Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Ceará

Oi investe mais de R$ 190 milhões no Ceará em 2018

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

10 de Abril de 2019

A Oi investiu mais de R$ 190 milhões no Ceará em 2018, um aumento de 33% em relação ao ano anterior. A operadora implantou rede de fibra ótica em Fortaleza e lançou o 4,5G na capital e nas cidades de Maracanaú e Maranguape no último trimestre do ano, proporcionando uma melhor experiência dos serviços aos clientes. A companhia também investiu na sua rede móvel com a implantação de 217 novos sites e a modernização de outros 5 sites no Estado, no período de janeiro a dezembro de 2018. Além disso, cerca de 9 mil novas portas para o serviço de banda larga fixa foram implantadas. A Oi oferece cobertura 4G em 59 cidades do Ceará. A expansão da fibra ótica e do 4,5G são prioridades dentro do plano estratégico da companhia para 2019.

Publicidade

Momento ímpar: OAB realiza primeira posse popular da história

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

03 de Abril de 2019


Pela primeira vez na história da OAB Ceará, as Comissões de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente; Direito Ambiental; e Direitos Humanos, representadas pelos respectivos presidentes Nadja Furtado Bortolotti, João Alfredo e Virgínia Porto, receberam a chancela de membros dos Movimentos Populares do Ceará, para atuarem como representantes deles, na Ordem dos Advogados do Brasil.

A solenidade foi presidida pelo presidente da Seccional, Erinaldo Dantas, nesta terça-feira (02/04), e teve como marco a entrega de um anel indígena de tucum aos presentes, que representa uma aliança de compromisso. Foi uma maneira simbólica de firmar o compromisso daqueles que integram a presidência dessas três comissões tão importantes para os representantes de mais de 60 movimentos, entidades e representações que estiveram presentes na Posse Popular.

De acordo com Erinaldo Dantas, a missão da OAB é ser a Casa do Diálogo. “Aqui na Ordem, vamos ter representantes de todos os setores da advocacia e da sociedade. Vocês todos que representam os movimentos populares são mais do que bem-vindos. Nós, que estamos aqui, temos a responsabilidade de tentar transformar a realidade e isso só é possível se estivermos perto de vocês, de mãos dadas. O compromisso da OAB é com o Direito. Toda vez que o Direito for afrontado, contem com a Ordem dos Advogados do Brasil. Desejo que esse seja apenas o primeiro de muitos encontros. Essa casa é de vocês”, afirmou o presidente da OAB Ceará.

Em seu discurso, a presidente da Comissão de Direitos Humanos, Virgínia Porto, disse que é preciso dar outra interpretação ao artigo 133 da Constituição Federal, que afirma o advogado ser indispensável na realização da Justiça. “Falo, aqui, da Justiça Social. Nosso dever é, efetivamente, resgatar a perspectiva da OAB, não apenas como um Conselho de Classe, mas como uma instituição da sociedade civil organizada que vai pautar ações para a inclusão e para a efetivação de uma justiça realmente social”, defendeu.

João Alfredo, presidente da comissão de Direito Ambiental, considera fundamental que as comissões tenham uma interlocução forte com os movimentos sociais. “Especialmente por que nós estamos vivendo um momento de muito retrocesso, de ataques e de ameaças aos direitos por um governo que nega a democracia e celebra a ditadura. Então é importante que a OAB, que sempre foi uma instituição vinculada à defesa do Estado Democrático de Direito, seja um local de resistência e de defesa da sociedade”, resumiu.

Em sua fala, a presidente da Comissão de Defesa dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes, Nadja Furtado Bortolotti, explicou que cada comissão é considerada um “braço temático” da OAB-CE. “Por meio da nossa atuação, queremos ser um canal em que as pessoas possam procurar para, por exemplo, trazer denúncias de violação. O objetivo é de estar perto do povo e dos movimentos sociais. Precisamos criar mecanismos para diminuir a violência contra os jovens, além de ampliar a concepção de justiça na sociedade. É preciso o acesso aos direitos e a uma justiça que promova igualdade social”, concluiu.

Para Adriana Jerônimo, representante da Frente de Luta por Moradia Digna, que falou em nome de todos os presentes, é muito importante encontrar apoio nesta Casa. “É maravilhosos encontrar quem nos receba com afeto, com escuta qualificada, nos ouça e encaminhe as nossas problemáticas, nos dando dignidade enquanto pessoa humana”, afirmou.

Após a Posse Popular, houve uma mesa redonda com representação de vários movimentos, para saber quais as expectativas de cada movimento para a atuação da OAB. Segundo Nadja Furtado Bortolotti, essas expectativas propostas vão direcionar, serão as diretrizes para o planejamento das três comissões. “A ideia é que a façamos um trabalho articulado, conjunto e que depois possamos ampliar para outras comissões e outras áreas da OAB também”, relatou.

Publicidade

FUNCIONAMENTO DAS LOJAS EXTRA, PÃO DE AÇÚCAR E ASSAÍ DO CEARÁ NO FERIADO DA DATA MAGNA DO CEARÁ – ABOLIÇÃO DA ESCRAVIDÃO NO CEARÁ (25/3)

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

23 de Março de 2019

No feriado da Data Magna do Ceará, dia 25 de março (segunda-feira), todas as lojas da rede Pão de Açúcar funcionarão em horário de feriado, de acordo com o estabelecido em cada unidade. As lojas Extra Hipermercado e Extra Supermercado funcionarão de 7h às 22h. Já as lojas do Assaí funcionarão de 7h às 22h.

Publicidade

Cerbras ativa clientes com ações especiais nas praças de Ceará e Rio Grande do Norte

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

23 de Março de 2019

A Cerbras realiza ações de interação com os clientes neste sábado, 23. A empresa cearense de referência em pisos e revestimentos cerâmicos visita lojas de construção e decoração em dois estados do Nordeste, levando intervenções culturais e gastronômicas. Dessa vez, os espaços visitados estão situados no Ceará e Rio Grande do Norte.

Sobre a Cerbras

Com 28 anos de história, a Cerbras vem destacando no mercado nacional e internacional de pisos e revestimentos cerâmicos, e atualmente, exporta para mais de 30 países, integrando o ranking das 10 maiores empresas do Brasil no segmento. Além das ações de relacionamento, a empresa também apoia e realiza periodicamente ações de educação ambiental nas escolas municipais e de incentivo à cultura.

Publicidade

Ceará terá representante na diretoria executiva da Rede Nacional de Contabilidade

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

22 de Março de 2019

O contador Marcos Rogério Fernandes, representante da Paraíba, foi eleito para o cargo de presidente e a contadora Solange Marinho, do Ceará, eleita diretoria administrativa da Rede.

A Rede Nacional de Contabilidade – RNC realizou assembleia ordinária na última quinta (21) e sexta-feira (22), no Auditório da Controller, em Fortaleza (CE), para prestação de contas da gestão 2017/2018, eleição da diretoria executiva para o biênio 2019/2020 e debater desafios e evolução da atividade contábil no Brasil.

A reunião contou com a presença de representantes de mais de 30 escritórios do país. Durante a reunião, a nova diretoria executiva da RNC foi definida e o contador Marcos Rogério Fernandes, representante de João Pessoa (PB), eleito para o cargo de presidente. A cidade de Fortaleza (CE) terá representante na diretoria administrativa, por meio da diretora da Controller, Solange Marinho. O objetivo da RNC é conectar empresas contábeis em todo país, compartilhando experiências e garantindo o mais alto padrão de qualidade em serviços contábeis há 18 anos.

“O encontro foi um sucesso absoluto. A escolha de realizar a assembleia em Fortaleza era um desejo antigo, pois a Controller é um dos escritórios de ponta da Rede e inspira outras empresas a buscarem crescimento e vencer seus desafios”, destaca o ex-presidente da RNC, Tiago Vitor Silva.

A Controller é fundadora e única associada do Ceará à RNC. A empresa completou 30 anos de atuação no Ceará e promove diversas ações inovadoras e de impacto tecnológico. O encontro contou também com apresentação da nova solução em atendimento virtual do parceiro Fortics, além de cases de sucesso de empresas contábeis dos estados do Espírito Santo e de São Paulo. Na ocasião, também houve apresentação da Fundação Dom Cabral (FDC), eleita a melhor Escola de Negócios da América Latina e a 12ª no ranking mundial e palestra sobre Boas Práticas de Gestão de Pessoas para Reter Talentos, com a diretora da regional Ceará do Great Place To Work (GPTW), Mariza Quinderé, parceiro reconhecido pelos rankings que elegem as melhores empresas para trabalhar.

“Os avanços da Controller foram apresentados durante o encontro e a empresa fortaleceu muito a rede de negócios da RNC. É muito importante essa troca de informação”, frisou a nova diretora administrativa da RNC, Solange Marinho.

Saiba Mais

A RNC é uma rede de 50 empresas contábeis associadas, o que corresponde a mais de 1.000 profissionais, presente em 24 estados brasileiros. Atualmente oferece assessoria contábil a mais de 7.000 clientes com excelência. A RNC movimentou cerca de R$15 bilhões anuais, referentes ao faturamento dos clientes. A Rede proporciona aos seus associados um ambiente favorável para o desenvolvimento e a atualização permanente, além do intercâmbio de conhecimentos e, principalmente, a geração e realização de negócios.

Publicidade

Feira de Tecidos e Estampas traz tecidos sustentáveis e ecológicos para o Ceará

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

19 de Março de 2019

O projeto, que já fez sete edições no Rio de Janeiro, escolheu a capital cearense para a estreia na região Nordeste

A Feira de Tecidos e Estampas, Print RJ, chega pela primeira vez ao Nordeste com realização em Fortaleza nos dias 27 e 28 de março. Na ocasião, expositores locais e nacionais de referência no mercado têxtil vão apresentar produtos e fomentar a troca de experiências entre profissionais das áreas de moda. A Dalutex, empresa têxtil que estará presente na feira, apresenta desenvolve a linha Pura, com tecidos sustentáveis, produzidos utilizando métodos como tingimento ecológico, com uso de fios em estado natural, fio de poliamida biodegradável e processo de retorno de água, para minimizar a agressão ambiental. “É uma demanda crescente no mercado. Muitas pessoas já têm essas consciência e sentem necessidade de preservar mais o meio ambiente. O tecido sustentável é uma opção para elas”, explica uma das idealizadoras da feira, Renata Speiski.

O evento tem como foco em estilistas, empresários e profissionais da área de moda e decoração. A inscrição pode ser feita mediante cadastro pelo e-mail eventos@studio512.com.br e acontece no Hotel Gran Marquise, das 10h às 19h. No dia 28 de março, a partir das 16h, o evento será aberto ao público.

SERVIÇO

Print RJ em Fortaleza

Data: 27 e 28 de março

Local: Hotel Gran Marquise – Av. Beira Mar, 3980 – Mucuripe

Horário: 10h às 19h

Inscrições: enviar nome completo + RG para eventos@studio512.com.br  

Publicidade

In Loco mira em expansão na região Nordeste

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

18 de Março de 2019

A empresa nomeia Pedro Macêdo como Sales Manager NE e busca atrair mais empresas da Bahia, Ceará e Pernambuco

A In Loco, empresa de inteligência de dados especializada em geolocalização, anuncia Pedro Macêdo como Sales Manager para a região Nordeste. O executivo assume a missão de expandir o alcance das soluções In Loco para além de Recife, cidade natal da empresa: “o Nordeste é uma região muito estratégica para a In Loco e já vinha sendo trabalhada nos últimos anos. Agora, teremos um foco maior em atuar mais próximos dos clientes daqui”, explica Pedro Macêdo, Sales Manager NE da In Loco.

Pedro Macêdo, Sales Manager NE da In Loco. Créditos da imagem: Tato Rocha/ In Loco

 

No primeiro semestre de 2018, o investimento em publicidade foi de R$ 7,67 bilhões no Brasil. A pesquisa do Cenp (Conselho Executivo das Normas-Padrão) mostra que o Nordeste abocanhou 4,4% da verba total, ficando a frente das regiões Centro-Oeste (1,9%) e Norte (0,9%). “Apesar da  In Loco ter uma atuação expressiva no Nordeste, acreditamos que ainda há muito potencial de crescimento. Temos grandes marcas que concentram seus investimentos de forma local. Além disso, praças como Fortaleza, Salvador e Recife estão ganhando relevância na distribuição da verba publicitária no Brasil”, comenta Macêdo.

O movimento é parte da estratégia de expansão da empresa, que se consolidou como um dos principais players nacionais em inteligência de localização. O diferencial da  In Loco fica por conta da sua tecnologia exclusiva, que entende a jornada do consumidor no mundo físico a partir da análise da geolocalização. Além de oferecer informações confiáveis, a In Loco tem um compromisso inegociável com a privacidade do usuário, trabalhando apenas com dados anonimizados.

Com mais de 18 anos de experiência em marketing, negócios, gerenciamento de projetos, desenvolvimento de produto e no mercado de tecnologia, Macêdo já atuou em iniciativas como o Porto Digital – maior parque tecnológico do Nordeste, Jump Brasil, CESAR e ChefsClub. O profissional conta com um MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas e é bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Pernambuco.

 

Sobre a In Loco

A In Loco é uma scale up proprietária de uma tecnologia de localização indoor única no mercado mundial e com compromisso inegociável com a privacidade do cidadão. Por meio de coleta e inteligência de dados de localização, mapeia a jornada do consumidor no mundo offline e usa smartphones para enviar mensagens contextualizadas para influenciar visitas à loja física e prover inteligência a donos de aplicativos. No entanto, a visão da empresa é muito maior: ser a plataforma de tecnologia da era da computação ubíqua. Fundada em 2014, a In Loco processa mais de 16 terabytes de dados de localização por dia, tem uma audiência de 60 milhões de consumidores e possui um time de 180 pessoas distribuídas nos escritórios de Recife, São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Florianópolis.

Publicidade

Ceará tem superávit comercial de US$ 39 milhões no primeiro bimestre de 2019

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

11 de Março de 2019

O Ceará exportou no primeiro bimestre do ano US$ 395,1 milhões, 17,3% a mais que o mesmo período do ano passado. É o maior valor dos últimos cinco anos e representa um crescimento de 126,7% em comparação ao primeiro bimestre de 2015. As importações, por sua vez, totalizaram US$ 356 milhões, uma queda de 11,1% ante o mesmo período de 2018. O saldo positivo representa um superávit US$ 39,1 milhões, um crescimento de 161,3% em relação ao dos primeiros meses do ano anterior. Os dados são do estudo Ceará em Comex, realizado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

Os números fazem com que o Ceará permaneça no 3° lugar no ranking dos principais exportadores do Nordeste, representando 15,8% das exportações da região. O Estado mantém também a mesma posição registrada anteriormente no ranking nacional (14ª), mas o crescimento de 17,3% foi bem acima da média nacional para o período que foi de 1,4%. Dos quinze maiores estados exportadores do Brasil, o Ceará foi o segundo que mais cresceu, atrás apenas do Mato Grosso, que avançou 20% entre 2018 e 2019.

A cidade de São Gonçalo do Amarante continua em destaque. O município representa mais de 51% das exportações cearenses e continua crescendo. Ao todo, São Gonçalo exportou US$ 201,5 milhões nos dois primeiros meses de 2019. Logo em seguida, Sobral e Caucaia posicionam-se como 2° e 3° maiores exportadores cearenses. Sobral, líder nacional nas exportações de calçados, somou US$44,4 milhões. Caucaia, maior exportador de equipamentos de energia eólica do país, totalizou US$ 37,4 milhões em exportações em 2019, valor esse 324,4% maior do que o resultado de 2018, e ultrapassou Fortaleza na terceira posição.

A capital também contabilizou crescimento, saindo de US$ 22,2 milhões no ano passado para US$ 29,5 milhões no atual. O município de Uruburetama chama a atenção em 2019 ao registrar o segundo maior aumento em vendas ao exterior, com um valor 162,7% maior que o acumulado no mesmo período em 2018. Totalizando US$ 8,76 milhões exportados, a cidade alcançou o resultado devido à exportação de calçados que havia perdido força desde 2017.

Saiba mais

O Centro Internacional de Negócios da FIEC apoia a internacionalização das empresas cearenses e promove ações estratégicas, de capacitação e relações institucionais, com o objetivo de impulsionar as exportações e importações da indústria do Ceará. Faz parte da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), que junto com Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará), Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) e o Observatório da Indústria formam o Sistema FIEC.

Publicidade

Maratona de Carnaval do cantor Felipão terá 11 shows em 10 cidades do Ceará e Paraíba

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

28 de Fevereiro de 2019

Embalado pelo lançamento do primeiro clipe do DVD “Felipão Na Minha Praia” e do CD “Swing de Verão”, cantor Felipão cumpre uma maratona de shows no Carnaval deste ano. Ao todo, serão 11 shows em 10 cidades do Ceará e da Paraíba começando a partir desta quinta-feira (28). Entre os destaques, festas em municípios com forte tradição na folia como Aracati (CE), onde é embaixador oficial do Carnaval e tem duas apresentações – uma no domingo e outra comandando um arrastão em pleno meio dia da quarta-feira de cinzas; em Camocim, no litoral oeste cearense; e em Sousa, na Paraíba, seu estado Natal. Confira a agenda completa:

28/02 Sousa (PB)
01/03 Acaraú (CE)
01/03 Itapipoca (CE)
02/03 Crateús (CE)
02/03 Nova Russas (CE)
03/03 Aracati (CE)
03/03 Itaiçaba (CE)
04/03 Itarema (CE)
05/03 Camocim (CE)
05/03 Viçosa (CE)
06/03 Aracati (CE) – Arrastão

Ônibus com nova cara

A turnê de Carnaval em 2019 do cantor Felipão traz novidades na identidade visual do artista. O ônibus em que ele viaja com a equipe para deve percorrer milhares de quilômetros está com layout novo desenvolvido pela equipe da Imaginar Filmes. No novo desenho, cores quentes e vibrantes em referência ao trabalho atual do cantor, o DVD “Felipão Na Minha Praia”, gravado em Canoa Quebrada em dezembro de 2018 também pela Imaginar Filmes. Nos últimos meses, Felipão também apresentou uma nova logomarca, que ganhou uma roupagem mais moderna e teve assinatura da agência Tanq.

Publicidade

Trabalhadores cearenses recebem mais de R$ 358 milhões por meio da Justiça do Trabalho em 2018

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

13 de Fevereiro de 2019

No ano de 2018, os trabalhadores que procuraram a Justiça do Trabalho do Ceará receberam no total R$ 358.586.687,57 em créditos trabalhistas. Desses, a maior parcela é fruto de acordos, que renderam cerca de R$ 187 milhões aos empregados que se conciliaram com seus patrões. A quantia também inclui valores decorrentes de execução e de pagamentos espontâneos. Os dados são do sistema E-Gestão – da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho – e apurados pela Secretaria de Gestão Estratégica do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará (TRT/CE).

Fórum Autran Nunes, no centro de Fortaleze, reúne as 18 varas do trabalho da capital

A Justiça Trabalhista cearense também apresentou um bom resultado no número de processos julgados durante o ano. Enquanto foram recebidos cerca de 47,2 mil novos casos, as 37 varas do trabalho do Ceará julgaram, no mesmo período, perto de 58 mil processos. Isso fez com que o TRT/CE atingisse 124% da Meta 1 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que manda os tribunais julgarem mais processos que os distribuídos no ano corrente. O fato trouxe outra consequência positiva: reduziu para 155 mil o acervo processual do órgão, quantidade cerca de 10% menor que o acervo registrado no ano anterior.

O desempenho do TRT/CE em ter o número de processos julgados superior a novos casos é uma tendência observada desde 2017, quando o Regional atingiu 106% dessa mesma Meta 1. No ano seguinte, os esforços de magistrados e servidores elevou a taxa de cumprimento da meta em 18 pontos percentuais.

Para o desembargador Plauto Porto, presidente do TRT/CE, além da eficiente diligência das varas trabalhistas, outro motivo que explica esse fato foi a redução no número de novos processos recebidos em 2018, fenômeno observado na Justiça do Trabalho em todo o país. No Ceará, essa redução foi de 30%. O decréscimo começou a ser verificado quando a Reforma Trabalhista entrou em vigor, ainda em novembro de 2017.

“Considero três fatores determinantes que causaram isso. O primeiro deles é a questão dos honorários sucumbenciais, que passaram a ser devidos também ao empregado em caso de insucesso na ação trabalhista, o que não ocorria antes da Reforma. O segundo fator é a demanda reprimida das ações pelos advogados, na expectativa de uma definição da jurisprudência pelos Tribunais em relação à interpretação das novas regras. E o terceiro aspecto é o aguardo do resultado das Ações Declaratórias de Constitucionalidade e Ações Diretas de Inconstitucionalidade que tramitam no Supremo Tribunal Federal, que devem apontar a validade ou não de assuntos pendentes que foram introduzidos pela nova legislação. Isso fez com que os advogados tivessem uma retração para ter mais segurança naquilo que vão pleitear na Justiça do Trabalho”, avalia o magistrado.

Des. Plauto Porto, presidente do TRT/CE. Foto: Carlos Barbosa

Publicidade

Trabalhadores cearenses recebem mais de R$ 358 milhões por meio da Justiça do Trabalho em 2018

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

13 de Fevereiro de 2019

No ano de 2018, os trabalhadores que procuraram a Justiça do Trabalho do Ceará receberam no total R$ 358.586.687,57 em créditos trabalhistas. Desses, a maior parcela é fruto de acordos, que renderam cerca de R$ 187 milhões aos empregados que se conciliaram com seus patrões. A quantia também inclui valores decorrentes de execução e de pagamentos espontâneos. Os dados são do sistema E-Gestão – da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho – e apurados pela Secretaria de Gestão Estratégica do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará (TRT/CE).

Fórum Autran Nunes, no centro de Fortaleze, reúne as 18 varas do trabalho da capital

A Justiça Trabalhista cearense também apresentou um bom resultado no número de processos julgados durante o ano. Enquanto foram recebidos cerca de 47,2 mil novos casos, as 37 varas do trabalho do Ceará julgaram, no mesmo período, perto de 58 mil processos. Isso fez com que o TRT/CE atingisse 124% da Meta 1 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que manda os tribunais julgarem mais processos que os distribuídos no ano corrente. O fato trouxe outra consequência positiva: reduziu para 155 mil o acervo processual do órgão, quantidade cerca de 10% menor que o acervo registrado no ano anterior.

O desempenho do TRT/CE em ter o número de processos julgados superior a novos casos é uma tendência observada desde 2017, quando o Regional atingiu 106% dessa mesma Meta 1. No ano seguinte, os esforços de magistrados e servidores elevou a taxa de cumprimento da meta em 18 pontos percentuais.

Para o desembargador Plauto Porto, presidente do TRT/CE, além da eficiente diligência das varas trabalhistas, outro motivo que explica esse fato foi a redução no número de novos processos recebidos em 2018, fenômeno observado na Justiça do Trabalho em todo o país. No Ceará, essa redução foi de 30%. O decréscimo começou a ser verificado quando a Reforma Trabalhista entrou em vigor, ainda em novembro de 2017.

“Considero três fatores determinantes que causaram isso. O primeiro deles é a questão dos honorários sucumbenciais, que passaram a ser devidos também ao empregado em caso de insucesso na ação trabalhista, o que não ocorria antes da Reforma. O segundo fator é a demanda reprimida das ações pelos advogados, na expectativa de uma definição da jurisprudência pelos Tribunais em relação à interpretação das novas regras. E o terceiro aspecto é o aguardo do resultado das Ações Declaratórias de Constitucionalidade e Ações Diretas de Inconstitucionalidade que tramitam no Supremo Tribunal Federal, que devem apontar a validade ou não de assuntos pendentes que foram introduzidos pela nova legislação. Isso fez com que os advogados tivessem uma retração para ter mais segurança naquilo que vão pleitear na Justiça do Trabalho”, avalia o magistrado.

Des. Plauto Porto, presidente do TRT/CE. Foto: Carlos Barbosa