Publicidade

Investe CE

por Oswaldo Scaliotti

13º Prêmio de Qualidade Total Anoreg (PQTA 2017)

Com investimento em acessibilidade e compliance cartórios do CE modernizam atendimento para usuários

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

14 de novembro de 2017

Ofícios participam da 13ª edição do PQTA que reconhece o aperfeiçoamento e boas práticas em seus serviços, como investimento em tecnologia e capital humano

Para acompanhar a evolução ocasionada pela era digital, os serviços notariais e registrais precisam desempenhar um esforço diário, com alto nível de engajamento. No Ceará, dez cartórios extrajudiciais investiram em mudanças estruturais para melhorar a acessibilidade dos usuários aos locais de atendimento, além de modernizarem os processos internos com a utilização de fluxogramas nos procedimentos para gerenciar as demandas. Os efeitos já foram sentidos na prática com a percepção da população sobre as adequações realizadas, aumentando a satisfação e expectativas em relação aos serviços prestados.

Na avaliação da presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Ceará (Anoreg-CE), Helena Jacéa Crispino Leite Borges, além de tornar os serviços ainda mais eficientes e céleres, as adequações contribuem para a reforçar a imagem positiva sobre os ofícios.As boas práticas socioambientais, de complience e ações voltadas à saúde e à segurança ocupacional, desenvolvidas pelos cartórios cearenses, são capazes de demonstrar aos usuários que há um profundo compromisso social. E isso é fundamental no combate a lamentável visão desvirtuada de alguns, no sentido de que somos uma instituição burocrata e ultrapassada”, relata.

Como forma de tornar essas iniciativas reconhecidas nacionalmente, os cartórios do Ceará participaram da 13ª edição do Prêmio de Qualidade Total Anoreg (PQTA 2017), que premia a dedicação e persistência dos ofícios ao longo da busca por uma maior qualidade. Neste ano, a premiação vai ocorrer no dia 17 de novembro em Fortaleza (CE), e foram registradas 130 inscrições em todo o Brasil, sendo que os cartórios passaram por auditorias que identificaram as práticas inovadoras adotadas por cada um deles.

Apesar de muito importante, o investimento em tecnologia não é a única prática necessária para atualizar a atividade notarial e registral. Na opinião do presidente da Confederação Nacional de Notários e Registradores (CNR), Rogério Portugal Bacellar, também é preciso se preparar para receber os clientes da melhor maneira possível. “Com acomodações mais adequadas, com condições para receber portadores de necessidades especiais e até mesmo estacionamento, o cartório já conta com um grande diferencial”, complementa.

Exemplos pelo país

Premiada na categoria máxima em 2016, pelo quarto ano consecutivo, a titular do Serviço Distrital do Portão do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba (PR), Caroline Ferri, pontua que a principal preocupação para aprimorar a atividade é manter a qualidade sempre alinhando às necessidades do capital humano. “No cartório, possuímos um planejamento estratégico revisado periodicamente, no qual são listados objetivos institucionais vinculados à satisfação do usuário, tecnologia, clima organizacional, responsabilidade socioambiental entre outros. E o nosso foco é a melhoria contínua, com a premissa central de que o capital humano é o mais valioso”. 


A cada edição do PQTA, é publicado um Manual de Boas Práticas, com um resumo das principais iniciativas realizadas pelo setor, contribuindo para a evolução dos cartórios brasileiros. “Os serviços prestados pelos premiados têm sido considerados exemplos a serem seguidos por toda a classe. As melhores ideias são originais e passíveis de sere
m implementadas, buscando tornar a gestão mais fácil, conveniente, econômica e, o mais importante de tudo, valiosa”, explica a coordenadora do PQTA, Maria Aparecida Bianchin Pacheco.

Serviço:

13º Prêmio de Qualidade Total Anoreg (PQTA 2017)

Data: 17/11

Local: Fortaleza (CE)

Informações: http://anoreg.org.br/pqta2017

Publicidade

Com investimento em acessibilidade e compliance cartórios do CE modernizam atendimento para usuários

Por Oswaldo Scaliotti em Eventos

14 de novembro de 2017

Ofícios participam da 13ª edição do PQTA que reconhece o aperfeiçoamento e boas práticas em seus serviços, como investimento em tecnologia e capital humano

Para acompanhar a evolução ocasionada pela era digital, os serviços notariais e registrais precisam desempenhar um esforço diário, com alto nível de engajamento. No Ceará, dez cartórios extrajudiciais investiram em mudanças estruturais para melhorar a acessibilidade dos usuários aos locais de atendimento, além de modernizarem os processos internos com a utilização de fluxogramas nos procedimentos para gerenciar as demandas. Os efeitos já foram sentidos na prática com a percepção da população sobre as adequações realizadas, aumentando a satisfação e expectativas em relação aos serviços prestados.

Na avaliação da presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Ceará (Anoreg-CE), Helena Jacéa Crispino Leite Borges, além de tornar os serviços ainda mais eficientes e céleres, as adequações contribuem para a reforçar a imagem positiva sobre os ofícios.As boas práticas socioambientais, de complience e ações voltadas à saúde e à segurança ocupacional, desenvolvidas pelos cartórios cearenses, são capazes de demonstrar aos usuários que há um profundo compromisso social. E isso é fundamental no combate a lamentável visão desvirtuada de alguns, no sentido de que somos uma instituição burocrata e ultrapassada”, relata.

Como forma de tornar essas iniciativas reconhecidas nacionalmente, os cartórios do Ceará participaram da 13ª edição do Prêmio de Qualidade Total Anoreg (PQTA 2017), que premia a dedicação e persistência dos ofícios ao longo da busca por uma maior qualidade. Neste ano, a premiação vai ocorrer no dia 17 de novembro em Fortaleza (CE), e foram registradas 130 inscrições em todo o Brasil, sendo que os cartórios passaram por auditorias que identificaram as práticas inovadoras adotadas por cada um deles.

Apesar de muito importante, o investimento em tecnologia não é a única prática necessária para atualizar a atividade notarial e registral. Na opinião do presidente da Confederação Nacional de Notários e Registradores (CNR), Rogério Portugal Bacellar, também é preciso se preparar para receber os clientes da melhor maneira possível. “Com acomodações mais adequadas, com condições para receber portadores de necessidades especiais e até mesmo estacionamento, o cartório já conta com um grande diferencial”, complementa.

Exemplos pelo país

Premiada na categoria máxima em 2016, pelo quarto ano consecutivo, a titular do Serviço Distrital do Portão do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba (PR), Caroline Ferri, pontua que a principal preocupação para aprimorar a atividade é manter a qualidade sempre alinhando às necessidades do capital humano. “No cartório, possuímos um planejamento estratégico revisado periodicamente, no qual são listados objetivos institucionais vinculados à satisfação do usuário, tecnologia, clima organizacional, responsabilidade socioambiental entre outros. E o nosso foco é a melhoria contínua, com a premissa central de que o capital humano é o mais valioso”. 


A cada edição do PQTA, é publicado um Manual de Boas Práticas, com um resumo das principais iniciativas realizadas pelo setor, contribuindo para a evolução dos cartórios brasileiros. “Os serviços prestados pelos premiados têm sido considerados exemplos a serem seguidos por toda a classe. As melhores ideias são originais e passíveis de sere
m implementadas, buscando tornar a gestão mais fácil, conveniente, econômica e, o mais importante de tudo, valiosa”, explica a coordenadora do PQTA, Maria Aparecida Bianchin Pacheco.

Serviço:

13º Prêmio de Qualidade Total Anoreg (PQTA 2017)

Data: 17/11

Local: Fortaleza (CE)

Informações: http://anoreg.org.br/pqta2017