Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP)

SESI Ceará lança Programa de Qualidade de Vida na CSP

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

03 de Maio de 2019

O Serviço Social da Indústria – SESI Ceará realizou durante o mês de abril, na Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), o Movimento Vida Saudável, que marcou o lançamento do Programa de Qualidade de Vida desenvolvido de acordo com o perfil de saúde da empresa.

O movimento foi apenas o pontapé inicial e contou com ações de avaliação e orientação relacionadas a saúde, bem-estar e gestão do estresse para todos os colaboradores e prestadores de serviços da CSP. A iniciativa foi estruturada a partir de um levantamento do perfil de saúde dos trabalhadores, visando melhorar os indicadores relacionados a saúde mental, hábitos nutricionais e atividade física.

Uma equipe multiprofissional do SESI, composta por nutricionista, psicólogo e educadores físicos, conduziu as atividades de forma integrada e direcionada por uma análise de dados realizada pela equipe do Centro de Inovação em Economia para Saúde e Segurança. O Objetivo é ter precisão nas ações propostas.

Assim, todas as etapas do trabalho são articuladas de forma sinérgica de modo que o Programa de Qualidade de Vida dê continuidade ao propósito de elevar a produtividade, por meio da promoção da saúde dos trabalhadores.

O SESI Ceará realiza Programas de Qualidade de Vida customizados de acordo com as necessidades e características de cada empresa, levando ao ambiente de trabalho as soluções mais assertivas em promoção da saúde com foco em elevação da produtividade.

Sobre o SESI

O Serviço Social da Indústria – SESI Ceará tem a missão de contribuir para o aumento da produtividade do trabalhador e para o incremento da competitividade da indústria do Estado do Ceará, por meio de soluções em saúde, qualidade de vida e educação. O SESI faz parte do Sistema FIEC, junto com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI Ceará, o Instituto Euvaldo Lodi – IEL Ceará e o Centro Internacional de Negócios.

Mais informações: (85) 4009.6300

Publicidade

Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) tem mês de maior produção de placas de aço

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

13 de Março de 2019

A siderúrgica está em busca de novas certificações e novos tipos de aço para ampliar a participação no mercado mundial

Lucas Castro, 24, é inspetor de qualidade da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). Morador de Caraúbas, em São Gonçalo do Amarante, ele começou na siderúrgica por meio do Programa Jovem Aprendiz CSP, em 2018. Lucas agora é um dos cerca de 2.500 empregados da CSP que contribuíram para que a primeira siderúrgica integrada do Nordeste atingisse em 2019 seu melhor mês de produção, com 270.622 toneladas (t) placas de aço produzidas em janeiro. O resultado significa um crescimento de 5,5%, comparado com o mesmo período de 2018 (256.502 t de placas produzidas). Com o acumulado da produção até fevereiro, a CSP totaliza 6.869.720 t de placas produzidas. Já as exportações em janeiro de 2019 foram de 264.252 t de placas de aço, um acréscimo de 9,3% em relação às exportações de janeiro de 2018 (241.716 t de placas exportadas).

Em 2018, a siderúrgica atingiu a produção de 2.935.614 t de placas de aço e a exportação de 2.970.110 t de placas de aço. Os principais países para onde a CSP exportou em 2018 foram os Estados Unidos (951.094 t), Coreia do Sul (362.602 t), Turquia (341.605 t), México (240.756) e República Tcheca. Atualmente, a CSP produz mais de 180 tipos de placas de aço, já exportou para mais de 20 países e representa 66% de tudo que é exportado pelo Porto do Pecém.

“Este ano de 2018 foi de estabilização da condição produtiva de todas as áreas industriais da CSP. Apesar dos naturais desafios de operar o conjunto de plantas que é uma siderúrgica, de um mercado competitivo e dinâmico, obtivemos um ótimo resultado de desempenho, qualidade e custo. Para 2019, vamos continuar neste ritmo, seguindo nossos valores de segurança, desenvolvimento regional, sustentabilidade e geração e valor para clientes, acionistas e empregados”, afirmou o presidente da CSP, Cláudio Bastos.

Comparativo janeiro de 2019/2018:

Produção

Jan 2018: 256.502 t de placas de aço

Jan 2019: 270.622 t de placas de aço

Crescimento de 5,5%

Exportação

Jan 2018: 241.716 t de placas de aço

Jan 2019: 264.252 t de placas de aço

Crescimento de 9,3%

Parceria com SEBRAE para o empreendedorismo

Para realizar o desenvolvimento regional sustentável, um dos valores da empresa, a CSP já investiu, desde 2012, mais de R$ 40 milhões em programas e projetos, atendendo a aproximadamente 28 mil pessoas. Atualmente, está em destaque o programa Território Empreendedor, que conta com a parceria do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae-CE) e Prefeitura de São Gonçalo do Amarante.

Lúcia Alcântara é cabelereira e moradora de São Gonçalo do Amarante. Ela participou em 2018 do Território Empreendedor. “Durante o programa, eu aprendi a me organizar, a comprar somente o que eu preciso para o meu salão, conheci novas linhas de crédito. Deu tão certo que eu entrei dezembro sem nenhuma dívida. Já estou até conseguindo poupar um dinheirinho”, disse.

O Território Empreendedor contribuiu para que, de 2012 a 2017, o número de micro e pequenas empresas (MPE) em São Gonçalo do Amarante crescesse 181,88%, o que representa um incremento de 30,31% a cada ano.

Outra iniciativa para fortalecer os negócios no Ceará é capacitar empresas locais para serem contratadas pela CSP. Ano passado, foi implantado o Dia do Fornecedor Local, iniciativa realizada por empresas no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP). No caso da CSP, esta ação gerou cerca de R$ 5,5 milhões em novos negócios com fornecedores locais.

Cada vez mais cearense e multicultural

A CSP também desenvolve uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Ceará (SENAI-CE), que já contribuiu, desde o início da operação em junho de 2016, com a capacitação de 1.452 operadores em mais de 10 atividades industriais.

Tão importante quanto a formação de operadores mais experientes é a capacitação de jovens, em sua maioria, de São Gonçalo do Amarante e Caucaia. Os dois programas atualmente que contribuem com esta faixa etária de mão de obra é o Programa Jovem Aprendiz e Aprendiz PCD (Pessoa com Deficiência). Os programas já atingiram mais de 300 jovens, principalmente, de São Gonçalo do Amarante e Caucaia. Atualmente, 57% dos empregados da CSP são cearenses. Na área operacional, essa participação de empregados do Ceará é de 82%.

Publicidade

CSP acompanha tendência de Podcasts corporativos e lança seu canal de áudio no iTunes e Soundcloud

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

26 de junho de 2018

O CSP Podcast trata de temas ligados à sustentabilidade, carreira, empreendedorismo, tecnologia e compartilhamento de experiências. O objetivo é difundir temas de interesse do público de relacionamento da empresa

A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) lança o CSP Podcast, seu canal de áudio que já está disponível no Soundcloud e no Itunes, duas das principais plataformas de acesso a esta mídia. Já estão sendo publicados diversos conteúdos sobre sustentabilidade, carreira, empreendedorismo, tecnologia e compartilhamento de experiências.

O objetivo do CSP Podcast é ampliar o alcance da comunicação e disponibilizar uma mídia de fácil acesso, que pode ser ouvida no computador ou no celular, com ou sem internet, a qualquer hora e em qualquer lugar. Grandes empresas brasileiras têm despertado para os podcasts corporativos, como Vale, Nestlé, Roche, Pirelli e Votorantim. No Brasil, são aproximadamente 300 novos podcasts por ano, de diversos assuntos e formatos.

“Compreendendo o cenário de crescimento das informações online, criamos o CSP Podcast. Queremos nos aproximar cada vez mais dos públicos com os quais nos relacionamos, sejam nossos empregados, comunidades vizinhas, academia. Analisando o que já exsite no mercado e a nossa realidade, chegamos a um modelo de podcast mais curto, que pode ser compartilhado nas plataformas de mensagens instantâneas, por exemplo. É uma mídia democrática e tem um aspecto de inclusão e acessibilidade, pois leva o nosso conteúdo à pessoa com deficiência visual”, destaca Rachel Pessôa, gerente de Comunicação da CSP.

Entre os assuntos já disponíveis do CSP Podcast estão empoderamento feminino no trabalho, soluções baseadas na natureza, desperdício de alimentos, consumo de papel no mundo e liderança sustentável.

O que é podcast

Podcast é uma mídia de transmissão de conteúdo por áudio, como se fosse uma rádio, mas em que o ouvinte escolhe o tipo de assunto e o horário que quer ouvir – o chamado on demand (sob demanda). O podcast surgiu nos Estados Unidos em 2004, mesmo ano que teve início no Brasil. Recentemente, a mídia ganhou mais visibilidade e interesse por empresas, veículos de comunicação e instituições de ensino, ampliando as temáticas e formatos, que era mais ligados à cultura pop, cinema, game e tecnologia.

Como ouvir o CSP Podcast

No site da CSP: http://www.cspecem.com/imprensa/csppodcast/

No Soundcloud: https://soundcloud.com/cspecem.

No Youtube: https://www.youtube.com/cspceara

No celular: Em qualquer aplicativo grátis que toca podcast, como Podcast Addict, Player FM ou Pocket Casts. Para quem tem celular modelo Iphone, pode ouvir no aplicativo Podcasts, que já vem instalado.

 

Vídeo Lançamento CSP Podcast:

https://www.youtube.com/watch?v=JR0OL2XoFDY

 

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti

Publicidade

Redução de ISS para fornecedoras da CSP

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

11 de Abril de 2017

Com o fim da fase de construção da Companhia Siderúrgica do Pecém-CSP e o início de suas operações,  a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante tomou algumas  medidas para conter a redução dos empregos, que migraram da fase de construção para a fase de operação. Além da preocupação de manter a arrecadação de tributos no mesmo patamar de antes.
A partir de um entendimento com a direção da CSP, o prefeito Cláudio Pinho encaminhou à Câmara Municipal  um projeto de Lei que prevê a concessão de incentivo a fim de atrair empresas que farão parte da rede de fornecedores da CSP. O incentivo consiste na redução do ISS de 5% para 2% para novas empresas que se instalam no município e que fornecem para a CSP. O projeto já foi aprovado pela Câmara e sancionado. Empresas como White Martins, Phoenix, Magnesita e Vale-Pecém, estão aptas a se beneficiarem com a nova lei.
* postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Parceria CSP: Planejamento estratégico do Simec aponta aumento no número de associados em 246%

Por Oswaldo Scaliotti em Sem categoria

31 de agosto de 2015

Aumento de 246% no número de associados, passando de 52 para 180 empresas, e crescimento em 68% na receita. Esses foram parte dos resultados alcançados pelo Planejamento Estratégico do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas Mecânicas e de Material Elétrico no Estado do Ceará (Simec) em 2015. O relatório final foi apresentado pelo consultor Durval Vieira de Freitas, da DVF Consultoria, contratada pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), durante reunião na sede da FIEC, em Fortaleza. O encontro contou com a participação do presidente do Simec, Sampaio Filho, e de integrantes da diretoria, entre eles o empresário Fernando Castro Alves.

O Planejamento Estratégico do Simec 2012-2015 faz parte de um termo de cooperação técnica do Programa de Desenvolvimento Regional (PDR), elaborado pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) e conduzido pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico (Cede), assinado pelo Sistema FIEC, o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico do Estado do Ceará (Simec) e o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon) e mais 20 instituições.

O planejamento, que foi iniciado na gestão do ex-presidente do Simec, Ricard Pereira, e vem sendo continuado na gestão atual, mostrou ações associativas e animadoras postas em prática, como a publicação de 13 edições da Revista do Simec, dando visibilidade e informando aos filiados sobre o trabalho do sindicato patronal, realização das reuniões mensais, reconhecimento de líderes, consolidação da câmara setorial eletrometalmecânica na Adece, 69 empresas capacitadas junto ao Programa de Desenvolvimento Associativo(PDA), aumento das missões empresariais nacionais e internacionais, bem como a experiência no modelo de gestão do sindicato sendo referência em apresentações em encontros nacionais entre sindicatos do setor.

Durval Ferreira falou da sua experiência em grandes empresas do setor de siderurgia e mineração, o que o credenciou a conduzir o planejamento estratégico junto ao sindicato com apoio da CSP. “Estamos finalizando, nessa última reunião, uma parceria de três anos. A CSP vê no Simec um irradiador de crescimento. O resultado do planejamento foi bom e o ganho foi na integração e no conhecimento das potencialidades econômicas e fornecedores locais.  Sampaio Filho e Ricard Pereira mostram que são lideranças nacionais e não só regionais. Estão de parabéns pelo aumento do número de associados, pelo espírito de liderança e articulação”, elogiou Ferreira durante a avaliação. 

O consultor reforça que o associativismo representa a união e é uma oportunidade de fazer pleitos em nome do conjunto. Para ele, o trabalho do PDR junto às empresas de base, ou seja, aquelas que fabricam materiais e suportes para siderúrgica, é muito importante para a cadeira produtiva, para gerar emprego de qualidade e renda no estado. Na sua visão, as empresas precisam ainda avançar nos modelos de gestão, na parte tributária e na qualificação e educação profissional da mão de obra para acompanhar o crescimento do Ceará e do Nordeste. “Precisamos cobrar o funcionamento do CTTC e investir em educação e inovação tecnológica. Nisso, a participação do SENAI/CE vem sendo bem desempenhada”, disse.


O presidente do Simec, Sampaio Filho, agradeceu o que chamou de brilhante trabalho realizado pela CSP e DVF Consultoria. “Se não fossem pela determinação e persistência, não teríamos alcançado esses resultados. O Simec está de portas abertas para novas parcerias, sobretudo nas áreas de inovação e gestão. Nesse momento de crise, um planejamento estratégico nos norteia a preservar os negócios e buscar novos mercados com cautela”, enfatiza.

Após apresentar esses resultados positivos, o planejamento sugeriu ao sindicato que desenvolva programas de certificação das empresas associadas, atraia empresas ativas e inativas, fortaleça a rede de delegacias no interior, mantenha as reuniões mensais e que prossiga publicando a Revista do Simec, que tão bem dá visibilidade e promove o Simec junto aos associados e à opinião pública. O planejamento estratégico teve início no primeiro semestre de 2012.

Sobre o PDR
O objetivo da parceria é promover o desenvolvimento sustentável da região do Complexo Industrial do Porto do Pecém (CIPP) por meio da capacitação de empresas, entidades e empresários, a fim de atender à demanda atual e futura da CSP, que está em fase de construção, e de outros investimentos estruturantes no estado, estimulando as compras e contratações locais.

A parceria resultou no trabalho intitulado Estratégias para o Desenvolvimento de Oportunidades de Negócios e Empregos: Diagnósticos e Plano de Ação, que culminou com a criação do PDR. O diagnóstico, que também contou com o apoio da Associação de Empresas de Construção Pesada do Estado do Ceará (Acompec) e da Federação do Comércio do Estado do Ceará (Fecomércio), abrangeu o município-sede de São Gonçalo do Amarante e os demais municípios num raio de até 60 km, além de Limoeiro do Norte e Tabuleiro – distantes cerca de 200 km e escolhidos para o levantamento de dados devido à presença de empresas do setor metalmecânico – e Sobral, a 187 km do município-sede.

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Parceria CSP: Planejamento estratégico do Simec aponta aumento no número de associados em 246%

Por Oswaldo Scaliotti em Sem categoria

31 de agosto de 2015

Aumento de 246% no número de associados, passando de 52 para 180 empresas, e crescimento em 68% na receita. Esses foram parte dos resultados alcançados pelo Planejamento Estratégico do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas Mecânicas e de Material Elétrico no Estado do Ceará (Simec) em 2015. O relatório final foi apresentado pelo consultor Durval Vieira de Freitas, da DVF Consultoria, contratada pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), durante reunião na sede da FIEC, em Fortaleza. O encontro contou com a participação do presidente do Simec, Sampaio Filho, e de integrantes da diretoria, entre eles o empresário Fernando Castro Alves.

O Planejamento Estratégico do Simec 2012-2015 faz parte de um termo de cooperação técnica do Programa de Desenvolvimento Regional (PDR), elaborado pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) e conduzido pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico (Cede), assinado pelo Sistema FIEC, o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico do Estado do Ceará (Simec) e o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon) e mais 20 instituições.

O planejamento, que foi iniciado na gestão do ex-presidente do Simec, Ricard Pereira, e vem sendo continuado na gestão atual, mostrou ações associativas e animadoras postas em prática, como a publicação de 13 edições da Revista do Simec, dando visibilidade e informando aos filiados sobre o trabalho do sindicato patronal, realização das reuniões mensais, reconhecimento de líderes, consolidação da câmara setorial eletrometalmecânica na Adece, 69 empresas capacitadas junto ao Programa de Desenvolvimento Associativo(PDA), aumento das missões empresariais nacionais e internacionais, bem como a experiência no modelo de gestão do sindicato sendo referência em apresentações em encontros nacionais entre sindicatos do setor.

Durval Ferreira falou da sua experiência em grandes empresas do setor de siderurgia e mineração, o que o credenciou a conduzir o planejamento estratégico junto ao sindicato com apoio da CSP. “Estamos finalizando, nessa última reunião, uma parceria de três anos. A CSP vê no Simec um irradiador de crescimento. O resultado do planejamento foi bom e o ganho foi na integração e no conhecimento das potencialidades econômicas e fornecedores locais.  Sampaio Filho e Ricard Pereira mostram que são lideranças nacionais e não só regionais. Estão de parabéns pelo aumento do número de associados, pelo espírito de liderança e articulação”, elogiou Ferreira durante a avaliação. 

O consultor reforça que o associativismo representa a união e é uma oportunidade de fazer pleitos em nome do conjunto. Para ele, o trabalho do PDR junto às empresas de base, ou seja, aquelas que fabricam materiais e suportes para siderúrgica, é muito importante para a cadeira produtiva, para gerar emprego de qualidade e renda no estado. Na sua visão, as empresas precisam ainda avançar nos modelos de gestão, na parte tributária e na qualificação e educação profissional da mão de obra para acompanhar o crescimento do Ceará e do Nordeste. “Precisamos cobrar o funcionamento do CTTC e investir em educação e inovação tecnológica. Nisso, a participação do SENAI/CE vem sendo bem desempenhada”, disse.


O presidente do Simec, Sampaio Filho, agradeceu o que chamou de brilhante trabalho realizado pela CSP e DVF Consultoria. “Se não fossem pela determinação e persistência, não teríamos alcançado esses resultados. O Simec está de portas abertas para novas parcerias, sobretudo nas áreas de inovação e gestão. Nesse momento de crise, um planejamento estratégico nos norteia a preservar os negócios e buscar novos mercados com cautela”, enfatiza.

Após apresentar esses resultados positivos, o planejamento sugeriu ao sindicato que desenvolva programas de certificação das empresas associadas, atraia empresas ativas e inativas, fortaleça a rede de delegacias no interior, mantenha as reuniões mensais e que prossiga publicando a Revista do Simec, que tão bem dá visibilidade e promove o Simec junto aos associados e à opinião pública. O planejamento estratégico teve início no primeiro semestre de 2012.

Sobre o PDR
O objetivo da parceria é promover o desenvolvimento sustentável da região do Complexo Industrial do Porto do Pecém (CIPP) por meio da capacitação de empresas, entidades e empresários, a fim de atender à demanda atual e futura da CSP, que está em fase de construção, e de outros investimentos estruturantes no estado, estimulando as compras e contratações locais.

A parceria resultou no trabalho intitulado Estratégias para o Desenvolvimento de Oportunidades de Negócios e Empregos: Diagnósticos e Plano de Ação, que culminou com a criação do PDR. O diagnóstico, que também contou com o apoio da Associação de Empresas de Construção Pesada do Estado do Ceará (Acompec) e da Federação do Comércio do Estado do Ceará (Fecomércio), abrangeu o município-sede de São Gonçalo do Amarante e os demais municípios num raio de até 60 km, além de Limoeiro do Norte e Tabuleiro – distantes cerca de 200 km e escolhidos para o levantamento de dados devido à presença de empresas do setor metalmecânico – e Sobral, a 187 km do município-sede.

  • postado por Oswaldo Scaliotti