Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

calçados

Sobral vende calçados para 71 países e têm alta de 37,4% nas exportações

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

29 de Abril de 2019

Em 2019, as relações comerciais da cidade de Sobral com outros países estão em alta. No primeiro bimestre do ano, o município exportou US$ 44,5 milhões, um aumento de 37,4% em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado torna a cidade a segunda que mais exporta no Ceará, com 11,3% do total vendido ao exterior pelo Estado. Do outro lado da balança, as importações no período somaram US$ 1,91 milhões, o que gerou um superávit de US$ 42,5 milhões, um crescimento de 39,5% ante o mesmo período do ano passado. Os dados são de estudo realizado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

Representando basicamente a totalidade das exportações de Sobral, o setor calçadista permaneceu elevando suas vendas no exterior, sobretudo em chinelos e sandálias. Os US$ 44 milhões exportados no setor sustentam o município como o maior exportador de calçados do país. O principal destino são os Estados Unidos que consumiram US$ 5,6 milhões no período. Ainda entre os mercados de destino, destaca-se a Colômbia, que obteve o maior crescimento entre os 5 maiores importadores. O mercado colombiano aumentou suas compras de Sobral em 98,5%, registrando em 2019, US$ 2,6 milhões. Além de Estados Unidos e Colômbia, outros 69 países são destinos das exportações sobralenses, com representação em todos os continentes.

Ácidos policarboxílicos são a principal pauta nas importações de Sobral, com US$ 1,63 milhões importados no primeiro bimestre de 2019. Os ácidos são provenientes, em sua totalidade, de Taiwan, que foi, praticamente o principal fornecedor internacional de Sobral no intervalo observado.

Sobral concentra mais de 70% do seu PIB no setor de serviços é a quarta maior economia do Estado e a maior do interior. A indústria que corresponde a 28% do produto da cidade é destaque nos ramos de cosméticos, mineração, embalagens e cimento. Vale a ênfase também para o setor de Rochas Ornamentais. (IBGE 2015).

Saiba mais

Centro Internacional de Negócios da FIEC apoia a internacionalização das empresas cearenses e promove ações estratégicas, de capacitação e relações institucionais, com o objetivo de impulsionar as exportações e importações da indústria do Ceará. Faz parte da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), que junto com Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará), Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) e o Observatório da Indústria formam o Sistema FIEC.

Publicidade

Exportações de calçados seguem ritmo de crescimento

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

10 de junho de 2018

O Ceará exportou de janeiro a abril de 2018 US$ 94,1 milhões, valor 0,9% maior do que o do mesmo período de 2017, posicionando-se como segundo Estado que mais exporta no Brasil em valores. As importações do setor registraram um aumento de 74,8%, passando de US$ 2,5 milhões para US$ 4,5 milhões. Tal elevação está relacionada com a aquisição de componentes para a fabricação do produto final, como é o caso de solas e partes superiores, obtidos principalmente da China. As informações constam do Estudo Setorial do setor de Calçados, elaborado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

O estudo destaca que apesar do bom desempenho no cenário externo, os calçados perderam, no ano passado, o posto do principal setor exportador do Ceará para o metal mecânico devido ao início das atividades da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). Tal fato explica a queda na participação da balança comercial cearense que já foi de 27,2% em 2016, 15,1% no ano passado e em 2018, 14,7%.

Sob a ótica dos produtos exportados, o item “Calçados de borracha ou plásticos, com parte superior em tiras ou correias” continua liderando o ranking, com US$ 32,8 milhões, um acréscimo de 12,5% em relação à 2017.

A Argentina e os Estados Unidos compraram menos calçados do Ceará, mas continuam no topo da lista de países-destino, sendo a primeira com US$ 19,1 milhões e o segundo com US$ 16,7 milhões. O Peru apresentou um aumento de 61,3% no período analisado e passou a figurar dentre os 5 maiores compradores do setor. As importações têm como principal origem a China, com US$ 4,3 milhões.

Confira o estudo completo AQUI.

Sobre o CIN

O Centro Internacional de Negócios auxilia as empresas na inserção no mercado internacional, promovendo a cultura exportadora no Estado do Ceará. O CIN faz parte da Federação das Indústrias do Estado do Ceará – FIEC, que junto com Serviço Social da Indústria – SESI Ceará, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI Ceará e Instituto Euvaldo Lodi – IEL Ceará formam o Sistema FIEC.

Publicidade

Indústria calçadista vai dobrar número de empregos em Brejo Santo

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

11 de Maio de 2018

 
Líder na geração de empregos da indústria de transformação cearense, o setor calçadista local contará com mais uma ampliação relevante para o Estado. Nesta quinta-feira (10), um convênio entre a Prefeitura de Brejo Santo e a Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) foi assinado permitindo a realização de uma obra para expansão da segunda etapa da empresa Dilly Sports.
 
Conforme o presidente da Adece, Eduardo Neves, a expansão da indústria vai dobrar o número de empregos gerados pela empresa na região. “Atualmente, a fábrica emprega 800 funcionários diretos e outras 800 vagas de trabalho formais serão criadas com a ampliação. Estão previstos cerca de R$ 8,5 milhões para o projeto do galpão, sendo aproximadamente R$ 8 milhões da Adece e o restante da Prefeitura, que vai realizar uma licitação para dar início à obra”, explica.
 
A expansão das atividades faz parte de um projeto maior desenhado em 2014, em parceria com o Governo do Ceará, quando a fábrica foi implantada no Estado. É o que explica o sócio da indústria, Fabiano Dilly. “Começamos em um imóvel provisório em 2014, depois fomos para o local atual em 2016. A segunda etapa será para ampliar tanto a nossa estrutura da capacidade de fabricação de cabedais como o aumento da produção em sua totalidade”, comemora o empresário.
 
Marcas reconhecidas
 
Atualmente, a Dilly Sports fabrica para marcas reconhecidas a nível mundial. Mormaii, Puma, Diadora e Oackley são algumas delas. De acordo com Fabiano, a empresa comercializa, em sua maioria, para todo o território nacional com predominância nas regiões Sul e Sudeste. Já as exportações são realizadas para Estados Unidos, Europa, Japão e China.
 
Desenvolvimento local
 
Para a prefeita de Brejo Santo, Teresa Landim, a expansão industrial significa a valorização do potencial existente no município. “Vai gerar oportunidades não somente para os jovens, mas para famílias. A primeira etapa fez um grande diferencial na economia do município e existia essa esperança da ampliação, uma promessa hoje concretizada pelo governador Camilo Santana”, comenta.
 
Conforme a prefeita, o próximo passo é a licitação das obras. O prazo de início é para junho deste ano.
Publicidade

Calçados respondem por 99% das exportações de Uruburetama

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

13 de Março de 2018

Distante 115 quilômetros de Fortaleza, a cidade de Uruburetama, na região norte do Estado, tem no segmento de calçados o principal produto de sua pauta de exportação. De acordo com os dados do estudo Análise do Comércio Exterior dos Municípios Cearenses, realizado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), edição de fevereiro, o setor de calçados corresponde a mais de 99% da pauta exportadora de Uruburetama. Os subsetores de embalagens como, sacos e caixas lideram o ranking de importações. Estados Unidos e Argentina são os principais destinos dos calçados de Uruburetama com U$ 39,9 milhões e U$ 14,6 milhões respectivamente. Esses dois países juntos correspondem a mais de 88% das vendas externas. Sob o âmbito das importações, a China é a principal parceira da cidade, com US$ 1,9 milhão comprado.

Segundo o IBGE, o setor de serviços de Uruburetama engloba 49% do PIB do município que chegou em 2015 a R$ 284 milhões. A Indústria corresponde a 42% desse total e o setor primário a menos de 1%. A indústria de calçados é ainda a principal força da produção interna do município. Uruburetama é o sétimo maior município exportador do Ceará, com um total vendido de U$ 61,5 milhões em 2017, valor 22,6% inferior ao de 2016. As importações do município são modestas, chegando à marca de US$ 2,3 milhões, mantendo a balança comercial superavitária em U$ 59,1 milhões.

O Centro Internacional de Negócios,  auxilia as empresas na inserção no mercado internacional, promovendo a cultura exportadora no Estado do Ceará, ao realizar estudos setoriais que contribuem para a tomada de decisões do processo de exportação. A área faz parte da Federação das Indústrias do Estado do Ceará – FIEC, que junto com Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) formam o Sistema FIEC. 

Mais informações: cin-ce.org.br.

Publicidade

“Boutikiexpress” promete ser o maior portal de vendas de moda do Brasil

Por Oswaldo Scaliotti em Negócios

05 de Janeiro de 2018

 

Segundo o Google Varejo, a venda de roupas por meio de lojas online é uma das categorias que mais cresce. Em 2015, o mercado online de venda de roupas movimentou R$ 150 bilhões no Brasil. De acordo com os dados da E-bit, a categoria de Moda e Acessórios lidera as vendas no e-commerce brasileiro desde 2013. Nesse cenário oportuno, muitas lojas e boutiques físicas estão aproveitando para expandir seus negócios, aderindo ao universo digital e, até mesmo, ampliando suas categorias de trabalho. Foi a partir de dados como estes que o administrador de empresas, especialista em captação de recursos para o mercado privado, Luccas Pinheiro, resolveu lançar uma plataforma que promete ser o maior portal de moda do País: a Boutikiexpress. Com o slogan: “O jeito certo de interagir com a moda”, a empresa vai conter, em um só lugar, lojas e marcas de vestuário, calçados, acessórios e cosméticos. O negócio, que já conta com mais de 2100 lojistas cadastrados, será lançado, oficialmente, no próximo dia 30 de janeiro.

O diretor executivo da Boutikiexpress afirmou que realizou estudos de mercado para aprimorar a ideia, que pudesse trazer baixo custo para quem for anunciar e trazer maiores retornos para os anunciantes. “O e-commerce faturou R$ 21 bilhões no primeiro semestre de 2017. O número de pedidos aumentou 3,9%, de 48,5 milhões para 50,3 milhões, e o tíquete médio registrou expansão de R$ 403 para R$ 418. O mercado de moda e acessórios ficou em primeiro lugar com 14,8% do mercado e-commerce, além de saúde, cosméticos e perfumaria com 12,2%. Nós, da Boutikiexpress iremos atuar nos setores que mais crescem no mercado de moda. O portal irá conter mais de 400 subcategorias, com seis grandes departamentos: feminino, masculino, infantil, acessórios, calçados e cosméticos, além de busca por filtros, como: marca de loja, produtos, mais vendidos, por região, por preço”, esclareceu Pinheiro.

De acordo com o planejamento estratégico da empresa, “a expectativa é suprir as necessidades de 10% dos lojistas que fazem parte do mercado brasileiro de lojas online, que está em torno de 4 milhões de marcas, seja formal e informal. Isso, nos próximos dois anos”.

A maneira simples, direta e lucrativa, aliados ao baixo custo de investimento para ser um lojista cadastrado, são os diferenciais da plataforma, conforme o empresário. “A Boutiki não vai vender produtos, vai conectar o comprador ao vendedor de forma simples e segura. Não cobraremos taxas de venda e nem de transações”.

Pinheiro explicou que funcionará da seguinte forma. “Com um pacote de R$ 9,90 (mensal), o lojista poderá anunciar 20 produtos para todo o Brasil. É um custo irrisório, para qualquer patamar empresarial. Assim como, uma tendência. Você vê exemplo de plataformas de imóveis, que possuem milhões de anúncios, exemplos de portais de venda de automóveis, nos quais, em instantes, você se conecta com o vendedor e já agenda o test-drive e faz uma simulação. Mas, no mercado de moda, ainda não existe. Anunciar vestuário, acessórios, calçados e cosméticos, fica caro se você depender somente de redes sociais. A Boutikiexpress será pioneira, em escala e qualidade”. Existirá, ainda, o pacote de R$ 22,90 (mensal), no qual o lojista poderá anunciar de forma ilimitada seus produtos, além de ter vantagens, como assessoria de marketing; palestra online de vendas e contabilidade; dicas de moda e estilo; tutoriais de maquiagem; como criar anúncios; como fotografar seus produtos e vender mais; como transformar sua rede de contatos em vendas, e muito mais.

Além disso, existirá a facilidade de conexão com o comprador e vendedor. “Nossa plataforma possui botões que, somente em um clique, você pode se conectar via whatsapp, skype, telefonar ou enviar e-mail, solicitando uma reserva, informações,  compra ou venda do produto do em instantes”.

AÇÕES – Luccas também ressaltou que serão realizadas ações para cativar e aumentar a cartela de clientes. “Teremos dicas exclusivas de tendências da moda de nossas embaixadoras e digital influencers, participação de coleções, palestras, bate-papo online, campanhas de moda, desfiles, editoriais, feiras e eventos exclusivos de lojistas da Boutique Express”.

E-COMMERCE – O e-commerce é muito forte no mercado de moda. É na internet que as pessoas acompanham o que acontece no mundo. As blogueiras, youtubers e digitais influencers são aliados no mercado online. De forma natural, as pessoas percebem que mundo mobile é seguro, e se conectar com parceiros do Brasil inteiro é muito interessante.

“Estar dentro de uma plataforma online como a Boutikiexpress significa ter custo baixo com marketing online e impulsionamento nas mídias sociais. É um canal exclusivo de moda, desde dicas de como fotografar o seu produto para vender, assim como, criar uma marca e ter sucesso nas vendas. O desafio é sempre estar conectado no que é tendência e no que está na moda. O mercado online será o principal responsável pelas vendas no Brasil e no mundo até 2020. É o mercado que emprega 1/5 da população brasileira, e que vai aumentar gradativamente”, comentou ele.

ESPÍRITO EMPREENDEDOR – Pode-se afirmar que Luccas Pinheiro é um autêntico empreendedor. Formado em administração de empresas pela Estácio, possui MBA em Gestão Empresarial pela Devry e é especialista em captação de recursos para o mercado privado, possui uma extensa rede de investidores, e de negócios em seu portfólio. Seu objetivo profissional é conectar as grandes ideias aos investidores, colocando-as em prática. Vem se especializando em private equity, startups e franquias.

E, assim, seus pensamentos e ideias foram se conectando para colocar em prática a criação da nova plataforma. “Uma amiga muito querida me levou para acompanhá-la em alguns shoppings de atacado e varejo em Fortaleza, pois a estava assessorando em um negócios de vestuário. Durante a caminhada, via que muitos lojistas tinham em mãos instagram, facebook, e mídias sociais e, ao mesmo tempo, vendendo fisicamente seus produtos. Foi quando pensei: ‘por que você não está vendendo online, já que você está online e nas principais redes sociais? Tem alguma coisa errada’. Depois de conversar um pouco com alguns comerciantes, vi que mais de 80% do seu estoque eram vendidos fisicamente. E não de forma online. Um paradoxo, já que o Brasil é o quinto maior mercado online em moda do mundo, e 68% das vendas no Brasil, até  2020, serão online.  Foi nessa ocasião que vi que teria uma brecha para um negócio. O mercado tinha a necessidade, uma demanda, eu só precisava criar a oferta”.

O objetivo é ajudar a vender, de forma simples e rápida, transformando o estoque em vendas online. Fazer com que aquele tempo, que eles ficam esperando o cliente bater na porta da loja e conectados com o celular, ser mais produtivo. “Queria colocar a moda no lugar onde ela deve estar, para todas as classes sociais verem, anunciar produtos, dar dicas, tudo com preço acessível”.

O site estará no ar apenas no fim de janeiro, mas o lojista já pode se cadastrar no link ou entrar pelo site http://www.boutikiexpress.com.br/. Assim que lançada, o lojista receberá um login e senha e ele mesmo administrará seus anúncios, incluindo fotos, descrição, tamanho, cores e estoque.

 

SERVIÇO:

Lançamento site Boutikiexpress.com.br

Data: 30 de janeiro de 2018

Suporte whatsapp: (85) 9 81309778

Suporte e-mail: suporte@boutikiexpress.com.br

Suporte instagram: @boutikiexpress

Site: http://www.boutikiexpress.com.br

 

  • postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

“Black Week” no Shopping Parangaba

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

09 de novembro de 2017

Descontos de até 70% em vestuário, calçados, eletroeletrônicos, acessórios e muitas outras opções para o cliente antecipar as compras de Natal

Uma semana inteira de descontos especiais para os clientes do Shopping Parangaba. Assim será a “Black Week”, que reunirá diversas lojas do empreendimento, ofertando até 70% de desconto em vestuário, calçados, eletroeletrônicos, acessórios e muitas outras opções.

Para quem quer antecipar as compras do fim de ano, pode aproveitar, entre os dias 20 a 26 de novembro, a campanha promocional mais esperada do ano. As lojas que participarão da liquidação estarão com as vitrines sinalizadas. O shopping terá seu horário de funcionamento estendido na sexta e sábado, das 9h às 22h, e no domingo das 13h às 21h.

Segundo Felipe Bahiana, gerente de marketing do Shopping Parangaba, a expectativa é de que seja registrado aumento de 15% no fluxo de pessoas durante a campanha, e de 12% nas vendas relacionado ao mesmo período do ano passado.

Oferecendo ainda mais benefícios para os clientes, o Jornal “O Real” será distribuído gratuitamente nas entradas do empreendimento,  no balcão de informação e no SAC, contendo vouchers de desconto extra, em dinheiro. Os vouchers ainda estarão disponíveis no site www.jornaloreal.com.br.

SHOPPING PARANGABA – O empreendimento conta com um mix de mais de 200 lojas, dos mais diversos segmentos, como roupas, calçados, acessórios, perfumaria, beleza, eletroeletrônicos e outros.

Serviço:

“Black Week” Shopping Parangaba

Data: de 20 a 26 de novembro

Horários:  Segunda a quinta das 10h às 22h; Sexta e sábado das 9h às 22h, e no domingo das 13h às 21h;

Endereço: Rua Germano Franck, 300

Publicidade

Aumento de 10,5% nas exportações de calçados garante superávit da balança comercial do setor

Por Oswaldo Scaliotti em Mercado

29 de junho de 2017

A balança comercial do setor de calçados registra um saldo positivo no acumulado de 2017 com um total de US$ 113,7 milhões – 9,2% superior ao obtido no mesmo período do ano passado, quando o saldo foi de US$ 104,1 milhões. O resultado é fruto de um aumento nas exportações de 10,5%. As vendas ao exterior nos cinco primeiros meses de 2017 somaram US$ 116,9 milhões ante US$ 105,8 milhões no mesmo período do ano passado. Em relação às importações, apesar do volume adquirido do exterior ter praticamente dobrado no período neste ano (96,2%), passando de US$ 1,6 milhão em 2016 para US$ 3,2 milhões em 2017, os produtos adquiridos pelo Ceará são basicamente componentes (insumos) para a indústria, sendo utilizado em muitos casos o regime de drawback para a exportação.
As informações fazem parte do miniestudo setorial elaborado pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC com dados de janeiro a maio de 2017. O estudo revela também o setor de calçados participa com 14,19% do total de exportações do Ceará, sendo o segundo setor de maior relevância na pauta das exportações cearenses (atrás apenas do setor metalmecânico). Em termos nacionais, o Ceará é ainda o segundo de maior expressividade no Brasil em relação ao volume exportado (atrás apenas do Rio Grande do Sul com US$ 228 milhões) e o primeiro em quantidade de pares vendidos ao exterior.
Uma das novidades apontadas no estudo é a expressiva elevação no volume exportado para três países sulamericanos: Argentina (46,4%), Colômbia (42,6%) e Bolívia (39,6%). No ranking dos países que mais compram calçados cearenses estão nos primeiros lugares Argentina, Estados Unidos e Paraguai. Em relação às importações, os países de onde mais o Ceará compra insumos são China, Vietnã e Colômbia.
Ceará em Comex
O “Ceará em Comex” é um estudo de inteligência elaborado mensalmente pelo Centro Internacional de Negócios da FIEC, que retrata o panorama do comércio exterior do estado. Na última edição, o estudo revelou que as exportações cearenses apresentaram em maio crescimento de 117,2% em relação ao mês anterior, alcançando US$ 205,4 milhões. O montante exportado é 154,2% superior à igual período de 2016, quando fora exportado US$ 80,8 milhões. Trata-se do décimo mês consecutivo em que o Estado registra aumento quando comparado com os meses do ano anterior. As importações também registraram crescimento (8,1%) em maio em relação ao mês anterior, chegando a US$ 181,5 milhões. Além disso, o resultado é 46,4% superior aos US$ 124,0 milhões registrados no mesmo período de 2016. Como resultado dessas movimentações, o Ceará registrou balança comercial superavitária em US$ 23,8 milhões em maio.
* postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

SENAI Horizonte lança dois novos cursos na área de couro e calçados

Por Oswaldo Scaliotti em Qualificação

17 de Maio de 2017

 

O SENAI Horizonte lançou novos cursos no segmento de couro e calçados. A unidade passa a oferecer aulas nas qualificações profissionais em “Modelista de Cabedais de Calçados”  e ” Confeccionador de Sandálias e Rasteiras”, com início em maio. As pré-inscrições já podem ser realizadas acessando AQUI. O curso “Modelista de Cabedais de Calçados” desenvolve as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para modelar cabedais de calçados de modelos originais básicos, seguindo normas e procedimentos técnicos, de qualidade, saúde e segurança no trabalho.

 
Já o de “Confeccionador de Sandálias e Rasteiras” ensina ao profissional a executar operações de modelagem, corte e costura de Sandálias e Rasteiras de materiais sintéticos e de couro, respeitando procedimentos e normas técnicas, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente. Para realizar a matrícula, o candidato deverá ter no mínimo 16 anos completos e concluído a 5ª série do ensino fundamental, bem como apresentar cópia e original dos seguintes documentos: carteira de identidade; CPF; comprovante de residência;comprovante de escolaridade. Em caso de cópia autenticada, não é necessário apresentar o original.
 
Serviço
 
Para mais informações, entrar em contato com a Central de Relacionamento do Sistema FIEC: (85) 4009-6300/ e-mail: centralderelacionamento@sfiec.org.br .
* postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

SENAI Horizonte lança dois novos cursos na área de couro e calçados

Por Oswaldo Scaliotti em Qualificação

09 de Maio de 2017

 

O SENAI Horizonte lançou novos cursos no segmento de couro e calçados. A unidade passa a oferecer aulas nas qualificações profissionais em “Modelista de Cabedais de Calçados”  e ” Confeccionador de Sandálias e Rasteiras”, com início em maio. As pré-inscrições já podem ser realizadas acessando AQUI. O curso “Modelista de Cabedais de Calçados” desenvolve as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para modelar cabedais de calçados de modelos originais básicos, seguindo normas e procedimentos técnicos, de qualidade, saúde e segurança no trabalho.

 
Já o de “Confeccionador de Sandálias e Rasteiras” ensina ao profissional a executar operações de modelagem, corte e costura de Sandálias e Rasteiras de materiais sintéticos e de couro, respeitando procedimentos e normas técnicas, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente. Para realizar a matrícula, o candidato deverá ter no mínimo 16 anos completos e concluído a 5ª série do ensino fundamental, bem como apresentar cópia e original dos seguintes documentos: carteira de identidade; CPF; comprovante de residência;comprovante de escolaridade. Em caso de cópia autenticada, não é necessário apresentar o original.
 
Serviço
 
Para mais informações, entrar em contato com a Central de Relacionamento do Sistema FIEC: (85) 4009-6300/ e-mail: centralderelacionamento@sfiec.org.br .
* postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

SENAI Horizonte lança dois novos cursos na área de couro e calçados

Por Oswaldo Scaliotti em Qualificação

06 de Maio de 2017

O SENAI Horizonte lançou novos cursos no segmento de couro e calçados. A unidade passa a oferecer aulas nas qualificações profissionais em “Modelista de Cabedais de Calçados”  e ” Confeccionador de Sandálias e Rasteiras”, com início em maio. As pré-inscrições já podem ser realizadas acessando AQUI. O curso “Modelista de Cabedais de Calçados” desenvolve as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para modelar cabedais de calçados de modelos originais básicos, seguindo normas e procedimentos técnicos, de qualidade, saúde e segurança no trabalho.

 
Já o de “Confeccionador de Sandálias e Rasteiras” ensina ao profissional a executar operações de modelagem, corte e costura de Sandálias e Rasteiras de materiais sintéticos e de couro, respeitando procedimentos e normas técnicas, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente. Para realizar a matrícula, o candidato deverá ter no mínimo 16 anos completos e concluído a 5ª série do ensino fundamental, bem como apresentar cópia e original dos seguintes documentos: carteira de identidade; CPF; comprovante de residência;comprovante de escolaridade. Em caso de cópia autenticada, não é necessário apresentar o original.
 
Serviço
 
Para mais informações, entrar em contato com a Central de Relacionamento do Sistema FIEC: (85) 4009-6300/ e-mail: centralderelacionamento@sfiec.org.br .
* postado por Oswaldo Scaliotti
Publicidade

SENAI Horizonte lança dois novos cursos na área de couro e calçados

Por Oswaldo Scaliotti em Qualificação

06 de Maio de 2017

O SENAI Horizonte lançou novos cursos no segmento de couro e calçados. A unidade passa a oferecer aulas nas qualificações profissionais em “Modelista de Cabedais de Calçados”  e ” Confeccionador de Sandálias e Rasteiras”, com início em maio. As pré-inscrições já podem ser realizadas acessando AQUI. O curso “Modelista de Cabedais de Calçados” desenvolve as capacidades técnicas, sociais, organizativas e metodológicas requeridas para modelar cabedais de calçados de modelos originais básicos, seguindo normas e procedimentos técnicos, de qualidade, saúde e segurança no trabalho.

 
Já o de “Confeccionador de Sandálias e Rasteiras” ensina ao profissional a executar operações de modelagem, corte e costura de Sandálias e Rasteiras de materiais sintéticos e de couro, respeitando procedimentos e normas técnicas, de qualidade, de saúde e segurança e de meio ambiente. Para realizar a matrícula, o candidato deverá ter no mínimo 16 anos completos e concluído a 5ª série do ensino fundamental, bem como apresentar cópia e original dos seguintes documentos: carteira de identidade; CPF; comprovante de residência;comprovante de escolaridade. Em caso de cópia autenticada, não é necessário apresentar o original.
 
Serviço
 
Para mais informações, entrar em contato com a Central de Relacionamento do Sistema FIEC: (85) 4009-6300/ e-mail: centralderelacionamento@sfiec.org.br .
* postado por Oswaldo Scaliotti