Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

dança

Tenda EDP celebra música, dança e gastronomia dos países que falam a Língua Portuguesa na programação paralela da Flip

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

26 de julho de 2018

 

Patrocinadora da festa literária, Empresa traz também exposição de retratos da autora homenageada Hilda Hilst e exposição interativa sobre o nosso idioma

 

Pelo segundo ano consecutivo, a EDP, multinacional do setor elétrico de origem portuguesa, vai patrocinar e marcar presença na 16ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), entre os dias 25 e 29 de julho. Localizada no espaço Praça Aberta – onde antes ficava o Auditório Principal – a Tenda EDP trará uma programação paralela que inclui exposição fotográfica, performances, degustações e aula-show de culinária.

As atividades serão temáticas e estarão focadas, a cada dia, na cultura de uma região onde o Português é falado. Angola abre a agenda internacional na quinta-feira (26), com a apresentação de danças típicas, músicas tradicionais e degustação de Caldo de Feijão com Óleo de Palma e Catembe – drinque típico angolano, preparado com vinho branco suave, água tônica e limão. Na sexta-feira (27), é a vez de Portugal, com show do duo português Lavoisier e danças típicas do país europeu, além de oferta de pastel de nata com vinho do Porto. No sábado (28), após a aula-show do chef Manuel Gonçalves, do restaurante português A Quinta do Marquês, começa a noite brasileira, com presença do rapper Vinicius Terra e a celebração dos ritmos nacionais. Serão servidos lanche de pernil e queijo coalho com mel, acompanhados de guaraná e cachaça para beber.

Os visitantes ainda poderão conferir na Tenda uma exposição inédita de retratos da escritora Hilda Hilst, homenageada na Flip 2018, de autoria do fotógrafo Fernando Lemos. Um dos principais representantes da terceira geração de modernistas portugueses, o artista luso-brasileiro disponibilizará pela primeira vez ao público seu acervo de fotos da escritora quando jovem.

Também estará no evento a mostra itinerante “A Energia da Língua Portuguesa”. Utilizando a estrutura móvel de um caminhão, a atração tem ao todo 300 metros quadrados e apresenta de forma lúdica as peculiaridades e diferenças do português falado nas diferentes regiões do País e em Portugal, e curiosidades sobre expressões comuns do idioma.

“A EDP traz a Paraty atrações que destacam a Língua Portuguesa em suas diferentes dimensões – histórica, gastronômica, cinematográfica, literária e musical – celebrando toda a riqueza do nosso idioma”, afirma Miguel Setas, presidente da EDP no Brasil.

Patrocinadora Máster da Reconstrução do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, a EDP consolidou seu compromisso com o fomento à cultura e à arte lusófona em 2018. Com a exposição “A Energia da Língua Portuguesa”, está rodando o Brasil para levar informação e conhecimento sobre o idioma para todas as regiões do País. No Dia da Língua Portuguesa, celebrou os 10 anos do seu Instituto EDP com o concerto Letras de Luz, que uniu Gilberto Gil e a fadista Carminho em um espetáculo único.

Programação Completa

 

Quinta-feira (26/07) – “Uma noite Africana bem bacana”

11:30 – Abertura da Tenda EDP

12:00 às 21:00 – Exposição “A Energia da Língua Portuguesa”

13:30 – Documentário Angola

21:30 às 23:30 – Degustação (Caldo de Feijão com Óleo de Palma e Catembe, preparado com vinho branco suave, água tônica e limão)

22:00– Música temática com DJ/ apresentação de bailarinos com figurino, coreografia e interação com o público

01:00 – Encerramento da Tenda

 

Sexta-feira (27/07) – “Uma noite Portuguesa com certeza”

11:30 – Abertura da Tenda EDP

12:00 às 21:00 – Exposição “A Energia da Língua Portuguesa”

13:30 – Documentário Portugal Desconhecido

21:30 às 23:30 – Degustação (Vinho do Porto e Pastel de Nata).

22:00 às 22:40 – Show do duo português Lavoisier com participação do rapper Vinicius Terra

22:40 – Apresentação de bailarinos com figurino, coreografia e interação com o público e DJ Set

01:00 – Encerramento da Tenda

 

Sábado (28/07) – “Uma noite Brasileira que beleza”

11:30 – Abertura da Tenda EDP

12:00 às 21:00 – Exposição “A Energia da Língua Portuguesa”

13:30 – Aula-Show com o chef Manuel Gonçalves, do restaurante A Quinta do Marquês

21:30 às 23h30- Degustação (lanche de pernil; queijo coalho com mel; guaraná e cachaça).

23:00 – Apresentação temática/Dança/DJ Set

23:30 à 00:30 – Show do rapper Vinicius Terra, com participação especial do duo português Lavoisier

01:00 – Encerramento da Tenda

Local: Espaço Praça Aberta – Margem esquerda do rio

Publicidade

Fio a Fio tece a poesia do envelhecer

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

15 de Fevereiro de 2018

Fio a Fio, espetáculo brasiliense de teatro-dança, de Giselle Rodrigues e Édi Oliveira, que aborda poeticamente o envelhecer, fica em cartaz em Fortaleza, no Teatro Dragão do Mar, nos dias 2, 3 e 4 de março de 2018

Envelhecer é paradoxal. Se a experiência lança um vigor, o curso dos anos impõe limites ao corpo. O espetáculo Fio a Fio – em cartaz no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura entre os dias 2 a 4 de março – é sobre este movimento do tempo, de acúmulos e perdas. Em cena, Giselle Rodrigues e Édi Oliveira, criadores e intérpretes.

A temática nasceu durante sessões de improvisação abertas que os artistas vinham realizando como parte de uma pesquisa sobre processo de criação. Foi surgindo nos dois o desejo de falar sobre como e quando se começa a envelhecer, quando o corpo começa a não realizar atividades que antes eram simples. “Meu próprio corpo é reflexo disso. Voltar a dançar, após vinte anos fora dos palcos, período em que atuei como diretora e coreógrafa, foi uma redescoberta e um aprendizado sobre esse novo corpo, que também envelhece a cada dia”, explica a coreógrafa e pesquisadora Giselle Rodrigues, que dirige a companhia BaSiraH, em Brasília.

No palco, elementos do teatro e da dança se fundem resultando numa dança contemporânea mais dramática e teatral. A coreografia ampliada pela oralidade. O verbo em corpo mais potente. “Desde o princípio do processo, buscamos dar ênfase a uma composição que primasse pelo detalhe, pela sutileza e pela abordagem poética de pontos difíceis e até tabus sobre o processo de envelhecer. Como contraponto, procuramos dar uma poeticidade surgida de um trabalho com a palavra que nasceu do improviso, gerando textos presentes no espetáculo”, afirma Édi Oliveira.

Fio a Fio estreou em outubro de 2015 no Teatro SESC Garagem, em Brasília. Em 2016 participou de dois festivais no Brasil: Festival Brasileiro de Teatro – XVIII Edição (RJ) e o Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília (DF). Participou, ainda em 2016, da Mostra Prêmio SESC do Teatro Candango, na qual foi premiado em 6 categorias: melhor espetáculo, melhor direção e melhor atriz, entre outras. Em agosto de 2017, participou, como convidado, da XVI Edição do Festival de Danza Contemporânea de Costa Rica e do Festival do Teatro Brasileiro em Belo Horizonte (MG). Selecionado pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2017/2018, o trabalho será apresentado em Palmas (TO), Niterói (RJ) e Fortaleza (CE).

Na capital cearense serão duas apresentações para o público em geral, no sábado e domingo, dias 3 e 4 de março, às 20 horas, com bilheteria a preços populares: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Na sexta-feira, 2, o projeto é voltado para a formação de platéia, sob a mediação do arte-educador brasiliense Glauber Coradesqui. Esta sessão será gratuita e direcionada a alunos de escolas e universidades públicas, grupos de idosos e de pessoas surdas. Todas as apresentações serão seguidas de um bate-papo com os artistas. Está previsto ainda, no sábado pela manhã, um encontro dos diretores e intérpretes do espetáculo, Giselle Rodrigues e Édi Oliveira, com artistas locais possibilitando uma troca de experiências. Todas as atividades contam com uma intérprete em libras, ampliando e viabilizando o acesso de surdos.

Giselle Rodrigues

Coreógrafa e bailarina, mestre em Artes pela UnB – Universidade de Brasília, foi bailarina do Endança nas décadas de 1980/1990. Fundadora do Basirah Núcleo de Pesquisa em Dança Contemporânea em 1997, dirigiu o grupo por 15 anos. Atualmente é professora do Departamento de Artes Cênicas da UnB e transita nas áreas de dança e teatro como diretora, coreógrafa, provocadora e preparadora corporal. Em 2014 foi selecionada pelo edital Rumos Itaú com o projeto AISTHESIS.

Édi Oliveira 

Graduado e Mestrando em Artes Cênicas pela Universidade de Brasília, ator, bailarino, coreógrafo, professor de dança e fundador e diretor artístico do dançapequena – Grupo de Dança Contemporânea desde 2000. Dançou na Anti Satus Quo Cia. de Dança, de 1996 a 1998, e integrou o BaSiraH – Núcleo de Pesquisa em Dança Contemporânea, a partir de 1999.

Serviço

Fio a Fio – Espetáculo de teatro-dança, com Giselle Rodrigues e Édi Oliveira
Onde: Teatro Dragão do Mar (Rua Dragão do Mar, 81, Praia de Iracema)
Quando: Dia 2/3*, às 16 horas – Sessão gratuita de formação de platéia (*para público específico)
Dias 3 e 4/3, às 20 horas Quanto: R$ 10 (inteira) / R$ 5 (meia)
Classificação indicativa: 12 anos
Ingressos: na bilheteria do teatro
Fotografia: Diego Bresani

Ficha técnica

Concepção, direção coreografia e interpretação – Giselle Rodrigues e Édi Oliveira
Colaboração artística – Kênia Dias e Marcelo José
Desenho de Luz – Dalton Camargos e Moisez Vasconcellos
Cenário e figurino – Roustang Carrilho
Trilha Sonora – Tomás Seferin
Design Gráfico – Maíra Zannon / Ilha Design
Arte-educador – Glauber Coradesqui
Interprete em Libras – Isah Messias
Produção executiva – Naná Maris Produções Culturais
Produção local –D* Projetos Culturais
Cobertura fotográfica local – Robson Melo

Publicidade

Fortaleza ganha novo espaço para produções independentes de dança

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

12 de dezembro de 2017

 

Karthaz Studio é um espaço de criação e mise-en-scène para produções independentes de dança, de pequeno e médio porte, que começa suas atividades em Fortaleza. Com inauguração neste sábado, 16 de dezembro, às 17h, este novo espaço é destinado a profissionais de dança contemporânea. A eles oferece um estúdio equipado, próprio para atividades de criação.

Para fomentar a produção artística, anualmente o Karthaz Studio oferece 6 meses de residência a 6 coreógrafos convidados, com criações que se iniciam sempre em janeiro e julho. A ideia é gerar 6 espetáculos por ano prontos para a circulação em teatros, mostras e festivais, destinados a circulação no Ceará, no Brasil e no mundo.

Os artistas residentes recebem carte-blanche (carta-branca) para germinar suas obras, comprometendo-se a estrear suas criações em ensaio aberto no Karthaz Studio, que oferece, ainda, a execução da campanha de divulgação do espetáculo criado na residência, durante seu lançamento.

O Karthaz Studio fornece a estrutura necessária para que o processo criativo aconteça de forma digna e profissional. O espaço não se envolve na produção ou venda posterior do espetáculo mas oferece suporte a seus produtores.

Para abrir em alta, o Karthaz Studio convida 3 artistas para a primeira temporada de residência. São elas: Carolina Wiehoff, Claudia Pires e Rosa Primo, que iniciam suas criações em janeiro de 2018. O edital para a segunda temporada será aberto em maio de 2018, para as 03 criações que iniciam em agosto/2018.

Vinculado à Karthaz Cultura, Karthaz Studio é uma ação sem fins lucrativos financiada com recursos particulares.

Karthaz Cultura é uma empresa dirigida por Linhares Junior e Pascal Claeys e oferece suporte na área de marketing e comunicação visual à produtores e projetos culturais tais como Bienal de Dança do Ceará, Festival Jazz & Blues de Guaramiranga, Companhia Vidança, Teatro das Marias,  Festival Noia, Festival Mi, Minimuseu Firmeza, Festival de Humor de Maranguape, Mercado Audiovisual do Nordeste, Cineteatro São Luiz, Grupo Ares e A Lenda do Gato Preto, entre outros.

No dia 16 de dezembro as 17hrs, durante a inauguração do Karthaz Studio o espetáculo “Implosão sob peles” será apresentado pelo Grupo Carnís. O espetáculo dirigido por Gabrielle Motta, conta com a participação de Felipe Querino, Gabrielle Motta, Júnior Cândido, Keven Rocha, Luisa Bessa e Wládia Torres.

Linhares Junior

Natural de Fortaleza (CE), Linhares Junior, iniciou sua carreira como bailarino no Brasil, com Yara de Cunto e Ademar Dornelles. Aos 16 anos produz e participa do espetáculo “Vidas Erradas” de Fernando Villar em Brasilia e aos 18 anos ingressa a companhia de Victor Navarro, em Petropolis no Rio de Janeiro. Na Europa, estudou com Raymond Franchetti no Institute D’Art Choregraphique (França), no Folkwang de Pina Bausch na Alemanha e no Centre de Recherche et Perfectionement des Interpretes du Spectacle, o Mudra de Maurice Béjart na Bélgica.

Em 1988 na Belgica, ingressa a companhia multimédia de Frederic Flamand (Plan K) onde dançou os espetáculos “If Piramids Were Square”, “Scan Lines” e “The Fall of Icaro”, nos mais renomados teatros e festivais da Europa, America do Norte e America Latina. Em 1992 é convidado por Hans Tuerlings para fundar a companhia RAZ (Holanda), onde estrelou por mais de 15 anos e ainda na Europa, trabalhou com Michael Laub, Sergio Ulhoa, Piet Rogie e Lisa Marcus.

Em 1994 inicia o projeto internacional de música eletrônica Disco Voador, considerado um dos pioneiros na realização de eventos de música eletrônica no Nordeste do Brasil.

Em 2003 recebe o prestigioso Zwaan Prijs, prêmio de melhor bailarino, da Associação de Diretores de Teatro da Holanda (VSCD).  En 2005, Linhares inicia seus estudos em multimidia design na SAE, Institute of Technology, em Amsterdam na Holanda enquanto trabalha na agencia Tellmedia. Em 2009, é graduado em Multimedia Arts pela Middlesex University, Inglaterra (2008).

Atualmente, Linhares Junior é proprietário do Karthaz Cultura, que atua no Brasil e na Holanda e oferece serviços de marketing e comunicação visual para projetos e equipamentos culturais.

Pascal Claeys

Pascal Claeys é graduado em Teatro pela Kleine Academie de Bruxelas, possue Mestrado em Economia na Vrije Universiteit de Bruxelas e Pós-Graduação em Gerenciamento de Mudanças na Vrije Universiteit de Amsterdam.

Em 1994 inicia o projeto internacional de música eletrônica Disco Voador, considerado um dos pioneiros na realização de eventos de música eletrônica no Nordeste do Brasil.

Pascal Claeys ao longo dos anos, produziu eventos, foi ator e DJ. Antes de vir para o Brasil, trabalhou como gerente sênior de marketing na respeitada Deloitte Holanda. No Brasil é professor de marketing e gerenciamento de projetos na Faculdade Ateneu e proprietário do Karthaz Cultura, empresa que atua no Brasil e na Holanda oferecendo serviços de marketing e comunicação visual para projetos e equipamentos culturais.

Carolina Wiehoff

Carolina Wiehoff começou a dançar profissionalmente em 1988, com a companhia do coreógrafo Renato Vieira. Em 1996, ingressou na Companhia de Dança Deborah Colker, onde permaneceu até 2003, sendo indicada para o Prêmio RioDança como melhor bailarina pelo espetáculo Casa. Trabalhou, também, como assistente de Deborah Colker na remontagem deste mesmo espetáculo na Komische Oper de Berlim.

Em 2004, dançou o solo Mulher Sozinha no Palco, coreografado por Renato Vieira, no projeto Solos de Dança do SESC, e participou do espetáculo Soma de João Saldanha. Lecionou jazz e dança contemporânea no Centro de Movimento Deborah Colker de 2005 a 2009.

É pós-graduada no curso Estudos Avançados em Dança Contemporânea: pesquisa e coreografia, da UniverCidade. É bailarina da Staccato | Paulo Caldas desde 2004, participando dos processos de criação dos espetáculos Coreografismos, Pas Deux, Quinteto eFonte.

Rosa Primo

É professora dos Cursos de Dança da Universidade Federal do Ceará – UFC. Doutora, com estágio de um ano (2008) no Curso de Dança da Universidade Paris 8 (França); tendo como foco em suas pesquisas questões que envolvem a corporeidade dançante. Graduada em jornalismo (PUC de Campinas – São Paulo). Líder do Grupo de Pesquisa Concepções Filosóficas do Corpo em Cena (CNPq), membro da Association des Chercheurs en Danse e coordenadora do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – Pibid½Dança (CAPES). Foi coordenadora de dança da Secretaria de Cultura de Fortaleza (SECULTFOR) e autora do livro “A dança possível: as ligações do corpo numa cena”. Fortaleza: Expressão Gráfica, 2006 – ISBN 85.7563.220-5.

Cláudia Pires

Licenciada em Pedagogia e Especialista em Arte-Educação. Coordena o Programa de Formação em Dança do Porto Iracema das Artes que inclui o Laboratório de Dança e o Curso Técnico em Dança. Concluiu pelo Instituto Dragão do Mar, através do Colégio de Dança do Ceará, o curso de Professor de Dança. Dirigiu o equipamento cultural Vila das Artes, escola de formação em artes da Prefeitura de Fortaleza, entre 2013 e 2016. Integrou o Conselho Municipal de Educação nos anos de 2013, 2014 e 2016 onde presidiu a Câmara de Ensino Fundamental. Integrou a Câmara Setorial de Dança do Ministério da Cultura nos anos de 2005 e 2006. Criou e presidiu a Associação dos Bailarinos, Coreógrafos e Professores de Dança do Ceará (PRODANÇA) de 2003 a 2005. Representou a dança na Comissão de Análises de Projetos da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, onde também prestou serviços à Comissão Estadual de Incentivo à Cultura e ao Festival de Dança do Litoral Oeste. De 2003 à 2010 foi curadora e diretora artística do programa Circuladança da Bienal Internacional de Dança do Ceará. Coordena no Colégio 7 de Setembro os núcleos de dança, teatro e música. De 2009 à 2012 coordenou, em 20 escolas municipais, o Programa Dançando na Escola, realizado a partir de uma parceria entre Secretaria Municipal de Cultura de Fortaleza, através da Vila das Artes, e Secretaria Municipal de Educação.

Grupo Carnís

Um grupo de artistas de linguagens e estéticas distintas se encontraram na V turma do Curso Técnico em Dança, realizado pelo Porto Iracema das Artes, em 2016, descobriram um desejo em comum: investigar as pluralidades dos corpos. A partir daí decidiram compartilhar esse interesse iniciando juntos trabalhos teórico-práticos de pesquisa em dança contemporânea que culminaram no processo do trabalho “Implosão sob Peles”, com direção de Gabrielle Motta e apresentado como conclusão de curso, na mostra Enquanto Danças. Após a apresentação da proposta cênica decidiram seguir trabalhando juntos no que chamaram de Grupo Carnís.

 

Serviço

Inauguração Karthaz Studio
Dia 16 de dezembro de 2017 – 17h
Karthaz Studio
Rua Pero Coelho, 442 (atrás do Banco Central)
Centro – Fortaleza

Maiores Informações:

Telefone: 085 3025.4713
Website: http://www.karthazstudio.com

Publicidade

Cinema, música, teatro e dança são algumas das atrações do TJA esta semana

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

21 de novembro de 2017

 

Celebração da Missa Negra, Concerto da Fundação Social Raimundo Fagner e Ponto Ce no TJA são destaques da programação semanal no theatro.

Em alusão ao Dia Nacional da Consciência Negra, dia 20 de novembro, o Maracatu Nação Iracema apresenta no Jardim do TJA a “Missa Inculturada” na terça (21) às 17h, gratuito, classificação livre*. A apresentação reuni elementos da cultura afro-brasileira em memória da história e da cultura do povo negro, presente no uso das cores, na música, nas danças e na reverência à memória dos antepassados. Ainda na terça o foyer recebe o VII Recital da Vienna Escola de Artes às 19h, gratuito e classificação livre. O evento também acontece na quarta (22), no mesmo horário.

Na quinta (23), é a vez do foyer receber o programa Percursos Instalativos Sonoros do musicista Eric Barbosa às 14h, gratuito e classificação livre.  Já às 16h, o Festival Popular de Teatro de Fortaleza traz à calçada do TJA o espetáculo Imaginário Criador da Trupe Motim de Teatro de Quixeré. O espetáculo dialoga com o teatro, as artes visuais e a música, no intuito de dar vida a um inventor e sua máquina por atores-manipuladores-músicos que ocupam o espaço urbano.

Encerrando a quinta, o Cineclube Morro do Ouro através do projeto O Incrível Cinema De Chaplin exibe o filme Vida de Cachorro (1918, 35 minutos).  O projeto é é uma mostra temática que repousa sobre a obra do cineasta Charles Spencer Chaplin, o tema dessa sessão é A constituição de Carlitos, personagem célebre de Chaplin e contará com a mediação do historiador e psicólogo, Hallyson Alves.

Sexta é dia de Rock

Dia 24, acontece mais uma edição do Ponto.CE no TJA, desta vez em parceria com a casa de show Toca Good Garden. Quem faz o som dessa vez são as bandas Rotten Flies (PB), Pastel de Miolos (BA) e Radix. Ingressos: $10, R$5 (meia), classificação livre.

No sábado (25), o Theatro José de Alencar será palco para a III Edição do Festival Egípcio Libanês do Norte e Nordeste. Um evento que visa proporcionar um intercâmbio entre bailarinos locais, de outras regiões e admiradores dessa cultura tão rica e desconhecida por muitos. A apresentação acontece às 17h e os Ingressos custam R$30 (valor único). Classificação livre.

Fundação Social Raimundo Fagner Apresenta Concerto Renascentistas

Nos dias 25 e 26 de novembro, às 18h, o foyer do TJA recebe o recital Renascimento – Cantando Histórias entre Mitos e Paixões. A apresentação da Fundação Social Raimundo Fagner traz à cena uma releitura primorosa da arte renascentista. Os concertos serão apresentados  por crianças e jovens entre sete a treze anos, que, através da Instituição, puderam desfrutar da história da música erudita, fruto dos estudos musicais da instituição no ano de  2017. Gratuito. Classificação indicativa livre*

Segunda Temporada CPBT

Nos dias 25 e 26/11, a sala de Teatro Nadir Papi Sabóia recebe a segunda temporada das montagens de conclusão do Curso Princípios Básicos de Teatro – turma noite 2016/2017. O espetáculo “Trinta e duas”, conta a história de duas mulheres, Marly e Eunice, que seguem como retas paralelas trilhando caminhos que nos levam a uma jornada pela memória da resistência marginal de Fortaleza. As sessões de “Trinta e Duas” acontecem às 17h e 19h. O ingresso de cada espetáculo custa R$ 10 e R$ 5 (meia). Classificação: 12 anos*

Pauta Aberta Morro do Ouro apresenta “Anlodo: Tambores do Ceará”

Também no sábado, dia 25/11, o programa Pauta Aberta Morro do Ouro apresenta o espetáculo “Anlodo: Tambores do Ceará”. Projeto selecionado na Chamada  de Ocupação do Theatro José de Alencar, é realizado pelo coletivo Raízes do Griô. Em cena, você poderá conferir a caminhada ritualística dos iniciados que exteriorizam o alimento para alma no resgate da ancestralidade via o som dos variados batuques dos tambores. Ingressos R$10 e R$5 (meia), classificação indicativa livre, às 19h, no Teatro Morro do Ouro.

Domingo é dia de Teatro Infantil

A Pauta Aberta Infantil deste mês apresenta o espetáculo “Baú de Munganga”. Serão manifestações e brincadeiras populares integradas a histórias cantadas e faladas que tratam de temas de cunho ambiental, cultural e social. O espetáculo é apresentado pela Cia Trupe Brincante e integra a Chamada de Ocupação 2017 do TJA. Os ingressos estão à venda ao preço de  R$ 10 e R$ 5 (meia). Classificação livre*

E encerrando a programação semanal do Theatro José de Alencar, o palco principal recebe no domingo (26) o ballet La Fille Mal Gardée. Apresentado pela primeira vez em Bordéus, em 1786, conta a história de Lise, filha única de uma viúva fazendeira, que se apaixona pelo camponês Colas, no interior da França, no século XVIII. Ingressos R$30, R$15. Classificação livre.*

Confira a programação completa do TJA no site: www.secult.ce.gov.br

Publicidade

Feriadão com programação infantil, filmes, dança, música, teatro e exposição fotográfica nos equipamentos da Secult

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

10 de outubro de 2017

Os equipamentos da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará recebem durante o feriado prolongado, de 12 a 15/10, uma série de atrações, gratuitas ou a preços acessíveis, que dão continuidade às atividades do mês da Criança e podem ser conferidas por públicos de todas as idades. Para quem ficou na capital, a programação do feriado segue no dia 12/10 com filmes e o show Doidice que Dá, no Cineteatro São Luiz, no dia 13/10, com a Semana do Audiovisual Cearense, também no equipamento, e com o show de Berg Menezes e atrações artísticas da Cidade de Uruburetama, no Theatro José de Alencar.

Sábado e Domingo, dias 14 e 15/10, será a vez dos filmes infantis invadirem a tela do Cineteatro São Luiz com os longas A Bela e a Fera 3D, Frozon e Moana, em exibições gratuitas que podem ser conferidas conforme programação abaixo. Já no TJA, o sábado e domingo trará duas apresentações inéditas também voltadas para as crianças e realizadas pelas Orquestras Filarmônica do Ceará e pela Eleazar de Carvalho. A primeira ocorre no dia 14/10, às 19h30, com o concerto da Orquestra Filarmônica do Ceará, no palco principal, apresentando músicas de filmes produzidos pela Disney, como A Bela e a Fera e O Rei Leão, além de clássicos da nossa cultura como O Sitio do Pica Pau Amarelo. Um concerto para crianças e adultos que irá reunir os cantores Serrão de Castro, Silvina Ribeiro, Gerard Presley, Itauana Ceribelli, Leandro Cavalcante.

Já no domingo, dia 15/10, às 10h, o Theatro José de Alencar recebe a Orquestra Eleazar de Carvalho em seu concerto especial para a família cearense. A atividade tem por objetivo ajudar as instituições “Peter Pan e Casa do Zé”, que cuidam de crianças carentes. Um concerto onde as crianças irão aprender um pouco sobre o universo orquestral com muita diversão e alegria. A Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho dedica-se à formação de plateia para a música de concerto desde sua fundação, em 22 de dezembro de 1996, sendo uma referência da música de concerto no Estado do Ceará. A entrada é uma lata de leite ou um brinquedo.

Rock, teatro, clowns, e grande encontro de músicos cearenses nos 30 anos de Richell Martin

Celebrando o Dia do Município de Uruburetama, atividade que integra a programação da Chamada de Ocupação do TJA, o Theatro recebe ainda nesta sexta-feira (13/10), às 16h, atrações artísticas da cidade de Uruburetama que irão movimentar os principais espaços do equipamento com uma programação eclética, reunindo teatro, dança, música e uma exposição coletiva com vários fotógrafos da cidade. 

Às 18h, também da sexta-feira (13/10) na Praça Pedro Boca Rica, acontece mais uma edição do Sexta de Música com o show Capa Dura, do cantor e compositor Berg Menezes, em sua primeira apresentação nos espaços musicais do TJA, com sua carreira solo. Presente desde 2006 na cena fortalezense, o cantor e compositor, Berg Meneses, lançou em 2016 seu primeiro álbum solo “Pedra”, com o qual tem circulado em diversos palcos e importantes festivais na cidade. Os ingressos à venda nas bilheterias do TJA, ao preço de R$ 10 (inteira) e R$ 5(meia). 

O sábado (14/10), no Teatro Morro do Ouro, às 19h, é dia de conferir a montagem “Como ele mentiu para o marido dela”, espetáculo que integra a programação do programa Pauta Aberta Morro do Ouro, traz uma cena curta escrita pelo autor irlandês Bernard Shaw, prêmio Nobel de literatura em 1925. Para o espetáculo, o grupo utiliza uma estrutura dramática tradicional, mesclando com elementos da pop art, do melodrama, entre outras referências. Ingressos a R$ 6 (inteira) e 3 (meia). Classificação indicativa:12 anos.

Clássicos infantis com muita alegria e diversão ao som das Orquestras Filarmônica do Ceará e Eleazar de Carvalho

A noite do dia 14/10 reserva ainda grandes emoções, em única apresentação da Orquestra Filarmônica do Ceará, às 19h30, com o Concerto de Trilhas de Filmes Infantis e Clássicos da Literatura Brasileira, tais como os filmes “A Bela e a Fera e O Rei Leão”, produzidos pela Disney, e clássicos da nossa cultura, como O Sitio do Pica Pau Amarelo. Um concerto para crianças e adultos que irá reunir os cantores Serrão de Castro, Silvina Ribeiro, Gerard Presley, Itauana Ceribelli, Leandro Cavalcante. A Orquestra solicita ao público que for ao concerto que também possa doar uma lata de leite para o IPREDE. Ingressos: R$ 10, (inteira) e R$ 5, (meia).

No domingo (15/10), às 10h, será a vez da Orquestra Eleazar de Carvalho apresentar um Concerto Especial para a Família Cearense, atividade que tem por objetivo ajudar as instituições “Peter Pan e Casa do Zé” que cuidam de crianças carentes. Um concerto onde as crianças vão aprender um pouco sobre o universo orquestral com muita diversão e alegria. A Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho dedica-se à formação de plateia para a música de concerto, desde sua fundação, em 22 de dezembro de 1996, sendo uma referência da música de concerto no Estado do Ceará. A entrada é uma lata de leite ou um brinquedo.

Pauta aberta Infantil com “Por onde as linhas tortas se encontram”

O TJA segue com inúmeras atividades no domingo à tarde, 15/10, às 16h, quando o público poderá conferir, no Teatro Morro do Ouro, gratuitamente, o programa Pauta Aberta Infantil que traz o espetáculo “Por onde as linhas tortas se encontram”. A peça conta a história de dois clowns que se encontram, inesperadamente, após um destes fazer uma grande bagunça sozinho na cena. Durante o encontro, uma conflituosa, engraçada e criativa relação dos dois se inicia, causando um grande alvoroço e confusão. O grande barato é que a plateia também participa desta emoção.

Encerrando a programação da semana, às 18h30, no Theatro José de Alencar, o apresentador de TV e músico Richell Martins convida grandes nomes para celebrar, no palco principal do TJA, seus 30 anos. Você também é nosso convidado especial. Venha cantar com Marcos Lessa, Aparecida Silvino, Caio Castelo, Rodger Rogério, Eugênio Leandro, Lia Veras e Gildomar Marinho o que há de melhor na música brasileira. Ingressos à venda na bilheteria do TJA, ao preço de R$ 30(inteira) e 15(meia). 

São Luiz para Crianças e Semana do Audiovisual Cearense

Outro equipamento que vem com uma programação intensa para o final de semana é o Cineteatro São Luiz, que abre no feriado do dia 12/10, às 10h, com entrada gratuita, exibindo o filme “Moana – Um Mar de Aventuras” em 3D. Já às 17h, o equipamento vem com uma programação prá lá de especial, também gratuita, o show “Doidice que Dá”. A apresentação traz as cantoras Natasha Faria e Paula Tesser, com um repertório inteiramente dedicado aos pequenos. Um universo que remete à identidade cearense, com música, poesia, folclore, dança e artes visuais. Fausto Nilo, Valdo Aderaldo, Chico Anysio e clássicos do repertório infantil da MPB também são interpretados pelas cantoras. 

A temática do show remete a bichos extraordinários, criaturas lendárias que permeiam o folclore cearense e o imaginário infantil, assim como os animais de estimação – que fazem parte do dia a dia das crianças. As composições sugerem a criação de cenário e figurinos que enfatizam o universo lúdico, onde os humanos se transfiguram em bichos e vice versa. O espetáculo “Doidice que Dá” é formado por Paula Tesser e Natasha Faria, ambas no vocal; Cláudio Mendes, no Acordeon e Guitarra; Igor Ribeiro, na Bateria; e Hermano Bezerra, no Baixo. 

Semana do Audiovisual Cearense

Na sexta-feira, 13/10, a partir das 14h, o equipamento encerra a programação comemorativa à Semana do Audiovisual Cearense, com os filmes “Aos Ventos que Virão”, de Hermano Penna | Ficção | Drama | Classificação Indicativa: 14 anos | Entrada Franca, exibido às 14h, “Zé de Julião, muito além do cangaço”, de Hermano Penna | Documentário | Classificação Indicativa: 12 anos | Entrada Franca, com exibição às 16h, e “Sargento Getúlio”, de Hermano Penna | Ficção | Drama | Classificação Indicativa: 14 anos | Entrada Franca, às 19h. Este é o terceiro ano consecutivo, que o equipamento vem com uma série de atrações alusivas ao Dia do Audiovisual Cearense, 15 de outubro, data em que foi exibido o primeiro filme realizado por um cearense, Adhemar Albuquerque, em 1924. 

A programação da Semana do Audiovisual Cearense, teve início no dia 10/10, seguindo até esta sexta-feira, 13/10, sendo composta pelo lançamento de dois filmes – um de curta-metragem e outro de longa metragem -, exibição de videoclipes de artistas cearenses e uma homenagem ao cineasta Hermano Penna, que teve quatro filmes de sua autoria exibidos na tela do São Luiz, entre eles o inédito “Eu, Zé Pilintra”, e o consagrado “Sargento Getúlio”, vencedor dos festivais de Gramado e Havana, entre outros prêmios e indicações. “A Semana do Audiovisual Cearense se constitui como um espaço privilegiado da nossa produção, contando com lançamentos de filmes e retrospectivas que demonstram, de forma direta e inequívoca, a qualidade e o vigor de nossa cinematografia”, assinala Duarte Dias, Programador e Curador do Cinema do Cineteatro São Luiz. 

Sábado e Domingo com o Cineteatro São Luiz inteiramente para Crianças

A semana das crianças tem continuidade no equipamento da Secult com as exibições gratuitas, no sábado (14/10), dos filmes “A Bela e a Fera” em 3D (Classificação indicativa: 10 anos | Dublado), às 10h, “Frozen – Uma Aventura Congelante” (Classificação Indicativa: A partir de 3 anos), às 14h, “Moana – Um Mar de Aventuras” (Classificação indicativa: Livre | Dublado), às 16h30. 

Já no Domingo (15/10), o Cineteatro trará duas sessões, gratuitas, do filme “A Bela e a Fera” em 3D (Classificação indicativa: 10 anos | Dublado), às 10h e às 15h. Confira a programação completa do Cineteatro São Luiz no mês de outubro pelo link:http://pt.calameo.com/read/0052400391f7ca39239d1

Domingo infantil no Centro Cultural Bom Jardim 

A programação infantil é destaque também no Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ). Todo domingo do mês de outubro, o equipamento traz uma atividade, sempre começando às 15h30, no CCBJ, com filmes como “Divertida Mente”, “Frozen” e “Moana”. A programação continua com o “Brincando e Pintando”, às 16h, em que uma série de jogos, pinturas, brincadeiras e outras atividades são oferecidas às crianças, e, às 17h, tem  espetáculos e contação de histórias, tudo na Praça Central do Bom Jardim, com entrada franca.    

A programação completa dos equipamento da Secult encontra-se disponível no site: www.secult.ce.gov.br
* postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Via Sul Shopping recebe aulão com mix de treinamento funcional e dança

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

01 de junho de 2017

Que tal se exercitar com uma mistura de treinamento funcional e dança, em um ambiente agradável e em boas companhias? Essa é a proposta do Happy Hour Fitness, uma parceria entre o Via Sul Shopping e a Cross Ritmos. O evento se realiza no dia 02 de junho (sexta-feira), a partir das 19h30, com entrada gratuita.

 

Indicada para todos as idades e tipos de públicos, a ação une ritmos variados, funcional e aeróbica em uma aula divertida, para liberar o estresse, e mexer o corpo e a mente. No primeiro momento do aulão, dedicado ao treinamento funcional, os participantes são estimulados a pular, correr, agachar, girar e empurrar, com o intuito de ganhar força, agilidade e condicionamento físico. Na segunda parte é a dança que tem destaque, com movimentos de samba, forró, axé, carimbó, hip hop, merengue, rock, zumba e outros.

 

A iniciativa é um estímulo à socialização e à prática de atividade física, além de reforçar o posicionamento do shopping em ser uma via de conexão com diversas audiências.

 

Serviço: Happy Hour Fitness com a Cross Ritmos. Dia 02 de junho (sexta-feira), às 19h30, na Praça de Alimentação (3º Piso). Acesso gratuito. Informações: (85) 3048.1300 e www.shoppingviasul.com.br.

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Treinos aeróbicos, dança e Crossfit são apostas de academia em Fortaleza na preparação para o carnaval

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

24 de Janeiro de 2017

 

O mês mais animado do ano está chegando e, pensando nele, os fortalezenses  lotam as academias da capital. A preparação para o carnaval em uma das maiores redes de academia de Fortaleza estão a todo vapor. A Central do Corpo Training Club, além dos treinos convencionais de musculação para definir, fortalecer o shape e impressionar na praia, avenida ou bloco de rua, disponibiliza ainda aulas de CrossFit, uma das tendências do momento, além de aulas de dança  para quem quer aprender as coreografias do momento.

 

Para quem busca diminuir o peso, as sedes da Central dispõem também de modalidades aeróbicas como Cycling Indoor,  CrossTraining e Kangoo Jump, treinos que  garantem a alta queima de calorias.  .

 

Após ter curtido toda a animação do carnaval, a academia oferece ainda sessões de massoterapia para relaxar e recuperar as energias.

 

Serviço:

 

Central do Corpo Training Club

 

Sede Aldeota

Avenida, Av. Santos Dumont, 2456

(85) 3023-8338

 

Galpão – CrossFit

Rua Coronel Jucá, 523 – 05

(85) 3085-0942

 

Sede Dunas

Av. Luís Viêira, 920

(85) 2181-1715

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Treinos aeróbicos, dança e Crossfit são apostas de academia em Fortaleza na preparação para o carnaval

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

24 de Janeiro de 2017

 

O mês mais animado do ano está chegando e, pensando nele, os fortalezenses  lotam as academias da capital. A preparação para o carnaval em uma das maiores redes de academia de Fortaleza estão a todo vapor. A Central do Corpo Training Club, além dos treinos convencionais de musculação para definir, fortalecer o shape e impressionar na praia, avenida ou bloco de rua, disponibiliza ainda aulas de CrossFit, uma das tendências do momento, além de aulas de dança  para quem quer aprender as coreografias do momento.

 

Para quem busca diminuir o peso, as sedes da Central dispõem também de modalidades aeróbicas como Cycling Indoor,  CrossTraining e Kangoo Jump, treinos que  garantem a alta queima de calorias.  .

 

Após ter curtido toda a animação do carnaval, a academia oferece ainda sessões de massoterapia para relaxar e recuperar as energias.

 

Serviço:

 

Central do Corpo Training Club

 

Sede Aldeota

Avenida, Av. Santos Dumont, 2456

(85) 3023-8338

 

Galpão – CrossFit

Rua Coronel Jucá, 523 – 05

(85) 3085-0942

 

Sede Dunas

Av. Luís Viêira, 920

(85) 2181-1715

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti