Cosmética, trará especialistas do mercado brasileiro, lideranças da indústria e do varejo de beleza local para debates sobre desafios e oportunidades para empresas no estado do Ceará.

Sindquímica

O Sindiquímica é um dos 40 sindicatos patronais ligados à FIEC, que congrega diversos segmentos produtivos industriais. A FIEC é uma impulsionadora do desenvolvimento social e econômico do Estado, estimulando a competitividade, gerando novos negócios e fortalecendo vínculos institucionais.

Serviço
Expoquímica Ceará 2018
Local: FIEC – Av. Barão de Studart, 1980, Aldeota
Maiores informações: 85 3268.3426/ 85 99720.113 ou e-mail: quimica@sfiec.org.br

Publicidade

Indústria cearense inicia recuperação após greve dos caminhoneiros

Por Oswaldo Scaliotti em Análise

02 de agosto de 2018

Os Indicadores Industriais do Ceará indicam recuperação em relação à queda apresentada em maio ocasionada pela greve dos caminhoneiros. Destaque para o faturamento que registrou crescimento de 18,2% frente a maio, na série livres de efeitos sazonais, embora ainda se situe 5,8% abaixo do registrado em junho de 2017. É o que revela estudo do Núcleo de Economia e Estratégia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

Segundo a pesquisa, o emprego, a utilização da capacidade instalada e a massa salarial também registraram crescimento, apresentando alta de 1,6%, 1,9% e 4,6%, respectivamente. Embora o resultado seja positivo, os indicadores ainda se situam abaixo dos valores apresentados em abril, indicando que a recuperação foi parcial.

Por outro lado, o indicador de horas trabalhadas na produção apresentou decréscimo quando comparado ao mês de junho de 2017 (12,8%), assim como quando comparado ao mês imediatamente anterior (3,5%). No ano, o indicador acumula queda de 8,4%.

Publicidade

Pesquisa revela recuo na produção industrial no Ceará no mês de junho

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

26 de julho de 2018

O índice da produção do setor industrial cearense ficou em 46,9 pontos em junho, de acordo com a pesquisa mensal Sondagem Industrial, realizada pelo Núcleo de Economia e Estratégia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC). O indicador varia de zero a 100 pontos e resultados abaixo dos 50 pontos indicam queda frente ao mês anterior.
A pesquisa também revela recuo nos outros indicadores mais importantes da atividade econômica da indústria cearense. “O resultado é reflexo dos impactos da greve dos caminhoneiros, cujos efeitos se estenderam para os primeiros dias de junho, somados ao cenário de lenta recuperação da economia brasileira. Além disso, algumas fábricas tiveram paralisação da produção durante os dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo, o que também afetou a produção durante o mês de junho”, avalia o economista da FIEC, Antonio Martins.
Segundo a sondagem, o índice de Utilização da Capacidade Instalada (UCI) sinalizou operação industrial bem abaixo do usual para o mês ao registrar 38,4 pontos, o menor valor observado desde abril de 2017. Nota-se também redução no quadro de funcionários e nos estoques dos produtos industriais.
As perspectivas dos industriais cearenses referentes à demanda, compra de matérias-primas e exportações revelaram cenário de crescimento para os próximos seis meses. Apesar da queda no número de empregados em junho, a expectativa é de estabilidade no quadro de funcionários do setor industrial ao longo dos próximos meses.
No que concerne à intenção de investimentos, observou-se uma queda significativa de nove pontos em relação ao mês anterior. “A alta capacidade ociosa do setor industrial e a incerteza macroeconômica configuram-se como fatores desestimulantes à realização de investimentos na esfera produtiva para os próximos meses”, destaca o economista.
Publicidade

AJE Fortaleza recebe Daniel Otoch Simões em Almoço Empresarial na FIEC

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

24 de julho de 2018

A Associação dos Jovens Empresários de Fortaleza (AJE), em mais uma iniciativa empreendedora, realiza, na próxima quinta (26), uma nova edição do Almoço Empresarial. Desta vez, trazendo para o debate, com associados e convidados, o empresário Daniel Otoch Simões.

O encontro acontecerá a partir das 12h, na cobertura da FIEC. Na ocasião, Daniel Simões apresentará uma nova proposta de apartamentos supercompactos que podem ser modulados para atender a necessidade de qualquer público.

“Será um excelente momento, onde poderemos aprender mais sobre as novas tendências do Mercado Imobiliário e novos modelos de negócio”, ressalta Yuri Torquato, coordenador geral da AJE Fortaleza.

SERVIÇO:
Almoço empresarial com Daniel Otoch Simões
Data: 26/07
Horário: 12h
Local: cobertura da FIEC

Publicidade

FIEC reúne especialistas para pensar o futuro da Segurança Pública no Ceará

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

23 de julho de 2018

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), através do Núcleo de Economia e Estratégia, reúne nos dias 24 e 25 de julho, na sede da federação, especialistas em segurança pública para pensar o futuro do setor no Ceará. O painel de especialistas é o pontapé inicial para a construção da Rota Estratégica da Segurança Pública, uma iniciativa do presidente Beto Studart, que tem como objetivo construir coletivamente caminhos possíveis para a superação de gargalos e o desenvolvimento do setor. As ações apontadas no trabalho serão reunidas em documento a ser posteriormente entregue ao governo e à sociedade cearense.

No painel, representantes do meio acadêmico, empresarial, do governo e terceiro setor irão em conjunto realizar a priorização de ações necessárias ao setor. Serão debatidas ações em diversos eixos, tais como prevenção à violência, sistema de segurança e defesa social, sistema prisional, sistema socioeducativo e governança.

A partir daí, a Rota da Segurança Pública irá esboçar uma visão de futuro, elaborar uma agenda convergente de ações que possam concentrar esforços e investimentos e identificar tendências tecnológicas e sociais relevantes para o setor. A partir daí serão elaborados mapas com as trajetórias possíveis e desejáveis para os fatores críticos de sucesso na área da segurança pública do Ceará para o ano de 2025.

Sobre as Rotas Estratégicas
O projeto Rotas Estratégicas Setoriais, do Programa para o Desenvolvimento das Indústria, sinaliza rumos para a construção do futuro, com horizonte temporal de 2025, para cada um dos setores e áreas identificados como mais promissores para a indústria do Ceará. Já foram estruturadas 13 rotas envolvendo várias áreas como saúde, bens de consumo, agroalimentar, entre outras.

Publicidade

ALVARÁS: FIEC lança nota ao prefeito Roberto Cláudio

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de julho de 2018

Ao Prefeito Roberto Cláudio

A busca pelo diálogo tem sido um instrumento utilizado à exaustão pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará nesses últimos anos, por entender ser a forma mais transparente de solucionar os problemas que atingem a sociedade de um modo geral. Esse norte tem proporcionado um grande aprendizado que permite compartilhar visões e perspectivas diferenciadas na busca de fins comuns.

Desde a determinação da nova forma de cobrança das taxas de alvarás, pela Prefeitura de Fortaleza, a FIEC busca caminhos para evitar graves impactos sobre a sustentabilidade do setor produtivo. Foram realizadas reuniões com os sindicatos filiados, encontros com representantes do Executivo e com empresários.

A Federação das Indústrias produziu estudos e argumentos em um processo negocial que levou à minimização dos efeitos do decreto. Porém, os empreendedores de Fortaleza, que no seu dia a dia fazem a dinâmica econômica da cidade, sentem dramaticamente o abalo da majoração das taxas, mesmo com a possibilidade de redução, colocada recentemente.

Seja de forma coletiva ou individual, a FIEC tem recebido demandas de empresários para prosseguir com as negociações junto à Prefeitura. Nossos sindicatos filiados afirmam que haverá o aumento de demissões com essa medida. Isso sem contar com o possível fechamento de empresas.

É de amplo conhecimento que as dificuldades enfrentadas pelo país, fruto de uma das mais brutais recessões vivenciadas na história, são agravadas por uma carga tributária cruel. A crise traz impactos a todos e os sacrifícios devem ser compartilhados. Mas o setor produtivo está no limite de suas forças.

A oneração de quaisquer taxas ou tributos é prejudicial à retomada do crescimento que a sociedade tem buscado – quadro agravado pela paralisação dos transportes, a corrida eleitoral e o cenário externo de instabilidade. Tudo isso implica em redução na confiança dos empresários e consumidores, indicador importante para uma recuperação robusta da economia.

Por meio da presente nota, a Federação das Indústrias do Estado do Ceará clama ao senhor, prefeito Roberto Cláudio, que reconsidere esse posicionamento, reavalie as consequências econômicas dessa medida e retome as negociações. Somente assim, poderemos reestabelecer nossa expectativa de enfrentar a crise que atinge a todos.

Publicidade

3º CGBD – FIEC recebe presidente da Associação Brasileira de Geração Distribuída

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

09 de julho de 2018

O Núcleo de Energia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) apresentará amanhã (10/7), durante almoço com o presidente da Associação Brasileira de Geração Distribuída (AGBD), Carlos Evangelista, a partir das 12h30, estudos sobre a posição do Ceará em Geração Distribuída de Energia e dados sobre a produção nacional e internacional desse tipo de geração. Durante o almoço, a associação apresentará o 3º Congresso Brasileiro de Geração Distribuída (CBGD), que acontece nos dias 24 e 25/10, em Fortaleza.

Participam do almoço, além de Carlos Evangelista, Jurandir Picanço e Joaquim Rolim, do Núcleo de Energia da FIEC; o presidente do Sindinergia, Benildo Aguiar; o presidente do Grupo FRG (responsável pela organização e realização do evento), Tiago Fraga.

CGBD
O 3º Congresso Brasileiro de Geração Distribuída – CBGD é um evento que reúne provedores de soluções, EPCs, integradores, distribuidores, fabricantes, profissionais e acadêmicos do setor, e que tem em comum a atuação direta ou indireta na geração distribuída oriunda de fontes renováveis de energia.

O CBGD tem como objetivo discutir o atual cenário da Geração Distribuída com Fontes Renováveis de Energias na matriz elétrica brasileira, sob o enfoque de oportunidades de negócios, barreiras regulatórias, impedimentos jurídicos, tecnologias inovadoras, novos entrantes e perspectivas de crescimento. Além disso, contará com a presença das principais empresas atuantes no setor, para compartilhar e discutir soluções tecnológicas, procedimentos comerciais, estratégias de mercado e informações que impulsionem o crescimento Geração Distribuída na Matriz Elétrica Brasileira.

Publicidade

Presidente Beto Studart entrega Prêmio Boas Práticas Sindicais

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

27 de junho de 2018

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Beto Studart, entrega nesta quinta-feira (27/6), às 18h30, na sede da FIEC, o Prêmio Boas Práticas Sindicais – Etapa Estadual. Irão receber do presidente o prêmio Sindialimentos, Simec e Sindcerâmica, que alcançaram, respectivamente, primeiro, segundo e terceiro lugares.
O prêmio é uma parceria da FIEC e da Confederação Nacional da Indústria (CNI) que visa valorizar e divulgar ações que gerem valor para as empresas do setor e que contribuem para o fortalecimento dos sindicatos empresariais da indústria. O tema escolhido para esta primeira edição do Prêmio é Sustentabilidade Sindical, tendo em vista que, com o fim da obrigatoriedade do imposto sindical, assegurar a sustentabilidade é hoje o maior desafio dos sindicatos empresariais da indústria.
O prêmio é realizado em duas etapas: uma estadual, coordenada pela FIEC através do Núcleo de Convênios e Parcerias (Nucop), e uma nacional, coordenada pela CNI. A etapa estadual contou com a participação de 12 sindicatos: Sindialimentos, Simec, Sindceramica, Sindquímica, Simagran, Sinditêxtil, Sindiverde, Sindgráfica, Sindroupas e Sinconpe.
A ação do Sindialimentos foi diretamente classificada para a etapa nacional e está concorrendo com outras cinco melhores práticas de outros estados. A entrega do prêmio para vencedores da etapa nacional será durante o Encontro Nacional da Indústria (ENAI), que ocorre entre os dias 3 e 4 de julho, em Brasília.
Publicidade

FIEC DIVULGA ESTUDO SOBRE IMPACTO DA GREVE DOS CAMINHONEIROS NO CEARÁ  

Por Oswaldo Scaliotti em Análise

20 de junho de 2018

O Núcleo de Economia e Estratégia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) realizou um estudo sobre o impacto da greve dos caminhoneiros na indústria do Ceará e constatou que, durante a paralisação, 46,4% das empresas pesquisadas apresentaram uma redução da produção acima de 25%. Destas, 11,5% tiveram interrupção total das suas atividades. O estudo mostra ainda que 50,9% das empresas registraram redução do faturamento acima de 25%.
Confira o estudo completo no anexo.
Sobre a FIEC
A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) –  com as casas Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) – é uma impulsionadora do desenvolvimento social e econômico do Estado, estimulando a competitividade, gerando novos negócios, e fortalecendo vínculos institucionais.

leia tudo sobre

Publicidade

FIEC DIVULGA ESTUDO SOBRE IMPACTO DA GREVE DOS CAMINHONEIROS NO CEARÁ  

Por Oswaldo Scaliotti em Análise

20 de junho de 2018

O Núcleo de Economia e Estratégia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) realizou um estudo sobre o impacto da greve dos caminhoneiros na indústria do Ceará e constatou que, durante a paralisação, 46,4% das empresas pesquisadas apresentaram uma redução da produção acima de 25%. Destas, 11,5% tiveram interrupção total das suas atividades. O estudo mostra ainda que 50,9% das empresas registraram redução do faturamento acima de 25%.
Confira o estudo completo no anexo.
Sobre a FIEC
A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) –  com as casas Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) – é uma impulsionadora do desenvolvimento social e econômico do Estado, estimulando a competitividade, gerando novos negócios, e fortalecendo vínculos institucionais.