Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Cascavel

Jogos de Educação Financeira avançam para nova etapa e serão distribuídos para todas as escolas de Beberibe, Pindoretama e Cascavel com formação para os educadores

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

06 de Março de 2018

“Após fase de monitoramento e avaliação, onde foram divididos grupos em cada município, o projeto avança para nova etapa com o nivelamento de informações e entrega dos jogos em todas as escolas participantes”

 

Unindo diversão e aprendizado, alunos do Fundamental I e II, das escolas públicas dos municípios de Beberibe, Pindoretama e Cascavel, estão participando de um projeto piloto que visa despertar importantes habilidades em educação financeira, de maneira leve, divertida e interativa.  Na próxima terça-feira, dia 06, começa um novo ciclo do projeto, que está sendo promovido pelo Bank of America Merrill Lynch, com apoio do Instituto Brasil Solidário. Será realizada a primeira Formação de nivelamento das informações e sequência didática dos jogos “Piquenique” e “Bons Negócios”, para os educadores do município de Cascavel.

O evento, que acontece no ginásio da Escola Abraço Fraterno, segue a mesma programação prevista na primeira etapa de formações, com apresentação da proposta pedagógica dos jogos, a entrega de material de auxílio com sugestões para serem desenvolvidas em sala de aula, esclarecimento sobre o manual de aplicação dos jogos e muita diversão e aprendizado na prática, com rodada de jogos entre os educadores que levarão a proposta para as escolas!

Em Pindoretama, a mesma formação já está agendada para o dia 10 de março, na Escola Francisca Holanda da Costa, com presença confirmada de diretores, coordenadores escolares, gestores municipais e professores da rede de ensino do município. Segundo Mário Lopes, técnico da Secretaria de Educação de Pindoretama, nas reuniões entre os educadores, sempre era mencionado o trabalho desenvolvido através dos jogos e as escolas que ainda não receberam estão ansiosas para participarem da formação e já começarem as atividades em sala.

“Todos os meses nossos educadores de todas as escolas se reúnem para trocar informações didáticas, e nas escolas que já receberam os jogos, os professores de diferentes áreas tem mencionado o trabalho com os alunos, o de matemática por exemplo, fez atividades na comunidade, levando a turma para conversarem com os comerciantes, teve escola que promoveu momentos de interação e participação com os pais dos alunos, então os outros professores estão muito ansiosos para receberem o material”, ressalta Mário.

A divisão dos grupos de monitoramento do projeto, foi um passo importante para entender os potenciais e aprimoramentos que seriam necessários para o resultado dos jogos como uma ferramenta didática de ensino. Na primeira etapa, que teve início em junho de 2017, foram separados 3 grupos controle para avaliação do projeto, um primeiro com educadores que participaram da formação e receberam os jogos, um outro que só recebeu os jogos, sem capacitação do IBS, e, um último grupo com escolas que não receberam os jogos.

Foram oito meses de coleta de dados, conversa e acompanhamento com os professores, para garantir que o material e o uso dos jogos possibilite alcançar todo o seu potencial como proposta pedagógica. Dentro das avaliações entregues pelas escolas participantes, a expectativa é de um balanço muito positivo dos resultados pedagógicos, que serão apresentados ainda nesse primeiro semestre. “Já estamos com os resultados de monitoramento realizado em todas as escolas que participaram do projeto piloto, e, já podemos adiantar que tem sido muito gratificante ver o envolvimento dos professores para utilizar o material, a ideia é ainda esse semestre poder realizar um evento não só aqui no Ceará, mas até em São Paulo, para mostrar o avanço de aprendizado e conhecimento dos alunos através da proposta dos jogos”, pontua Luis Salvatore, Presidente do Instituto Brasil Solidário.

Ao final do processo, serão alcançadas mais de 90 escolas dos municípios de Beberibe, Pindoretama e Cascavel. Com distribuição de mais de 2 mil jogos, o projeto chega a cerca de 20 mil alunos, que dentro dessa proposta lúdica, interativa e cheia de possibilidades de aprendizado, possam ter a oportunidade de potencializar habilidades importantes para a vida financeira, como planejar, julgar, decidir, poupar, escolher, sentir segurança na tomada de decisões e identificar as oportunidades de empreendedorismo.

 

 

Sobre os Jogos “Piquenique” e “Bons Negócios”

Com formatos direcionados para cada idade e etapa escolar, os Jogos “Piquenique” e “Bons Negócios”, trazem uma proposta dinâmica e didática de apresentar os desafios recorrentes do dia a dia, desde a estratégia de compra e venda até a tomada de decisões na aplicação dos recursos disponíveis, que podem se multiplicar ou se esgotar de acordo com a ação do jogador. A intenção é unir o entretenimento à uma ferramenta que serve de complemento nas disciplinas já vistas em sala de aula, estimulando o interesse dos alunos em aplicar as práticas adquiridas nos jogos em seu planejamento financeiro pessoal, seja em sua rotina pessoal diária, em família ou visando uma possibilidade futura de empreender.

Os jogos se complementam, na medida em que “Piquenique” visa familiarizar os alunos com o conceito e a prática de poupar, e o “Bons Negócios” o conceito e a prática de investir, ou seja, multiplicar o que foi poupado. Entendemos serem estes conceitos fundamentais capazes de por si mesmos aumentar a qualidade do comportamento financeiro e instigar os alunos a buscarem conhecimento mais aprofundado sobre planejamento financeiro em momento propício a cada um deles.

Para os alunos entre 6 a 10 anos de idade, o jogo de tabuleiro “Piquenique”, traz um formato leve e divertido, através do qual os pequeninos poderão imaginar um passeio ao ar livre com um grupo de crianças. Ao longo do percurso vão surgindo desafios que exigem tomadas de decisões e cumprimento de responsabilidades do dia a dia, como pagamento de contas. O objetivo é transmitir o conceito de poupar de maneira natural e próxima a realidade desses alunos.

Já para os estudantes entre 10 e 14 anos, o jogo de cartas “Bons Negócios”, visa primordialmente aproximá-los a experiência prática de investir e abrange ótimas oportunidades de instigar a negociação e uma visão ampla da rotina de um empreendedor já atuante.

 

SERVIÇO

FORMAÇÃO DOS JOGOS DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

  • CASCAVEL

Data: 06/03, às 08h

Local: Ginásio da Escola Abraço Fraterno, anexo da Escola Benigna Pacheco.

 

  • PINDORETAMA

Data: 10/03, às 08h

Local: Escola Francisca Holanda Costa.

 

  • BEBERIBE

Data ainda em definição.

Publicidade

Fortaleza Liquida começa dia 1º de setembro em toda a cidade e região metroplitana

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

29 de agosto de 2017

Com uma campanha projetada para estimular principalmente as vendas dos pequenos e médios varejistas, a 8ª edição da Fortaleza Liquida será lançada, no próximo dia 1º de setembro, na Praça do Ferreira, no Centro da Capital cearense. Considerado o maior evento de promoção de compras do estado, a campanha segue até o dia 10 de setembro com a previsão de movimentar R$ 260 milhões – montante 4% maior que o registrado na campanha de 2016.

A edição deste ano abrange milhares de pontos de vendas em Fortaleza e outros 14 municípios da Região Metropolitana (Aquiraz, Cascavel, Caucaia, Chorozinho, Eusébio, Guaiuba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Pindoretama e São Gonçalo do Amarante), aí incluídos o comércio de rua, shoppings e outros centros de compras.

Seguindo a tradição, a Fortaleza Liquida vai oportunizar uma grande oferta de produtos com preços baixos e grandes premiações, como o sorteio de um Jeep Compass, uma moto Harley Davidson e dez TV´s de 49´´.

Comércio se antecipa

De acordo com o presidente da CDL de Fortaleza, Severino Ramalho Neto, a mudança no período da campanha, antes realizada no primeiro semestre do ano, acompanha o momento de retomada da economia, previsto já no começo do ano de 2017, e aquecimento do mercado com a injeção de recursos oriundos das contas inativas do FGTS.

“Para tomar essa decisão nós realizamos algumas pesquisas e consideramos a conjuntura de crise na política e na economia do país. Escolhemos setembro, um mês historicamente de baixas vendas para o comércio, para apostarmos na criatividade e retomar a confiança no futuro. Afinal, se existem 14 milhões de desempregados no país, há outros 100 milhões que continuam na ativa. E é para essa população que temos que voltar nossas atenções”, provoca.

Antônio Guerra, presidente da CDL de Caucaia, que também vai adotar a campanha no município, elogiou ainda a iniciativa do Governo do Estado de parcelar em três vezes o ICMS das empresas participantes da Fortaleza Liquida. “O setor varejista é um grande gerador de empregos e de arrecadação de tributos e impostos em todo o estado, e anualmente mostra sua importância também com a realização dessa campanha, que está definitivamente incorporada ao calendário promocional do comércio cearense”.

Para participar

O consumidor poderá concorrer a prêmios por meio de cupons obtidos a cada R$ 40 em compras. Utilizando as máquinas da Rede, os cupons serão duplicados. Este ano, a campanha inova ainda com a utilização do preenchimento eletrônico dos cupons, aumentando assim a adesão de concorrentes no sorteio dos prêmios.

A menos 10 dias do início da Fortaleza Liquida 2017, diversas lojas já confirmaram adesão à campanha. Entre elas estão algumas das principais representantes do segmento varejista, como Acal, Casa Pio, Casas Bahia, Ibyte, Itamaraty, Mercadinho São Luiz, Óticas Visão, Pinheiro Supermercado e Zenir. Os principais shoppings da cidade, como Del Paseo, Iguatemi, North Shopping, Parangaba, RioMar Fortaleza, RioMar Kennedy, Shopping Jóquei e Via Sul também confirmam participação.

VANTAGENS

Além de auxiliar o lojista a vender mais, a FORTALEZA LIQUIDA 2017 apresenta ainda as seguintes vantagens:

–           Kits de decoração de lojas (material promocional);

–           Cupons ilimitados;

–           Grande campanha publicitária para impulsionar as vendas;

–           Parcelamento do ICMS (conforme decreto a ser publicado);

–           Grandes prêmios para seus clientes;

–           Aumento de vendas em um período de baixo desempenho;

–           Treinamento para milhares de profissionais do varejo (seus funcionários);

–           Preenchimento eletrônico dos cupons;

 

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

Seguem até domingo, 9/7, os Festivais Regionais Juninos selecionados no Edital Ceará Junino 2017

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

06 de julho de 2017

Os Festivais Regionais Juninos chegam nesta semana a mais sete municípios do Estado. Desta vez, quem receberá a etapa do Ceará Junino são os municípios de Pacoti, Cascavel, Fortaleza, Alto Santo, Canindé, Barbalha e Meruoca. Todos os festejos foram selecionados no Edital Ceará Junino 2017.  As atividades, iniciadas em 23 de junho, seguem até este domingo, 9/7, levando todo o encanto da tradição das festas juninas, com quadrilhas, comidas e roupas típicas desta época do ano, comemorativa aos dias de Santo Antônio, São João e São Pedro. Confira em anexo onde serão os próximos festejos.
Desde o dia 23 de junho, municípios como Chorozinho, Maranguape, Quixadá, Guaraciaba, Iguatu, Russas e Uruburetama já sediaram a atividade. As quadrilhas que se destacarem nos festivais regionais juninos irão participar do Campeonato Estadual Festejo Ceará Junino 2017, evento de culminância do Edital Ceará Junino 2017, que acontecerá no período de 20 a 23 julho, na Praça Verde do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.
Ceará Junino 2017
O Edital Ceará Junino 2017 foi lançado após debate entre a Secult, Comitê Gestor Junino e representantes das entidades e federações juninas, no período de fevereiro e março deste ano, para ajustes e melhorias do referido edital, respeitando as atuais demandas do movimento.
Foram apoiadas pelo Governo do Estado, através do Edital, 100 quadrilhas juninas, cada uma recebendo até R$ 18.100,00. Também são apoiados 17 festivais regionais de quadrilhas juninas, com investimento de até R$ 22.300,00 em cada um.
Já no Campeonato Estadual Festejo Ceará Junino a Secult investe R$ 367 mil, com seleção de uma instituição responsável por realizar o evento, em Fortaleza. Entre as atribuições da entidade selecionada estará o acompanhamento dos Festivais Regionais de Quadrilhas Juninas. O Campeonato incluirá programação cultural fiel às tradições juninas,feiras de comidas típicas e de artesanatos, além de apresentações de manifestações artísticas tradicionalmente populares.
* postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

VII Festival da Galinha Caipira acontece em Cascavel

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

26 de junho de 2017

O município de Cascavel, promove nos dias 30 de junho a 02 de julho, o VII Festival da Galinha Caipira dos Chorós, promovido pela Associação dos Moradores do Choró Vaquejador e o apoio da Prefeitura Municipal de Cascavel. Com uma programação diversificada e cultural, o Festival resgata os valores nordestinos tradicionais, através da gastronomia local, tornando a economia ativa e estimulando o empreendedorismo em negócios e produtos derivados da ave.

O evento integra as mais de 20 comunidades denominadas “Choró”, onde a maior fonte de renda é a agricultura de subsistência, sendo a criação de galinha caipira o foco da produção familiar. Os donos de bares, restaurantes, pousadas e hoteis, apresentarão suas culinárias usando os atributos da ave criada em terreiro e zona rural. Este é o único evento que reúne dezenas de variedades de pratos típicos e de boteco na região do litoral leste.

Para Dona Fátima de Souza, moradora da comunidade de Choró, os resultados alcançados nas edições anteriores são importantes para impulsionar a cultura e gastronomia da região. “A experiência adquirida no Festival ajuda a fortalecer o turismo rural e alavancar a criação de galinha caipira, além da oportunidade do empreendedorismo local”, disse.

Segundo a Prefeita Ivonete Queiroz, o momento ímpar para o desenvolvimento local, como continuar apoiando iniciativas iguais a esta. “O pequeno agricultor virou um empreendedor rural e está buscando meios de sobrevivência, nós do poder público devemos contribuir para difundir essa cultura e gastronomia, como atrair turistas para a comunidade”, completa Ivonete.

Além da degustação de um cardápio à base de galinha caipira, o festival envolverá, ainda, corrida e desfile de jumentos, exposição de galinhas exóticas, feira de agricultura e pecuária familiar, campeonato do maior e menor ovo, torneio de futebol com os times dos Chorós, forró pé ­de ­serra e shows com bandas locais e de renome nacional.

Durante o evento, será realizada, paralelamente, uma exposição de artesanato para divulgar e comercializar a produção da comunidade, caracterizada por produtos feitos à base da palha de carnaúba, barro e renda e escolha da miss choró.

Sobre o Festival

O Festival da Galinha Caipira dos Chorós, tendo sua primeira edição ocorrida em maio de 2011, foi o primeiro passo para a melhoria das comunidades, através das ações desenvolvidas pela organização do evento e pelos parceiros envolvidos diretamente, como por exemplo, a assistência oferecida pela EMATERCE junto aos pequenos agricultores e produtores da região, os financiamentos concedidos pelo Banco do Nordeste, através da linha de crédito “CredAmigo”, e as capacitações com os cursos de Higienização e Manipulação de Alimentos e o de Culinária à Base de Galinha Caipira, oferecidos pelo SEBRAE/CE. Em maio de 2012, a experiência adquirida no I Festival foi de grande valia, visto o desenvolvimento do turismo rural e o salto que deu a criação de galinha caipira e o fortalecimento do empreendedorismo local.

VII Festival da Galinha Caipira dos Chorós

Dias 30 de junho a 02 de julho

Praça principal de Choró Vaquejador

Publicidade

VII Festival da Galinha Caipira acontece em Cascavel

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

26 de junho de 2017

O município de Cascavel, promove nos dias 30 de junho a 02 de julho, o VII Festival da Galinha Caipira dos Chorós, promovido pela Associação dos Moradores do Choró Vaquejador e o apoio da Prefeitura Municipal de Cascavel. Com uma programação diversificada e cultural, o Festival resgata os valores nordestinos tradicionais, através da gastronomia local, tornando a economia ativa e estimulando o empreendedorismo em negócios e produtos derivados da ave.

O evento integra as mais de 20 comunidades denominadas “Choró”, onde a maior fonte de renda é a agricultura de subsistência, sendo a criação de galinha caipira o foco da produção familiar. Os donos de bares, restaurantes, pousadas e hoteis, apresentarão suas culinárias usando os atributos da ave criada em terreiro e zona rural. Este é o único evento que reúne dezenas de variedades de pratos típicos e de boteco na região do litoral leste.

Para Dona Fátima de Souza, moradora da comunidade de Choró, os resultados alcançados nas edições anteriores são importantes para impulsionar a cultura e gastronomia da região. “A experiência adquirida no Festival ajuda a fortalecer o turismo rural e alavancar a criação de galinha caipira, além da oportunidade do empreendedorismo local”, disse.

Segundo a Prefeita Ivonete Queiroz, o momento ímpar para o desenvolvimento local, como continuar apoiando iniciativas iguais a esta. “O pequeno agricultor virou um empreendedor rural e está buscando meios de sobrevivência, nós do poder público devemos contribuir para difundir essa cultura e gastronomia, como atrair turistas para a comunidade”, completa Ivonete.

Além da degustação de um cardápio à base de galinha caipira, o festival envolverá, ainda, corrida e desfile de jumentos, exposição de galinhas exóticas, feira de agricultura e pecuária familiar, campeonato do maior e menor ovo, torneio de futebol com os times dos Chorós, forró pé ­de ­serra e shows com bandas locais e de renome nacional.

Durante o evento, será realizada, paralelamente, uma exposição de artesanato para divulgar e comercializar a produção da comunidade, caracterizada por produtos feitos à base da palha de carnaúba, barro e renda e escolha da miss choró.

Sobre o Festival

O Festival da Galinha Caipira dos Chorós, tendo sua primeira edição ocorrida em maio de 2011, foi o primeiro passo para a melhoria das comunidades, através das ações desenvolvidas pela organização do evento e pelos parceiros envolvidos diretamente, como por exemplo, a assistência oferecida pela EMATERCE junto aos pequenos agricultores e produtores da região, os financiamentos concedidos pelo Banco do Nordeste, através da linha de crédito “CredAmigo”, e as capacitações com os cursos de Higienização e Manipulação de Alimentos e o de Culinária à Base de Galinha Caipira, oferecidos pelo SEBRAE/CE. Em maio de 2012, a experiência adquirida no I Festival foi de grande valia, visto o desenvolvimento do turismo rural e o salto que deu a criação de galinha caipira e o fortalecimento do empreendedorismo local.

VII Festival da Galinha Caipira dos Chorós

Dias 30 de junho a 02 de julho

Praça principal de Choró Vaquejador