Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Emprego

McDonald’s deve gerar mais de 18 mil vagas em 2019

Por Oswaldo Scaliotti em Empregos

25 de Janeiro de 2019

* Estimativa é 20% maior que o volume gerado no ano passado;

* Empresa reafirma seu compromisso de oferecer oportunidades de trabalho formal e desenvolvimento profissional aos jovens

* Em toda América Latina, serão oferecidas cerca de 55 mil vagas até o final do ano

O McDonald’s reforça seu compromisso com a inclusão dos jovens no mercado de trabalho formal e estima gerar cerca de 18 mil empregos somente em 2019 no país, cerca de 20% a mais do que no ano de 2018. Com isso, a companhia reafirma seu papel social ao oferecer oportunidades de emprego e capacitação. “Temos orgulho de sermos reconhecidos como uma das empresas que mais gera oportunidades de trabalho para jovens no país. Cerca de 90% de nosso quadro de funcionários no Brasil é formado por colaboradores de até 25 anos. E são eles, os jovens, a quem confiamos o nosso negócio com o objetivo de trazer comida de qualidade, sabor e experiência extraordinária aos mais de 2 milhões de clientes que todos os dias escolhem nossos restaurantes para fazer suas refeições”, afirma Paulo Camargo, presidente da Divisão Brasil da Arcos Dorados, maior franquia independente do McDonald’s no mundo, com atuação em 20 países da América Latina e Caribe.

Em 2018, a Arcos Dorados deu a 15 mil jovens brasileiros a oportunidade de ingressar em um trabalho formal. Este número significa a inserção de quase 1.250 pessoas por mês e uma média de 40 novas oportunidades por dia. A empresa permite que eles aprendam normas e metodologias de trabalho em equipe, em uma operação altamente exigente e adquiram experiência relevante para um maior desenvolvimento profissional. “Cumprimos um importante papel social de capacitar esse jovem e oferecer uma carreira. O desemprego juvenil é a terceira maior problemática da América Latina e estamos comprometidos em reduzir esses números alarmantes”, diz o executivo.

Nos últimos três anos, a companhia gerou, aproximadamente, 48 mil oportunidades de emprego para jovens no Brasil, entre 17 e 25 anos, e para muitos deles esta foi a primeira experiência profissional. Devido à preocupação com a qualificação dos jovens, a empresa conta com o apoio de instituições de grande reputação, como por exemplo o Instituto Ayrton Senna, que trabalha a educação e capacitação juvenil no país.

“Por meio de parcerias público-privadas, contribuímos para o desenvolvimento da nossa comunidade ao focarmos em um dos principais desafios sociais da região, que é o desemprego juvenil. Por meio de nossos programas, assumimos a responsabilidade de colaborar ativamente para reduzir as barreiras encontradas para os jovens do Brasil conseguirem o primeiro emprego formal “, explica Marcelo Nóbrega, Diretor de Recursos Humanos da Divisão Brasil da Arcos Dorados.

Uma das melhores empresas para trabalhar

No Brasil, a empresa investe R$ 40 milhões em treinamento e capacitação pessoal e foi eleita pela 19ª vez pelo Instituto GreatPlacetoWork® como uma das melhores empresas para se trabalhar na América Latina. Também está entre as 10 melhores companhias com boas práticas de gestão de pessoas na América Latina em estudo do grupo Gestão RH.

Entre os aspectos que levaram a companhia a receber este importante reconhecimento estão o excelente ambiente de trabalho, horários flexíveis, treinamento contínuo e plano de carreira oferecido aos seus funcionários.

A Arcos Dorados também promove a inclusão de grupos vulneráveis, oferecendo-lhes uma oportunidade formal de trabalho e contribuindo para o seu desenvolvimento, independência e reintegração social. “Todos são bem-vindos, quem quer começar e quem quer recomeçar. Promovemos uma cultura de trabalho que se caracteriza pelo respeito, inclusão e igualdade de oportunidades, proporcionando desenvolvimento de carreira e treinamento adequados para os jovens nos países em que atuamos”, afirma o diretor.

América Latina em números

Atualmente, a América Latina tem uma taxa de desemprego de 14% e mais de 23 milhões de jovens não estudam, nem trabalham. No Brasil, dos 33 milhões de jovens, 23% não trabalham e nem estudam e 70% dos que estão trabalhando atuam em trabalhos informais, segundos dados do IPEA do final de 2018.

Quando estes jovens saem em busca de um primeiro emprego, enfrentam algumas barreiras difíceis de superar: a necessidade de experiência prévia, uma difícil transição entre o trabalho e a escola e a falta de oportunidades e confiança na sua geração.

Neste contexto, como uma empresa comprometida com a comunidade, a Arcos Dorados assumiu a responsabilidade de colaborar ativamente para reduzir as barreiras encontradas no acesso ao primeiro emprego formal. Até 2019, a empresa planeja fornecer mais de 55 mil empregos na América Latina e no Caribe – 4,5 mil pessoas inseridas no mercado de trabalho ao mês e uma média de 140 por dia.

Sobre a Arcos Dorados

A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo, tanto em vendas totais do sistema como em número de restaurantes. A Companhia é a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe, com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios, incluindo Argentina, Aruba, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Curaçao, Equador, Guiana Francesa, Guadalupe, Martinica, México, Panamá, Peru, Porto Rico, St. Croix, St. Thomas, Trinidad & Tobago, Uruguai e Venezuela. A Companhia opera ou franqueia mais de 2.180 restaurantes McDonald’s com mais de 90.000 funcionários e é reconhecida como uma das melhores empresas para se trabalhar no América Latina. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO). Para saber mais sobre a Companhia visite a seção de Investidores de nosso site: www.arcosdorados.com/ir

Publicidade

Sine Municipal oferta 1.160 vagas de trabalho em Fortaleza

Por Oswaldo Scaliotti em Empregos

13 de outubro de 2018

Os interessados devem procurar uma das unidades do Sine nas Regionais I, III e V

As unidades de atendimento do Sine Municipal, equipamentos da Prefeitura de Fortaleza, geridos pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE) em parceria com o Ministério do Trabalho, estão disponibilizando 1.160 vagas de trabalho em Fortaleza, incluindo Pessoas com Deficiência (PcD).

Estão abertas 256 vagas para reparador e instalador de linhas telefônicas, 133 vagas para técnico telecomunicações, 123 para vendedor, 100 vagas para teleoperador, 80 vagas para técnico cabista, além de vagas para técnico em fibra óptica (76), coordenador de obras (40), balconista de açougue (50), açougueiro (50), auxiliar de linha de produção (13), operador de caixa (12), auxiliar de limpeza (10), auxiliar de estoque (8), entre outras ocupações.

Os interessados devem comparecer em uma das unidades do Sine Municipal, localizadas nas sedes das Secretarias Regionais I, III e V, com RG, CPF, carteira de trabalho, comprovante de endereço, de escolaridade e de cursos realizados. Os currículos recebidos farão parte de um banco de dados para futuras vagas.

Saiba mais
No Sine Municipal a população pode realizar serviços de intermediação de mão de obra, habilitação para o seguro desemprego, inscrição e encaminhamento para cursos de qualificação. Empresas interessadas também podem divulgar suas vagas, gratuitamente. O atendimento nas unidades é realizado de segunda à sexta-feira, sempre das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Endereços dos Sines Municipais
Sine Municipal I: avenida Bezerra de Menezes, 459 – Farias Brito.
Sine Municipal III: avenida Jovita Feitosa, 1264 – Parquelândia.
Sine Municipal V: avenida Augusto dos Anjos, 2466 – Siqueira.

Mais informações: (85) 3105-3712.

Publicidade

Atividade e emprego continuam em queda na indústria da construção cearense

Por Oswaldo Scaliotti em Análise

28 de agosto de 2018

A indústria da construção cearense voltou a apresentar queda no nível de atividade após a leve recuperação apresentada no mês de junho. O índice de evolução do nível de atividade da indústria da construção cearense marcou 45,9 pontos, queda de 1 ponto em relação ao mês anterior. No Brasil, o índice apresentou 48 pontos, um aumento de 1,3 ponto, assinalando o maior valor para o ano. Os dados são da pesquisa Sondagem Industrial da Construção realizada pelo Núcleo de Economia e Estratégia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

A pesquisa revela também que, em julho, o nível de atividade efetivo em relação ao usual registrou 36,1 pontos no Ceará e 35,9 pontos nacionalmente, indicando que a indústria da construção operou em um patamar bem abaixo do usual para o mês de julho. Ademais, o número de empregados também registrou queda no período, com índice marcando 40,4 para o Ceará, valor abaixo do registrado a nível nacional, 46,2.

As perspectivas para os próximos seis meses refletem os resultados negativos apresentados nos meses anteriores. O indicador de agosto referente à perspectiva quanto ao nível de atividade registrou 51,2 pontos no estado e 52,6 pontos no país; o de aquisição de novos empreendimentos e serviços foi de 47,8 pontos no Ceará e 51,6 no Brasil; o de compra de insumos e matérias primas registrou 50,7 e 51,2 pontos no Ceará e Brasil, respectivamente; e o índice de número de empregados apresentou 48,5 pontos localmente e 51,2 pontos a nível nacional. Já o indicador de intenção de investimentos ainda se encontra bem abaixo do esperado, marcando 35,6 pontos no Ceará e 32,1 pontos no Brasil.

Publicidade

Sines Municipais ofertam 167 vagas de trabalho em Fortaleza

Por Oswaldo Scaliotti em Empregos

12 de junho de 2018

Os interessados devem procurar as unidades do Sine Municipal, nas Regionais I, III e V
Os Sines Municipais, equipamentos da Prefeitura de Fortaleza, localizados nas sedes das Secretarias Regionais I, III e V, estão disponibilizando 167 vagas de trabalho, incluindo Pessoa com Deficiência (PcD), em Fortaleza. São 50 vagas para telemarketing, 50 vagas para atendente de lanchonete, 50 vagas para auxiliar de cozinha, além de vagas para vendedor (10), encarregado de garagem (02), confeiteiro (01), padeiro (01), pizzaiolo (01), técnico em designer gráfico (01) e orientador de tráfego de estacionamento (01).
Os postos de atendimento, que são geridos pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), atuam em parceria com o Ministério do Trabalho. Os interessados nas vagas devem comparecer em uma das unidades do Sines Municipais, localizadas nas Regionais I, III e V, com os seguintes documentos: RG, CPF, currículo, carteira de trabalho, comprovante de endereço, de escolaridade e de cursos realizados.
Saiba mais
Nos Sines Municipais, a população pode realizar serviços como intermediação de mão de obra, habilitação para o seguro desemprego, inscrição e encaminhamento para cursos de qualificação, entre outros. Empresas interessadas também podem divulgar suas vagas através dos Sines Municipais, gratuitamente. O atendimento nos Sines I, III e V é realizado de segunda à sexta-feira, de 8h às 12h e das 13h às 17h.
Endereços dos Sines Municipais
Sine Municipal V: avenida Augusto dos Anjos, 2466 – Siqueira.
Publicidade

87% das empresas pretendem contratar em 2018, aponta estudo da Hays

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

02 de Março de 2018

Levantamento ouviu 250 companhias e indica gradual recuperação do mercado de trabalho

 

O Grupo Hays, líder mundial em recrutamento, lança nesta sexta-feira (2/3), a sétima edição da Análise de Tendências & Salários do Brasil 2018, o mais relevante estudo da consultoria sobre o mercado de trabalho. Essa análise reuniu a percepção de 2.500 profissionais e de 250 empresas de todos os portes e dos principais setores do país.

Entre os destaques estão os sinais da gradual recuperação do mercado de trabalho. Enquanto em 2016 e 2017 60% das empresas demitiram, em 2018, 87% pretendem contratar. Segundo o levantamento, os setores com maior expectativa de recrutamento são engenharia e manufatura (23,56%), minério e energia (15,38%) e varejo e consumo (13,46%). Apesar das mudanças na legislação trabalhista, que incluem reformas para o recrutamento de empregados temporários, 72% das contratações pretendidas ainda assim serão permanentes. “Esse dado mede o indicador confiança a curto e médio prazo”, diz Caroline Cadorin, diretora da Hays.

Em 2017, 76% das empresas passaram por alguma reestruturação e 16% tinham a pretensão de recrutar diretores exatamente para conduzir essas mudanças. Situação diferente de 2018, quando a intenção é empregar 94% de especialistas/analistas e, apenas, 9% de diretores.

O estudo aponta também que 32% dos empregadores tem um desafio com o turnover de funcionários. No ano passado, metade dos entrevistados considerou mudar de emprego. A razão mais comum foi a insatisfação com os salários: 47% não se sentem reconhecidos financeiramente e 58% não tiveram aumento ou promoção.

O levantamento indica que com o aumento da confiança em torno das perspectivas econômicas, combinadas à insatisfação do ano passado, os profissionais pretendem encontrar meios para progredir. Para a maioria das empresas será importante fornecer os benefícios certos para atrair e reter talentos. Entre os mais valorizados pelos colaboradores estão os relacionados à saúde e qualidade de vida: plano de saúde (92%), flexibilidade no horário de trabalho (67%) e home office (51%).

“Essas informações podem nortear a tomada de decisões adequadas pelas companhias”, conclui a diretora da Hays.

O estudo completo pode ser acessado pelo link: https://www.hays.com.br/guia-salarial-2018/index.htm

Sobre a Hays

Hays plc é um dos principais grupos globais de recrutamento profissional e está comemorando seu 50º aniversário neste ano. O grupo é especialista em recrutar profissionais qualificados em todo o mundo, sendo líder de mercado no Reino Unido e Ásia-Pacífico e um dos líderes de mercado na Europa Continental e América Latina. Atua nos setores público e privado, com posições permanentes, contratos e atribuições temporárias. A Hays emprega 10.800 funcionários em 256 escritórios em 33 mercados e 20 especialidades. O grupo colocou cerca de 70 mil candidatos em empregos permanentes e aproximadamente 240 mil pessoas em oportunidades temporárias.

Publicidade

Fortbrasil abre vagas em Fortaleza

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

26 de Janeiro de 2018

A Fortbrasil Administradora de Cartões de Crédito abriu novas vagas para preenchimento de seu quadro de funcionários em Fortaleza. As oportunidades são para Analista de Inteligência de Mercado Jr., Auditor Jr. e Analista de Projetos. Para os cargos, a empresa oferece salário compatível com o mercado, plano de saúde e odontológico, vale refeição ou alimentação (R$ 16,00 por dia), seguro de vida e parcerias com instituições de ensino superior. Os interessados em concorrer devem cadastrar seu currículo no site www.fortbrasil.com.br, acessando a opção “trabalhe conosco” até o dia 31 de Janeiro (quarta). As oportunidades estão abertas também para profissionais portadores de deficiência física (PCD). Confira os requisitos e atividades executadas para cada vaga:

Os requisitos para preenchimento da vaga de Analista de Inteligência de Mercado Jr. são Ensino Superior completo em Economia, Matemática, Engenharia, Estatística ou Ciências Atuariais; Excel avançado, Power Point intermediário, usuário da internet; Experiência/conhecimentos de probabilidade e estatística; Desejável: experiência e habilidade com manipulação de banco de dados (ex: SQL) e consolidação de informações; Experiência/conhecimento de softwares de B.I. (ex: Power B.I., Tableau); Experiência/conhecimento de programação (ex: softwares Phyton, Weka, SPSS). O profissional contratado deverá exercer as seguintes atividades: Desenvolver e executar modelos estatísticos para auxiliar a tomada de decisões estratégicas da diretoria comercial; realizar análises para identificar tendências de comportamento e fazer projeções de cenários; elaborar estudos e gerar relatórios com painéis de resultado com conclusões, identificando oportunidades e gerando recomendações para atingimento das metas estabelecidas.

Já para a vaga de Analista de projetos, o candidato precisa ter Ensino Superior completo em Administração, Sistemas de Informação, Ciência da Computação ou afins; vivência mínima de dois anos com projetos (preferivelmente de desenvolvimento de software); Experiência em gerenciamento de projetos PMBOK; Experiência no desenvolvimento de artefatos de gerenciamento de projetos, tais como: declarações de escopo, EAP, cronograma, orçamento, matrizes de risco, atas de reunião, etc. As atividades exercidas nessa vaga são: promover o kick-off com as partes interessadas; confeccionar, validar e atualizar toda a documentação do projeto; realizar planejamento de cronograma e análise de riscos; Garantir a Comunicação centralizada do projeto sendo responsável pela interface entre as partes interessadas, bem como o reporte do andamento e da saúde do projeto; planejar e acompanhar os trabalhos que serão realizados no projeto; homologar as entregas do projeto; orientar equipes do projeto no uso de padrões e ferramentas de gestão de projetos e desenvolver e difundir os padrões e boas práticas de gestão de projetos.

Os candidatos que almejam a vaga de Auditor Jr. devem preencher os seguintes requisitos: Ensino superior completo em Ciências Contábeis ou Administração (ou cursando a partir do 6º semestre); conhecimentos em nível intermediário ou avançado no Pacote Office e inglês básico. As atividades inerentes à vaga são atuar na implementação da área de Auditoria Interna da Fortbrasil; desenvolver trabalhos de auditoria interna nas diversas áreas da empresa e avaliar procedimentos e controles internos, identificando os riscos envolvidos no negócio.

Publicidade

McDonald’s gera 14 mil vagas para jovens em 2017

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

24 de Janeiro de 2018

*  Mesmo em um ano de déficit de postos de trabalho no País, companhia abriu 7 mil novas oportunidades de primeiro emprego 

*  Em 2018 serão 15 mil novas vagas, totalizando 65 mil até 2020

 

Apesar de o país ter enfrentado um ano especialmente difícil no que se refere à geração de emprego, o McDonald’s Brasil encerra 2017 como um contraponto positivo neste cenário: foram geradas 14 mil vagas para jovens em busca do primeiro emprego. Dessas, 6,8 mil referem-se a novos postos de trabalho, o que representa quase 20 contratações por dia de pessoas entre 16 e 25 anos – a faixa etária que mais sofre com o desemprego do país. Para 2018, a expectativa é de geração de 15 mil vagas, chegando a 65 mil até 2020.

O resultado da empresa em 2017 e a expectativa para os próximos anos ganham contornos ainda mais relevantes se comparados aos últimos dados de emprego divulgados no final do ano passado. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a população desocupada do país é de 12,6 milhões de pessoas. Desse total, cerca de 30% são jovens – a maior taxa dos últimos 27 anos e o dobro da média internacional, de acordo com informações da OIT (Organização Internacional do Trabalho).

Reconhecidamente uma das maiores empregadoras de jovens do Brasil e na América Latina, a Arcos Dorados – a maior franquia independente do McDonald’s no mundo e responsável pela gestão da marca em 20 países latino-americanos – abraçou a causa do emprego juvenil e, no final do ano passado, lançou a campanha “Acreditamos nos Jovens”, que reforça o compromisso da companhia em abrir as portas para quem busca o primeiro emprego formal.

Nas redes sociais da marca, o vídeo da campanha chegou a 5 milhões de visualizações em menos de duas semanas. Os comentários postados mostram que o elo entre os jovens e a empresa está cada vez mais forte e muitos deles demonstram, inclusive, ter pretensão em trabalhar no McDonald’s.

“O McDonald’s está e sempre estará de portas abertas para o jovem. Esteja ele em busca de seu primeiro emprego ou não. Tenha ele experiência no setor ou não. Estamos dispostos a investir para desenvolvê-los e prepará-los para ocupar novas posições em nossa companhia ou para sair em busca de outras oportunidades no mercado de trabalho”, explica David Grinberg, Diretor de Comunicação Corporativa do McDonald’s.

Os números da companhia demonstram que poucas empresas poderiam levantar a bandeira do emprego juvenil com tanta legitimidade: nos mais de 900 restaurantes da marca no Brasil, 90% dos funcionários, o equivalente a 22 mil pessoas, têm entre 16 e 25 anos. Metade deles está em sua primeira experiência profissional.

Amanda Costa Xavier, 28 anos, 9 anos de empresa.

Amanda começou a trabalhar em 2008 como funcionária do McDonald’s. Com 9 meses de empresa, ela recebeu sua 1° promoção e virou assistente administrativa. Ela ressalta que foi uma das melhores experiências profissionais que teve, função que abriu seus horizontes e lhe impulsionou a fazer a faculdade de Recursos Humanos.

Depois de 1 ano na função administrativa, foi promovida a Coordenador Administrativo ( cargo que não existe mais ), após 3 meses nessa função, ela passou para gerente de plantão, cargo no qual passou 2 anos e 3 meses e demonstrou um grande amadurecimento profissional.

Quando completou 5 anos de empresa, Amanda foi promovida para gerente de assistente e logo em seguida promovida para gerente de loja. Hoje, com 9 anos de empresa, ela diz:  “Não consigo expressar com outras palavras, além de gratidão e realização por todo investimento que a empresa fez em mim e toda confiança que me foi depositada. Lidero 37 jovens, sou formada e imensamente feliz por tudo que conquistei e todas as oportunidades que tive aqui na empresa.”

Confiança no jovem

Segundo dados da pesquisa ‘Acreditamos nos Jovens’, feita pela Arcos Dorados, ao identificar as principais barreiras que encontram na hora de procurar emprego, 77% dos jovens apontam para a falta de uma experiência anterior como a principal dificuldade para conseguir trabalho formal. Falta de oportunidade (69%), falta de confiança na sua geração (68%) e dificuldade de transição do ensino médio para o mercado (58%) são as demais causas listadas pelos entrevistados.

Como parte do plano de carreira e também para incentivar o empreendedorismo entre seus colaboradores, o McDonald’s criou o programa Aperte o Play!, uma plataforma que disponibiliza cursos para seus colaboradores nas áreas de tecnologia, finanças e gastronomia, entre outros.

“Queremos incentivar que os nossos funcionários tenham autonomia para escolher qual caminho trilhar. Para nós, o que importa é que enquanto estiverem na empresa, eles tenham a melhor experiência possível. Se saírem, que tenham em sua memória afetiva a companhia que acreditou neles”, afirma Marcelo Nóbrega, diretor de Recursos Humanos da Arcos Dourados.

A primeira iniciativa do programa foi o curso ‘Talentos do Futuro em Tecnologia’, uma parceria que envolveu a Fundação JP Morgan e o Instituto de Oportunidade Social (IOS). A primeira turma, de 102 funcionários, tem formatura marcada para abril de 2018.

Sobre a Arcos Dorados

 A Arcos Dorados é a maior franquia independente do McDonald’s do mundo, tanto em vendas totais do sistema como em número de restaurantes. A Companhia é a maior rede de serviço rápido de alimentação da América Latina e Caribe, com direitos exclusivos de possuir, operar e conceder franquias de restaurantes McDonald’s em 20 países e territórios, incluindo Argentina, Aruba, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Curaçao, Equador, Guiana Francesa, Guadalupe, Martinica, México, Panamá, Peru, Porto Rico, St. Croix, St. Thomas, Trinidad & Tobago, Uruguai e Venezuela. A Companhia opera ou franqueia mais de 2.100 restaurantes McDonald’s com mais de 90.000 funcionários e é reconhecida como uma das melhores empresas para se trabalhar no América Latina. A Arcos Dorados está listada na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE: ARCO).  Para saber mais sobre a Companhia visite a seção de Investidores de nosso site: www.arcosdorados.com/ir

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Fortbrasil contrata Consultor de Vendas

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

05 de Janeiro de 2018

A Fortbrasil Administradora de Cartões de Crédito está recrutando profissional de vendas para atuação em Fortaleza. Entre as atividades do consultor, está a realização de contatos com novos parceiros para fins de credenciamento, venda para clientes pessoa jurídica e alimentação de informações nos relatórios de acompanhamentos. A empresa procura profissionais que tenham habilidades como bom raciocínio lógico, boa comunicação verbal, capacidade de negociação e argumentação e trabalho com metas. Só serão analisados perfis de candidatos com ensino médio completo e experiência de pelo menos seis meses em vendas, credenciamento ou relacionamento com novos clientes.

A Fortbrasil oferece salário compatível com a função, comissão, vale-transporte, vale-alimentação (R$ 16,00 por dia), plano de saúde e odontológico, seguro de vida e outros benefícios. Os interessados em concorrer devem enviar currículo para o e-mail trabalheconosco@fortbrasil.com.br até o dia 12 de Janeiro (sexta). O título do e-mail deve conter o nome da vaga: “Consultor de Vendas”.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Estudo apresenta dados sobre a geração de empregos no CIPP

Por Oswaldo Scaliotti em Análise

24 de outubro de 2017

Documento será apresentado pela STDS, IDT, Prefeitura de São Gonçalo do Amarante e AECIPP

 

Data: 25 de outubro (quarta-feira)

Horário: 14 horas

Local: Auditório da Unidade do SINE/IDT do Centro – Rua Assunção, 699

 

Com objetivo de analisar o impacto na geração de empregos no entorno do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), nos anos de 2015 e 2016, a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), o Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante e a Associação das Empresas do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (AECIPP) divulgam, nesta quarta-feira, 25 de outubro, às 14h, no Auditório da Unidade do SINE/IDT do Centro, o estudo “O Mercado de Trabalho no Entorno do CIPP – Volume II: Dinâmica Recente”.

 

A apresentação contará com a presença do secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social, Josbertini Clementino, do presidente do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho, Gilvan Mendes, do Prefeito de São Gonçalo do Amarante, Cláudio Pinho, e do presidente da Associação das Empresas do Complexo Industrial e Portuário do Pecém, Ricardo Parente.

 

Criado em 1995, o CIPP está situado nos municípios de Caucaia e São Gonçalo do Amarante, no litoral oeste cearense. O Complexo possui uma área de 13.337 hectares, dos quais 7.102 hectares (53,2%) pertencem a Caucaia e 6.235 (46,8%), ao município de São Gonçalo do Amarante. Este Complexo, onde se encontram 27 empresas já instaladas ou em fase de instalação, tem como objetivo viabilizar a operação de atividades portuárias e industriais integradas, imprescindíveis ao desenvolvimento de um Complexo com características de Porto Industrial, tendo iniciado suas operações em novembro de 2001, segundo a Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece).

Publicidade

Maracanaú registra crescimento no mercado de trabalho no mês de julho

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

15 de agosto de 2017

Maracanaú registrou, pelo segundo mês consecutivo, expansão no mercado de trabalho, dando sinais claros de superação da crise econômica. Em julho, 144 novos empregos com carteira assinada foram abertos no Município, o quarto melhor resultado no Ceará, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged do Ministério do Trabalho e Emprego – TEM. Os setores da economia que mais contribuíram para o aumento do emprego formal em Maracanaú foram a indústria de transformação e a construção civil. (Oswaldo Scaliotti)

leia tudo sobre

Publicidade

Maracanaú registra crescimento no mercado de trabalho no mês de julho

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

15 de agosto de 2017

Maracanaú registrou, pelo segundo mês consecutivo, expansão no mercado de trabalho, dando sinais claros de superação da crise econômica. Em julho, 144 novos empregos com carteira assinada foram abertos no Município, o quarto melhor resultado no Ceará, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged do Ministério do Trabalho e Emprego – TEM. Os setores da economia que mais contribuíram para o aumento do emprego formal em Maracanaú foram a indústria de transformação e a construção civil. (Oswaldo Scaliotti)