Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

Cânions Brasileiros

Cânions Brasileiros é o tema da última emissão filatélica do ano

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

18 de dezembro de 2018

Já está em circulação a última emissão postal especial de 2018: “Cânions Brasileiros” é composta por dois blocos, cada um com um selo, que trazem imagens de dois cânions do sul do Brasil, localizados entre os Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Na arte, foram utilizadas fotografias de Luciano Rocha e Silvana Oliveira.

O selo do bloco que retrata o Cânion Itaimbezinho sintetiza a imagem principal apresentando o desfiladeiro íngreme, onde cresce a vegetação típica. Ao fundo, a visão da serra dá a dimensão da altura e da verticalidade do precipício. Da base do selo ao centro pode-se ver o Rio do Boi, que corre na fenda do Cânion. O selo do bloco Cânion Fortaleza destaca as características evidenciadas na imagem maior: o topo plano, contrastando com a exuberância das formações florestais que brotam dos flancos da ravina. A cerração que preenche o espaço vazio entre as margens do despenhadeiro é comum nos finais de tarde do Parque.

O Cânion Itaimbezinho faz parte do Parque Nacional dos Aparados da Serra, tem uma extensão de quase seis quilômetros, largura de dois quilômetros e altura de mais de 700 metros, de onde caem as águas do rio Perdizes, formando duas imensas e belíssimas cachoeiras, a das Andorinhas e a do Véu da Noiva. Já o Cânion Fortaleza é tão grandioso que ganhou esse nome devido ao seu terreno e seus paredões, que lembram as muralhas de um forte medieval. São mais de sete quilômetros de extensão, quase seis quilômetros de comprimento, trinta quilômetros de bordas e a altura máxima de suas escarpas pode chegar até 900 metros.

Cada bloco tem tiragem de 25 mil selos, com valor facial de R$2,55. As peças estarão disponíveis nas agências de todo o país e também na loja virtual.

Publicidade

Cânions Brasileiros é o tema da última emissão filatélica do ano

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

18 de dezembro de 2018

Já está em circulação a última emissão postal especial de 2018: “Cânions Brasileiros” é composta por dois blocos, cada um com um selo, que trazem imagens de dois cânions do sul do Brasil, localizados entre os Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Na arte, foram utilizadas fotografias de Luciano Rocha e Silvana Oliveira.

O selo do bloco que retrata o Cânion Itaimbezinho sintetiza a imagem principal apresentando o desfiladeiro íngreme, onde cresce a vegetação típica. Ao fundo, a visão da serra dá a dimensão da altura e da verticalidade do precipício. Da base do selo ao centro pode-se ver o Rio do Boi, que corre na fenda do Cânion. O selo do bloco Cânion Fortaleza destaca as características evidenciadas na imagem maior: o topo plano, contrastando com a exuberância das formações florestais que brotam dos flancos da ravina. A cerração que preenche o espaço vazio entre as margens do despenhadeiro é comum nos finais de tarde do Parque.

O Cânion Itaimbezinho faz parte do Parque Nacional dos Aparados da Serra, tem uma extensão de quase seis quilômetros, largura de dois quilômetros e altura de mais de 700 metros, de onde caem as águas do rio Perdizes, formando duas imensas e belíssimas cachoeiras, a das Andorinhas e a do Véu da Noiva. Já o Cânion Fortaleza é tão grandioso que ganhou esse nome devido ao seu terreno e seus paredões, que lembram as muralhas de um forte medieval. São mais de sete quilômetros de extensão, quase seis quilômetros de comprimento, trinta quilômetros de bordas e a altura máxima de suas escarpas pode chegar até 900 metros.

Cada bloco tem tiragem de 25 mil selos, com valor facial de R$2,55. As peças estarão disponíveis nas agências de todo o país e também na loja virtual.